Segunda-feira, 16.07.12

 

 à garbosa sargento surpreendida em flagrante delito?

 

Suzy de Noronha


tags:

publicado por porabrantes às 22:18 | link do post | comentar

 

 

 

 

 

 

 

 

Na nossa benemérita actividade de destacar as boas acções das forças armadas a redacção publica:

 

 

 

O relacionamento com as entidades públicas e com a população em geral tem-se pautado por um excepcional espírito de cooperação, contribuindo para a afirmação da boa imagem da Escola, traduzido no elevado numero de convites e solicitações que esta recebe anualmente. De salientar o excelente relacionamento existente entre a Câmara Municipal de Abrantes e a EPC, que se traduz em acções de cooperação na realização de inúmeros eventos da iniciativa de ambas as partes.

 

 

página web EPC

 

 

 Foto: novas imagens das ''operações militares'' da EPC frustadas pela diligente acção da PSP abrantina comandada por Celso Gomes no Casal da Preta (Abrançalha)

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 17:57 | link do post | comentar

A Escola Prática de Cavalaria, célebre unidade militar, estacionada no local onde se alojou o RIA, Regimento de Infantaria que tantas jornadas de glória deu a Portugal, foi detida num arranque militar pela PSP de Abrantes, força policial civil comandada pelo sr. Dr.Celso Marques.

 

Aquilo que as forças da Ditadura não conseguiram fazer ao capitão Salgueiro Maia e ao seu braço-direito magala João Pico, fez a PSP de Abrantes, a 10 de Julho detendo as actividades bélicas da tropa de cavalaria mas que se encontrava apeada,às portas do Casal da Preta, nas imediações desta cidade, mais exactamente no Casal da Preta.

 

Mostramos em exclusivo a tropa a ser detida por um bravo guarda da PSP.

 

 

 

chamado pelo dono da propriedade para deter a ''invasão''

 

 

 

saliente-se que a Cavalaria fez progressos e agora há damas bonitas entre os Cavaleiros/as

 

 

a bela dama terá sido autuada ou está perdida no campo????

 

 

 

 

 

Disse-nos o dono da propriedade (Casal da Preta) que se tinha negado já anteriormente à devassa da sua propriedade, devidamente vedada, pelas marciais tropas, que não foi notificado da ''guerra'', que a lei impede estas acções em propriedade vedada, que sofreu prejuízos e que actuará de acordo a direito, não excluindo o recurso ao MP.

 

 

Diz-nos o Presidente da Tubucci, que a Associação agirá junto do Comandante da EPC e da CMA para que estas ''manobras urbanas'' sejam deslocadas do lado do Parque de São Lourenço para Santa Margarida.

 

 

Verificámos nós que não está declarado o estado de sítio no Diário da República.

 

 

Verificamos com júbilo a supremacia do poder civil (PSP) que com um só guarda derrotou um exército!!!!!

 

 

E por agora ....é tudo....

 

 

Resta o bom-senso, coisa rara em Abrantes, a PSP e os tribunais

 

 

M. de Noronha 



publicado por porabrantes às 12:49 | link do post | comentar | ver comentários (7)

Terça-feira, 10.07.12
 
 
 
Os privados se fazem fogo no campo podem ser presos, a tropa pode disparar....
Ver traducción
Foto da invasão militar em zona residencial de Abrantes, com armas de fogo, dentro de zona de floresta, para arder...
E se chegam à Amoreira e abatem um idoso que anda por  lá a fazer jogging 
confundindo-o com um taliban????
Pede-se à idosa consorte que amarre o idoso ao lado do vira-lata para evitar males maiores 
Os protestos acumulam-se na página do facebook da Tubucci e na página do facebook do Município:
  • 4 personas les gusta esto.
    • Anabela Santos e a gente que aguente......
      pagamos para jogarem aos cowboys....
      Hace 21 horas ·  · 2
    • Luís Lourenço Para isto não há falta de dinheiro......nem cortes!!!!
      Hace 18 horas ·  · 1
    • Quim Pedro è só despesa, 90% destes ditos militares numa guerra a sério fugiam todos..
      Hace 11 horas ·  · 2
    • Ana Fernandes Agradeço o alerta. Só lamento morar em zona de perímetro militar (não contíguo ao nosso S. Lourenço claro), onde está a decorrer mais um exercício militar desde a semana passada, onde ainda ontem cerca das 22h até às 23h andou um helicoptero a sobrevoar as casas e, vá-se lá saber porquê não houve nenhum aviso à população..... Ups não é na cidade.....
 
Mais fotos: em busca do IN

tags: ,

publicado por porabrantes às 19:39 | link do post | comentar

Domingo, 01.04.12

 

 

Queixam-se alguns proprietários rurais que durante exercícios militares da EPC- Escola Prática de Cavalaria desta Cidade são invadidos terrenos particulares e se produzem danos nas propriedades em causa devido a esses exercícios.

 

 

A instalação duma unidade militar deste tipo no casco urbano  devia ter estado dotada dos campos de exercício necessários para que se prepare para a sua função.

 

Quem paga impostos não é obrigado a ter de sustentar a preparação dos nossos valentes cavaleiros.

 

Pedem-nos os sócios da Tubucci que o Comando da EPC seja posto em conhecimento desta situação e lhe ponha cobro.

 

Direcção da Tubucci-A. de Defesa do Património da Região de Abrantes  


tags: ,

publicado por porabrantes às 17:43 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Sexta-feira, 01.07.11

 

        

M48 A5 Patton -entrada da EPC

 

 

 

ler mais aqui.       

 

texto de edite fernandes, grande conhecedora das fontes de Vinhais.

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 11:47 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.10.10

Exército vai disponibilizar menos militares no apoio a entidades

24.10.2010 - 16:27 Por Lusa

 

 

Isto significa que a EPC se vai dedicar à guerra e abandona o ensino primário?????

 

A.Abrantes


tags:

publicado por porabrantes às 11:33 | link do post | comentar

Domingo, 25.04.10

25 de Abril: Colecção da Cavalaria reunida por Salgueiro Maia exposta em Abrantes 

*** Maria de Lurdes Lopes (texto) e Paulo Cunha (fotos), da Agência Lusa *** 





Abrantes, Santarém, 23 Abr (Lusa) - A célebre Bula, a chaimite que transportou Marcello Caetano e dois dos seus ministros no momento que simbolizou a capitulação do Estado Novo, em 25 de Abril de 1974, serve de prelúdio ao "museu" da Cavalaria, "reinstalado" no quartel de Abrantes. 



Na fachada do edifício, um painel evoca Salgueiro Maia, o homem que há 35 anos chefiou a coluna que, na madrugada de 25 de Abril, saiu da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém, rumo a Lisboa, onde participou em momentos decisivos da Revolução, como o do ultimato ao chefe do Governo de então. 



Salgueiro Maia é o patrono da "Colecção Visitável da Cavalaria Portuguesa" que, desde sexta-feira passada, pode ser visitada no quartel de Abrantes, para onde se mudou a Escola Prática de Cavalaria (EPC) em Novembro de 2006. 



Não podendo ser classificado como museu à luz da actual legislação, o edifício permitiu reorganizar espacialmente a colecção que estava reunida no antigo ginásio da EPC em Santarém, seguindo uma lógica cronológica que se inicia na Pré-História e acaba nas participações da Cavalaria nas operações de paz internacionais. 



"Esta colecção tem origem na década de 1980 em recolhas que o tenente-coronel Salgueiro Maia foi fazendo sobre os meios que a Cavalaria possuía, como viaturas blindadas, uniformes, armamento e arreios", disse à agência Lusa o responsável científico da mostra, tenente-coronel Amado Rodrigues. 



Os materiais recolhidos e cuidadosamente etiquetados e inventariados por Salgueiro Maia foram alvo de uma "programação científica" inaugurada em 17 de Abril (dia da Arma) de 2005, em Santarém. 



Com a saída da EPC de Santarém, as peças vieram para Abrantes, ocupando agora um dos edifícios do quartel, num projecto que não está ainda terminado já que, aos 13 capítulos repartidos por oito compartimentos, se há-de juntar uma sala multimédia, uma loja e o museu do arreio (este à espera do edifício provisoriamente ocupado pelos alunos da escola de primeiro ciclo da Chainça). 



Guiados por um friso cronológico, colocado frente às salas, os visitantes contactam com os primeiros instrumentos bélicos (réplicas) e as primeiras alusões ao uso do cavalo (nomeadamente figuras rupestres), são confrontados com a importância da cavalaria na consolidação do território (alusões à conquista de Lisboa por D. Afonso Henriques e à Batalha de Aljubarrota). 



A participação da Cavalaria na conquista de novos territórios e na Guerra da Restauração da Independência, o envolvimento na Guerra Peninsular e do patrono da Arma, Mouzinho de Albuquerque, nas campanhas do Ultramar são outros elementos presentes. 



Uma trincheira da I Guerra Mundial, numa sala onde ecoam os tiros e os sons dos bombardeamentos e onde os visitantes podem "vestir a pele" de soldado na defesa da trincheira, os primeiros equipamentos motorizados, a participação da cavalaria em eventos equestres, nomeadamente nos Jogos Olímpicos, ou na guerra colonial, com destaque para os "Dragões de Angola", constituem outros pontos de interesse da exposição. 



A última sala evoca a participação da Cavalaria no 25 de Abril de 1974, com uma imagem gigante da Bula e a presença de objectos como o megafone (réplica) que Salgueiro Maia usou no quartel do Carmo para gritar a famosa frase: "10 minutos, meus senhores, têm 10 minutos para que todos os homens saiam de braços no ar e desarmados". 



A visita termina com imagens e referências à participação da Arma em missões internacionais, nomeadamente na Bósnia, Kosovo e Timor-Leste. 



Para o comandante da EPC, coronel Amaral, a abertura da exposição constitui um passo importante na ligação da unidade à comunidade local, frisando que o espaço está aberto ao público. 



A colecção pode ser visitada às segundas à tarde e de terça a quinta-feira (09:00/12:30-14:00/17:00), sendo necessária marcação prévia às sextas-feiras, fins-de-semana e feriados.

 

Posto por Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 21:38 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

11 de Março e o coronel A...

Olha a cabeça do soldado....

Welcome ao Bunker

Museu da EPC deve sair de...

o tanque polaco

A Presidenta e a transfer...

A Tubucci e o perigo amar...

é proibido tirar fotos de...

Carta da Tubucci ao Coman...

O protocolo militar

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds