Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

 

Renascença divulga a prisão do pastor adventista de Tomar por abusos sexuais a menores.

O Rev.Ezequiel diz que tinha suspeitas e que o afastaram do munús sacerdotal mas deixaram-no continuar a viver nas instalações da seita e o homem terá continuado a exercer o seu apostolado junto das criancinhas.

Não sei se rir à gargalhada, se escandalizar-me.

O que fez a CPJ de Tomar?

Por muito adventista que haja a abusar de menores, o primeiro lugar do ranking está para o clero católico.

Salto dos abusadores para o caso do enfermeiro do Hospital de Santarém que abusou duma alegada  adventista.

''(...)1. O arguido exercia, à data dos factos, a profissão de enfermeiro no Hospital Distrital de Santarém.

(...) .

3. No dia 23 de Março de 2009, o arguido encontrava-se de serviço tendo feito o turno das 08 horas até às 16,15 horas.

4. Nesse dia 23 de Março, pelas 02 horas da manhã, C recorreu ao Serviço de Urgências do Hospital Distrital de Santarém por estar com fortes dores, tendo passado toda a madrugada em observações.

5. A hora não exactamente apurada, mas que se situa após as 09 horas da manhã, C foi levada para uma sala de tratamento onde acabou por adormecer.

6. Passado algum tempo acordou na mesma sala, mas num recanto isolado dos demais doentes por cortinas que se encontravam corridas, tendo junto de si o arguido, vestido com a túnica de serviço de enfermeiro. 7

. Nesse mesmo momento, C, que se encontrava deitada de lado, sentiu que tinha algo estranho na sua mão direita, apercebendo-se que era o pénis erecto do arguido, que este encostou à referida mão, após o que, subitamente, adormeceu.

8. O arguido aproveitando-se do facto de C se encontrar deitada na maca, debilitada fisicamente, e aproveitando-se, ainda, das funções que exercia como enfermeiro no Hospital de Santarém e de aquela se encontrar momentaneamente ao seu cuidado, praticou sobre ela os factos supra referidos, visando obter satisfação sexual

. 9. No mesmo dia 23 de Março, pelas 14,40 horas, B recorreu às Urgências do Hospital por ter sido acometida por forte dor.

10. Depois de ter sido atendida pelo médico, B foi colocada numa maca e levada para a sala de observação do Serviço de Urgência enquanto aguardava por meios complementares de diagnóstico.

11. O arguido, devidamente uniformizado com calça e túnica de serviço, aproximou-se, então, de B, correu as cortinas de resguardo de modo a isolar a doente, procedeu à recolha de sangue para análises, ligou-a a um frasco de soro e, pelo mesmo tubo, administrou-lhe uma substância desconhecida, mas que tinha na sua composição química “benzodiazepinas”, para lhe induzir o sono e assim poder praticar actos para sua satisfação sexual sem qualquer oposição.

12. Quando B começou a ficar relaxada e sonolenta, o arguido aproveitando-se desse facto e, ainda, da circunstância de aquela se encontrar na maca imobilizada com o soro no braço, sem conseguir reagir, colocou-lhe o seu pénis erecto na mão, enquanto lhe perguntava se gostava de “broches”, “punhetas”, ou “sexo anal”, momento em que aquela adormeceu subitamente.

13. Ao agir como supra se descreve, o arguido actuou sempre deliberada e conscientemente, com o propósito de obter satisfação sexual, como obteve, estando perfeitamente ciente que actuava contra a vontade das ofendidas, aproveitando-se do facto de se encontrarem acamadas e débeis fisicamente, para administrar a B substância que não foi possível identificar mas que tem na sua composição química a “benzodiazepinas”, que lhe induziu o sono e a colocou sem conseguir, por isso, opor-se aos seus intentos de satisfação sexual, os quais concretizou, assim como da sua profissão de enfermeiro para, da mesma forma, relativamente à ofendida C, satisfazer os seus instintos sexuais, o que levou a efeito.

14. O arguido actuou, ainda, aproveitando-se do facto de ser enfermeiro para ter acesso às doentes, pois que por causa dessa função as mesmas nele depositavam confiança. 15. Bem sabia o arguido que as suas condutas são proibidas e que desse modo não cumpria os seus deveres de enfermeiro e profissional de saúde

. 16. À data dos factos, a assistente B tinha 18 anos de idade, era uma jovem alegre e descontraída, optimista e com um vasto círculo de amigos. 17. Frequentava o último ano de Técnica de Marketing, na Escola Profissional de Vale do Tejo, em Santarém, que conseguiu concluir nesse ano lectivo, mas com uma classificação inferior à sua média anterior. (...)

 

Isto foi dado como provado em primeira instância.

 

Entretanto a brilhante defesa do tarado aduziu que era tudo uma conspiração adventista:

 

'' (...)

 

Analisando, agora, criticamente a prova produzida em audiência de julgamento dir-se-á, primeiramente, que a defesa do arguido foi toda ela organizada e baseada, em primeiro lugar, numa “cabala”, qual seja a da mãe da ofendida ser amiga de uma antiga namorada do arguido, ambas frequentarem, juntamente com a ofendida C, uma Igreja Adventista em Santarém, e quererem prejudicá-lo. Não se fez a mínima prova destes factos, frontal e convictamente negados pelas ofendidas, assim como pela testemunha E, esta sim, Secretária daquela Igreja, que referiu que aquelas nunca a frequentaram e em quem o tribunal acreditou.(...)

 

Em resumo o tarado ( que os colegas diziam ser muito respeitável) apanhou:

 

'(..)'d) Condenar o arguido e demandado no pagamento à assistente e demandante de uma indemnização no valor total de 12.050 euros, sendo 12.000 euros para compensação de danos não patrimoniais e 50 euros para ressarcimento de danos patrimoniais;
e) Suspender a execução da pena única de 4 anos de prisão em que o arguido foi condenado, pelo tempo da respectiva medida, sob a condição do pagamento pelo arguido à assistente da quantia de 12.050 euros, no prazo de 2 anos a contar do trânsito em julgado da decisão, e com sujeição do arguido a regime de prova.''(...)

 

E o Tribunal decidiu que não havia nenhuma conspiração adventista.

 

Expressões entre aspas do Acordão da Relação de Évora

320/09.6PBSTR.E1
   
Descritores: PROVA PERICIAL
COACÇÃO SEXUAL
ABUSO SEXUAL
INDEMNIZAÇÃO CIVIL
SUSPENSÃO DA EXECUÇÃO DA PENA

  

 

ma



publicado por porabrantes às 15:35 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Abrantes compra pálio mui...

Vereador responde aos cac...

Saraiva tem 3 anos para f...

Mexia e Júlio Bento, a me...

Anacleto pode ir às compr...

Trinta e quatro casos por...

Presos Políticos Abrantin...

Fernando Andrade, um mece...

Puta Polícia''

Burlão pode apoiar espiri...

arquivos

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds