Quinta-feira, 04.01.18
ana t. Já o fiz no Jornal Abarca e no meu FacebooK. Reitero que quando uma maioria é concentrada num grupo que funciona como "um polvo" que vai encorporando a família, os amigos, os vizinhos, os clientes , as contrapartidas /favores , os concursos " à medida " e passam a escutar-se a si prórios , não pode arreigar-se de organização democrática mas sim oligárquica.

 

 

comentário na petição para repor o  horário pós laboral na A.Municipal

 

assine a petição



publicado por porabrantes às 15:24 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.12.17

Pela reposição do horário pós-laboral

das sessões da Assembleia Municipal

de Abrantes

 

Para: Cidadãos, em geral, e munícipes do concelho

de Abrantes, em particular

As sessões da Assembleia Municipal de Abrantes DEVEM SER PÚBLICAS e não apenas formalmente públicas. Ou seja, devem funcionar sempre em horário pós-laboral de forma a permitir a participação de todos os cidadãos que nela queiram participar, designadamente dos trabalhadores e dos estudantes.

Participar ou não participar nas sessões da Assembleia Municipal é um direito dos cidadãos, não cabendo ao poder político limitar, restringir ou retirar este direito com base, designadamente, no argumento da pouca participação dos cidadãos nas Assembleias Municipais.

Parafraseando Alexis de Tocqueville, era bom que os deputados municipais de Abrantes percebessem uma coisa: numa democracia liberal, como é constitucionalmente a nossa, "os deputados são os representantes do povo soberano, mas não são os representantes soberanos do povo."
 
 


publicado por porabrantes às 13:44 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.12.17

O horário e o calendário implementado pela maioria caciquista na Assembleia Municipal para impedir que o Povo de Abrantes tenha acesso às sessões está a ser contestado pela sociedade civil.

Uma petição encabeçada pelos ex-vereadores Santana Maia Leonardo e Belém Coelho e ainda pelo ex-deputado municipal do ICA Viana Rodrigues contesta esta manobra que tem em Gomes Mor e na cacique os principais defensores.

Recorde-se que também Elza Vitório contestou o novo horário e que o BE abandonou a sala em protesto contra ela, enquanto Jorge Beirão ficava enxofrado.

A petição cita Tocqueville ''  deputados são os representantes do povo soberano, mas não são os representantes soberanos do povo".

Notícia desenvolvida na Rede Regional

Desde já apoiamos esta atitude da sociedade civil contra os caciques e apelamos aos leitores que façam vergar o autoritarismo barato do PS cá da terrra.

Parece que uma deputada radiofónica se manifestou contra as petições, dizendo que não servem para nada.

Então para que serviu esta?

ma



publicado por porabrantes às 21:10 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27.11.17

Com a devida vénia ao Autor publica-se a intervençao do Dr.Rui André na última AM

 

 

Assembleia Municipal de Abrantes (24/11/2017) ... intervenção.

 
Freguesia de Rio de Moinhos
· 13 horas ·

INTERVENÇÃO DE RUI ANDRÉ, PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE RIO DE MOINHOS (MIFRM), NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DESTA SEXTA-FEIRA, DIA 24 DE NOVEMBRO

Ex.mo Sr. Pr...esidente da Assembleia Municipal
Ex.ma Sra. Presidente da Câmara Municipal
Ex.mos Srs Deputados Municipais
Ex.mos Srs. Presidentes das Juntas de Freguesia
Público presente
Comunicação Social aqui presente

Boa tarde a todos e todas

Cumprimento todos os eleitos e endereço um especial cumprimento aos vencidos que souberam, de uma forma democrática, aceitar os resultados.

Aproveitar esta oportunidade para aqui, nesta casa da democracia, jurar os meus compromissos no sentido de defender a minha freguesia até às últimas consequências, utilizando todas as ferramentas que a democracia tem ao meu dispor.
Agradeço ao sr. Presidente da Assembleia Municipal a forma cordial como recebeu este novo paradigma político com a eleição do Movimento Independente Freguesia Rio de Moinhos.
Nesta minha primeira intervenção deste mandato, gostaria de vincar uma situação vivida nestas últimas eleições. Rui André e a sua grande equipa é e será a mesma lista que tem vindo a trabalhar em prol da sua população, independentemente de estar apoiado ou não por um partido político.
Tenho um enorme respeito por todos os partidos políticos aqui representados, mas, ao contrário, ainda existe incoerência no conceito de liberdade na política, mesmo depois de 43 anos de democracia.
Saber ouvir e respeitar as posições dos outros é reconhecer os outros como iguais perante a forma de fazer política.
Por isso, os movimentos independentes podem e devem ser mais uma solução para que esta Democracia possa crescer e ser cada vez mais participativa.
Aconteceu há poucos dias na Assembleia de Freguesia extraordinária do Tramagal que teve casa cheia.
Desde dos meus 18 anos, faço questão de exercer o meu direito de voto, mas como sou uma pessoa exigente e coerente, utilizo as urnas para votar de acordo com a minha consciência e nunca a favor deste ou aquele partido político. Analiso as propostas e os candidatos das diferentes listas apresentadas. Por isso nunca voto no mesmo partido ... voto sim nas pessoas e sobretudo nas pessoas que estão à frente dos partidos naquele momento específico.
Posso adiantar que já votei em todos os partidos desde dos meus 18 anos ... Democracia é assim. Sempre defendi que devemos escolher os melhores para representar a nossa freguesia, o nosso concelho, o nosso país (legislativas e presidenciais) e também na europa.

Posto isto, gostaria de apresentar uma proposta e fazer um pedido ao executivo da câmara:

1. Proposta da reorganização da casa mãe da democracia, se assim o entenderem.
Visto os presidentes de junta serem deputados por inerência, penso que seria pertinente os 13 presidentes estarem juntos nesta assembleia (situados no centro da sala) com os respetivos partidos à esquerda e à direita onde cada presidente pudesse estar junto da sua bancada mas separados por um corredor.
Isto porque o principal objetivo do presidente de junta é defender a sua freguesia e só depois representar o seu partido ... foi assim que cada presidente se propôs concorrer  nestas últimas eleições.
Com todo o respeito pelos partidos políticos, penso que seria mais adequado esta configuração espacial nesta casa que representa a Democracia.
Fica esta minha humilde opinião, que mesmo que chumbada, ficaria chateado comigo mesmo, se não a apresentasse aqui, agora e no local certo.

E não poderia deixar terminar a minha primeira intervenção sem falar de duas situações:

2. Existe uma situação que perdura há mais de 6 meses – uma casa situada junto da Igreja Matriz de Rio de Moinhos que necessita de ser demolida a fim de alargar a respetiva estrada (desde o mês de Maio que está pronta, a aguardar o trabalho da
CMA).
É um local demasiado estreito, onde os automobilistas têm muitas dificuldades em passar.
Para poder responder aos munícipes riomoinhenses com exatidão, gostaria de saber qual o prazo prevista para a realização dos referidos trabalhos?

3. Finalmente gostaria de perguntar qual a programação / calendarização prevista para a requalificação da casa social localizada em Rio de Moinhos para alojar a família de etnia cigana e se existe uma data para a entrega da chave da habitação.

O meu obrigado ...

E o desejo de um excelente mandato para todos e para todas

Rui André
Presidente da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos
Movimento Independente Freguesia Rio de Moinhos



publicado por porabrantes às 08:15 | link do post | comentar

Domingo, 26.11.17

Foi algures nos anos 80, numa Assembleia Municipal. Celebrava-se numa fria sala de S.Domingos, outrora Igreja onde os frades oravam, D.Guiomar, Infanta de Portugal, fora sepultada e que a tropa profanara.

Fazia um frio dos diabos.

Era Presidente o Zé Bioucas e Vereadores da Oposição o eng. Herlânder Leitão e pelo CDS um tal Branco.

Francisco Correia Semedo era chefe de fila da APU e simultaneamente consultor jurídico do Município.

O povo só podia intervir no final da sessão e naturalmente o povo ficava a ver telenovela ou ia para a cama, porque tinha de trabalhar.

E também porque a qualidade da discussão era fraca e as sessões eram uma chatice.

O chefe da direita era um Anacleto.

Mas nesse dia um punhado de populares foi à sessão e resolveu falar.

O dr. Semedo deixava-se dormir a partir das 10 e meia até ao final da sessão.

Era o sono dos justos.

Terminaram de falar os caciques e todos queriam ir para casa,quando os populares começaram a protestar sobre uma pocilga que havia em Alferrarede e cujo aroma inquinava as casas vizinhas.

Face a isto, o Zé Bioucas berrou: ''Ò Semedo o que é que se passa com os porcos''?

Estremunhado acordou o Advogado e disse : ''Quais porcos?''

Depois, lá deu umas explicações atabalhoadas sobre o processo de licenciamento da pocilga, que estava no contencioso camarário....

Serve isto para dizer que o povo tem o direito a ser ouvido nas A.Municipais, antes que os políticos.

Porque é o povo que lhes paga.

E porque se o povo não está presente (como parecem querer), dia santo na loja.

ma 

  



publicado por porabrantes às 12:05 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.11.17

O Vereador Armindo Silveira e os deputados da Oposiçao (ou seja do Bloco) abandonaram a sessão da AM em protesto contra a prepotência caciquista.

Ficaram lá os yes-men.

ma



publicado por porabrantes às 16:51 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.09.17

Queremos destacar, agora que terminou mandato a A.Municipal sob o signo da vergonha, veja-se a escandaleira da votação sobre a demolição do mercado municipal, o grande papel desempenhado na bancada laranja pela deputada municipal Ana Chambel Dias, já aqui alguma vez elogiada.

A drª Ana Chambel Dias pautou a sua intervenção por uma exigente defesa do interesse público e dos interesses abrantinos.

Portanto devemos agradecer os seus serviços a Abrantes.

ana

 

I

Numa Assembleia onde muitos entram calados e saiem mudos, a Ana foi uma mulher interveniente e um espinho na garganta da cacique e da mesa pegacha.

 

ma

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 12:04 | link do post | comentar

Sábado, 09.09.17

mor barriga 2

 A última sessão da A.Municipal abrantina caracterizou-se por sonora bronca.

O PSD quis incluir na ordem do dia a discussão da prevista e bárbara demolição do Mercado Diário e acusa o PS, em comunicado, de  ilegalmente ter impedido esta discussão.

Cabe ao Presidente da AM ser o guardião da Lei na Assembleia.

Mas também cabia ao Mor mandar a Isilda fazer as actas e ainda há actas de 2016 que não estão on-line.

Se o PSD acha que há ilegalidades, que se deixe só de conversas e meta os responsáveis no Tribunal.

Também nos escapou outra bronca na Bemposta,onde os laranjas acusam a Assembleia de Freguesia de funcionar ilegalmente.

Mas acho que dará mais gozo deixar falar (quem sabe) da retrete ilegal do Brunheirino.

mn

Foto Médio Tejo

Resultado de imagen de cacique bemposta



publicado por porabrantes às 12:04 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.08.17

vasco.jpg

 

 

 

O dr.Matafome pediu a 29-9-16

matafome 1.png

 

Ora a dona cacique prometera no seu programa eleitoral

 

matafome 2.png

 

Transmissão on-line ou por TV das sessões públicas das reuniões dos órgãos autárquicos

 

Programa PS  

Como é que classifica quem promete uma coisa e faz outra?

 

E sobre política florestal????

 

Voltando à transmissão on-line, a política profissional teve medo de que os cidadãos seguissem as Assembleias Municipais em directo.

 

ma

 

devida vénia Médio Tejo



publicado por porabrantes às 08:45 | link do post | comentar

Segunda-feira, 31.07.17

mor 2.png

Foi publicada a acta da AM de 24-2-1017. Continuam a faltar todas as restantes actas de 2017.

E falta ainda uma acta de 2016, a de 30-11-2016

Estes atrasos são inadmissíveis e são da responsabilidade do Presidente e da Mesa.

Conseguirá a dita Mesa fornecer as actas antes das eleições?

Telefonem para o Largo do Cruzeiro!

ma. 



publicado por porabrantes às 19:01 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Assembleia “take-away”?!

Assembleia Municipal sem ...

Mor tem de participar ao ...

Armindo Silveira acusa Go...

Viva a Frontalidade!

Assembleia Municipal

Presidente abandonou sess...

Mor muda ordem de trabalh...

Da falta de educação

AM não agenda questão do ...

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds