Sábado, 04.08.18

Na sequência de recomendações emanadas do Tribunal de Contas, depois duma auditoria, parte dos médicos do CHMT foram obrigados a repor verbas indevidamente recebidas.

À data da publicação do relatório e contas 2016 ainda havia médicos que não tinham devolvido a ma$$a.

E se os penhorassem????

verbas

O volume das reposições é de 63.000 €

 

mn

fonte Relatório e Contas


tags:

publicado por porabrantes às 17:55 | link do post | comentar

O CHMT é uma mina para a associação bombeiral de Constância. A dita esteve envolvida em transferências à margem da legalidade da CMA para pagar aos bombeiros, segundo oportunamente divulgou Santana-Maia Leonardo.

Em 3 anos o que a associação do Gomes pode sacar ao CHMT....são  4.800 000 euros.

A nossa pergunta, porque não procura o CA do CHMT outros fornecedores para não estar nas mãos do bombeiral Gomes?

 

mina

Os bombeiros de C facturararm em 2016.......

 

mina 2

mn

 

fonte: relatório e contas do CHMT/2016   



publicado por porabrantes às 17:40 | link do post | comentar

Segundo o Mirante foi afastado da direcção dos serviços de oftalmologia do CHMT o dr :Francisco Cruz

oftalmologia

 ver aqui

 

segundo o relatório e contas de 2016 a oftalmologia era a especialidade com maior lista de espera

lec

mn


tags:

publicado por porabrantes às 17:17 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.07.18

 

Só agora nos passa  pelas mãos esta deliberação da ERS que critica os serviços do CHMT e o Hospital de Abrantes em particular sobre a morte de D.  Palmira Conceição Santos  , datada de 8 de Março de 2017.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

A ERS avisa que se não se cumpre a deliberação ''

 

se configura como contraordenação punível, in casu com coima de 1000,00 EUR a 44 891,81 EUR, "[….] o desrespeito de norma ou de decisão da ERS que, no exercício dos seus poderes regulamentares, de supervisão ou sancionatórios, determinem qualquer obrigação ou proibição, previstos nos artigos 14º, 16º, 17º, 19º, 20º, 22º e 23º".  (...)

 

 

 

PCS teve 2 internamentos. Atendida no Hospital de Tomar, em 30 de Julho de 2015, PCS foi transferida para Abrantes por não haver lá cirurgiões disponíveis, e teve de esperar 2  horas por uma ambulância

 

''

 

102. Neste ponto, importa desde já assinalar que não se mostra razoável que, entre o pedido de transporte e a sua chegada, a utente se tenha visto obrigada a aguardar cerca de 2 horas.

 

 

103. Sobretudo tratando-se de uma utente de 87 anos e com dificuldades de saúde várias.

104. Período de tempo, pois, que denota quer a falta de diligência do serviço de transporte prestado,

 

 

105. Quer um deficiente grau de humanização dos cuidados prestados e de respeito pela dignidade da utente.(...)

 

 

in Relatório da ERS

 

Em 12 de Agosto de 2015, voltou a ser levada de ambulância ao Hospital de Tomar, daí pró H.M.Constâncio, com um AVC e mandaram-na pró Santa Maria

 

O Sistema informático do Hospital de Tomar  estava avariado e não puderam consultar o historial da doente:

 

Diz a ERS

 

122. Tal falha é confirmada pelo CHMT: "[…] a falha do Sistema Informático do dia 12.08.2015, deveu-se a uma avaria num dos servidores do SClínico, pelo que foi necessário proceder à sua substituição e reposição de dados".

123. Ora, neste ponto, não é admissível que, por uma falha informática, não seja possível aos profissionais médicos do prestador consultar o histórico dos utentes, sobretudo quando o mesmo pode ser determinante – desde logo numa fase inicial – para que os referidos profissionais se inteirem o mais rapidamente possível da situação dos utentes e decidam quais as diligências a adotar. (...)

 

De Tomar veio para Abrantes, fazer um TAC e .....

 

 

137. Ainda assim, e mesmo tendo a utente realizado o exame às 12h45, considera-se como um período demasiado longo a espera a que a utente, que entrara no SU pelas 09h51, foi sujeita, sobretudo atendendo à sua situação clínica (hipótese diagnóstica de AVC) e idade avançada.

 

 

 

138. Depois de realizar o exame, a utente ficou internada no HA, tendo, porém, ficado instalada numa maca estacionada nos corredores, por falta de vagas quer na área de Medicina Interna, quer no Serviço de Observação (SO), conforme informação transmitida pela reclamante e não rebatida pelo prestador.

139. Ora, se, à partida, a permanência de utentes em corredores já se mostra pouco consentânea com o bem estar, qualidade e humanização dos cuidados de saúde prestados,

140. Muito menos o é – sendo mesmo inadmissível – estando em causa, como estava in casu, uma utente idosa e em degradada situação clínica, nomeadamente, com um AVC já diagnosticado. (...)

 

in Relatório da ERS

 

Mandaram a doente pró Santa Maria e trocaram a carta que acompanhava a doente  por a doutro doente.....

(...) 142. Acontece, porém, que, tendo a utente realizado a TAC, segundo o prestador, pelas 12h45, o pedido de transporte apenas foi efetuado às 16h59,

143. Hiato que não se mostra razoável, sobretudo quando, como já referido, a utente se encontrava numa maca nos corredores do SU,

144. O que, novamente, se mostra particularmente censurável atendendo à idade e situação clínica da utente.

145. Acresce que, além de o pedido ter sido efetuado tardiamente, o transporte só chegou às 21h (o qual não foi da responsabilidade do CODU, conforme o mesmo informou).

 

150. Algo que foi reconhecido pelo CHMT e confirmado pelo teor do Relatório de Urgência do HSM, onde se lê: "[…] Realizou vários exames no H. Abrantes – não disponho de relatório: o hospital teve problemas de sistema, e carta que acompanhava a doente era de outro doente. Disponho de carta de enfermagem sem outras informações".

151. Conclui-se, portanto, que não só o Relatório de urgência do HA não seguiu com a utente, como aquele que seguiu era, erradamente, o de outro utente.

152. No HSM, a utente foi observada e triada com pulseira laranja (prioridade muito urgente) e, seguidamente, medicada.

153. Vindo, porém, a falecer sensivelmente por volta das 20h20 de dia 13 de agosto de 2015 (informação avançada pelo reclamante e não rebatida nem pelo CHMT nem pelo HSM)

 

in Relatório da ERS

 

 

 

 

Há mais reclamações analisadas ao longo das 59 páginas.

 

Façam favor de ler.....

 

mn

 

 

   

 

 

   



publicado por porabrantes às 18:33 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.07.18

Ver no Mirante

 

Na TVI

 

É o que dá andar com uns doentes de hospital para hospital a fazer ralis.....

 

 

Qual é a responsabilidade civil do Estado?????

 

 

ma



publicado por porabrantes às 13:24 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.07.18

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Sindicato dos Enfermeiros denuncia o fecho de centenas de camas na rede hospitalar. Em Abrantes seriam 25.

No DN

mn



publicado por porabrantes às 09:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.07.18

Acusa e conseguiu condená-lo em primeira instância.

Insatisfeito o CHMT recorreu para a 2 ª instância, a Relação de Évora

 

O processo visa questões de trabalho

194134

Entrada: 25/06/2018 Distribuição: 06/07/2018

Recorrente: Centro Hospitalar do Médio Tejo Recorrido: Ministério Público

Paula do Paço (Secção Social)

683/17.2T8TMR.E2 Valor: 0,00 €

Recurso Penal Transferência Eletrónica

 

 

Eis um bom tema para a enfermeira Piedade Pinto dissertar na próxima crónica....

 

mn


tags:

publicado por porabrantes às 13:33 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.06.18

anestesistas

 ler aqui num site próximo ao PCP

 

a cacique pode mandar dizer que há muitos anestesistas e que a Terra é quadrada..

 

mn.

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 19:07 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.04.18

O CHMT emitiu um comunicado gabando as suas perfomances. Entretanto no Portal da Queixa:

 

Centro Hospitalar Médio Tejo - Desorganização na maternidade de Abrantes


Aguarda resposta
17620418

A minha mulher encontra se grávida e qual tem sido acompanhada na maternidade do hospital de Abrantes. O serviço não tem organização e qual os tempos de atendimento são bastantes demorados sempre que cá viemos

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 09:22 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.04.18

(...)Programa esse, em que foi exibida a situação no Hospital de Abrantes, onde cerca dos 90 doentes acamados se amontoam nos corredores – permanecendo, aí, cerca de 12 dias – com cerca de 50, deles, em camas improvisadas. Situação que o governante comentou tratar-se de exiguidade das instalações.

Mas, afinal, ele não sabia disso quando tomou posse? Que naquela urgência entram uma média de 150 utentes por dia? E o que fez? Nada! Esperou que cerca de 82 profissionais, indignados, pedissem transferência.

E não só. É que a juntar a toda esta pouca vergonha, há o facto de andarem a fazer da saúde um comércio. O qual se vai processando, diante das barbas deste Governo, através do fornecimento de médicos por empresas privadas para os Centros de Saúde.

O que já pôs em risco a vida dos utentes, devido a triagens erradas a doentes com sintomas de um AVC, cujos sinais não foram, corretamente, avaliados. (.....)

 

Narciso Mendes, no Diário do Minho, com a devida vénia



publicado por porabrantes às 08:42 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Tac no Hospital de Toma...

CHMT desmente associação ...

Greve de enfermeiros com ...

Heliporto de Tomar (CHMT)...

Luta dos enfermeiros alas...

Natal nos Hospitais com s...

Ex-Director clínico parti...

O reino da bandalheira na...

CHMT demandado em Tomar

As remunerações no CHMT

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds