Domingo, 29 de Novembro de 2015

 

Num novo e ousado passo a favor da integração da comunidade cigana abrantina, o Senhor ESC (como o trata o douto Acórdão da Relação de Évora), veio sustentar junto do Tribunal de Apelação que 23 anos anos de prisão era muito para os crimes que praticara e coitadinho, como vítima da sua etnia, pedia aos probos Desembargadores que lhe aliviassem a estadia na cadeia em três aninhos.

 O EMS é um homicida.

emanuel.jpg

 

O ESC chama-se Emanuel da Silva Candeias

O ESC tirou a vida a um homem inocente só porque estava a olhar para ele.

'(...)''O arguido ESC motivou-se a agredir o NMF e depois a tirar-lhe a vida porque este olhou para ele fixamente durante alguns segundos no interior do estabelecimento, o que desagradou àquele, e porque depois continuou a percorrer a área de serviço (à procura do mencionado fio); ''(...)

O ESC morava no Vale das Rãs, que é um bairro onde prolifera a droga e o crime.

(...) O agregado familiar mantém residência em Abrantes, num apartamento que é propriedade da Santa Casa da Misericórdia, com boas condições de habitabilidade, mas inserido num bairro social referenciado como problemático, onde residem outros elementos de família alargada; (...)

O ESC era e é cigano.

(...)''O processo de socialização do arguido foi marcado pelos valores e crenças da etnia cigana a que pertence, fazendo o arguido parte duma fratria de seis irmãos, todos rapazes, crescendo e desenvolvendo-se num contexto familiar problemático, afetivamente gratificante e solidário mas carenciado economicamente, com falta de supervisão dos progenitores, ligação destes mesmos e de familiares próximos ao sistema de justiça, circunstâncias que permitiram uma autorregulação precoce do quotidiano por parte do arguido, sendo os progenitores incapazes de se constituírem como figuras contentoras, ou transmissoras de valores e normas socialmente adequadas; ''(...)

A família do ESC  é referenciada como ligada a actividades marginais

(...)''O agregado familiar do arguido não é bem aceite socialmente, sendo os seus elementos referenciados como perturbadores, conflituoso e associados a práticas criminais;'' (...)

Dois dos irmãos do ESC estão na cadeia

(...)'' ''O arguido encontra-se actualmente detido no E.P. de Pinheiro da Cruz, para onde foi transferido a seu pedido e de familiares para ficar próximo dos seus dois irmãos que estão detidos no mesmo estabelecimento prisional; (...)''

Nessa cadeia há conflitos raciais entre pretos e ciganos

(...)

No meio prisional tem mantido um comportamento adequado, sem sujeição a qualquer medida disciplinar, ocupando o tempo na prática de desporto, integra a banda musical do estabelecimento e, tendo já trabalhado no refeitório, aguarda recolocação laboral em razão da mudança da ala onde se encontrava anteriormente (segundo o próprio arguido, em razão de conflito envolvendo uma outra família de etnia cigana e indivíduos aí detidos de raça negra, mas a que o arguido e os seus familiares foram alheios); ''(...)

O Tribunal manteve a sentença anterior e mandou passear o recurso.

Cumprirá os 23 anos

O Tribunal considera que ele não está arrependido

O Tribunal acha que ele pode reincidir

 '(...)'De acordo com a avaliação feita pelos técnicos de reinserção social, apesar do arguido transmitir vontade de assumir um estilo de vida normativo e de dispor do apoio incondicional dos familiares, as vulnerabilidades que quer estes quer o arguido evidenciam constituem factores de risco face a futura reincidência, défices que apontam para que o arguido necessite de aderir a eventuais medidas/programas visando a aquisição ou reforço das suas competências pessoais e sociais que possam ser factor de protecção para uma futura inserção social.(...) ''

 

Leiam a sentença e meditem.

Eu acho que 23 anos é branda sentença e que insólita foi a ousadia do Emanuel Candeias.

E também acho que o Vale das Rãs é um bairro problemático. 

Foi relator do acórdão da Relação o Senhor Desembargador Doutor Clemente Lima, excelente magistrado.

Os extractos entre aspas são da sentença.

E pergunto eu, pergunta cínica, durante quanto tempo vão os outros moradores do Vale das Rãs ter de aceitar a lei canalha da navalha????

ma

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:13 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Ditadura bolivariana saca...

As colónias de gatos

Afonso Campante homenagei...

Himalaia à vista

O homem que gostava de mu...

Como notificar falecidos

A situação no CRIA

O Imperador no Lazareto d...

Novos processos contra Ge...

O Dr.Anacleto do Sardoal

arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds