Terça-feira, 21.02.17

caima tejo.jpg

 O Sr.Consolado Marques fotografou hoje a nova praia de banhos de Punhete, com água de ''cólidade'' made in Caima.

ma


tags: ,

publicado por porabrantes às 21:58 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.08.15
 
 

''São da região de Aveiro os dois homens que perderam a vida na sequência do trágico acidente laboral que aconteceu em Abrantes (distrito de Santarém), ao final da tarde de segunda-feira.
A queda de uma placa de betão de revestimento da fachada do edifício da nova Unidade de Saúde Familiar daquele concelho, com um peso de cerca de duas toneladas, foi fatal para as duas vítimas. Eduardo Duarte, de 35 anos, natural da Gafanha d’Aquém, embora estivesse a residir na Gafanha da Nazaré com a mulher e as duas filhas de cinco e 13 anos, morreu ainda no local. João Andrade, também atingido pela placa de betão, acabou por falecer no Serviço de Urgências do Hospital de Abrantes, onde deu entrada em paragem cardio-respiratória. Tinha 49 anos e morava em Paus, Alquerubim, no concelho de Albergaria-a-Velha, sendo natural de S. João de Loure. Deixa mulher e três filhos, de 15, 23 e 27 anos.''

 

no Diário de Aveiro por Diana Cohen com a devida vénia

 

se bem me lembro os 2 mortos na Caima em Outubro de 2014 também eram dessa região

 

caima.jpg

R.Renascença

 

e a ACT e a Câmara da Julinha ainda não divulgaram o resultado do inquérito....

 

ma

 


publicado por porabrantes às 19:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.05.15

É bom ver que o sr. dr. Avelino Manana e o PCP aprende com o arq. Gonçalo Ribeiro Telles e o velho PPM.

Está o dr. Manana a dar em monárquico-ecologista?

Aprende o dr. Manana e o PCP com um latifundiário de Coruche?

 

gonçalo.png

Jornal I

Aprende com o democrata que se enfrentou ao fascismo e ao gonçalvismo, às multinacionais e ao betão?

 

Aprende, e é uma boa notícia.

 

Aprender é bom.

 

Mas também aprende com a Senhora Maria Fernandes, dos Independentes da Bemposta, que condenou a eucaliptização desenfreada no Brunheirinho, na última ''Barca''.

 

E na Bemposta há um triunvirato PSD/PS/PCP a governar.......

 

E os Independentes na Oposição.

 

E também aprende o PCP com o Bloco e com o valente Armindo Silveira, que condenou a monocultura suicida do eucalipto no discurso do 25 de Abril na AM, como se publicou aqui.

 

A CDU acaba de votar em sede municipal contra a monocultura do eucalipto.

 

Os latifundiários estrangeiros  das celuloses dominam mais de 50.000 ha de terra em Portugal. 

 

O eucalipto mata a terra, extermina a biodiversidade, arrasa os campos de Portugal, qualquer lavrador honrado, como o Gonçalo, sabe isso.

 

E o PCP de Abrantes aprendeu, isso. É hora de dizer bravo!!!!

 

CDU eucaliptos.jpg

Mas também é hora de dizer à Júlia Amorim, que a Caima costuma explodir de vez em quando.

 

 

mn

 

 

 

 

 

       



publicado por porabrantes às 17:05 | link do post | comentar

Terça-feira, 09.12.14

caima.jpg

 A cópia deste ofício dirigido a um amigo nosso, conhecido pela sua intervenção cívica e política em Constância, o Zé Luz, revela que está em marcha um processo contra a Caima pela malfadada explosão de Agosto de 2013

 

A marcha é lenta, tão lenta que depois disso já houve outra explosão e morreram dois operários.

Face a esta lentidão e dado que o partido da classe operária governa a autarquia, dá-se voz à concorrência:

 

(..)

Dois jovens operários perderam a vida, carbonizados dentro de uma conduta de lavadouro de gases, quando procediam ao seu revestimento com fibra de vidro nas instalações da fábrica de pasta de eucalipto para produção de papel CAIMA, em Constância.

Esta fábrica, que explora perto de uma centena de operários, encontrava-se em manutenção, realizada por várias empresas contratadas pela Caima.

Os dois operários em causa, de 26 e 28 anos de idade, eram naturais da Bairrada e eram explorados pela Orbisource, uma das empresas contratadas pela Caima para proceder aos trabalhos de manutenção.

Como é habitual, nenhuma das empresas Caima e Orbisource, nem a ACT divulgaram qualquer explicação para o incêndio que deflagrou e que vitimou os operários, mostrando-se o lacaio da Caima mais preocupado em destacar que o incidente teve apenas danos negligenciáveis na fábrica e que os dois trabalhadores mortos eram de uma empresa externa.

O certo é que a indiferença e a provocatória normalidade com que os capitalistas e as entidades públicas que lhes dão cobertura encaram a morte dos operários por falta de condições de segurança é de tal ordem que, neste caso, nem os trabalhos em curso foram suspensos. (...) diz o MRPP

 

tá visto que os maoistas continuam em forma, excepto quando dão em Advogados do Alberto João ou vão para Presidentes da União Europeia (tenho de encontrar o Zé Barroso para lhe dar um abraço)

MN

não é por nada mas o MRPP também diz que a Maternidade de Abrantes vai fechar até finais de 2016, o camarada dr.Garcia Pereira costuma estar bem informado (a este não dou abraço, mando-lhe os cumprimentos através do Prof. Doutor José João Abrantes...)

 

nota: para evitar confusões informa-se que o nosso amigo Zé Luz foi candidato pelo PSD à autarquia de Constância e não é nenhum extremista de esquerdas como a Julinha Amorim ou o Garcia Pereira.....

 

 


publicado por porabrantes às 18:58 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.11.14

verdes 2.jpg

OS VERDES» ENTREGAM CERTIFICADO POSITIVO
À CÂMARA MUNICIPAL DE CONSTÂNCIA

Hoje, 6 de novembro, no início da reunião de Câmara, o Partido Ecologista «Os Verdes» entregou à Câmara Municipal de Constância, um Certificado Positivo, pela convi...vência harmoniosa do município e das suas gentes com os rios Tejo e Zêzere.

''A iniciativa integra-se nas Jornadas Ecologistas, dinamizadas pelos «Verdes» no distrito de Santarém, desde o passado mês de setembro, nas quais visam assinalar os problemas mais prementes do distrito, que têm afetado a qualidade de vida das suas populações e hipotecam o desenvolvimento do distrito e do país. Por outro lado, as Jornadas pretendem também assinalar opções positivas, intervenções ou potencialidades deste distrito que merecem ser reconhecidas para promover o desenvolvimento e romper com a crise que atravessamos.
Ver más (5 fotos)''

 

mirante punhete.png

O Mirante

Também podiam dar um certificado à Caima......

a redacção

foto e texto da CM de Constância

 



publicado por porabrantes às 22:10 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.10.14

 

O Senhor Doutor A.F. é o deputado do PCP por Santarém, não teria acontecido nada de importante hoje em Constância?

 

Não digo valha-me deus, porque sou ateu! Digo valha-me a Raquel Varela !

 

 

Naturalmente desejamos boas férias à Senhora Professora que o Crato mandou pró Reino dos Algarves.

a redacção



publicado por porabrantes às 23:59 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 A Câmara da Senhora Amorim resolveu colaborar com a Caima para fazer a história da empresa.

Sugerimos desde já um capítulo de 300 páginas: com o título ''Explosões'.

Outro capítulo de 1200 páginas com o título : ''Poluição''.

Se tivermos pachorra juntaremos notas bibliográficas.

 

 O que me parece incrível é que a CMC se dedique a ajudar uma multinacional (que só em Portugal tem 80.000 hectares de terra) a preservar a sua memória.

Mas já sabemos que a beatice em Constância é tanta, que acham que a Caima é uma divindade.

Só espero que tenham alguma moderação no apoio, porque se exageram ainda vão restaurar isto

(Mirante)

 

Celulose do Caima e o resto.

 (Lugares abandonados com a devida vénia)

O que nunca poderão fazer é corrigir o mal que a Silvicaima fez a Portugal, destruindo a terra com os eucaliptos e envenenando o Tejo e outros rios.

Quanto ao emburguesamento  que praticam os comunistas que adoram a ''divindade'', já estou habituado.

Foi essa corja que traiu Portugal em 1975 ao serviço do estrangeiro.

MA

Também se podem culturalizar. No final da década de 50 não havia em Portugal nenhuma ditadura militar, terminou no início dos anos 30.

 créditos: CMC, Mirante

 

 

 



publicado por porabrantes às 14:15 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.06.14

Por enquanto não me vou referir a nenhuma actuação em tribunal de nenhum arqueólogo, seja a criatura nascida no Suriname, em Itália ou em Cebolais de Cima.

 

 

Vou apenas referir uma sentença exemplar e pioneira em matéria de Direito Ambiental que condenou a Caima por poluição e obrigou-a a pagar 25 mil contos por  se dedicar a poluir o Tejo, esse bucólico Tejo, que em Punhete terá cantado, dizia o Sr.Burguete, um zarolho chamado Camões.

 

Vinte e cinco mil contos era dinheiro em 1993 e aos vinte cinco milhões de saudosos escudos, somaram-se mais 40 contos de taxa de justiça por sem razão terem recorrido duma multa da Direcção-Geral do Ambiente.

 

 

Foram necessárias para condenar a poluidora estas pessoas:

 

 

(..)

 prova pericial:

- Prof. Fernando Santana (Director do Departamento de Ambiente da Universidade Nova de Lisboa) que prestou declarações no sentido da fiabilidade científica dos resultados da análise realizada pela D.G.Q.A., referindo que o impacte ambiental da descarga do efluente no rio nunca é nula;

- prova testemunhal:

- Engª. Leonor Marisa Cartaxo (Inspectora do Ambiente e especialista em engenharia sanitária) - no exercício das sua funções procedeu à inspecção e elaboração dos autos de notícia e de colheita de amostras para análise:

- Engª. Maria Teresa Pereira (a prestar serviços na D.G.A.) - referiu a validade científica dos resultados da análise realizada pela D.G.Q.A., o prazo de degradação das amostras bem como a degradação da matéria orgânica existente na terra a tornar ineficaz uma análise que hoje se realizasse:

- Dr. José Manuel Alho (Presidente do Núcleo de Ourém da Quercus) - também referiu que o impacte ambiental do efluente no rio nunca é nulo;

- Engº João Manuel Baptista (Director da Caima) - que se louvou no relatório elaborado pelo I.S.T. e junto aos autos referido, ainda, o esforço financeiro que a Caima tem desenvolvido no que respeita a estações de tratamento;

- Engº. Arnaldo Araújo (que presta serviço na Caima) - assistiu à recolha das amostras, referiu-se aos investimentos que a Caima tem feito no campo do combate à poluição bem como à discrepância dos resultados na s análises levadas a cabo pela Caima; D.G.Q.A. e I.M.E.T.I.;

Mário Benito Rosa (encarregado de obras) - confirmou o conteúdo do doc. junto aos autos a fls. 79;

(...)

 

a elas o nosso obrigado, em especial aos magistrados que decidiram e bem:

 

''

Decisão

Nestes termos, e nos melhores de Direito, nega-se provimento ao recurso interposto pela Companhia de Celulose do Caima, S.A. e condena-se a recorrente como autora da contra-ordenação prevista no artº 49º nº 1, do Dec. Lei 74/90 de 7/3 e, nos termos da alínea n) do artº 23º do Dec. Lei nº 70/90 de 2/3, aplica-se-lhe a coima de esc. 25.000.000$00 (vinte e cinco milhões de escudos) mantendo-se, destarte, a condenação imposta à recorrente pela D. G. Q. A. (Dec. Lei nº 433/82 de 27/X, art. 64º - 4).

Custas pela recorrente com taxa de justiça que fixo em 40.000$00 (quarenta mil escudos) - artºs 92º e 93º - 4 do Dec. Lei nº 433/82.

Notifique e, após transito, comunique a presente decisão à Direcção-Geral da Qualidade do Ambiente.

Abrantes, 14 de Outubro de 1993''

 

 

 

 

Resta dizer que quem quiser um  rol de testemunhas para condenar quem polui na Etar dos Carochos, já tem aqui algumas pessoas para indicar que sabem de poluição fluvial 

 

Não digam que não somos amigos do Ambiente.

 

MA 



publicado por porabrantes às 18:02 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.09.13

 

O Cidadão abt disse sobre Explosão em Tancos na Terça-feira, 3 de Setembro de 2013 às 22:43:

 

     


Segundo consta, a recuperação dos danos resultantes da tal nitrico-explosão tem dado trabalho de sobra a determinada micro-empresa de construção civil... 
Aqui encontramos um benefício!

Tudo cozinhado no top-secret...

A ideia de que não será justificável prestar quaisquer explicações à população de Constância e arredores não parece de bom senso. 
Mesmo que não resultem riscos de saúde, perante o aparato da coisa, sobram sempre danos para a estabilidade emocional e psicológica das populações, e nas barbas da sede da Delegação de Saúde...

Deve ser o mesmo nitrogénio que vai corroendo os componentes em alumínio de Constância Sul e imediações, tais como caixilharias e antenas de TV...

 

 

Olá amigo:

 

Cá para nós isto é a consequência do que o Jerónimo vai anunciar na Festa do Avante

 

 

  ephemera

 

 

 

 

 

ALIANCA PROLETARIADO/MULTINACIONAIS

 

 

 

 

 

como a Aliança Povo/MFA falhou .....

 

 

e esta era um bocado dura de explicar às amplas massas populares......

 

 

 pau para toda a obra

 

porque as massas populares são burras por natureza, o Jerónimo proclamará, revolucionário, 

 

 

 

ALIANÇA PROLETARIADO/MULTINACIONAIS



em Constância obedecem, são muito obedientes e disciplinados, e como são vanguardistas já estão a cumprir antecipadamente desde o 15 de Agosto explosivo....


a redacção




publicado por porabrantes às 21:51 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.09.13

Eugénio Sue escreveu Mistérios de Paris, Camilo seguiu a senda com Mistérios de Lisboa, algum russo deve ter escrito Mistérios de Moscovo e estou à espera dum valente que escreva Mistérios de Constância, para que nos explique isto e mais ..... 

 

 

(...)

 

) No dia 27 de Junho de 1989 o requerente tomou posse como 3º oficial administrativo de nomeação provisória da Câmara Municipal de Constância – fls. 132 do processo administrativo (PA) apensado aos autos e doc. 1 junto com o requerimento inicial (RI);
B) Em 28 de Dezembro de 1995 o requerente foi nomeado, a título definitivo, operador de sistemas informáticos de 2ª classe da Câmara Municipal de Constância – fls. 83 do PA e doe. 2 junto com o RI;
C) Com a entrada em vigor da Lei nº 59/2008, de 11 de Setembro, o requerente transitou, a partir de 1 de Janeiro de 2009, para a situação de técnico de informática com contrato de trabalho por tempo indeterminado – doc. 3 junto com o requerimento inicial;
D) O requerente exerceu de forma contínua, durante mais de vinte anos, as funções que lhe foram cometidas – alegação não impugnada;
E) O que sempre fez de forma eficiente, diligente e meritória – alegação não impugnada; v. também fls. 67, verso, do PA;
F) Com bons resultados nas avaliações de desempenho e progressão na carreira – alegação não impugnada; v. também fls. 67, verso, do PA;
G) Nunca tendo sido alvo de qualquer repreensão ou procedimento disciplinar – alegação não impugnada;
H) Mantendo um óptimo relacionamento com todos os demais funcionários da Câmara Municipal – alegação não impugnada;
I) Sendo por todos eles querido e admirado – alegação não impugnada;
J) O requerente sempre manteve um relacionamento próximo, mesmo de amizade, com os munícipes – alegação não impugnada;
K) O requerente sempre exerceu as suas funções com dedicação e profissionalismo – alegação não impugnada;
L) Tendo igualmente ficado responsável pela formação dos estagiários do Departamento em que se encontra inserido – alegação não impugnada;
M) O requerente é militante do Partido Socialista – alegação não impugnada;
N) Facto que sempre foi conhecido de todos, incluindo no seu local de trabalho – alegação não impugnada;
O) Jamais tendo tal actividade impedido o requerente de exercer as suas funções na Câmara de forma isenta e desligada das lides e quadrantes partidários – depoimento de Maria Adelaide do Vale Quaresma Ferreira;
P) Nas últimas eleições autárquicas, que tiveram lugar em 11 de Outubro de 2009, o requerente desempenhou funções como mandatário das listas do Partido Socialista, concorrentes à Câmara Municipal de Constância – alegação não impugnada; depoimentos de Rui José da Silva Pires, Vereador da Câmara Municipal de Constância, e de Margarida Maria da Costa Alves Veríssimo, Vereadora da Câmara Municipal de Constância, eleita na mesma lista que o requerente integrou e que convidou o requerente para ser mandatário nas últimas eleições autárquicas;
Q) Tendo participado activamente na campanha eleitoral – alegação não impugnada;
R) O requerente foi subscritor da comunicação escrita ao Tribunal Judicial de Abrantes, que deu origem ao procedimento eleitoral nº 944/09.4TBABT e pela qual se denunciava a situação de inelegibilidade do candidato da CDU a presidente da Câmara Municipal de Constância, Máximo Ferreira – doc. 4 junto com o requerimento inicial, cujo teor se dá por reproduzido;
S) A supra mencionada acção foi declarada improcedente – alegação não impugnada;
T) Tendo o candidato da CDU, Máximo Ferreira, vencido as eleições – alegação não impugnada;
U) O novo executivo tomou posse no dia 31 de Outubro de 2009 – alegação não impugnada;
V) A partir do início do mês de Novembro de 2009 foram aprovadas diversas mudanças internas de forma a adaptar os serviços às exigências resultantes de um novo mandato autárquico, as quais abrangeram diversos trabalhadores, como sucedeu, por exemplo, com os que estavam adstritos ao Gabinete de Apoio ao Presidente da Câmara Municipal, ao Gabinete de Informação e Relações Públicas e à Divisão Financeira – depoimentos de Francisco José Caipirra Covas, Chefe da Divisão Administrativa e Financeira, Sandra Isabel Luís dos Santos, funcionária da Associação "Os Quatro Cantos do Cisne", que presta serviços à Câmara Municipal de Constância há três anos e Maria Adelaide do Vale Quaresma Ferreira, Técnica Superior da área financeira na Câmara Municipal de Constância;
X) Sendo que, quanto à Divisão Financeira, procedeu-se à alteração das funções que cada trabalhador desempenhava, abrangendo a mudança do respectivo local de trabalho – fls. 5 e 6 do PA e docs. 1 e 2 juntos com a contestação da entidade requerida;
Y) Em 17 de Novembro de 2009 o Presidente da Câmara Municipal de Constância exarou na Informação nº 15/2009 do Chefe da Divisão Administrativa que consubstancia o relatório sobre a "informatização da Biblioteca Municipal Alexandre O'Neill, em Constância", o seguinte despacho:
Aprovo o presente Relatório que, para além de sugerir o objectivo de modernizar a Biblioteca Municipal Alexandre O'Neill, indica estratégias para sua concretização.
Designo o Técnico de Informática A... para executar o Projecto, devendo, para o efeito, instalar-se o seu posto de trabalho no próprio edifício da Biblioteca, em local que reúna condições para o desenvolvimento das tarefas inerentes.
A coordenação do Projecto será exercida pelo Chefe da Divisão Administrativa/Financeira, em articulação com a Técnica Superior responsável pela Biblioteca e com a supervisão da Vereadora responsável pelo Pelouro da Educação/Cul” – fls. 1 a 4 do PA;
Z) Deixaram de ser atribuídas ao requerente as seguintes funções que vinha exercendo há mais de 20 anos:
- Gestão de todo o sistema informático da Câmara;
- Gestão das aplicações informáticas da AIRC [Associação Informática da Região Centro];
- Administração do domínio da Câmara Municipal;
- Formação e tutela dos estágios;
- Acompanhamento do Projecto Médio Tejo Digital, pelo qual era responsável – alegação não impugnada;
Z-a) Tendo o requerente passado a estar incumbido, além das discriminadas no relatório sobre que foi proferido pelo Presidente da Câmara o despacho de 17 de Novembro de 2009, das seguintes tarefas:
- Requisições de material para implementação do projecto de modernização da Biblioteca;
- Envio de mails e contacto com os intervenientes no projecto;
- Manutenção de todos os computadores instalados na Biblioteca Municipal;
- Apoio aos técnicos que foram incumbidos de proceder à informatização bibliográfica – depoimentos de Francisco José Caipirra Covas, Júlia Maria Gonçalves Lopes de Amorim, Vereadora pela área da Animação Cultural, na qual se integra a Biblioteca, Virgílio Marques Quintino, Técnico de Informática, e Anabela Conceição da Silva Alves Cardoso, Bibliotecária responsável pela Biblioteca da Câmara Municipal;
Z-b) Tarefas essas que foram clarificadas na Informação elaborada pela Vereadora Júlia Amorim em 15 de Janeiro de 2010, na sequência da reunião realizada em 13 de Janeiro de 2010, e cujo teor se dá por reproduzido – fls. 10 a 12 do PA, a que corresponde o doc. 3 junto com a contestação da entidade requerida;
Z-c) A supra mencionada decisão colheu de surpresa não só o requerente como todos os que com ele trabalhavam – alegação não impugnada;
Z-d) Foram vedados ao requerente os acessos a todas as aplicações informáticas com que trabalhava bem como modificada a password de várias pastas contendo documentação e ficheiros a que, até então, sempre fora dos poucos com autorização para aceder – alegação não impugnada;
Z-e) A modificação das palavras-chave foi uma medida que atingiu os vários possuidores de acesso ao servidor principal – depoimentos de Francisco Caipirra e Virgílio Quintino já referidos;
Z-f) Que se revelou necessária em face das mudanças entretanto ocorridas – depoimentos de Francisco Caipirra e Virgílio Quintino já referidos;
Z-g) E que, face a um novo mandato, visava garantir o controlo do sistema informático, o qual deverá garantir a absoluta privacidade dos dados e estar sujeito a medidas de segurança rigorosas – depoimentos de Francisco Caipirra e Virgílio Quintino já referidos;
Z-h) Na reunião de 26 de Novembro de 2009 os Vereadores da Câmara Municipal Margarida Veríssimo e Rui Pires apresentaram o "pedido de informação número um" consignado na Acta nº 27/2009, junta com o requerimento inicial como doc. 7 e que nessa parte [transcrita no artigo 32º do requerimento inicial] se dá por reproduzido – alegação não impugnada;

 

 

(...)

 

e mais 

 

(...)

 

Z-o) Em Informação posterior à reunião convocada pela Vereadora Júlia Amorim para o dia 13 de Janeiro de 2010, e em que participaram o Chefe da Divisão Administrativa, Francisco Caipirra, a Técnica Superior, Anabela Cardoso, a Assistente Técnica, Sílvia Brota, e o próprio requerente registou-se o seguinte:
- Que a aplicação informática não estava a funcionar;
- Que não foram efectuadas as diligências necessárias no sentido de se proceder à aquisição de hardware e software – doc. 3 junto com a contestação da entidade requerida;


e mais


(...)


Z-r) O requerente permaneceu ao serviço no edifício da Biblioteca apenas alguns dias e até que lhe foi atribuída baixa médica psicológica – alegação não impugnada;
Z-s) O requerente passou a ser uma pessoa profundamente triste e ansiosa – depoimento de Rui Hipólito Martins, que disse conhecer o requerente há 10 anos e ambos frequentarem a casa um do outro; "relatório médico" protestado juntar no artigo 54º do requerimento inicial e efectivamente junto na sessão de produção de prova testemunhal com o nº 11 e cujo teor se dá por reproduzido;
Z-t) Padecendo de fortes insónias – relatório médico referido em Z-m);
Z-u) Isola-se – depoimento de Rui Hipólito Martins já referido;
Z-v) Teve necessidade de recorrer a acompanhamento psiquiátrico – vd. "relatório médico" citado;
Z-x) O que se mantém até à data – vd. "relatório médico" citado;
Z-y) Tendo-se revelado necessária a aplicação de terapêutica medicamentosa, nomeadamente os medicamentos mencionados na receita médica junta com o requerimento inicial como doc. 9 e no "relatório médico" citado;
Z-z) Nos últimos dias já pouco tem saído de casa, com receio de se cruzar com pessoas conhecidas – depoimento de Rui Hipólito Martins já referido;
Z-z-a) O facto é conhecido entre a população de Constância – depoimento das testemunhas Rui Pires e Margarida Veríssimo, já referidas.



(...)





 leia aqui a sentença completa para contextualizar este Mistério de Constância



para evitar  o resultado do despacho de Máximo Ferreira o requerente pediu uma providência cautelar e perdeu.......



perdeu uma batalha....


mas não perdeu a guerra porque a guerra de Constância  segue no Tribunal da Comarca de Abrantes.


Entretanto esperamos que apareça o bravo candidato a escrever ''Mistérios de Constância''. 


MA 


Se quiser ler Mistérios da Caima estão on-line no Mirante



publicado por porabrantes às 17:42 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Continua a ser julgada a ...

Celulose no banco dos réu...

A Caima, ''uma divindade'...

A saga da explosão da CAI...

A explosão de 2013 na CAI...

O acidente de trabalho na...

Ministério Público acusa ...

A Caima e os serviços de ...

Quercus saúda a Caima!

A publicidadezinha eucali...

arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds