Sexta-feira, 04.02.11

Corria o ano de 1949, estava Berlim bloqueada pelos soviéticos e a Europa e os EUA a discutir a formação de uma aliança militar, quando José Frederico Ludovice se sentou a compor. Naquela altura não podia imaginá-lo, mas a partitura que estava a escrever, meses depois, seria seriamente considerada para se tornar no hino da NATO e durante anos décadas confundida como tal.

A história improvável do hino do arquitecto e compositor português teve em Humberto Delgado um dos personagens principais. Foi o "General sem Medo" que, impressionado com a composição, a levou para a América e se bateu por ela junto dos responsáveis da Aliança, onde era oficial político.

Nos anos seguintes foi tocada em algumas cerimónias nos EUA e era ouvida na rádio em Portugal e na Europa. Mesmo do lado de lá da Cortina de Ferro havia quem a tomasse por hino da Aliança que desafiava o comunismo.

Tanto quanto se sabe, foi tocada pela última vez, em 1989, pelos coros de Bruxelas, no Quadragésimo aniversário da Aliança. No programa das cerimónias consta o "Hino Atlântico". Lia-se que era "a única obra de coro escrita especialmente para a NATO". A partir dali, Leopoldo, filho do compositor falecido em 2007, perdeu-lhe o rasto. "Talvez ainda seja tocada, talvez se tenha perdido, enterrada na história da NATO." Ao que o DN apurou, o Hino Atlântico não é tocado hoje, na Cimeira de Lisboa.

O nome "Hino do Atlântico" foi a segunda escolha de José Ludovice. À sua partitura, que devia fundir a vivacidade dos franceses com a solenidade dos alemães, começou por chamar "Europa em Marcha". A referência ao Atlântico foi sugerida por Delgado, que já pensava na sua adopção pela NATO. A letra, a segunda versão, foi escrita em inglês por Ramiro Guedes de Campos.

A primeira resposta que Ludovice teve dos oficiais da NATO foi uma carta de um capitão da Marinha americana, a 17 de Novembro de 1952. G. W. Campbell escreve que o hino é "bonito e inspirador" e pede autorização para que seja tocado no coro de um couraçado americano. Campbell avisa porém que só em Paris o podem declarar hino da organização.

Um mês depois essa missão estava em marcha, com a bênção de Salazar. A 4 de Dezembro de 1952, o DN noticiava que o delegado permanente de Portugal junto do Conselho Atlântico, conde de Tovar, "deverá hoje entregar em Paris, nos departamentos oficiais da organização". A bênção do regime ia além dessa diligência. A Emissora Nacional passava a música antes do noticiário da NATO.

Muitos anos depois, em 1887, José Ludovice escreveu ao secretário-geral da NATO a contar a história da música e a perguntar se ela ainda era tocada e porque é que nunca tinha sido aprovada. A 6 de Abril de 1989, a resposta chegou. O oficial de ligação de Portugal na NATO A. J. Soares informava que o Hino do Atlântico fora "retomado pelo Grupo Coral da Casa do Pessoal da OTAN".

"Durante a recepção que ontem se realizou na sede desta Organização para celebrar os 40 anos da assinatura do Tratado do Atlântico Norte [...], o grupo coral executou o Hino Atlântico, tendo no final sido muito aplaudido." No envelope, estava uma fotografia do secretário-geral Manfred Warner com dedicatória para José Frederico Ludovice.

 

in Hugo Felipe Coelho no DN de 19 de Novembro de 2010

 

Ouça o hino aqui

 

Ramiro Guedes de Campos foi um grande produtor de hinos incluindo o Hino do Sporting, como veremos.

 

Ei-lo nesta foto do Século com uma malta ''fixe''

 

O acto de posse da comissão organizadora dos festejos populares comemorativos da revolução de Vinte e Oito de Maio. [Identificados no álbum:] Horácio Gonçalves; engenheiro Ramiro Guedes de Campos; Guilherme Pereira de Carvalho; engenheiro José Luís Supico; dr. José António Marques; engenheiro Nobre Guedes; dr. José Águedo de Oliveira; engenheiro Augusto Cancela de Abreu; dr. António Ribeiro Ferreira.

 

3-9-1936

 

 

Espero que o Doutor Candeias não me venha explicar que o eng. Ramiro Guedes de Campos era do Benfica e do reviralho. Podia ser republicano, mas era um bom salazarista.....

 

Marcello de Noronha

 

 

foto o Século /antt

 



publicado por porabrantes às 17:39 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O amigo monárquico do Dr....

Tarde com um poeta abrant...

Família Guedes de Campos

O avô de Ramiro Guedes de...

Abrantes, dedicada a Rami...

Ramiro Guedes de Campos (...

Leilão

O Coronel Amílcar e a pai...

fenómenos à moda do entro...

Hino do Sporting é abrant...

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds