Terça-feira, 24.07.18

baptista pereira

Segundo o plumitivo Alves Jana, director adjunto da Zahara, que pretende ser uma revista de história, Fernando Baptista Pereira, professor universitário de História de Arte (que por acaso dirigiu a tese da filha do plumitivo e a quem a edilidade, onde a  mulher do dito,  era Vereadora da Cultura, outorgou  um contrato (1), tido como uma das grandes cabeças da Cultura Lusa neste domínio, actualmente ou até à pouco assessor do Ministro da Cultura) terá dito isto: 

entrevista 2

Zahara, ,n9 de Julho 2007 , página 38

Referia-se a entrevista a João Estrada, à famosa colecção do MIAA

jana - copia

Se o Alves Jana ouviu bem, a afirmação  feita pelo Baptista Pereira é de um calibre  tal, que é tempo de perguntar, já foi reescrita a História de Portugal, graças à colecção do MIAA, ou tratava-se duma alarvidade irresponsável, que desqualifica quem a proferiu?????

 

E naturalmente toda a tropa que andou metida nisto, que inclui, a girl do MIAA....

 

isilda rotary

Ao lado da Isilda, o nosso querido amigo D.Francisco de Mascarenhas, contempla espantado as afirmações rupestres da girl, dizia que a cidadania se constrói caminhando (Para onde será? Será para o Largo do Cruzeiro, no Pego?), quando parece que o MIAA se construía contratando a família do irresponsável que alegadamente iria reescrever a História de Portugal.

 

Porque a mulher do Baptista, a nossa querida D.Ana Duarte, também escreveu um livro editado pela CMA, sobre o MIAA e agora está organizando o Museu Carneiro do Sr.Conde da Bahía, ex-chefe dos Almeidas.

 

Deve dizer-se que depois da denúncia deste blogue, a Ana Duarte disse que já não receberia os cobres pela obra....   

 

ma

 

  



publicado por porabrantes às 13:48 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.07.18

Neste post, que é uma das coisas mais importantes publicadas sobre História de Abrantes, este ano, o arqueólogo dr. Álvaro Batista recusa que se possa dizer que houvesse alguma vez uma colónia fenícia em Abrantes.

E tem razão.

Depois afirma que os cérebros do MIAA, o Davide Delfino, o Gustavo Portocarrero estabeleceram a confusão quando numa actas disseram que algumas moedas romanas tinham sido encontradas ''em vários sítios de Abrantes'', quando foram descobertas pelo Autor citado, na Pedreira em Rio de Moinhos,

Finalmente acusa os citados mais a arqueóloga da CMA, Filomena Gaspar, de não terem em conta a contribuição de Diogo Oleiro e Maria Amélia Horta Pereira e as descobertas feitas por eles, porque podiam ''estragar'' as suas teses um pouco delirantes.

E ainda diz que alguns usam trabalhos alheios e são capazes de não  os citarem. Há descarados no reino da Arqueologia.

mn    



publicado por porabrantes às 22:36 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.07.18

Acabamos de saber que o  único arqueólogo que há na CMA foi pressionado a modificar um post de 2017, onde criticava o miserável e delirante catálogo da Expo do MIAA desse ano,  porque  isso ofenderia a autarquia, a cacique e o Vereador da Cultura Luís Dias.

cacique

Quem o declara é o dr.Álvaro aqui

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

O assunto já por nós tinha sido analisado o ano passado, num post onde desbaratámos as teses dos autores anónimos.

 

Portanto o dr. Álvaro Batista resolveu ''amaciar'' a furibunda crítica onde liquidou as delfinices, para não ofender caciques, mas acrescentou um post-scriptum que se transcreve com ilustrações:

(...) Lamentamos qualquer falsa interpretação e dizemos que estamos e continuaremos aqui a lutar pela arqueologia do Concelho de Abrantes e que Abrantes pode e deve continuar a contar comigo na defesa da arqueologia do Concelho.

Importa olhar para o passado e analisar o que está errado ou certo e melhorar continuamente. A Arqueologia do Concelho não é do Álvaro Batista, como não é da Filomena Gaspar de A ou B de quem assume momentaneamente os desígnios do Município. A arqueologia é de todos nós.

Segundo a Lei de Bases do Património Cultural (lei 107/01), cabe ao estado e aos Municipios a defesa (entre outros) do seu património arqueológico. Tem havido erros, falta de cuidado em acompanhamento de obras, tem-se verificado atropelo a edifícios classificados de parte a parte do Municipio e de entidades privadas. Foi a muralha no largo 1º de Maio,

bunker artur

 foi o retirar de um portal seiscentista em frente à Igreja de S. Vicente, foi a destruição parcial do que foi então a ermida de Santo Amaro

 

santo amaro 9

 

 

 

 

...). Existem faltas de parte a parte. O progresso não pode nem deve destruir o que seja  classificado ou não por cá aquela palha ou projectos desnorteados e desrespeitosos pelo Património Cultural Português. A DGPC tem de ser mais acutilante e ver que não é só património religioso ou público que merece o seu parecer, mas ter em atenção que a arqueologia não é o parente pobre da arquitectura como o ocorrido no Convento de S. Domingos em Abrantes, que segundo ao que ouvi não se lembraram da arqueologia mas só da arquitectura.

Estamos aqui ao serviço da arqueologia concelhia, mas importa mudança de Leis para os prevaricadores que destroem património. Deverão existir penas mais duras que não multas, instaurar processos que nada valem após a destruição de património arquitectónico ou arqueológico. À que mudar uma nuance da Lei que diz que embora nós deveríamos ser os defensores da arqueologia, não podemos entrar em qualquer local, como devíamos, pois é essa a nossa função em prol do estado, dizemos não podemos entrar numa obra sem o consentimento do proprietário. Paradoxo pois então ao proprietário é permitido destruir, pagar uma multa e submeter novo processo, sabe-se lá, talvez para a construção de uma garagem. Deveriam os Municípios validar após a destruição, pagamento de multas e novo projecto para um local em que  o proprietário deveria ser obrigado a reconstruir de novo o que destruiu, ou a colocar no sitio aquilo que retirou? (...) ''

 

 

Finalmente no tempo de Santana-Maia ainda os Vereadores da Oposição criticavam os atentados ao património, os de agora preocupam-se pouco com isso. Fique o reparo ao Armindo Silveira.

 

mn 

 

devida vénia ao Álvaro Batista

  



publicado por porabrantes às 21:17 | link do post | comentar

Sábado, 30.06.18

Para director do MIAA soa o nome dum historiador originário da freguesia rural do Souto

 

 

Será o João Pico, autor da História do Souto?  

 

 

mn


tags:

publicado por porabrantes às 09:33 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.02.18

alteração projecto

Uma vez a CMA fez um regulamento declarando que era dona do S.Pedro, a coisa saiu em Diário da República e só por protestos deste blogue e de um cidadão foram obrigados a corrigir a infâmia.

CMA arroga-se propriedade do Teatro São Pedro

 

No documento supra a dona Céu dá o seu acordo, a um documento onde se dizem falsidades.

 

Diz-se que a Colecção Estrada e Colecção Moita tinham sido ''doadas'' ao Município e era falso.

Ou a mulher não lê o que assina ou havia outras intenções.

De qualquer forma deviam preocupar-se em não dizer-se proprietários de coisas que não são suas.

mn 



publicado por porabrantes às 19:57 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.02.18

Só a 6 de Janeiro a autarquia contratou Vânia Janeirinho, arqueóloga especialista em identificação de ossadas, para estudar os restos mortais encontrados em meados de 2017 nas obras do MIAA...

O ajuste directo é no valor de 8.800€

Ou seja os ossos estiveram quase 6 meses sem serem estudados, não sabemos em que arrecadação.

ma



publicado por porabrantes às 19:28 | link do post | comentar

Sábado, 09.12.17

Filipe VI inaugura segunda-feira o Museu Ibérico de Jaén, a estrutura cultural que será a depositária da maior colecção mundial desta cultura, que floresceu na Península antes da conquista romana.

Quanto àqueles que diziam que seria um museu de Abrantes (o MIAA) a desempenhar esse papel, podem limpar as mãos à parede por incultos e incompetentes.

O El País dá o devido destaque a esta inauguração

-um guerreiro ibérico ver mais

mn


tags: , ,

publicado por porabrantes às 08:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.11.17

Em 1-10-2007 o cacique Carvalho prestava preito de vassalagem a Duarte Castel-Branco

dcb carvalho e

Na cerimónia estava o Manuel Martinho, director do Jornal de Alferrarede,  a Tia Mary Lucy e o marido, o publicista Silva, a vereadora Albuquerque, o eng. Luís Bairrão, a Isilda com um curioso look, etc

dcb gp.png

Como é sabido Duarte Castel-Branco apresentou queixa na Comissão de Deontologia da Ordem dos Arquitectos contra Carrilho da Graça por uma questão de direitos de autor, sobre o celerado projecto carrilhista do MIAA.

Coisa que uma tropa gostaria de que não se falasse, mas de que se continuará a falar.

Á Ordem perguntou ao Arquitecto se ele era o Autor da Biblioteca António Botto.

Acontece que nesta cerimónia falou sobre Duarte de Ataíde Castel-Branco, a então Presidente da Secção Sul da Ordem, arq. Leonor Cintra, ou seja a Ordem escusava de perguntar o que já sabia....

 

leonor cintra.png

Biblioteca António Botto.....na mesa o Serrano, que depois seria episodicamente VP da CMA e que o Professor destratou da forma como sabemos....

  

 Vejam o vídeo, sendo de destacar as intervenções do arq. Duarte Nuno Simões e de Ana Tostões......sobre a obra do Arquitecto abrantino.

mth.png

 ma

PS- Depois do que disse o ex-cacique Carvalho .........estamos para saber como fez um ajuste directo ilegal de mais de 800.000 € ao Carrilho da Graça para o Convento de S.Domingos

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:37 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.11.17

arte ibérica

A CMA do tempo do Carvalho e da Isilda dizia que ia fazer um Louvre ibérico que meteria Abrantes na rota dos grandes museus internacionais europeus,

A melhor peça ibérica da História é esta e está agora exposta em Valência.

O El País disseca a história desta obra-prima ( a foto é de lá). Talvez se devesse falar aqui mais sobre História, mas estamos fartos de plagiadores.

Leia o artigo e se quer saber coisas sobre os ibéricos, rume a Valência ou ao Museu de Arqueologia de Madrid.

mn



publicado por porabrantes às 08:11 | link do post | comentar

Segunda-feira, 31.07.17

aqui há gato.jpg

 A 11 de Julho no Médio Tejo, a jornalista Joana Santos transcrevia a intervenção da Vereadora da CDU, Ricardina Lourenço, sobre a  empreitada do MIAA

ricardina.png

Segundo a reportagem a cacique foi forçada a confessar que o erro já vinha de trás e acabou por dar o braço a torcer e o ''erro'' (que não sabemos de quantos milhares de euros constava) foi corrigido.

 

Na acta da sessão, documento que deve transcrever fielmente o que lá se passou foi omitida a intervenção da Vereadora da Esquerda.

ricardina 2.png

ler o resto aqui

 

Já estamos habituados às omissões e contradições e incompetência sobre S.Domingos!

 

Só nos faltava que as actas não reproduzissem o que se passou na sessão...quando se fala de S.Dominngos.

ma



publicado por porabrantes às 18:39 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Os caros atrasos do MIAA

Uma obra prima de Diogo R...

Os atrasados estudos do M...

CADA volta a censurar cac...

Viva a Família!

Os célebres contratos do ...

O carro de guerra ibérico

Caseiro Gomes e a demoliç...

A prova de S.Domingos

Que se passa com as pedra...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds