Segunda-feira, 22.05.17

BritoCamacho4-1555.jpg

Diário do Alentejo

 

Brito Camacho, além de político importante, foi um prosador regionalista notável.

Neste livro

Brito camacho Por Cerros.jpg

dedica uns parágrafos a Abrantes, evoca a sua acção para a elevar a Cidade e ainda presta homenagem ao que considera quase o mais antigo republicano português, Ramiro Guedes.

O dr.Guedes deixara o PRP, que ajudara a fundar, para seguir a cisão unionista, de que Camacho fora o líder.

camacho ab.png

Deliciosa a ridicularização do General Pimentel Pinto, que achava que se devia caiar o Castelo do Almourol. Se fosse hoje diria que o Pimentel era do Creativ Camp.

pd_pimentelpinto.jpg

 

Pimentel Pinto deu nome até ao 5 de Outubro ao Jardim do Castelo.

mn



publicado por porabrantes às 16:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.05.17

ramiro guedes - copia.jpg

Segue um postal de Ramiro Guedes para Berlim, datado de 1898 e enviado de Abrantes

 

guedes berlim.png

guedes berlim 2.png

mn



publicado por porabrantes às 13:15 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.12.16

galopim carvalho.png

O Diário Ilustrado chama ao Ministro da Fazenda, o Mariano, o ''galopim'' Carvalho por o tipo andar a tentar (com a cumplicidade do famigerado juiz do Mação, supomos que o Abílio de Sá) a tentar comprar votos no Mação, como veremos.

Quanto ao Bento (de Sousa), agente do Carvalho, diz-se que ele é pior que o acreditado picador duma afamada praça de touros (antes do Campo Pequeno, a praça mais popular era a do Campo de Santana)

Chama-se com todas as letras mentiroso ao Ministro da Fazenda e pior que isso diz-se que ele é ''um reles caluniador''.

Insinuara o Mariano

images.jpg

que Avellar Machado fizera uma aliança com Ramiro Guedes para dar uns lugares de Vereadores aos republicanos, a troco do seu apoio eleitoral nas eleições parlamentares.

Nunca nenhum historiador abrantino referiu o pacto de 1886 entre o Guedes e o Avellar. Deve ser porque seria secreto.

Em 1886, um jornal podia chamar ''reles caluniador'' a um Ministro todo poderoso e nenhum tribunal multaria o jornalista, por exprimir uma opinião.

Em 2016, um Juiz de Abrantes atribuiu um castigo  de 1.000 euros a Jorge Dias por chamar mentirosa a Maria do Céu Albuquerque.

Ou seja havia mais liberdade em 1886, no reinado de D.Luís, que há agora.

Espero não ser multado pela opinião.

O Avellar era colega parlamentar e de profissão (eram os 2 engenheiros militares) e não teve pejo em mandar chamar ao Mariano, coisas graves e divertidas. A monarquia liberal era assim, um regime de liberdade, quer queiram ou não os historiadores da treta, que nem sequer leram os jornais da época.

mn 

 

Diário Ilustrado, 1886, Novembro,8



publicado por porabrantes às 18:41 | link do post | comentar

Domingo, 27.11.16

galopim de farda rica.png

 

ga·lo·pim ga·lo·pim
(francês galopin)
substantivo masculino

1. Mocinho de recados.

2. Vadio.

3. Garoto.

4. Trampolineiro.

5. Beleguim.

6. Angariador assalariado de votos em ocasião de eleições.

7. Galope curto e cadenciado.


"galopim", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/galopim [consultado em 27-11-2016].
 
Mariano de Carvalho:  que era engenheiro militar como Avellar Machado

220px-Mariano_Cirilo_de_Carvalho.jpg

O alegado galopim de farda rica era este e era progressista e adversário dele, Avellar Machado. O Diário Ilustrado (regenerador) insulta o Mariano, o Diário Popular (progressista) despeja lixo no Avellar, que se defende.

pol avellar 2.png

pol avellar 3.png

Era 1886 .....estive a ler este jornal de 1906, quando era franquista, chamam galopim ao Godinho de Constância, por uma alegada burla eleitoral montada pelos republicanos, numa candidatura animada pelo Nunes Godinho e pelo dr. Ramiro Guedes.
Aposto que se ler o ''Mundo'' da mesma data, que era um jornal republicano radical, os galopins são os monárquicos abrantinos.
 
Já em 1882 o Avellar andava a dar dinheiro para as obras da Igreja do Mação....em época eleitoral e contava com os seus ''galopins'' locais, os padres que lhe deviam a nomeação.
 
ma  


publicado por porabrantes às 23:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.11.16

berradino.png

Depois do Bernardino, falou o Brito Camacho

 

camacho.png

Faltava o Guedes, que também tinha de disparar retórica, antes de sair para ir pedir dinheiro ao Manuel João da Rosa para pagar a conta da festa....

 

guedes.png

 Diário Ilustrado 30 de de Dezembro de 1908, ''sueltos'' atribuíveis ao correspondente abrantino, solicitador Almeida Frazão, as palavras dos dirigentes republicanos devem ter sido proferidas a 27 de Dezembro, num comício no Teatro Taborda, onde estiveram o Camacho e o Bernardino, ex-ministro regenerador.

Tratou-se de inaugurar o Centro Escolar Republicano de Abrantes, entretanto o dirigente republicano António Farinha Pereira tinha as filhas internas no Colégio do Bom Sucesso, de freiras dominicanas em Lisboa.

mn

 



publicado por porabrantes às 13:22 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.10.16

correspondencia-___0002-200x352.jpg

O político e leader do P.Progressista, José Luciano de Castro  recebe carta  do influente político abrantino Severino Santana Marques que lhe pergunta opinião acerca duma coligação eleitoral entre o PP e o PRP abrantino, cujo chefe era Ramiro Guedes.

severino carta.png

José Luciano...

O_sr__conselheiro_José_Luciano_de_Castro_no_seu_g

José Luciano, que tinha abandonado a chefia do governo em Março desse ano, dá uma negativa ao pacto proposto. Severino Santana Marques não seria candidato, e  a coligação não foi concretizada,

O Moreirinha

Manuel_Moreira_Júnior.jpg

colega de profissão do Ramiro Guedes, dirigente parlamentar do PP, que o médico abrantino queria fazer eleger em lista republicana... 

ramiro guedes - copia.jpg

 

A coligação esboçada entre o PP e o PRP teria consequências no pacto abrantino que levou à eleição de P. da Câmara de Solano de Abreu, em 1908

 

Falta retratar o Severino...que teria larga trajectória política e que deixaria de ser progressista para passar à Direita Republicana, depois do bambúrrio.

 

severino santana marques.jpg

(foto Tubucci)

ma

créditos: José Luciano ANTT/Torre do Tombo, dr.Moreira-Faculdade de Medicina de Lisboa

 

lá para os finais ds anos 20 o Severino e o Guedes andariam de novo juntos, órfãos de um Bonaparte chamado Sidónio



publicado por porabrantes às 23:33 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.10.16

guedes di 1887 2.png

Diário Ilustrado

mn



publicado por porabrantes às 23:15 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.05.16

siflis.png

siflis 2.png

visconde.png

afilhado.png

intimos.png

amgos.png

amigos 2.png

contemporaneos.png

A tese do médico republicano abrantino João Damas na Universidade do Porto. Na dedicatória ao Pai, o Autor sublinha que já faleceu. Omitiu-se a dedicatória à Mãe e à Irmã e aos Mestres e Colegas de curso.

O Pai de João Damas era o feitor da Casa Abrançalha, e o grande relevo na dedicatória é para este homem, o patrão do Pai e líder regenerador na Câmara de Abrantes

Visconde de Abrançalha_DSC09352.JPG

 blogue Sr.Trigueiros

 

Há uma omissão deliberada nas dedicatórias, o dr. Ramiro Guedes

RamiroGuedes.jpg

Quando apresentou tese no Porto (1900) alegadamente João Damas já participara no levantamento republicano tripeiro de 1891

Agora podem metê-los juntos

trilogia.png

Mas o dr. Damas deixou claro que não dava demasiada confiança ao dr.Guedes e ao longo da vida isso confirmou-se

Em 1900 mostrava a sua distância com o adversário político do padrinho, o chefe republicano abrantino e em 1919,  quando Ramiro Guedes é a cabeça vísivel do sidonismo no Distrito, já as suas facções se combatiam a tiros.

mn

João Damas ficou democrático, partidário de Afonso Costa

Foi o sr. dr. Rui Lopes que deu notícia desta tese no facebook, o nosso obrigado

  



publicado por porabrantes às 23:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.03.16

ramiro guedes.jpg

O cacique abrantino Dr.Ramiro Guedes foi um dos accionistas fundadores do Zoo de Lisboa

zoo.png

ramiro guedes zoo.png

ao lado dos sócios do Guedes está uma estupenda lista de Viscondes (o homem devia pelar-se por dar-se com nobres)

ramiro guedes viscondes.png

Entre eles o patrão do Buiça, o V. da Ribeira Brava, que comprou as carabinas para matar Dom Carlos.

Há mais sócios da região?

Por exemplo Costa Cabral, Marquês de Tomar, o dono do Convento de Cristo que fora privatizado para a sua família quando o ''titular'' era Ministro.

Há tipos sem títulos.

O financeiro luso-belga  Burnay aparece na lista ainda sem condado.

Aparece também o dirigente maçon e escritor Cunha Belém bastante ligado à Cidade onde viveu e sobre a qual escreveu coisas curiosas.

Fonte Diário Ilustrado 1882

ma 



publicado por porabrantes às 17:40 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.02.16

Já encontrámos quase tudo sobre a cidade e até há coisas que não publicaremos. O Jornal o ''Mirandês'' de

 

mirandês 1894.png

 dava a notícia da morte dum oficial de Bragança nesta vila

pinto.png

Este Pinto é bastante referido nas crónicas militares da época e nos apontamentos do Mestre Diogo Oleiro e talvez haja matéria para fazer crónica sobre ele, mas lendo o jornal descobre-se que em Miranda já havia propaganda comunista a partir de Madrid

comunista.png

 Coisa que condiz com o que refere Oleiro sobre o Pinto, um tal capitão Baptista quis meter-lhe um processo por distribuir propaganda ''comunista'' em espanhol nos quartéis da cidade e essa propaganda assustava muito Ramiro Guedes

ramiro guedes.jpg

porque os ordeiros comerciantes e proprietários republicanos  tinham pavor ao vírus purulento da anarquia e dos sindicatos.

O Pinto safou-se por várias coisas, uma morte infausta e uma cunha monumental do Avellar Machado, que era oficial superior, e ditou: ''não estraguem a carreira do rapaz, ainda dará um bom regenerador''.

 

mn 

 

O tenente Pinto era oficial em S.Domingos

 



publicado por porabrantes às 19:26 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Dia do Senhor: Abrantes a...

Da esquerda à direita aut...

Ramiro Guedes defende a U...

D.Manuel II dá 50 mil réi...

Ramiro Guedes e a escrava...

Profissão: Médico e Senad...

O amigo monárquico do Dr....

Um artigo sobre Ramiro Gu...

A Oposição abrantina nas ...

O passado monárquico do h...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds