Segunda-feira, 06.08.18

manuel fernandes

No Observador, Pedro Dórdio ,conta a vida e os alegados crimes do cigano Calixto, que também respondia por José Domingos Calixto, Calixto dos Santos, ou Joaquim Domingos.

Um dos mais apaixonantes processos judiciais da época.

Entretanto, enquanto aguardava julgamento, em Junho de 1936, o Calixto, negociante de cavalos, leva um coice duma besta que examinava, no Rossio ao Sul do Tejo, e é transportado para o Hospital do Salvador.

Transferido para os cuidados de Manuel Fernandes, numa clínica, aí  morre, a  7 de Julho de 1936.

O atendimento polémico  ao ferido  vai gerar um conflito.

M.Fernandes acusa os serviços da Misericórdia  de responsabilidades graves. ..

O Ministro do Interior, Pais de Sousa, cunhado de Salazar, manda fazer um inquérito à Santa Casa, onde manda Martins de Carvalho.

henrique martins carvalho pai

Na Santa Casa já tinham saneado Solano de Abreu e demitido compulsivamente Manuel Fernandes, poucos meses antes.. E chegara a estar preso.. É mais um episódio de dez anos de guerra, que já larvava pelo menos desde os anos 20.

O Gov. Civil acaba por propor ao Ministro que se abafe o escândalo, argumentando que é tudo uma guerra política.

 

Resta acrescentar, a um tema que voltaremos, que houve uma  grande manif de ciganos de apoio a  Manuel Fernandes...., segundo Eduardo Campos.

mn      



publicado por porabrantes às 14:16 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.06.18

Neste blogue, a Senhora D.Maria Manuela Estevão faz uma saborosa evocação da Abrantes de outrora e diz boas e bonitas da forma como um irresponsável destruiu a Quinta de Solano de Abreu

 

'' ...)
 
Quando entrei na cidade, a imagem da grande quinta com o belo challet e capela rodeados de frondosas árvores desapareceu e, os terrenos deram lugar a outras construções.
Era na quinta que na época se distanciava do centro da cidade que se organizavam as festas do fim da catequese com direito a piquenique partilhado.  
As belas fontes, os jardins e os pavões que abriam a cauda à nossa chegada já não os encontro. Sinto-me lesada! (...)''
 
 
ver aqui- devida vénia à autora


publicado por porabrantes às 22:37 | link do post | comentar

Domingo, 27.05.18

missionário

Na Morgadinha, Júlio Diniz, um liberal moderadíssimo, descreve assim a perfomance dum missionário aterrorizando uma aldeia  ....

E comenta que o padre comparava a rede ferroviária.....às redes tecidas pelo Demo.

As ''missões'' eram organizadas pelos jesuítas, que apesar de proibidos nesta terra, tinham regressado e sob disfarces e artimanhas legais, espalhavam a boa-nova do ultramontanismo.

Esta palavra significava a política religiosa consagrada ao Concílio Vaticano I (1869-1870), que instituirá uma concentração de poderes no Papa e decretará a infabilidade pontifícia.

Eclesiásticos_de_varios_países_reunidos_en_Roma_con_Motivo_del_Concilio

vários padres conciliares

 

Tudo coisas que aterrorizavam os ''bons liberais'' como Solano de Abreu e Júlio Diniz.

Quando chegaram os missionários ultramontanos à vila de Abrantes?

Carlos_Joao_Rademaker

O Padre Carlos Radameker , responsável pela rede semi-clandestina da Companhia de Jesus, espalhou por todo o país, a boa-nova.

Em 1867, um autor situa-o na vila de Abrantes....

Se houve de facto uma ofensiva jesuítica, ''os bons liberais'' entraram em paranóia e acreditavam numa conspiração mundial jesuítica, com a mesma boa-fé com que os clericais piamente estavam crentes numa conspiração mundial judaico-maçónica.....

 

mn

 

   



publicado por porabrantes às 19:00 | link do post | comentar

Sábado, 28.04.18

Um texto de Solano de Abreu, em 1906, sobre política e mutualismo, no Coisas de Abrantes



publicado por porabrantes às 13:38 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.04.18

bruno tomás.png

acta de 26-4-2017

 

há outra acta reiterando este absentismo

 

mesmo assim, apesar de avisada a autarquia voltou a nomeá-lo depois das eleições

 

Bruno Tomás além de Presidente do PS era Presidente da maior junta do concelho.

 

Representava a CMA

 

E a cacique esteve-se nas tintas para um reiterado laxismo do representante camarário num dos maiores agrupamentos escolares do concelho...

 

Terá abordado o assunto algum neo-liberal nas actas da CMA'????

 

mn 



publicado por porabrantes às 16:56 | link do post | comentar

Domingo, 08.04.18

avellar machado novo.png

Não houve político a que Abrantes ficasse a dever mais que ao rossiense Avellar Machado. O abastecimento de água no cabeço, a linha férrea que revolucionou os transportes locais (e que a prazo mataria o tráfico fluvial), escolas nas freguesias, e por aí  adiante.

Para ver a sua folha de serviços consulte-se o Abrantes Cidade Florida, num artigo de Mestre Diogo Oleiro.

Oficial do exército com uma formação de engenharia, pode incluir-se na lista dos homens do mesmo tipo, que seguiram outro engenheiro, Fontes Pereira de Melo, na política, fazendo um certo saint-simonismo à portuguesa. 

Num país de bacharéis e literatos românticos, era a modernidade.

 

Foi político, nunca chegou a Ministro, capitaneou os regeneradores locais e foi naturalmente conivente num sistema eleitoral baseado nos caciques (os influentes) e na fraude eleitoral.

A maior crítica abrantina que se lhe pode fazer é que sendo vogal do Conselho dos Monumentos Nacionais (1894) deixou Santa Maria do Castelo continuar a ser um estábulo, como conta Oliveira Martins nas Cartas Peninsulares

santa maria oliveira

 

Conseguiu no fim da vida sinecuras a que hoje chamaríamos tachos ,  e teve múltiplas homenagens em vida mas não teve bustos nem estátuas, enquanto viveu.

Algumas  das homenagens foram organizadas pelo seu adversário político progressista Francisco Eduardo Solano de Abreu, designadamente a criação no Montepio duma bolsa a favor das classes artísticas (era assim que se chamava aos operários, muitos deles ainda artesãos), que levou o nome do Par do Reino, dotada com rendimentos por Solano, que hipotecou valiosas propriedades rústicas para garantir esses pagamentos,

Pelo que dizia Oliveira Martins a sua fotografia estava omnipresente em todos os sítios, incluindo nos palheiros onde se aboletavam as azémolas da tropa.

Mas só teve estátua depois de morto e bastante depois (1929)

monumento avelar machado.jpg

Não sei se foi o pudor de Avellar Machado ou a falta de verbas que levou a isto.

Mas as outras estátuas abrantinas, ao Dr. Manuel Fernandes em Abrantes, a do Comendador Duarte Ferreira, no Tramagal, a do industrial Soares Mendes no Rossio, a de António Botto, na Concavada só foram inauguradas depois da morte dos homenageados, seguindo a tradição da primeira, a de Taborda.

Agora o próprio homenageado descerra o seu busto

catroga busto.jpg

 

 Convenhamos que o inovador  espectáculo não é elegante.

mn

 



publicado por porabrantes às 18:29 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.04.18

taborda costa ocid.png

taborda comissão.png

 já tinha visto algum publicista local escrever a história do monumento a Taborda, mas por algum motivo omitiu que SMF el-Rei D. Manuel II foi um dos que deu mais dinheiro, como SMF a Rainha D.Amélia, a Viscondessa de Alferrarede que deu 30 mil réis....

Empatado com o Rei estava Casimiro José de Lima

 

A pensão a Taborda foi outorgada pelo avô de D.Manuel II, el-Rei D.Luís

 

Curioso ver os republicanos locais como Ramiro Guedes e António Farinha Pereira andarem a pedir dinheiro ao Rei de Portugal e à viúva do monarca assassinado pelo Buíça.....

 

A alma do monumento foi Solano de Abreu

 

mn

 

recorte de Ocidente de 30-8-1910   



publicado por porabrantes às 21:17 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.02.18

Num tempo em que há autarcas que pensam que são mandarins, convém aconselhar que se vistam apropriadamente

 

coimbra 1880-1885 solano dr. josé maria figueiredo

Coimbra, entre 1880-1885, Solano de Abreu vestido de mandarim, acompanhado do dr. José Maria Figueiredo, de Barcelos também estudante à época, esta preciosidade foi publicada pelo neto do dr.Figueiredo, José Eduardo Reis, num grupo de genealogia no face.

 

Solano de Abreu foi autarca, eleito em eleições livres, salvo erro em 1907 ou 8, em coligação do seu partido, o Progressista com o PRP, que o saneou depois do 5 de Outubro, numa mostra de respeito pela vontade popular.

 

Nunca armou em mandarim na política, só se armou nesta terça-feira de Carnaval, duma boémia vida académica coimbrã.

 

Lamentamos que não se tenha vestido de cónego ou de Bispo, apesar de ser amigo de algum, que recebia em sua casa.

 

Nesta época foi iniciado no Grande Oriente, salvo erro com o nome maçónico de ''Danton.''.

 

ma       



publicado por porabrantes às 12:03 | link do post | comentar

Sábado, 16.12.17

0833-9. Manual de Processo Civil. 2 Edição, Revista e ...

 

O direito: revista de ciéncias jurídicas e de administração pública

 
https://books.google.es/books?id=h8ErAQAAMAAJ - Traducir esta página
Albano Baptista, ‎Mario Lobo, ‎Mario Pais de Sousa - 1888 - ‎Vista de fragmentos - ‎Más ediciones
Mostra-se do processo: Que no dia 7 de janeiro do anno corrente se reuniram nos paços do concelho de Abrantes 37 dos maiores contribuintes do mesmo concelho, sendo um d'elles o presidente da assembléa, para procederem á eleição da ... Anacleto Alves da Silva, Francisco Eduardo Solano de Abreu e outros protestaram contra a validade da eleição, entendendo que havia logar á representação da minoria na mesma commissão, por isso que a proposta foi approvada por um ...


publicado por porabrantes às 17:07 | link do post | comentar

Domingo, 10.12.17

Dois comendadores abrantinos digladiam-se nos Tribunais

 

Solano - versus Eduardo Duarte Ferreira



publicado por porabrantes às 23:20 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

As puras donzelas do Conv...

Contra os vândalos de 191...

Assembleia de Credores no...

O homem que não quis ser ...

A dissoluta revista de So...

As críticas da Escola Sol...

À paulada

O liceu do Dr.Solano

A alegada venda da Quinta...

Biblioteca Nacional de Es...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds