Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011

Nº 32 - Proposta de Deliberação da Presidente da Câmara, remetendo para ratificação do órgão executivo o seu despacho, datado de 17 de Fevereiro de 2010, do seguinte teor:

“Elecgas S.A. – Central Termo eléctrica do Pego, com sede na Central Termoeléctrica do Pego, veio requerer a redução das compensações a pagar ao município de Abrantes pelo Projecto que Elecgas está a levar a cabo.(...) A compensação deveria liquidar-se pelo valor de 302.075,87 €, conforme decorre das informações da DOGU 34/10 EO de 3 de Fevereiro de 2010 e nº 23/11 EO de 1/2/2011.  (...) Atendendo aos valores em presença, e à justificação apresentada, proponho para aprovação, ao abrigo das normas enunciadas, que o valor da compensação se traduza em 50%, do montante estimado, como sinal de apoio e incentivo ao investimento com expectáveis benefícios para o Município.

 

DELIBERAÇÃO: A proposta foi aprovada com os votos a favor dos vereadores eleitos pelo PS e o voto contra dos vereadores eleitos pelo PSD e do vereador eleito pelos ICA   

 

in Reexistir por Abrantes

 

É o cúmulo !!!!!

 

Enquanto se crivam os cidadãos e as pequenas empresas de sobretaxas oferece-se cerca de 150.000 € às multinacionais estrangeiras.

 

Com Socialistas destes só vale a pena este comentário dum blogue da vizinha Ponte Sôr:

 

 

Senhor engenheiro Ministro das Finanças da Repartição de Finanças de Ponte de Sôr,
Excelência:

Quim Xico & Soraia Vanessa vêm por este meio bufar junto de Vossa Excelência os gastos que fizeram anteontem, derivado ao matrimónio que contraíram, aqui, naquela Igreja - fábrica da Igreja Matriz - a que tem a cruz fluorescente em roxo, não sei se está a ver, é aquilo que parece a oficina do Chinas, mas em branco e amarela e sem pneus pendurados.
Prontos.


Então é assim, tivemos que dar uma data de dinheiro ao senhor padre, mas ele não passou recibo, pelo que achamos que é de prendê-lo e mandar vir outro.

Ao registo da conservatória, o civil, sem ser pela igreja, esse também pagámos bué, mas esses Vossa Excelência já deve estar a mancar e sobre olho, derivado a serem da família, salvo seja, de Vossa Excelência.

Passamos então ao chamado vestido de noiva, o qual foi oferecido por uma senhora chamada Dona Gertrudes que criou a minha esposa desde pequena, isto agora sou eu a escrever, o Quim Xico, porque a Soraia foi à bica à Dona Gertrudes, derivado a que a mãe dela teve de ir bulir para Paris da França e deve ter-se casado por lá, mas ninguém tem a certeza, derivado ao que não podemos, portanto, bufar junto de Vossa Excelência quanto é que custou o casório dela, se é que se casou mesmo, se não bufávamos e Vossa Excelência até era homem para nos fazer um desconto no IRS que eu sei que você era.

O dito vestido de noiva era daquela loja que vende vestidos de noiva, ali ao pé da fábrica e custou 19 euros, há quem ache caro à vista, mas até foi barato, a Dona Gertrudes diz que estava em saldos e aproveitou. 
Como é quase de Verão, deve acrescentar-se ao preço do vestido uma embalagem de parasitamor, que foi para a carraspana, genéricos, adquiridos na Farmácia da Dra. ... (ficou de venda suspensa, por isso não tenho aqui a factura nem o número de contribuinte da Dra. ..., senão juro que lhe mandava, até porque essa senhora deve estar cheia à custa do dinheirão que leva em preservativos e outros géneros de primeira necessidade, mas prontos, Vossa Excelência, de gatunos deve saber tudo).

Eu levei um fato do Manecas, que é central do Puto Gatuno e mais ou menos do meu tamanho (n/c 128 396 288). 
Ele não me levou nada pelo fato, porque em pequenos andámos sempre à calhoada ente o Alabaixo e o Puto Gatuno, só tive que o mandar limpar na Tinturaria ..., mas foi a minha esposa que o mandou e ela, como disse, foi à Dona Gertrudes, por isso não tenho aqui a facturazinha, mas acho que é três euros, não sei é se é por peça ou todo.

Quanto ao copo de água, foi servido na já referida Dona Gertrudes e pago pelo meu padrinho, o Toni (n/c 277 266 109), que me disse que foi um bocado caro, mas não dizia quanto, porque não se diz.
Mas é perguntar lá que a Dona Gertrudes faz-lhe a conta. 
Éramos cinco homens, à média de umas quatro bujecas cada um e seis senhoras, incluindo a minha, que beberam três um compal laite, uma mini e duas só quiseram água, que foi uma seca prós brindes, derivado a que não se fazem saúdes com água.
Quatro sandes de fiambre, duas de torresmos e um bolicau prá Sandrinha que levou as alianças, as cujas eram e voltaram a ser hoje do meu pai e da minha mãe.

A noite de núpcias não teve gastos, já íamos aviados.

Espero que Vossa Excelência fique satisfeito e que não me venha cá com coimas, porque neste preciso momento a Soraia já chegou e tenho de parar de escrever.

Vossa Excelência sabe como é a vida de casado, se é que tem mulher que lhe pegue e interesse nelas (isto é eu na reinação, não leve a mal).

Pede deferimento,
Quim Xico e Soraia Vanessa.

PS: O requerimento vai a vermelho porque cá em casa não havia uma Bic de outra cor, pode Vossa Excelência ficar descansado, que eu não o quero mandar à merda, para isso escrevia a cor-de-rosa.
 
In http://pontedosor.blogspot.com
 
Onde está Repartição de Finanças da Ponte ponham de Abrantes ou então escrevam a Maria do Céu Albuquerque e às Finanças dizendo que querem também 50% de isenção sobre os impostos e taxas relativas ao vosso casamento (150% no caso de ser um casamento gay dado que é mais politicamente ps ) por irem fomentar a natalidade.
 
E como fomentam os gays a natalidade???? perguntará um leitor.
 
Não respondemos, isto é um blogue sério, lido por senhoras e arciprestres, incluindo por algum Bispo e não uma página pornográfica.
 
Miguel Abrantes
 
(este assunto continuará....)
 
Obrigado aos vereadores laranjas por terem feito o que deviam. Mandar a proposta para o.....
 



publicado por porabrantes às 16:18 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O libré do Ataíde d'Abran...

A homenagem ao alemão que...

O maçónico Papa que prote...

Me too (1)

Os presos abrilistas do T...

Homenagem ao novo Pároco ...

Chocolates Favorita em Ab...

Postal para a mana Amélia...

Pombal extingue corpo de ...

Uma lição de serviço

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds