Segunda-feira, 9 de Abril de 2018

“JORNAL DE ABRANTES” - 4 de Setembro de 1904:

Vamos falar da Irmandade dos Passos, dessa já muito célebre colectividade que, ora, tem por reitor o Chico Baptista, mais conhecido pela significativa alcunha do ‘Menina Maria’.
Parece que por um capricho do munícipe Pedro Apita, foi o alvo escolhido para pegar na reitoria. Quis e o ‘Menina Maria’ viu-se de repente feito alguém...
Agora o mais grave no meio de tudo isto, que vem a ser o artº 14º do Compromisso da mesma Irmandade: O reitor deve ser pessoa distinta nas suas qualidades e virtudes. Ora, se a moral se não valorizasse com a apresentação, aqui, do enorme rosário de óptimas qualidades e virtudes, feitas em termos que toda a gente entendesse, que exornam o actual reitor, eu tenho todas as probabilidades de fazer afastar do ‘Chico das Uvas’, com uma vibrante repulsão de nojo, todos os Irmãos dignos que não quiseram prestar-se ao vilíssimo papel de estar às ordens de um homem(?) que quase toda a Vila sabe que aberrou o seu sexo; mas como se faz mister ter todo o respeito pelo público, não se pode expor a verdade em toda a sua nudez, sem o subsídio das reticências, justificando-se mais uma vez, o dito em português, que não há nada sujo que se possa lavar por palavras limpas.
No entanto, como mais tarde a história se há-de ocupar do Chico, aí vão dois traços para os especialistas: É, infelizmente, natural cá da terra e ainda solteirinho da costa, sendo natural que cá por coisas, oh! Rosa, venha a ficar um solteirão encravado. Enquanto a instrução, sabe fazer mal o seu nome, mas sabe de cor o antigo livro dos bichos e a história de João Calais. Porém, na boca de algum sebastianista exótico e espirituoso é possível que passe por um sabão da primeira grandeza, pois já Catão, pela boca de Plutarco, era apregoado o mais sábio dos romanos, parece que, como espirituosamente conjecturava o nosso Camilo, por se embebedar todas as tardes...

É sócio da filarmónica do Carapau e se ainda não viscondizou, é talvez porque não tem dinheiro. E quanto a conquistas, um número delas, como referem os Franciscos, Miguéis e Andrés, lá das suas perdições.
É tipo alto e bem parecido, um dandi... Visto de frente é de uma impecabilidade de formas que está mesmo a desafiar o cinzel de um Miguel Ângelo. Por detrás, não desafia cinzéis, mas também não é tão desastrado que não chuche os elogios do Bento das Uvas. E aqui está o actual reitor da Irmandade dos Passos, feito por obra e graça do Pedro Apita.
Eu creio, piamente na castidade do Senhor dos Passos e inclino-me mesmo a acreditar que na Irmandade não haverá ninguém que ante o seu esbelto reitor, ouse exclamar como Aquiles, ao deplorar a morte de Patrocho:
Femour luorum santo e consuetidinis quid pulchrim!
O motivo porque nos insurgimos contra a entrada do ‘Menina Maria’ na reitoria da Irmandade dos Passos, está em que consideramos e connosco muita gente sensata, uma vergonha e uma baixeza para esta terra, ter na Irmandade dos Passos, como reitor, um fulano cujas qualidades e virtudes exigidas pelo citado artº 14º ficam nas entrelinhas e reticências na correspondência. E se cada Irmão tomasse a sério o seu papel, nenhum, evidentemente, se prestaria a reconhecer como reitor o Chico das Uvas, antes se retiraria indignado do contacto de semelhante homúnculo, obrigando, assim, o truanesco Pedro Apita a ficar a apitar de Irmãos e a reagir por um de dois caminhos: ou pôr de parte e tratar dos lombos do Uvas, ou a arranjar então uma Irmandade de Tonecas. Mas a Irmandade dos Passos é composta, ao que parece, por gente de bom estômago e, por isso, podemos exclamar como na lagartixa:

Deixem andar e corra o marfim. E até breve.        X''

 

devida vénia ao imprescindível Sardoal com Memória do Sr. Luís Gonçalves

 

moral da história: o republicaníssimo Jornal de Abrantes era um coio de repugnantes homófobos ao publicar artigos destes...

 

mn



publicado por porabrantes às 12:31 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Edificado

D.Pedro V agradece às dom...

Um tremendo crime contra ...

Por cada um dos nossos qu...

Democracia

O testamento do jesuíta n...

A sprayada ou o pesado fa...

Câmara deixa a Rainha à e...

Os abrantinos, cidadãos d...

Inauguração do serviço te...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds