Domingo, 02.03.14

António    disse sobre Onde nasceu Nuno?  na Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2014 às 21:53:

     

Caro Blogger,
Caso não saiba do que fala é melhor estar calado, a maior parte da bibliografia aponta para que o local de nascimento tenha sido de facto o Paço do Bonjardim, local onde se encontra hoje o Seminário das Missões na vila de Cernache do Bonjardim, o aproveitamento turístico é natural principalmente nos tempos que correm pena que não o aproveitem mais intensamente.

 

 

Caro comentador:

 

Se leu bem os textos anexos verificará que  o técnico que fez o relatório para a eventual classificação do Seminário mantém a dúvida sobre a naturalidade de Nuno Álvares Pereira, apontando  que há defensores  das duas teses, uns acham que nasceu no Crato, outros que apontam para Cernache.

Aqui apenas se disse que a bibliografia citada pelo técnico era escassa e nem sequer menciona a última obra com algum relevo que foi publicada e que pretende questionar a naturalidade alentejana do caudilho de Aljubarrota.

Refiro-me ao livro de Aires do Nascimento, que curiosamente foi seminarista em Cernache,  e que vem agora  reclamar que Nuno nasceu  no

local onde ele estudou para  missionário....

lNunÁlvaresPáginasInterioresAires

.

 

Os argumentos do livro não me convencem ....

 

 

Diz por exemplo o Aires que o Mestre do Hospital considerava Cernache a ''sua casa'' e aí montara a sua família natural.

 

O Mestre teve 32 filhos. Manteve aparentemente várias relações com ''fêmeas prazenteiras '' (adapto uma expressão dum clássico medieval hispânico) em simultâneo das quais houve descendência.

 

Mantinha o harém em Cernache???

 

À vista de toda a gente?

 

Ele que como Cavaleiro do Hospital tinha voto de castidade?

 

Ele que chefiava um grupo de cavaleiros, sujeitos também à castidade, arriscava-se a tal escândalo público?

 

Num tempo em que a moral pública  podia levar o povoléu a amotinar-se por coisas destas, como se levantou Abrantes contra D.Fernando por tomar como Rainha a mulher doutro homem???    

 

Ou tinha as barregãs escondidas como homem prudente que seria?

 

Por isso há algum mistério acerca do local onde nasceu Nuno.

 

Não sabemos e os indícios do Prof. Aires do Nascimento não são provas....  

 

 

Não sou só eu que duvido que Nuno tenha nascido em Cernache, um descendente dele, D.Duarte de Bragança também duvida.

http://www.icea.pt/Conferencias/Conferencia1/Conf01_06.pdf

 

MN

créditos: O Estado e a Igreja, donde ser retirou a página publicada 

 

 

créditos



publicado por porabrantes às 20:42 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Sexta-feira, 28.02.14

Uma tal Inês, que a Crónica diz que de nobre condição e mui virtuosa,  foi uma das múltiplas concubinas que teve ''teúda e manteúda'' o emérito corredor de saias e barregãs que foi o Mestre do Hospital D. Álvaro Gonçalves Pereira ( há 32 bastardos apurados dos deslizes feudais do rude guerreiro) e dela nasceu

 

 

 

 

aqui utilizado como patrono duma agremiação pré-fascista, a Cruzada do seu nome, que teve como Vice-Presidente, o abrantino da Bemposta, Prof.Manuel Rodrigues.

 

 

Ultimamente tem havido uma curiosa polémica para se apurar onde nasceu o Condestável.

 

Nesta polémica há quem   defenda que a barregã do hospitalário pariu em Cernache do Bonjardim, no local onde hoje se encontra o Seminário das Missões.

 

A tese tradicional faz Nuno alentejano, como o faz casto (esquecendo que era o pajem preferido da viciosa e formosa Leonor Telles, cuja luxúria tanto escandalizou o cronista avençado pelo Mestre de Avis, Fernão Lopes).

 

A polémica já alcançou a tutela do património:

 

 

 

 

 

 

 

http://www.igespar.pt/media/uploads/despachosdeabertura/ERmissoesI.pdf

 

 

Sobre isto só temos que opinar que é escassa a bibliografia citada no parecer e para se saber onde nasceu Nuno haveria que revistar os Cartórios da Casa de Bragança (pedidos ao Prof.Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da Fundação), a Torre do Tombo, etc não se esquecendo os Arquivos Secretos do Vaticano, Simancas  ou ainda, diz-me um passarinho, os da Soberana Ordem de Malta (de que é capelão em Portugal o Bispo de Portalegre)

 

E seria de reflectir porque é que  esta crónica hagiográfica que foi encomenda para engrandecer os descendentes de Nuno (os Braganças) não menciona o lugar do nascimento de Nuno.

 

Certamente porque quem a mandou fazer não queria que se soubesse ...

 

Como certamente Nuno não o queria revelar...

 

Talvez apareça uma fonte primária que resolva o problema algum dia, até agora tudo isto não passa de especulações com pouca fiabilidade e que nalgum caso me lembra o que fizeram os filofascistas da Cruzada com o nome do Paladino de Aljubarrota....

 

Usarem o seu nome.....que a História quis registar como o de um guerreiro sem mácula, certamente por  explicáveis motivos, porque as nacionalidades precisam de mitos e as igrejas de santos, ...por reles objectivos políticos...

 

Entre os da Cruzada filofascista estava o sogro do poeta abrantino Ramiro Guedes de Campos, o escritor e notável jornalista monárquico (que por ser monárquico se teve de exilar no Brasil) Carlos Malheiro Dias. 

 

 

Que motivos levam localidades a disputarem serem terra natal de Nuno, o açoite de castelhanos????

 

Elementar, caros amigos, pensarem que Nuno pode ser um chamariz turístico....

 

Onde é que eu já vi isto???

 

Em muitos sítios, por exemplo  em Predappio, onde  nasceu Benito, filho dum  ferrabrás sindicalista e anti-clerical, um ''síndico'' pós-comunista quer transformar a terra na meca do artesanato fascista.

 

 

 

Terei de ver coisas destas com a figura de Nuno???

 

Nunca se sabe.

 

MN

  

 

 

 

Créditos: Almanaque Republicano; Loja fascista de Predappio 



publicado por porabrantes às 16:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.11.12

  Jornal de Alferarrede

 

O Sr. Doutor Joaquim Candeias Silva 



''desenvolverá, no próximo dia 28, a partir das 15 horas, na sessão da Academia Portuguesa de História, o seguinte tema:

 

"Um berço para um santo (S. Nuno): o Bom Jardim de Cernache".



 

 Entrada livre.

 

 

          Palácio dos Lilases, Alameda das Linhas de Torres nº 198-200

          1769-024 Lisboa ''

 in Arch-Port 


A informação diz que o Doutor Candeias é Professor Doutor. Com o nosso apego a uma informação exacta só mencionamos que o conhecido intelectual é Doutor, uma vez que desconhecemos onde prestou provas públicas para Catedrático.

A conferência trata obviamente sobre o local onde a barregã do Mestre do Hospital., Álvaro Gonçalves Pereira, deu à luz Nuno Álvares Pereira, o Condestável.

A barregã chamava-se Iria Gonçalves e foi uma das muitas  concubinas do Mestre que teve 32 filhos (as).

Já o pai de Álvaro Gonçalves Pereira era da mesma escola, porque era Arcebispo de Braga e teve amores com Teresa Peres Vilarinho, mãe de Álvaro.

Nuno foi homem quase casto e só teve uma filha, D.Beatriz Pereira, nascida de casamento canónico, que se casou com o primeiro Duque de Bragança, D.Afonso, bastardo de D.João I, cuja mãe tinha fama de ser de ascendência judia.

O nosso amigo, o Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança, é descendente directo portanto de Nuno Álvares Pereira.

São nun'alvares pereira.jpg

   

Sobre o local exacto onde a barregã do Mestre do Hospital deu à luz há dúvidas.

Sobre essa dúvida tratará a conferência de Candeias Silva.


MN




 





publicado por porabrantes às 11:45 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.02.12

  •  
    Os monumentos ao grande militar, patriota e Santo estão ao abandono!!! Que faz a Presidenta Céu? NADA!!!
    Ver traducción
     
       
    Como estou muito ordeiro venho juntar a minha voz à da Tubucci e pedir à Sª Presidenta que mande arranjar decentemente os monumentos que evocam, Nuno, o que de espada limpa,
    trucidou no Campo de Aljubarrota castelhanos, franceses e lacaios do estrangeiro.
    No caso da D.Céu se esquecer, roga-se ao dr.Santana-Maia que lhe lembre.
    Adérito Abrantes


publicado por porabrantes às 22:31 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Dia do Senhor: São Nuno, ...

Cónego promovido a Capelã...

O Creativ Camp de Henriqu...

Duarte Castel-Branco e o ...

O Conde de Ourém em Abran...

O Prior de S.João de Abra...

D.Duarte de Bragança em A...

Missa pelo Condestável do...

Carta de Henrique Augusto...

irado e não facundo

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds