Quinta-feira, 08.02.18

Segundo o DN a benta Abrantaqua foi alvo dum processo de contra-ordenação por parte da tutela ou seja pela APA.

A acção da tutela insere-se no escandaloso caso das descargas assassinas que matam o maior rio peninsular.

O principal gestor local da Abrantaqua é o ex-vereador Bento, ornamento de várias gestões PS e o mais íntegro socialista abrantino.

No tribunal da terra está a correr outro processo, movido pelo MP (pérfida instituição que os socialistas acham que é controlada pelo Correio da Manhã) contra a empresa espanhola onde hoje o Barrocas da famosa pulseira electrónica.....é um simples accionista minoritário.

Como a dona cacique fez grandes elogios à Abrantaqua, desconhece-se se será testemunha abonatória da concessionária, que detém uma ETAR construída clandestinamente em terreno alheio, caso dos Carochos.

Se bem se lembram foi por alerta deste blogue que a autarquia foi comprar em hasta pública o terreno da ETAR, que o Matos Fernandes inaugurara no meio duma bronca com o dono do Jerico, o cidadão mais admirado por uma rústica cacique dos Casais.

ma

 



publicado por porabrantes às 08:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.02.18

A cacique diz que vai notificar a Abrantaqua, devido às descargas no Rio. Cá para nós devia multá-la

 

multas abrantaqua.jpg

 

multas abrantaqua 2.jpg

 E não venha dizer que não se pode multar a benta concessão, eis as multas previstas no contrato ( obrigado Sr.Lalanda que teve um trabalho insano para conseguir este documento, porque o poder não o queria entregar....)

 

ma



publicado por porabrantes às 10:47 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.02.18

benta lena

 Apresentamos os nossos cumprimentos ao Barrocas

mn



publicado por porabrantes às 22:25 | link do post | comentar

Já sabemos que o grosso da  poluição que mata o Tejo,com a cumplicidade autista do Ministro do Ambiente, vem de Ródão.

Mas quando aconteceu o desastre e vieram notícias da contribuição do sistema de saneamento básico dos espanhóis e da Lena, a benta Abrantaqua, onde abanca o ex-Vereador Bento, logo houve um autarca fazer de Pilatos lavando as mãos dos concessionários.

Agora o IGAMAOT caçou as etares abrantinas em sonoro incumprimento.

Que vai fazer a CMA? Multar a Abrantaqua?

Devo ler o contrato que me deu o Sr.Lalanda?

Entretanto até a cacique regressar da estranja, onde passeia com a Celeste, não farão nada.

Benta porcaria, a que flui da Central.

ma   



publicado por porabrantes às 18:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.01.18

A concessionária dos esgotos abrantinos está envolvida num processo-crime no Tribunal da terra

 

727/17.8T8ABT
Juízo Local Criminal de Abrantes
Recurso (Contraordenação)
Recorrido Ministério Público
Recorrente Abrantaqua - Serviço de Águas Residuais Urbanas do Município de Abrantes, S.A.
Julgamento ou Audiência final

 



publicado por porabrantes às 19:40 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.12.17

Venda Judicial Prédio Rústico, sito em Carochos, freguesia de Abrantes (São Vicente), concelho de Abrantes, descrito na Conservatória do Registo Predial de Abrantes sob o n.º 3513/Abrantes (São Vicente) e inscrito na matriz predial sob o artigo 17 da secção 1A da União de Freguesias de Abrantes (São Vicente e São João) e Alferrarede. Composto de olival, horta, marmeleiros, solo subjacente de cultura arvense e olival e figueiras com a área de 42160m2. Valor base: 20.000,00Euros (vinte mil euros). Será aceite a proposta de melhor preço, não inferior a 85% do valor base. AS PROPOSTAS DEVERÃO SER ACOMPANHADAS DE CHEQUE VISADO, À ORDEM DO AGENTE DE EXECUÇÃO, OU GARANTIA BANCÁRIA NO VALOR DE 5% DO VALOR BASE, NOS TERMOS DO ART.º 824 DO C.P.C. O bem pertence ao executado acima mencionado, Jorge Manuel da Costa Ferreira Dias, com domicilio em Rua Nossa Senhora Graças n.º51, na localidade de Chainça - Abrantes. É fiel depositário dos bens, que os deve mostrar a pedido. Não se encontra pendente nenhuma oposição há execução.

Localizações Associadas: Leiria / Lisboa / Abrantes (Santarem) / Rio Maior (Santarem)
N.º Venda Judicial: 1786769  >>>
Valor Base: 20 000,00 €
Data Venda: 2018-01-08 14:00
Valor Avaliação: 20 000,00 €
Data Indexação: 2017-12-24 00:49
 
 
 
mn


publicado por porabrantes às 08:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.07.17

Enquanto a benta Abrantaqua tem a concessão dos esgotos abrantinos e os Vereadores olham pró lado, assim correm os esgotos abrantinos nas traseiras dos  dos bombeiros

esgotos traseiras bombeiros 1.jpg

fotso partilhadas no face pelo Sr. Pedro Martinho, com a devida vénia

 

esgotos traseiras bombeiros 2.jpg

 

esgotos traseira bombeiros 3.jpg

Naturalmente é um risco para a saúde pública e uma vergonha, naturalmente também é um ex-libris desta gestão.

ma



publicado por porabrantes às 17:45 | link do post | comentar

Quinta-feira, 01.06.17

Manda-nos um comentário um leitor de Casais de Revelhos dizendo que nunca cheirou mal lá na terra. Que estamos a denegrir a aldeia.

mau cheiro casais de revelhos.png

Supomos que este recorte da ''Gazeta do Tejo'' basta para recordar o que era o fedor lá na aldeia.

E que por muito que a CMA lá tivesse investido, o mau cheiro continuava em 2009, como dizia a Dora Caldeira.

ma  



publicado por porabrantes às 09:43 | link do post | comentar

Quarta-feira, 31.05.17

Temos andado descuidados com os Tribunais Administrativos

 

A Abrantaqua foi processada no TAF de Leiria

 

642/17.5BELRA 382454 1ª Espécie - Ação administrativa ADM Ana Luisa Borges e Borges Unidade Orgânica 1
Autor: GONÇALVES REAL & ASSOCIADO, Lda.
Réu: ABRANTÁQUA - Serviço de Águas Residuais Urbanas do Municipio de Abrantes, SA. (Outros)
18/04/2017

  



publicado por porabrantes às 18:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12.04.17

Em 9-12-2016 divulgou-se aqui em primeira mão a ma$$a recebida da ''Europa'' pela Abrantaqua para pagar os Carochos!

Leitor atento e voraz da Imprensa e dos blogues, só um dia depois o Sr.Lalanda desmontava a negociata e o laxismo municipal, face à empresa dominada pelos espanhóis e onde um ex-vereador socialista, o famoso Bento, é administrador, no ''Coluna Vertical'' :

 

Sábado, 10.12.16

Outra vez - Etar dos Carochos

 

Artur Lalanda

Artur Lalanda 1 (2).jpg

A Lena, sempre a Lena e os seus amigalhaços. Soube-se agora. Através do Programa Operacional de Sustentabilidade no Uso de Recursos, que a ABRANTÁQUA - Serviços de Águas Residuais Urbanas do Município de Abrantes, SA, foi contemplada com a bonita soma de 1 506 000 euros de fundos, pelo vistos sem fundo, por ter construido a Etar dos Carochos, inaugurada já em 2016, quando, contratualmente, devia ter ficado pronta em 2008, com um orçamento de 752 310 euros. Durante 8 anos, os agora utentes da etar, pagaram as taxas  impostas pelo contrato e os esgotos continuaram a entrar no Tejo, sem qualquer tratamento. Em 2012, ainda foi anunciado que a nova etar ficaria pronta em 2014, com um orçamento de 1 766 952 euros, mas era foguetório, como de costume.

Todos os encargos, com as infra estruturas do saneamento, seriam suportados pela concessionária, com capital próprio, uma vez que as verbas consignadas, através dos recibos da água, viriam a compensá-la, posteriormente. Com a conivência da Câmara, a concessionária foi executanto o plano previsto, sempre fora dos prazos contratuais e com dinheiro que recebia antecipadamente. Nunca gastou mais do que recebeu. Entre 2008 e 2013,  recebeu 10 000 772, 31 euros e investiu,  apenas ,  8 084 061,67 euros, pelo que nunca precisou de utilizar capital próprio. Estima-se em cerca um milhão de euros anuais, as verbas consignadas, pelo que, o custo da Etar dos Carochos, há muito tinha sido arrecadado pela concessionária, à custa dos munícipes do concelho.

Nestas circunstâncias, a ABRANTÁQUA ter sido, agora, contemplada com  1 506 000 euros dos tais Fundos sem fundo, deixa-nos a certeza de que a análise dos processos de atribuição dos subsídios adopta critérios a justificar a intervenção das autoridades afectas aos problemas relacionados com a corrupção.

A coberto do ruinoso contrato de concessão, que nos permite admitir ter sido elaborado pela concessionária e assinado de cruz, pela Câmara, para os 25 anos de duração do contrato, o custo de todas as obras a executar, incluindo a exploração do sistema, totalizava 37 750 587 euros. No final de 2014, com a conclusão de todas as obras previstas no célebre anexo II, salvo a Etar dos Carochos, com custo real inferior a 10 milhões, concluimos que a exploração do sistema tem custos cujo valor é quasi quadruplo do custo de todas as obras executadas. Grande negócio para a concessionária que, não podemos esquecer, até 2033, vai continuar a ter verbas concessionadas na ordem do milhão de euros anual, a manterem-se os tarifários em vigor.

Em vésperas de Natal, 1 506 000 de euros de brinde não são para desperdiçar. O saldo da conta “lucros e perdas”, da concessionária, não incomoda os nossos autarcas.

Não, não se trata de ladrões, mas lá que os há, há.'' devida vénia ao blogue do Dr.Santana Maia.

 

E agora em Abril de 2017 é que o caciquismo está a pensar rever o contrato:

 

''Na última sessão da assembleia a Sra Presidente da CMA referiu que os serviços jurídicos estavam a analisar o contrato de concessão da Abrantáqua. Questionada sobre quais os itens em causa, respondeu que um deles era o apoio comunitário a fundo perdido que esta empresa iria receber e que terá que ser repercutido no contrato. ''

 

Armindo Silveira

 

 

Nós perguntamos, era obrigação da concessionária construir os Carochos em tempo útil e meter a ETAR funcionar decentemente, coisa que não fez, e era obrigação da CMA coagi-los a fazer isso, coisa que não fez.

 

Pelo contrário, aumentou o tarifário, garantiu aos espanhóis taxas de rentabilidade vantajosas, e fez vista grossa à poluição.

 

E agora diz que vai obrigá-los a rever o contrato?

 

Acha que eles aceitam?

 

A Aqualia é tudo menos uma empresa administrada por ingénuos.

 

E a CMA não tem aparentemente meio jurídico para os obrigar a rever o contrato.

 

ma   

 

 

 

  

 



publicado por porabrantes às 10:59 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Tropa do Júlio Bento em c...

Acosso sexual na dona da ...

Povo comenta : o bodo ao ...

Bento Negócio

O glorioso saneamento bás...

A multa da Abrantaqua

Carlos Matias pergunta pe...

Dona da Abrantaqua vendid...

O subsídio à poluição no ...

APA notifica Etars

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds