Quarta-feira, 14.11.18

A cacique pronunciou uma série de alucinantes declarações sobre o Teatro S:Pedro, que desmontaremos com o maior prazer...... 

Está a tipa preocupada com a Lei e o interesse público, diz cândida e descarada. 

Pois bem, violando a Lei e o interesse público, em 8 de Setembro de 2015, decidiu com a conivência dos Vereadores presentes à sessão arrendar o telhado do edifício até 2025, quando a CMA só tinha poderes de gestão até finais de Janeiro de 2018.  

renda

A proposta ilegal é dela, de Maria do Céu Antunes Oliveira Albuquerque, e prova que desconhecia pelo menos a data da finalização do protocolo.

 

Votaram o contrato ilegal a Celeste Simão, a cacique, o obediente Luís Dias, o sr. dr. Manana e o Luís Ablú Dias (que estava a substituir a Elza Vitório).

Portanto quando a cacique quiser falar de Lei, é só fazer um levantamento das decisões que aprovou e já agora dos pagamentos ilegais feitos aos bombeiros, referidos pelo MP numa acusação feita no Tribunal de Contas

 

mn

s.pedro castro

Foto do Eduardo Castro

 

  



publicado por porabrantes às 21:11 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.10.18

João Paulo Catarino,aqui a elogiar o 44, foi nomeado Secretário de Estado da Valorização do Interior .

A empresa Aeroflora detida pela mulher, Maria   da Conceição Pires Mendes Catarino, pelo papai Acácio Catarino e pela mana a Célia, foi a que vendeu as famosas oliveiras centenárias a peso de ouro que vegetam na Escola Moita.

Não sabemos se a valorização do interior passará pela instalação de oliveiras centenárias Catarino em cada rotunda de todas as parvónias.

Mas pode ser que sim.

Lamentamos que o Acácio não tenha sido nomeado Director Geral das Florestas.

acima e abaixo correio da manhã

 

mn

 



publicado por porabrantes às 15:58 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27.09.18

chefe manda

no Mirante

 

Entre a obediência ao boss partidário e cumprir o serviço público abrantino......lá foi a senhora inserir-se na comitiva do líder ....

Resta perguntar foi no carro oficial da CMA ou de táxi pago pelo PS abrantino?

Ou como é adepta das novas tecnologias, preferiu a UBER?

Neste caso será de afirmar Costa über alles!!

 

ma

devida vénia ao Mirante



publicado por porabrantes às 10:11 | link do post | comentar

Domingo, 16.09.18

 

Publicamos este texto do  nosso amigo Artur Falcão, que cobre de vergonha o caciquismo e uma tal cacique:

cacique

Resolvi caminhar ontem à noite pela cidade. Primeiro passei no Jardim do Castelo. Uma tristeza. Sem luz. Uma vergonha!! Mas depois pensei em tantos namorados que por lá procuram refúgio e desculpei a Câmara pela falta de cuidado do mesmo. Estavam a ser amigos da malta!!! Depois fui até ao parque fronteiro ao Tribunal, com obras e mais obras e algumas pessoas de lanternas acesas, para fazerem a sua... caminhada depois de jantar ou para encontrarem os seus carros depois de um dia de trabalho. Escuridão completa. Talvez as obras sirvam de desculpa!!! Tudo serve de desculpa à nossa alegre Câmara. Depois passando no Jardim Taborda, deparei-me com três turistas espanhóis que, com as lanternas dos telemóveis tentavam descortinar e decifrar de quem era a estátua que lá estava no meio do jardim. Agora não encontrei justificação para o descaso da nossa Câmara. Tive pena foi dos espanhóis, os "burros" que nos vieram visitar e perderam o seu tempo a virem até cá. Não fossem estúpidos e fossem para outras cidades e vilas, que tantas há no nosso Portugal a saberem bem receber quem os visita. Só temos o que merecemos!!!
 
Artur Falcão
 
com a devida vénia ao amigo que postou isto no face e escolheu esta imagem, para mostrar o que a gaja, do Mercedes e das ameaças baratas à Oposição, fez a Abrantes

41719198_10218622484180132_4038182690409676800_n

 

ma

 

 



publicado por porabrantes às 16:35 | link do post | comentar

Domingo, 02.09.18

 

A RPP que a cacique meteu no Tribunal para tentar receber 1 escasso milhão de euros e que está penhorada  no Casal Curtido, ousou apresentar ao Banco de Portugal, em 2017, uma proposta de compra do Novo Banco, por 4.800 milhões de euros.

O Alves garantia que representava um certo First Boston Group e que tinha 500 milhões de dólares depositados para a operação.

O BP pediu ao Deustche  Bank que avaliasse esta miserável coisa e este não conseguiu contactar a RPP e  não encontrou os dólares,

O artigo de Bruno Faria Lopes, que conta a história,  saiu na

sab 16

 

BP

 ver aqui

 

Pois foi com ''empresários'' desta laia que negociou a CMA, o Nelson Carvalho e  a cacique.

Gente desta, irresponsável, devia ser escorraçada do poleiro e proibida de administrar dinheiro público.

Quanto ao Alves.......há muito que devia estar inibido de administrar empresas, havendo aliás uma sentença do Tribunal do Comércio que o inibia  disso, quando assinou o contrato com a  CMA, que o notário Bento Pedro avalizou.

ma 

   



publicado por porabrantes às 17:29 | link do post | comentar

Sábado, 01.09.18

A cacique informou em Fevereiro a AM que havia um processo de arresto dos bens da empresa, onde o Carvalho do CRIA andou a fazer pequenos projectos.

Será esta coisa?

rpp solar prc

 

O Tribunal responde à cacique

 

cacique

Mandou fazer um leilão judicial do Casal Curtido

Quando às palavras da mulher leva-as o vento e engoliu-as a oposição. .

A CMA não verá um tostão da RPP.

A irresponsabildade desta tropa é épica.

mn



publicado por porabrantes às 22:28 | link do post | comentar

 

Vai à praça, em leilão judicial, o terreno e as instalações fabris da RPP no Casal Curtido.

RPP 9

O preço do imóvel é de 2.397.214,00 €

O terreno tem 82 hectares e o pavilhão inacabado 20.000 m2

 

O Casal Curtido foi comprado por 1 milhão de euros pela autarquia, com aprovação unânime da A.Municipal, onde os disciplinados deputados votaram a compra, , seguindo as ordens do pastor Carvalho. No mesmo dia da compra foi vendido por 100.000 € à RPP....cuja  matriz tinha sede no Panamá.

 

A seguir o Carvalho foi contratado para trabalhar lá

rpp flute

O único que tentou apurar as responsabilidades da RPP foi o dr. Santana-Maia Leonardo.

Desde o início a cacique apoiou o projecto megalómano, que foi uma burla aos abrantinos.

RPP barca - copia

A cacique chegou a assegurar que havia uma garantia de 500 milhões de euros para prosseguir a obra.

A garantia não existia  !!!!

Uma Assembleia Municipal cúmplice foi incapaz de lhe exigir responsabilidades.

Recentemente a cacique assegurou que os interesses da autarquia estavam assegurados e que havia uma sentença a favor da CMA.

Está-se mesmo a haver, vai ser vendido o terreno em hasta pública, os credores receberão umas centenas de milhares de euros (cenário optimista) e a CMA umas migalhas.

Nas últimas reuniões do executivo ninguém analisou esta questão, vital para os interesses do município.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 09:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.08.18

O fascismo impôs a censura prévia para garantir o domínio da opinião pública por parte do poder.

O comunismo fez o mesmo.

Vinda a democracia, assaltou-se a ''República'' e a ''Rádio Renascença'', para promover uma ditadura estalinista.

Saramago saneou Manuela Azevedo e 24 jornalistas do DN para transformar aquilo num pasquim soviético.

Os governos posteriores ao 25 de Novembro assaltaram a TV e a Imprensa para as transformarem numa correia de transmissão do poder.

A Menina Pintasilgo saneou Francisco Sousa Tavares da ‘’Capital’’, para a domar. E matou o diário.

Santana Lopes fez sanear Marcelo Rebelo de Sousa da TVI.

As autarquias usaram e abusaram dos processos judiciais como forma infame de calar as vozes críticas.

Já se viu que uma ex-sócia de um dentista tentou dar uma dentada à Liberdade, processando sem razão o jornal ‘’Mais Alto’’ da ANBF./ Sindicato dos Bombeiros.

Os tribunais calaram a tipa.

 

Se bem me lembro, foi o seu padrinho político e amigalhaço do Júlio Bento, Nelson Carvalho, que iniciou a saga.

Foi ele que mandou processar Miguel Feliciano, para o  tentar calar.

feliciano

 

A utilização dos tribunais também foi usada indevidamente pela empresa para onde o Júlio  Bento foi trabalhar.

morais

(Expresso)

 Não vou aqui repetir a lista dos processos contra quem defendeu Abrantes, contra a torre do Carrilho da Graça.

Vou só dizer que além dos processos judiciais, usados à boa maneira da cartilha seminarística, se usam os processos disciplinares.

Como o que foi usado para tentarem calar o arqueólogo Álvaro Baptista.

Que se limitou a usar o seu direito de cidadão livre para expressar a sua opinião sobre um miserável catálogo duma exposição feita no Museu D.Lopo de Almeida.

Os processos disciplinares têm de ir a reunião da Câmara.

Porque é que este não foi?

Quem foi o advogado/advogada que se prestou a isto?

Porque é que os Vereadores da Oposição deixam que isto aconteça?

Que saudades do meu amigo dr.Santana Maia Leonardo....

Prestamos a nossa homenagem ao melhor arqueólogo abrantino, vítima, segundo as suas próprias declarações, da sanha de Maria do Céu Albuquerque e de Luís Correia Dias.

Que deviam saber que a Constituição de Abril consagrou a Liberdade!

Já chega?

Não falta uma tropa a borregar num Tribunal da República...

Entre eles o actual Presidente da Assembleia Municipal

difamaçao

 (Tal e Qual)

 

ma

 



publicado por porabrantes às 23:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 13.07.18

cdu ab 2

ab cdu

 

 

a este comunicado, foi acrescentada esta foto duma leitora que mostra como os caciques tratam o património municipal

37095883_1609821015810773_3263549217901117440_n

nas Mouriscas, terra agora desgovernada pelo PS

 
 mn
 


publicado por porabrantes às 20:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.07.18

Acabamos de saber que o  único arqueólogo que há na CMA foi pressionado a modificar um post de 2017, onde criticava o miserável e delirante catálogo da Expo do MIAA desse ano,  porque  isso ofenderia a autarquia, a cacique e o Vereador da Cultura Luís Dias.

cacique

Quem o declara é o dr.Álvaro aqui

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

O assunto já por nós tinha sido analisado o ano passado, num post onde desbaratámos as teses dos autores anónimos.

 

Portanto o dr. Álvaro Batista resolveu ''amaciar'' a furibunda crítica onde liquidou as delfinices, para não ofender caciques, mas acrescentou um post-scriptum que se transcreve com ilustrações:

(...) Lamentamos qualquer falsa interpretação e dizemos que estamos e continuaremos aqui a lutar pela arqueologia do Concelho de Abrantes e que Abrantes pode e deve continuar a contar comigo na defesa da arqueologia do Concelho.

Importa olhar para o passado e analisar o que está errado ou certo e melhorar continuamente. A Arqueologia do Concelho não é do Álvaro Batista, como não é da Filomena Gaspar de A ou B de quem assume momentaneamente os desígnios do Município. A arqueologia é de todos nós.

Segundo a Lei de Bases do Património Cultural (lei 107/01), cabe ao estado e aos Municipios a defesa (entre outros) do seu património arqueológico. Tem havido erros, falta de cuidado em acompanhamento de obras, tem-se verificado atropelo a edifícios classificados de parte a parte do Municipio e de entidades privadas. Foi a muralha no largo 1º de Maio,

bunker artur

 foi o retirar de um portal seiscentista em frente à Igreja de S. Vicente, foi a destruição parcial do que foi então a ermida de Santo Amaro

 

santo amaro 9

 

 

 

 

...). Existem faltas de parte a parte. O progresso não pode nem deve destruir o que seja  classificado ou não por cá aquela palha ou projectos desnorteados e desrespeitosos pelo Património Cultural Português. A DGPC tem de ser mais acutilante e ver que não é só património religioso ou público que merece o seu parecer, mas ter em atenção que a arqueologia não é o parente pobre da arquitectura como o ocorrido no Convento de S. Domingos em Abrantes, que segundo ao que ouvi não se lembraram da arqueologia mas só da arquitectura.

Estamos aqui ao serviço da arqueologia concelhia, mas importa mudança de Leis para os prevaricadores que destroem património. Deverão existir penas mais duras que não multas, instaurar processos que nada valem após a destruição de património arquitectónico ou arqueológico. À que mudar uma nuance da Lei que diz que embora nós deveríamos ser os defensores da arqueologia, não podemos entrar em qualquer local, como devíamos, pois é essa a nossa função em prol do estado, dizemos não podemos entrar numa obra sem o consentimento do proprietário. Paradoxo pois então ao proprietário é permitido destruir, pagar uma multa e submeter novo processo, sabe-se lá, talvez para a construção de uma garagem. Deveriam os Municípios validar após a destruição, pagamento de multas e novo projecto para um local em que  o proprietário deveria ser obrigado a reconstruir de novo o que destruiu, ou a colocar no sitio aquilo que retirou? (...) ''

 

 

Finalmente no tempo de Santana-Maia ainda os Vereadores da Oposição criticavam os atentados ao património, os de agora preocupam-se pouco com isso. Fique o reparo ao Armindo Silveira.

 

mn 

 

devida vénia ao Álvaro Batista

  



publicado por porabrantes às 21:17 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Vandalismo: é apenas crim...

Dez anos para responder a...

Os 19 buracos

Tribunal manda vender Cas...

Porque não mostra os seus...

CDU critica envolvimento ...

Não fez um escabeche, mo...

Será a terra plana ?????

Mau feitio

Cacique chama cavalo ao D...

arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds