Quarta-feira, 30.12.15

pegop cinsas.png

Fenomenal os da Pegop vão ficar ricos......

 

Mas o que não consigo perceber é porque é que a EDP não ficou milionária com o milhão de toneladas de cinzas que acumulou na Tapada do Outeiro..

 

pegop cinzas 2.png

prometo ler atentamente (quando houver vagar) a tese do

 

Mestre

pegop cinzas 3.png

é pólvora para chatear os da poluição

 

e jurava o Zé Bioucas (na primeira inquirição pública na Assembleia Municipal, que as centrais são inofensivas e a EDP tinha-o convidado a visitar algumas centrais em França e numa que estava ao lado duma praia, aquilo estava cheio de banhistas e portanto não havia poluição)

 

e explicava o eng.Carlos Pimenta que a Figueira da Foz recusou o monstro poluidor, porque as celuloses diziam que o fumo das chaminés lhes estragava a celulose

 

e os tansos dos abrantinos, representados por 50 políticos da treta (era a composição da Assembleia Municipal) votaram por unanimidade receber o monstro

 

entre 310 concelhos de Portugal, só houve um que disse que sim, através de 50 incapazes, entre eles o Zé Bioucas, que em Paz descanse 

 

ma  

 

a unica pessoa que se enfrentou decentemente a este lobby foi o Dr.José Amaral, honra lhe seja, quando nos roubaram a sisa da central e passaram a dar-nos esmolas 

 



publicado por porabrantes às 20:16 | link do post | comentar

Domingo, 20.12.15

O senhor dr. Humberto Lopes escreveu na penúltima ''Barca'' um  elogio sobre o nosso amigo e grande abrantino Zé Bioucas, de quem disse que era grande amigo.

Gaba-se o artigo. Por enquanto não se contará aqui mais confidências que fazia o Zé Bioucas ao Mário Semedo sobre a ''administração Lopes''.

Já escrevemos algumas.

Só aproveitamos para inquirir, quando foi este processozinho o dr. Humberto foi testemunha abonatória do Zé Bioucas ou não?

cma tribual.jpg

 Ou por mero acaso terá estado, alaranjado, ao lado da acusação particular?

 

Foto Tal e Qual

 

a redacção 

 



publicado por porabrantes às 19:09 | link do post | comentar

Sábado, 12.12.15

bioucas central.jpg

 grande entrevista do Zé Luz ao falecido P. da Câmara de Abrantes

 

ma



publicado por porabrantes às 23:26 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.11.15

Já tinha visto isto

duarte_castel_branco.jpg

 É o melhor CV do Duarte

É publicado pela Associação dos Arquitectos Urbanistas Portugueses, quando lhe fizem uma homenagem em 2011, pela época em que o Arquitecto reduzia Rui Serrano a pó 

E com um CV destes o Zé Bioucas não o contratou para fazer o PDM de Abrantes
Andou mal o Zé Bioucas, ou foi o medíocre PS abrantino que não deixou.

 

 
Duarte de Castro Ataíde Castel-Branco

Nasceu em 1927. Professor Catedrático da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa. Consultor Permanente na orientação dos estudos de Planeamento Urbano e Regional da CPU Consultores.
 
1960            Diploma de Arquiteto (C.O.D.A.), sendo classificado com 20 valores "Com Distinção".
1962            Bolseiro da FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN, frequentou os cursos de Urbanística II do Instituto de Urbanística da Faculdade de Arquitetura do Politécnico de Milão e de Atualização em Urbanística da Faculdade de Engenharia do mesmo Politécnico de Milão.
1963            Estágio no Centre de Recherche d'Urbanisme (C.R.U.) do Ministério da Construção em Paris.
1964            É convidado pelo Município de Lisboa a participar na equipa chefiada pelo Arquiteto Georges Meyer-Heine para a elaboração do Plano Diretor da Cidade;
1966            Assistente do Professor Arquiteto João Andersen na cadeira de Urbanologia e II. (ESBAP)
1967            Anteplano Territorial de Ordenação Urbanística do Norte do Ribatejo; Regente das Cadeiras de Geografia Física e Humana na mesma Escola Superior.
1972            É convidado pela Direção Geral dos Serviços de Urbanização para participar no Grupo de Trabalho para a elaboração das "BASES DA LEGISLAÇÃO ORGÂNICA DO URBANISMO EM PORTUGAL", entregue em Maio.
1972            Vogal do Conselho Superior de Obras Públicas e Transportes.
1975            Presidente do Centro de Estudos de Urbanismo e Habitação Engenheiro Duarte Pacheco.
1978            É convidado pela Câmara Municipal do Porto para proceder à elaboração do diagnóstico do Plano Geral de Urbanização da Cidade, elaborado pelo Professor Arquiteto Robert Auzelle. Após concurso público é atribuída a elaboração do Plano Geral de Urbanização /Plano Diretor do Município, aprovado por unanimidade pela Assembleia Municipal e ratificado pelo Governo em 1993.
1980            Vogal da Comissão Instaladora da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa.
1983            É nomeado pela Câmara Municipal do Porto seu representante para o Grupo de Trabalho designado pelo Ministro da Habitação, Obras Públicas e Transportes para estudo da "NOVA TRAVESSIA FERROVIARIA DO RIO DOURO" no Porto.
1985            Designado pela Câmara Municipal do Porto para representar o Gabinete de Planeamento Urbanístico no Júri de seleção do Projeto para a frente urbanística Parque da Cidade.
1986            Promove e coordena o Gabinete do Planeamento Urbanístico da Câmara Municipal do Porto.
1988            Eleito para o Conselho Diretivo da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa pelo Conselho Científico da Faculdade.
1989            Convidado a participar na Universidade Amiierest, Massachussets no colóquio sobre Arquitetura e Urbanismo, visita à Universidade de Boston, M.I.T. e à Faculdade de Arquitetura de Minneapolis.
1989            Convidado pelo Fórum Portucalense para o Seminário "O Investimento Imobiliário em Portugal" com uma conferência sobre "O Quadro Jurídico do Urbanismo".
1990            Apresenta à Assembleia Municipal do Porto o Plano Geral de Urbanização da Cidade, que é aprovado por todos os partidos políticos, sem votos contra.
1990             A convite da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa apresenta o Plano Geral de Urbanização do Porto integrando um ciclo de conferências e debates sobre metodologia, alcance e concretização de Planeamento Urbanístico.
1993/94        Aprovado o PGU/PDM do Porto, é premiado pela “Commission Européenne” e pelo “Conseil Europeen des Urbanistes” na atribuição dos “Prix Europeens de Planification Urbaine et Regionale”.
Desde 1990 Consultor Permanente na orientação dos estudos de Planeamento Urbano e Regional da CPU Consultores e nesta qualidade orientou os seguintes planos:
                 - Plano Diretor Municipal da Covilhã
                 - Plano Estratégico da Grande Covilhã (eixo TCT)
                 - Plano Diretor Municipal de Ferreira do Alentejo
                 - Plano de Urbanização da Grande Covilhã (eixo TCT)
                 - Plano de Pormenor da zona do Aeródromo da Covilhã
                 - Plano Intermunicipal de Ordenamento da Ria de Aveiro
 
 
devida vénia  a Associação dos Arquitectos Urbanistas Portugueses
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

bioucas ps.jpg

 

 

Inclino-me mais para a 2ª possibilidade.

 

ma

 
 
 
 
 


publicado por porabrantes às 17:43 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.11.15

Isto já tinha sido escrito aqui. Volta-se a escrever. O Zé Bioucas foi imposto como Vereador por oficiais spinolistas que exigiram a saída da Comissão Administrativa da CMA de Abílio Monteiro (reputado anti-fascista) e do Dr. Mário Pissarra porque eram ''perigosos''.

Eram muito perspicazes, como me comentou um empregado abrantino do General  Carlos Galvão de Melo, ''sanearam' dois cidadãos ordeiros e capazes e deixaram lá ficar o Afonso Campante que foi apanhado com as mãos na massa.

Sobre isto há uma curiosa entrevista feita ao Zé Bioucas pelo Jorge Lacão. Não tenho à mão o recorte.

Perguntava porque deixavam a mulher do Vereador preso usar a boleia dum veículo da CMA ,para ir a Lisboa, ver o marido na cadeia.

A pergunta inserida numa campanha eleitoral, era feita para criticar este homem

semedo discursamdo.jpg

 que tinha sido suficientemente generoso para deixar a mulher dum preso político apanhar umas boleias para matar saudades.

O Zé Bioucas naturalmente safou-se da pergunta e não criticou a acção do Dr.. Correia Semedo.

Um dos spinolistas  está vivo. Acham que há segredos em terras pequenas? Nasceram ontem.....

 

ma 

 

 

As malhas que o Prec teceu (e tece) 

 

Correio atrasado (1): O velho PREC abrantino

 



publicado por porabrantes às 19:17 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.11.15

A maior parte da casta política não sabe nada da vida.

O Zé Bioucas foi um homem de trabalho, um empresário. Precisamos de políticos que tenham sido alguma coisa na vida, antes de se sentarem num cadeirão e começarem a tomar decisões absurdas como demolir conventos, vender terrenos que valem 1 milhão a mil euros, subsidiar empresas de comunicação social cujos donos estão na grelha, e façanhas semelhantes.

 

Aqui vai o que não querem recordar. A empresa do Zé Bioucas. 

 

 

reboques bioucas.jpg

Tenho um reboque destes. Ainda está a funcionar

 

mn 



publicado por porabrantes às 12:56 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.11.15

a homenagem dum

 

CIDADÃO

 

A REDACÇÃO



publicado por porabrantes às 19:59 | link do post | comentar

Morreu aos 87 anos,o Sr. Eng.José dos Santos de Jesus, ou seja o Zé Bioucas, toureiro frustrado (por causa da sua Mãe não seguiu a carreira de matador, como o seu amigo, o diestro Manuel dos Santos) industrial de reboques (com os irmãos um bocadinho mais abaixo da EICA), professor prestigiado na Escola Industrial e Comercial de Abrantes,colaborador na fundação do PPD de Abrantes, membro da 1ª Comissão Administrativa da CMA, 1º Presidente da CMA eleito em eleições livres após a Abrilada, posteriormente Presidente do CRIA e ligado ao longo da vida a inúmeras associações abrantinas e à vida cívica da cidade.

 

 

bioucas manif.png

 

Geriu uma edilidade em tempos tormentosos, esteve muito tempo no poder até ser derrotado pela Direita Unida, comandada por Humberto Lopes (uma AD sem esse nome), retirou-se da política, mas nunca deixou de intervir, mesmo que fosse para fustigar os caciques como Nelson Carvalho e Maria do Céu Albuquerque

Mais que palavreado, é melhor ouvirem-no. O vídeo foi produzido pelo António Colaço, no blogue Ânimo, e reproduz-se com a devida vénia.

 

Era sobretudo um homem com um excelente sentido de humor, coisa de agradecer num tempo de cinzentões. Teve naturalmente acertos e erros, que não são, agora, para aqui chamados.

 

Uma vez o António Bandos disse-me que o Zé Bioucas era  essencialmente uma pessoa que gostava de Abrantes e agia como tal. Nunca aceitou envergar nenhuma camisola partidária, coisa que só o honrou. Pertencia a uma velha família abrantina, com raízes no mundo industrial, ligada ao ramo automóvel (estou a ver os anúncios aos gasogénios Bioucas num velho Jornal de Abrantes).

 

Está na Capela de Sant'Ana ao lado da sua casa.

 

As nossa condolências aos seus familiares 

 

a redacção

 

foto: Bioucas com manifestantes tramagalenses da MDF. Fragmento duma foto divulgada no Grupo Tramagal. Anos 80    



publicado por porabrantes às 17:06 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.08.15

''(...)Em 1976 iam realizar-se as primeiras eleições autárquicas em democracia. E, nessa altura, o Deputado Ladislau Botas já era muito conhecido e admirado em Santarém e no concelho. E foi ele o escolhido para se candidatar à Câmara.

     O Secretário Geral d PS, Mário Soares, telefonou-me então para saber quem eram os nossos candidatos às principais câmaras do distrito.

     – Santarém?  O Botas!

     – Abrantes? O Bioucas!

     – Tomar? O Bonet!

Ao ouvir estas respostas, o Mário comentou: “Ó Niza, acho que com estes nomes não vamos a lado nenhum!” Mas enganou-se: ganharam os três! (..)''

 

José Niza

 

mario-soares190812.jpg

 

Ganharam mas os respectivos concelhos iniciaram o caminho para a irrelevância...

 

a redacção

 

o Zé Bioucas também era o candidato da direita anaclética, 



publicado por porabrantes às 17:59 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.05.15

fernando catroga.jpg

O Professor Doutor Fernando Catroga, da Universidade de Coimbra, é o mais importante pensador e intelectual abrantino e um dos académicos mais importantes em questões de Pensamento Político e da Historiografia lusitana.

Todo o país o escuta, é uma celebridade nas Universidades Brasileiras, e uma referência na bibliografia internacional..

Apesar do seu contributo decisivo para analisar o Pensamento Republicano, a História da Maçonaria (que ele interpretou melhor que o saudoso A.H. de Oliveira Marques), o Laicismo como religião política do liberalismo português, análises essas traduzidas em dezenas de publicações, só uma vez, que eu me lembre, foi convidado a fazer uma conferência em Abrantes, no âmbito das comemorações dum aniversário da EICA, de que foi aluno.

Tal como o seu irmão, o político, empresário e também Professor Universitário, Doutor Eduardo Catroga.

Os dois são naturais da freguesia de São Miguel do Rio Torto, filhos dum operário corticeiro que depois passou a empresário das cortiças, um patrão empreendedor, talentoso e extremamente inteligente.

Tinham a quem sair, os ''Catrogas dos 20'', como lhes chamavam na EICA, segundo recordou um Professor deles, o Zé Bioucas, numa entrevista ao Mirante, onde disse cobras e lagartos daquela mania obsessiva do Sr.Carvalho, da Isilda do Pego, do Pina que emigrou de Vereador para Vice-Rei do saneamento básico, de destruírem São Domingos para meterem lá a torre parola do Carrilho da Graça.

 Homem de esquerdas, comprometido com a luta académica contra o fascismo, estrela da historiografia portuguesa, glória da Academia coimbrã, bom amigo do Dr. Jorge Santos Carvalho, peticionário nº 4, Fernando Catroga chega ao fim duma carreira docente na Universidade e jubila-se. Vai dar este mês a sua última aula. É a jubilação dum Mestre e dum homem bom, respeitado por todos os seus alunos. Mas a Universidade e Portugal esperam ainda muito dele.

 

Este é o programa:

 

fernando catroga 2.jpg

E esta a nossa homenagem ao abrantino, esquecido na sua terra, porque tem um pensamento demasiado denso para ser compreendido por ex-seminaristas educados no mais reaccionário e clerical neo-tomismo.

 

a redacção

 

fotos: roubada ao Mestre Rui Lopes, aluno e amigo do Fernando Catroga

 

Leia aqui uma grande entrevista ao Prof. Catroga onde explica a sua vida e o seu percurso.

 

 

 

 

 

    



publicado por porabrantes às 13:17 | link do post | comentar | ver comentários (2)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O folhetim da ponte do Tr...

Queixe-se à construtora d...

Os queixinhas

Os porcos na Assembleia M...

Dois anos depois

A central nuclear abranti...

Respeitar a memória do Zé...

Reboleirizando Abrantes

Quando Albano Santos quer...

Luta de Classes no Centen...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds