Quarta-feira, 04.01.17

 

O Mirante anunciou o início das obras em S.Domingos. O Convento é Imóvel de Interesse Público, tem uma larga História na vida da cidade, passou por várias utilizações, que estão na memória de todos, e foi recentemente vandalizado pela tropa do Creativ Camp,vandalização essa que deu larga polémica e a que o Vereador Luís Dias veio surpreendentemente retirar importância, apesar da posição do Ministério da Cultura a condenar o acto.  

Em 2008, o Doutor Oeesterbeck apresentou um pedido de autorização à tutela, para realizar escavações preventivas sublinhando a sua necessidade para preservar o valor patrimonial do monumento.

escavações s.domingos I.png

 Inicialmente, com um descaramento inaudito, a Vereadora Isilda Jana negou identificar os responsáveis pela escavação, mas acabou por dar o braço a torcer. (doc nº 1).

O pedido era subscrito por Luiz Miguel Oeesterbeck 

 

escavaçoes pedido oeesterbeck.jpg

 No pedido de autorização dizia-se isto:

escavações s. domingos 2.jpg

 

 Ou seja, reconhecia-se que era necessário fazer escavações em toda a área a intervencionar, para se poder conhecer toda a história do edifício e preservar todo o seu valor patrimonial

Dizia ainda que se iria constituir uma equipa pluri-disciplinar para realizar o trabalho e que haveria uma colaboração entre o Departamento de Arqueologia do IPT e a CMA. A equipa era esta:

escavações s.domingos 3.jpg

 O que é que restou destas pias intenções? Apenas uma pequena sondagem no primeiro patamar do parque de estacionamento do Convento, que decorreu entre o mês de Maio de 2009 e prosseguiu  até 10 de Julho desse ano, tendo depois sido abandonada alegadamente ''por falta de material e pessoal, agora ocupados noutras obras do Município, com carácter de urgência''. (diz a técnica que assinou o relatório, Filomena Gaspar). Também diz que as escavações deviam prosseguir em 2010, mas não prosseguiram.

A área intervencionada foi esta:   

 

 

escavaçoes s.domingos 4.jpg

 A equipa multidisciplinar esfumou-se. Apenas participou a Filomena (o Álvaro Baptista estava de baixa) e alguns funcionários da CMA, sem preparação técnica para estes trabalhos.

As conclusões da arqueóloga foram estas

conclusões.jpg

 As recomendações feitas em Outubro de 2009 caíram em saco roto. O compromisso assumido por Luiz Oeesterbeck de haver uma equipa multidisciplinar para analisar os resultados não foi respeitado.

OOSTERBEEK-640x425 - copia.jpg

 Dois arqueólogos, contratados para fazerem o inventário da colecção que entrará no MIAA, e que têm um contrato só com esse objectivo, mais a Filomena foram esburacar o Castelo.

 Nada foi feito em S.Domingos em termos de novas escavações. Mas começam agora as obras.....sem que os responsáveis políticos tenham ouvido as recomendações técnicas e iniciando um processo que é uma machadada mais no património abrantino.

Entretanto desde 2009 a 2016 gastaram-se centenas de milhares de euros no famigerado caso MIAA  e não se fez o básico.

ma 

 



publicado por porabrantes às 12:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.12.16

''(...) No que tange à conduta do arguido J em utilizar os seus conhecimentos como ex – vereador para influenciar a decisão da vereadora I, é de salientar que aquele, efectivamente, abordou a sobredita dirigente autárquica, solicitando-lhe que visse “se podia fazer alguma coisa em relação à firma de um amigo seu”, “pelo menos aí o inglês” (um dos itens do concurso era o ensino da língua inglesa), “poderia ser vocês a adjudicar uma coisa a uns, outra a outros” (cfr. depoimento de fls. 1291 a 1294 e transcrição de intercepções telefónicas de fls. 1229 a 1232 – em que J relata a V a aludida conversa). Porém, I não tinha qualquer influência na decisão do concurso (como a mesma explicou no depoimento de fls. 1291 a 1294), (...)

 

(..) Quanto aos membros do júri, foram arroladas como testemunhas nestes autos a presidente M e a vogal P (jurista da C.M. Abrantes), ambas asseverando que não sofreram qualquer tentativa de “aliciamento” ou de condicionamento da decisão final por parte de algum dos arguidos, sendo que M foi clara em referir que o único contacto que teve com o arguido J foi por via telefónica e que aquele pretendia apenas inteirar-se dos trâmites do concurso público, ao que a mesma acedeu, nada lhe tendo sido pedido no sentido de condicionar a sua decisão(...)''

 

Daqui se descortina que foi feita, pela Polícia, com autorização judicial, uma escuta que apanhou uma conversa entre J. e I

 

Daqui se descortina que J. pediu a I um favor....

 

Os autos dizem que J tinha sido Vereador na CMA...

 

Os autos dizem que a Presidente M o era da Câmara de Abrantes....

 

Ora na História de Abrantes, mesmo com a ''nova narrativa'', só houve uma Presidente, donde terá de ser Maria do Céu Albuquerque, que prontamente, via telefone, acedeu a explicar a J, os contornos dum ''concurso público''.

 

cacique.png

 

Quem era J?

 

Os autos dizem que era ex-Vereador da Câmara de Abrantes....

 

Os autos dizem que se chamava Júlio....

 

Só houve um Vereador chamado Júlio, Bento de apelido,

 

júlio bento.jpg

 

Quem era I????

 

Só houve uma Vereadora, cujo nome começasse por I, na História de Abrantes, tanto na velha, como na ''nova narrativa''....

 

Isilda Alves Jana

 

isilda ps.png

 

Donde ficou provado que Júlio Bento falou ao telefone com Isilda Jana, pedindo-lhe '' se podia fazer alguma coisa em relação à firma de um amigo seu''

 

O processo em que a Acusação Pública arguia J, pelo''  CRIME DE TRÁFICO DE INFLUÊNCIA'', terminou com a Relação a confirmar a decisão recorrida, pelo MP,  da 1ª instância, de não pronunciar o arguido J. e o outro.

ma

expressões entre aspas do douto acórdão

 

31/08.2TAEVR.E1
Relator: MARIA JOSÉ NOGUEIRA
Descritores: DESPACHO DE NÃO PRONÚNCIA
FUNDAMENTAÇÃO
NULIDADE
CRIME DE TRÁFICO DE INFLUÊNCIA
ELEMENTOS ESSENCIAIS DO CRIME
INDÍCIOS SUFICIENTES
Data do Acordão: 27/04/2010
Votação: UNANIMIDADE
Texto Integral: S
Meio Processual: RECURSO PENAL
Decisão: NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO
Sumário:  


publicado por porabrantes às 11:51 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.12.16

Saiu ontem no Diário oficial o resultado dum concurso para a CMA. Ganhou a drª Sónia Dália Rodrigues Lourenço, que em 2010 era militante n.º 107782 do PS e fazia parte do Secretariado local da agremiação a que presidia Isilda Jana.

Também tinha sido candidata à A.Municipal pelo PS.

Para o lugarzinho exigia-se especificamente Licenciatura em Línguas e Literatura Moderna.

Será que outras licenciaturas do mesmo ramo não serviam para desempenhar este posto de trabalho????

ma



publicado por porabrantes às 08:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.12.16

Vamos continuar na secção de elogios, sendo agora objecto desta meritória actividade a arqueóloga Filomena Gaspar, que trabalha na CMA (e que algum dia teremos de criticar, mas agora vai ser elogiada).

filomena gaspar miaa.jpg

Em 2006 fizeram-se por encargo da Tagusgás umas escavações na Ferraria, que esta notícia relata

ferraria.jpg

ferraria escv.png

 Da notícia apura-se que não se puderam identificar os silos descobertos porque estavam ''encharcados''.  E que encontraram as estruturas duma Casa nobre, que pertencia à família Pais do Amaral (no século XIX) que a trocou (a casa estava arruinada) por uma propriedade camarária chamada ''Chão da Relva'' ou ''Relva do Brás'' (?). A CMA demoliu as ruínas para criar o Largo da Ferraria.

As declarações feitas pelo dr. Batata (casado com a D.Filomena). dizem que haveria interesse em continuar a exploração. A D.Filomena diz que haveria todo o interesse em musealizar os ''silos'' e ''deixá-los à vista''.

Depois disso foi entregue à tutela o relatório que diz:

     ''Durante os trabalhos de escavação foram identificados seis silos associados a uma grande quantidade de material islâmico. Na área escavada foi ainda possivel identificar as aspatas de uma estrutura, ao que tudo indica, de tipo palacete, ou casa solarenga, de grande porte, com fundações extremamente robustas. O edifício datará do século XVI, inícios do século XVII e terá um período de vida que terminará no inicio da segunda metade do século XIX. O local foi, posteriormente, aterrado e regularizado para a construção de uma praça com o pelourinho'' afirma responsável do relatório, Nelson Silva Borges

 

Aqui há uma calinada monumental, porque na Ferraria nunca houve nenhum pelourinho e o padrão que lá está, foi transferido da Raimundo Soares, por Nelson Carvalho, depois dum simulacro de referendo, que consistiu em espalhar uns papelinhos por cafés e tascas do cabeço, para o povo opinar.

 

 

A escavação só durou 6 dias  e a depois a Câmara do Carvalho e da Isilda Jana mandaram tapar os buracos e a sugestão de musealizar os silos, caiu em saco roto.

 

Da mesma forma, os silos da Rua Grande também nunca foram musealizados.

 

Dizem que havia ''grande quantidade de material islâmico'', cá para mim só acredito quando houver  um especialista dessa área a atestá-lo. Mas se havia ,era tal o interesse arqueológico, que os trabalhos deviam ter prosseguido, dado quase nada sabermos desse tempo na História de Abrantes.

 

Mas a Vereadora Isilda, com o seu conhecido apego à Cultura, mandou tapar o buraco!!!!!

mn 

créditos: Vera Vicente, que escreveu o artigo no saudoso ''Primeira Linha''

PS-Por lapso, tinha-se trocado o apelido da Vera, as nossas desculpas

 



publicado por porabrantes às 20:28 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 12.05.16

antónio gonçalves.jpg

Notícias de Abrantes

 

carta a.gonçalves 1.png

carta a.gonçalves 2.png

 

carta a.gonçalves 3.png

 A aproximação do período eleitoral deve fazer-nos lembrar como são escolhidos os candidatos pelas facções partidárias. Pouco debate interno e às vezes irregular como denunciam os subscritores da ''missiva'' publicada no Jornal Primeira Linha em 9-7-2009.

Era director do jornal o Mário Rui Fonseca. 

 

a redacção

 



publicado por porabrantes às 18:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.04.16

Há um montão de tempo a edilidade apresentou isto para o Património Cultural!

propostas.png

Alguém viu as escavações na Cabeça do Caneiro ou no outro Fortim?

turismo militar 2.png

Alguém viu recuperar-se e musealizar-se a zona do Castelo?

zona do castelo.png

Alguém viu pronta a carta de risco?

carta risco.png

E assim por diante.......

 

Este  é o balanço parcial duma proposta de recuperação do património falhada!

 

Este é o resultado de só se trabalhar com fundos europeus !

 

Por certo há coisas boas neste fracasso!!! Não deram cabo do Jardim do Castelo que querem modernizar, à maneira bárbara que usaram para dar cabo do Jardim Taborda.

 

Foi só a conjuntura económica que os derrotou?

 

Não, foi também a incompetência e o desleixo. O relatório das escavações de S.Domingos que tem largos anos ainda não está pronto!

 

Quem assinava isto? Isilda Jana.

 

ma   



publicado por porabrantes às 09:35 | link do post | comentar

Sábado, 12.03.16

semana santa brasileira.png

Revista Época

 

Prosseguem em Brasília, Distrito Federal, as cerimónias da Semana Santa. No decorrer delas a Polícia retirou um Senhor dos Passos, do século XVI,  dum cofre dum banco onde a piedosa família Silva ( da Indústria metalúrgica Petralha, Lda) o tinha depositado.

É um Cristo pouco milagreiro, apesar das novenas que lhe dedica a Infanta Lurian (do ramo bastardo) o Cristo não safou a família Silva da busca policial.

Ignora-se se o Doutor Oeesterbeck

oeesterbeck (2).jpg

vai pedir emprestado o Cristo ao Coronel Lula da Silva para o mostrar no MIAA no âmbito do centenário da Cidade de Abrantes.

Entretanto visitem esta exposição no Sardoal, onde figura o mais belo Cristo abrantino, o Senhor dos Aflitos, propriedade da Paróquia do Rossio e originário do extinto Convento da Graça, demolido pelo anarquista Dr.Bairrão do Tramagal.  

senhor dos aflitos.jpg

 ma

 

Teve de ser o abrantino Dr.Miguel Borges, presidente do Sardoal, a dar importância ao Cristo rossiense. Vereadores da Cultura ignaros desprezaram durante décadas a mais bela peça de arte sacra abrantina. Entre eles a pegacha Isilda Jana, promotora de não sei quantas antevisões abaixo de cão.

  



publicado por porabrantes às 09:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.12.15

rolo da massa.png

Numa das exposições do MIAA (essa coisa inventada pela Isilda) foi exposto o mais original presente de Natal dado a uma chefa rupestre e pré-histórica do nosso concelho.

Está no canto esquerdo da vitrina e é um rolo da massa (o mais antigo do Mundo) que a chefa da tribo caníbal que vivia em Abrantes em 5.000 AC (data do começo da ocupação humana do cabeço, informação proporcionada ao Oeesterbeck por um caníbal do Piauí) usava para manter a ordem dentro do clã.

Quando algum rupestre mijava dentro da gruta, a chefa dava-lhe com o rolo da massa no crânio e lixava o porcalhão.

Segundo me disse um arqueólogo, a equipa está à procura do contexto do rolo da massa,porque este foi adquirido em parte incerta.

Podemos  informar que o contexto eram outras antiguidades deste tipo (produtos de faca e alguidar) que se encontravam à venda na prestigiada Casa Óscar Alho.

Agora é uma retrosaria e foi inaugurada por uma cacique.

Estas antiguidades da Isilda sempre deixaram muito a desejar. A gaja nunca encontrava o contexto das peças.

anastácio moita, intelectual

 

foto cma



publicado por porabrantes às 12:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.12.15

jornadas miaa 2014.jpg

Jornadas do MIAA 2014

 

Se a Isilda não tem funções no MIAA, que faz na mesa ??

 

cerâmica.png

No écran está escrito ''cerâmicas moderna de Abrantes''

 

Se é moderna porque consta do MIAA?

 

Porque por este caminho, a Isilda ainda exibirá ...

 

Tuperware abrantina no MIAA

 

outra legenda podia ser MIAA atrai carecas.....

 

para condizer com o arquitecto alentejano

 

Carrilho espantado.jpg

 mas a Tuperwere é de Montalvo.....ou seja Constância e deve ficar no Museu de Antiguidades da Camarada Julinha.

 

ma



publicado por porabrantes às 15:56 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.11.15

 

Publico aqui o que certamente foi o mais importante artigo de História abrantina, surgido nos últimos 30 anos.

É da autoria do dr. Joao Nuno Serras Pereira,velho e prezado amigo,  já falecido, político abrantino a quem devo e devemos muito.

joao nuno foto.png

joao nuno henrique augusto.jpg

Foi publicado no boletim clerical Nova Aliança em 15-9-94, e é uma defesa acérrima da gestão de Henrique Augusto da Silva Martins e do seu vice-presidente França Machado (avô por exemplo do falecido militar de aviação Rui Burguete, grande abrantino) contra os que os derrubaram, a facção do Dr.Manuel Fernandes.

 

Pelos vistos o dr. Serras Pereira nunca leu o inquérito. Também é verdade que nunca terá sido foi publicado mas estava em certa casa.

E também é certo que, devido à influência política que teve, que o dr.Serras Pereira poderia ter tido acesso a ele. 

O Eduardo Campos diz que por exemplo, citando o ''Jornal de Abrantes'', que se apurou que os camarários ''exigiam importâncias para a recuperação da liberdade ou para evitar ser preso''.

Isso foi a 1 de Novembro de 1944. A 6 de Novembro era dissolvida a Polícia Municipal.  

Em 1 de Maio de 1945 é dissolvida a vereação.

cma dissoluçao.png

 Para mim a novidade no texto (que reencontrei arrumando papéis) é que os inquiridores teriam sido o Tenente Coronel João de Villas-Boas Castel-Branco e  o Major Dias Leite. O primeiro é o pai de Duarte Castel-Branco, o segundo foi comandante de Tancos e foi um ás da aviação.

O Eduardo Campos confirma que no inquérito esteve o Dias Leite, mas não fala do nobre fidalgo da Figueira da Foz, ou seja do  Tenente Coronel João de Villas-Boas Castel-Branco, e adianta outro nome capitão Joaquim Borrego.

O Borrego está aqui, mas ainda era um puto. Era escuteiro, em 1915 no Olival Basto.

borrego 1915.png

Se o querem mais velho, aqui está:

borrego 1984.png

o Capitão Borrego já deve ter falecido, a foto é de 1984. 

Quem tem razão?

Só o acesso ao documento original é que pode dar pistas.   

dias leite.jpg

O dr. Serras Pereira levanta a suspeita da sua parcialidade. Não acredito em coisas políticas na imparcialidade de ninguém. Também sei que a CMA foi dissolvida, porque caiu primeiro o Governador Civil de Santarém Dr.Eugénio Mascarenhas Viana de Lemos que foi substituído pelo então major,depois brigadeiro Lino Valente. Caiu o Lemos mas só um poucochinho, porque em 1947 já era Governador Civil de Coimbra.

eugénio mascarenhas de lemos my heritage.jpg

 

O Dias Leite era um fanático de Santos Costa e depois da morte do General Godinho, fez um discurso de canonização do Costa, em Tancos, que o Jornal de Abrantes transcreveu na primeira página, garantindo ao Mundo Civilizado que o algoz de Palmira Godinho, nunca tinha sido nazi.

Admito que entre a assistência estivesse outro abrantino, o General Mesquitella, a bater palmas..... 

 

O meu amigo João Nuno diz depois que nesta época subiram os militares ao poder em Abrantes, e refere dois nomes que são henriquistas: o capitão Júlio Serras Pereira, que ficou a defender os interesses da sua facção na Santa Casa e o capitão integralista Costa Andrade que fica no Grémio. Estes porém perdem poder e são dos derrotados. Mas em 1948 o Júlio já é Vice-Presidente da CMA. E o Andrade será Vice-Presidente em 1961. Mas já tinha sido Administrador do Concelho em 1932, quando a situação henriquista se afiança.

Uma das peças da sua estratégia foi pedir a proibição do Jornal de Abrantes, como órgão subversivo, por ser favorável a Manuel Fernandes. (1)

costa andrade.png

Tanto como eu  sei e o dr.João Nuno sabia ,foi um Homem às direitas. Embora

Com um curioso feitio. A coisa que mais o irritava era que D.Duarte Nuno falasse com um terrível sotaque alemão, e dizia gastou tanto dinheiro o Pequito (2) a educá-lo e não há maneira.

Haveria que meter aqui mais fotos e fazer mais considerações. No estado da questão não sei se o pai do Duarte Castel-Branco foi dos militares que realizou o inquérito.

Só remexendo papéis é que o posso encontrar e naturalmente, como diria Vitorino Magalhães Godinho, indo às fontes primárias.

Espero que elas já estejam desclassificadas. Senão haverá que usar outros meios.

Isto é um esboço duma análise do assunto, a jeito de crónica. Suponho que dará pano para mangas. E que haverá coisas impublicáveis. Nós não somos como a sábia Isilda Jana que garantiu que Monsieur Dupin era um alcoólico incorrigível, só porque tem uma fotocópia dum documento não assinado, escrito alegadamente por um tipo que era um notório pílulas.

ma  

créditos: Eduardo Campos, Cronologia de Abrantes no Século XX

Joaquim Borrego: Escuteiros de Olival Basto

Dr.Lemos: My Heritage

Dias Leite: Ilustração Portuguesa

General Mesquitella: Wikipedia

Capitão Andrade: Assembleia da República

Dr. Serras Pereira:    Assembleia da República

 

(1) artigo de Eduardo Campos cujo recorte anda por algum sítio

(2) o importante dirigente integralista José Pequito Rebelo 

 



publicado por porabrantes às 18:37 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A queixa ao MP pelos conc...

A contratação da filha d...

O Doutoramento da Chefa S...

CMA ataca Escola Solano d...

A Isilda devia ler o dr. ...

Carta da chefa (2009)

Sacar über alles

Maestro Henrique Santos e...

As patetices sobre o MIAA...

Valha-nos São Julião

arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds