Sexta-feira, 15.03.19

Tudo se resumiu ao Padre Raposo?

Vivia-se em 1914 em paz religiosa nesta terra?

Isso perguntava o Governador Civil.....numa orientação que vinha de Lisboa,  que mandava inquirir em todos os concelhos....

jacinto freitas

O chefe local da política  democrática ,Justo Rosa da Paixão, respondia

justo

Ou seja as freguesias mais renitentes em abandonar as práticas católicas eram o Pego e Alvega.

Sabemos que na Aldeia do Mato parece não ter havido problemas (ver blogue do amigo Maça, com as respostas do padre , a inquérito do Bispo).

E a freguesia onde o anti-clericalismo tinha maior base social de apoio era o Rossio.

Esta é a versão dum cacique democrático, porque a versão católica era outra, o povo armado com chuços tinha no Pego posto em debandada os amigos do Justo, e obrigara a fazer a procissão.

Houve expulsões de padres? Anseia-se pelo regresso da fradalhada ?, perguntavam.....

justo 2

Dizia que não, o Justo, isento de paixão jacobina, isto é terra liberal, e no raio das freguesias em que o beatério queria missas, lá estou eu para dar a autorizaçãozinha.....

 

Diminuiu a prática religiosa, graças à acção benfazeja da República?

justo 3

 

Dizia que sim....

E os padres aceitavam as pensões?

Mas o clero reaccionário e o Padre Raposo tramavam alguma....

De mais de catorze, só quatro tinham aceitado....

Isto é,  os padres recusavam ser assalariados do sr. dr. Afonso Costa e permaneciam fiéis ao Bispo, que era D.António Moutinho....

d.antónio moutinho

que tinha sido preso ....., desterrado da sede episcopal, e forçado durante 4 anos a dirigir a Diocese de longe.....

arriaga

 

O Justo diz que havia quatro padres pensionistas  e que estes eram mal vistos pelos colegas  e que um deles tinha  sido substituído numa freguesia (Mouriscas) por um colega fiel à ortodoxia.

Quais eram os que traíram Roma?

Em 11-7-1911,  foi concedida uma pensão provisória ao padre colado do Tramagal, Manuel Brás da Rosa , ao colado de S.Miguel, José Martins da Conceição, e ainda ao padre encomendado de lá, Luís de Andrade Sequeira.

Mas o principal padre pensionista foi Henrique Neves, que protagonizou um cisma nas Mouriscas.

Também foram dadas pensões aos empregados da Igreja que eram os sacristães: S.Vicente-António Rego da Silva; S.João-Manuel Vicente Valente, do Rossio, Pascoal Francisco das Chagas, de S.Facundo, Bernardo Ricardo da Natividade, de S.Miguel, José da Oliveira Costa, do Tramagal, Pedro Alves de Jesus Lobato, de Rio de Moinhos, Francisco Esteves Machado e das Mouriscas, António Marques Fernandes.

Finalmente ia o povo aceitar as administrações das Igrejas dominadas pelo partido democrático (as célebres cultuais), perguntavam?

justo 9

O Justo achava que sim. Mas contra ele tramava Guilherme Henrique Moura Neves, o chefe local do partido católico....

Por volta de 1916 a única Igreja aberta era a da Santa Casa e os católicos que iam à missa eram enxovalhados pela populaça, testemunho de D.Maria Luísa Almada Albuquerque Moura Neves....

mn

sobre o assunto : Humorista Justo da Paixão aplica Lei da Separação no Pego

Em nome da Liberdade Religiosa

Padre do Rocio de Abrantes resiste ao saque republicano

 O Foro do Senhor Anacleto

Salazar e as oliveiras da Paróquia de Rio de Moinhos

https://porabrantes.blogs.sapo.pt/a-devolucao-do-ouro-a-paroquia-do-pego-2010603?utm_source=posts&utm_content=1552676956

 

Fonte: arquivo António Farinha Pereira; Arquivo dum sacerdote abrantino; Arquivos públicos

 

a situação no Sardoal: ver o blogue Sardoal com Memória

 

 

 

 

etc

 



publicado por porabrantes às 19:10 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.03.19

53599124_2323827767679470_4534091554414919680_n

Sua Excelência Reverendíssima aproveitará para mandar cortar o mato que se acumula nas propriedades do Centro Social Paroquial do Rossio

53274685_2105695592842212_1717436239168143360_n

foto Fernando Almeida

pedir a Sua Excelência Reverendíssima  que explique porque é que o Centro Interparoquial de Abrantes é arguido em processo-crime mais o Reverendo Graça....já será demais

mn 



publicado por porabrantes às 12:42 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.03.19

Como é sabido foi inaugurada uma USF no Rossio ao Sul do Tejo, que ocupa o espaço do antigo Mercado.

Agora resta perguntar que aconteceu ao terreno doado pelo sr. dr. Jorge Costa para o mesmo efeito:

''

Ainda no âmbito do eixo Equipamentos Sociais, a presidente da Junta de Freguesia de S. Miguel questionou acerca da criação da nova unidade de Saúde de Rossio ao sul do Tejo. O professor Jorge Costa informou que já foi feita a escritura do terreno que ele mesmo doou, e que se destina à construção deste novo Centro de Saúde, o mesmo virá substituir o actual que não reúne as condições funcionais exigidas.''

 

acta do CLAS de : 16 de Março de 2010

 

Será devolvido ao dono????

ma



publicado por porabrantes às 16:36 | link do post | comentar

Domingo, 10.02.19

d.beatizr

A Senhora D.Beatriz Caldeira Soares Mendes foi uma benfeitora da Igreja Católica.

Entre outras coisas fez doação duma capela armoriada da sua família (mais o irmão) à Paróquia do Rossio de Abrantes.

 

capela-de-arreciadas-2-2

Também sempre esteve pronta a ajudar as obras sociais da Igreja Católica. 

Também deu o terreno onde está a capela das Arreciadas.

A capela foi construída graças ao esforço do P. José de Oliveira.

Por algum motivo a paróquia de S.Miguel do Rio Torto, não legalizou essa doação.  

Para legalizar fez uma escritura de justificação:

Declara o pároco que D.Beatriz Caldeira Soares Mendes, '' solteira'',  residente em Lisboa, deu o terreno em 1979.

arreciadas

 

Numa escritura de justificação deve-se ser rigoroso.

D.Beatriz residiu sempre no Rossio ao Sul do Tejo, num, um edifício suficientemente imponente para toda a gente o saber.

E a Net, através do Mirante informa disso. 

Morreu salvo erro nos anos 80. 

E tinha sido casada canonicamente com o sr. Manuel da Fonseca, de quem teve 2 filhas, uma das quais casada com o médico Dr.Alfredo Godinho, filho do General Godinho.

Casou depois mais duas vezes civilmente, sendo divorciada no momento em que terá efectuado a alegada doação.

De forma que o declarante na escritura de justificação tinha obrigação de saber isso e tinha na paróquia do Rossio ao Sul do Tejo os documentos necessários para comprovar o estado civil da benfeitora.

A neta da benfeitora mantém uma casa no Rossio de Abrantes.

E o director da Nova Aliança tinha obrigação de não publicar informações erradas.

A Igreja tem o dever de ser de preservar a memória das pessoas que a ajudaram.

E de preservar os arquivos que estão na sua posse e de os consultar, antes de produzir documentos com efeitos jurídicos.

ma

Fotos. Abrantes Cidade Florida, Igogo  

  



publicado por porabrantes às 22:07 | link do post | comentar

Sábado, 09.02.19

50979541_484364758756411_9127374870634561536_n

Não conseguimos confirmar se o sofá foi instalado a 28-1-2019 no Aquapólis para o Luís Alves dormir a sesta.

foto Rossio com Vida

mn



publicado por porabrantes às 15:55 | link do post | comentar

......que já foi Largo Avellar Machado,  e que o povo chama Largo da Bomba.

Dominado pelo Palacete da D.Joana Godinho, onde nasceu o General, hoje sede dum Lar de idosos onde estão 20 utentes, que vai para obras, apesar dos impedimentos burocráticos colocados pelos amigalhaços do Luís Alves, os mesmos que toleraram a demolição dum imóvel classificado, a capela de Santo Amaro, coisa na Lei tipificada como um crime.

No meio do Largo, o coreto, mandado edificar por João José Soares Mendes, para a SIMR tocar.

Belo exemplar da arquitectura do ferro, que devia estar protegido e classificado.

Como está?

51943267_538726246622588_5002270138167197696_n

 

    interior do coreto

51630123_538726273289252_3469911062055223296_n

51538278_538726356622577_1609715955418529792_n

Conservação da cobertura

51336962_538726173289262_2994699353391628288_n

As fotos são do site bairrista Por Abrantes com Futuro , com a devida vénia

As fotos demonstram desmazelo e abandono dum património que devia estar protegido e classificado......

As fotos demonstram incultura e incompetência

As fotos demonstram o que é esta triste gestão...

As fotos demonstram que é preciso outra política e outra gente e uma terra mártir.

ma  



publicado por porabrantes às 09:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.02.19

Luís Alves critica a cacique

Temos de os aturar?

ma



publicado por porabrantes às 22:27 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.01.19

Foi constituída, nas antigas instalações da insolvente, Frasam uma nova empresa: DELM - METALURGICA NACIONAL DE FUNDIÇÃO LDA.

 

Tem o capital de 5.000 € e os sócios são:

 JOSE PEDRO PIMENTA DA GAMA DE ALARCÃO TRONI  com uma quota de 100 € e a  GAULUSA INDUSTRIAS, S.A.  com 4.900 €.

A Gaulusa é uma das credoras da FRASAM e meteu à venda instalações fabris da velha Fundição em Outubro de 2018.

gaulusa

 

mn



publicado por porabrantes às 13:12 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.01.19

estaleiro rst

Parece que o Luís Alves chama a isto '' estaleiro''. Estará assim desde Julho

estaleiro 2 rst

Cá para nós é uma lixeira, como demonstram as fotos seguintes

estaleiro 3 rst

estaleiro 4

E se o cacique levasse o lixo prá Praça Catroga ou o mandasse reciclar???

Fotos Abrantes com Futuro (sem lixo)

ma



publicado por porabrantes às 09:18 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.12.18

48972142_1242920412499574_927146021727764480_n

Celebrou-se a Festa de Natal do Lar D.Joana Soares Mendes, no Rossio,uma IPSS que tem dificuldades e recursos próprios para afrontar a modernização do Lar, mas a quem a CMA cria dificuldades para fazer as obras necessárias.

Na foto catrispacada ao Lar, a nossa amiga D.Celeste Bárbara, a mais jovem residente no Palacete Avellar Machado ( o político nasceu aqui), que tem uns bonitos 103 anos.

O nosso obrigado a quem voluntariamente mantém este Lar e a todas as IPSS abrantinas que fazem um bom trabalho e que infelizmente  são salpicadas involuntariamente pelas irregularidades do Cónego e do Centro Interparoquial de Abrantes.

E um beijo para a Celeste Bárbara.

mn

 



publicado por porabrantes às 17:18 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Tenente Coronel José Barb...

A habitação social no Ros...

Não foram só as portas...

O fado de S.Macário

Os subsídios de prevenção...

Correios do Rossio de Abr...

Mandando o Estado Laico à...

A falta de educação do Co...

O Presidente da Junta e o...

Alunos ameaçavam docente...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds