Sábado, 24 de Outubro de 2015

 

''O Decreto de Lei 241 de 2007 refere no seu artigo 32º., alínea a), que: “O comandante é nomeado pela entidade detentora do corpo de bombeiros…” estando a nomeação do comandante à mercê da vontade e da amizade que tem com o presidente da associação de bombeiros.

Porem, a Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários (APBV) parece ter ressuscitado, e desta vez, fora do alcance mediático dos média, lá conseguiram ganhar no finca pé relativamente à proposta de alteração do decreto de Lei 241.
A APBV conseguiu alterar a proposta de lei 402/2015, que altera o referido Dec. Lei 241 que possibilitará aos bombeiros decidir quem querem no seu comando por método de votação Interna.
«Boca» d’ Incêndio, uma vez mais, teve acesso ao referido documento e constatou que, a medida não abona em nada os presidentes das instituições, que deixam de ter o total poder na nomeação do comandante.
No artigo 9º. desta proposta de lei que vigorará já a partir de Janeiro de 2016, consta na sua alínea b) que: “O comandante é nomeado sob proposta do presidente da entidade detentora, que, irá submeter os candidatos a comandante a uma votação efetuada internamente nos corpos de bombeiros”. No entanto, na alínea c) do mesmo decreto de lei, refere que “O comandante será proposto ao comando distrital de operações e socorro pelo presidente da instituição, se, o candidato conseguir obter mais de 50% dos votos no sufrágio”.
Segundo apurou o «Boca» d’ Incêndio os candidatos devem ser escolhidos entre os bombeiros de categoria mais elevada, habilitados com o 12.o ano ou equivalente com, pelo menos, cinco anos de actividade nos quadros do corpo de bombeiros.
«Boca» d’ Incêndio contatou a liga dos bombeiros portugueses (LBP) a propósito desta alteração e da vitória da APBV, que em resposta referiu “não conhecemos a APBV e não concordamos com esta alteração do projeto de lei.”
A LBP refere ainda que “esta alteração vai tirar o poder aos presidentes de nomearem quem bem entendem” dizendo que, não concordam porque “o poder deve estar concentrado na direção e não nos bombeiros”.
Jaime Soares, Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, quando confrontado pela nossa redação sobre quando era presidente e comandante ao mesmo tempo, do corpo de Bombeiros de Vila Nova de Poiares, se já concordaria com esta lei. O mesmo referiu ao «Boca» d’ Incêndio “…aí muito menos iria concordar”.
Opinião contrária tem o presidente da APBV, que refere que esta alteração irá permitir “acabar com as panelinhas existentes nos corpos de bombeiros”, o mesmo responsável adianta que na atualidade “os presidentes cortam e riscam, colocam quem bem entendem e depois os operacionais é que estão sujeitos as aselhices dos comandantes que propõem, que, em alguns casos nem uma agulheta sabem usar.” rematou.
«Boca» d’ Incêndio contatou um atual comandante de um corpo de bombeiros do distrito do porto, que nos referiu, estar em total concordância com a alteração da Lei, dado que, “os elementos que constituem os corpos de bombeiros é que devem saber com quem querem trabalhar e não são os presidentes a prazo que devem ter o poder de decisão”, desabafando que “não dava muita credibilidade a APBV”, mas, perante esta atitude arrojada, o mesmo responsável refere que “vou me tornar sócio”.
«Boca» d’ Incêndio irá procurar obter mais reações e voltará a jorrar sempre que achar conveniente.
Fonte: Bombeiros.pt''
 
in Vida de Bombeiro com a devida vénia
 
Ou seja a partir de 2016 passam os soldados da Paz a elegerem os seus chefes e deixa de ser a sociedade civil a designar um pau-mandado

tags:

publicado por porabrantes às 18:07 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Moradoras gentis e delica...

Árvore abrantina do ano 2...

Plátano derrota Oliveira ...

Xico Mandelino, da RPP ao...

À BEIRA DO PRECIPÍCIO, PA...

Pacheco do Amorim e o ban...

Quem mandou a Igreja entr...

Um reunião importante

Às ordens do estrangeiro

25 de Novembro

arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds