Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

<input ... > <input ... > <input ... > <input ... > <input ... >

<input ... > Álvaro Batista   disse sobre Direito de resposta: O espólio da Pedreira  na Quarta-feira, 23 de Abril de 2014 às 18:29:

     

Boa tarde Venho responder a questões aqui levantadas e pedir desde já desculpa pelo facto de não ter mencionado outro espólio para além da tacinha da sepultura 1. Reafirmo de novo que o espólio das escavações efetuadas pela Drª Maria Amélia no interior do Palácio dos Governadores e fora deste, todo ele se encontra na reserva do Museu devidamente acondicionado. Efetivamente nas escavações da Pedreira, particularmente na necrópole Visigótica, o espólio recolhido foi para além da taça, três fivelas de cinturão Visigóticas (sep. 3 e 8) e o anel (talvez pertencente sep. 9). Todo esse espólio foi entregue pelo Carlos Jorge à arqueóloga Maria Ramalho que viria a escavar na Pedreira em 1991 e 1993. Segundo sei todo esse espólio está à guarda da Maria Ramalho e no IGESPAR em Lisboa. Aliás a Drª Maria Ramalho é funcionária do próprio IGESPAR. Quanto à referência a diversos materiais de industria lítica, cerâmica e metálica da Idade do Bronze e romano, deu entrada na reserva do Museu D. Lopo, dado que tinha sido algum do espólio por mim então recolhido na década de 80. Aliás todo o espólio que dispunha doei ao Museu D. Lopo. Assim, Tomar (IPT) não tem nem nunca teve espólio algum da Pedreira e o Anel Visigótico (e o restante) está em Lisboa no IGESPAR à guarda da Drª Maria Ramalho. Segundo creio todo o espólio da Pedreira será para voltar para Abrantes quando dispusermos de um Museu e salas de reservas. Cumprimentos e o meu Bem -haja

 

 

Caro Álvaro:

Obrigado pela sua rápida resposta.

1-Fico contente pelo espólio das escavações no Castelo da Drª.Maria Amélia já estar nas reservas do D.Lopo. Sobre o estatuto jurídico do D.Lopo, do próprio edifício de Santa Maria do Castelo há coisas a comentar mas não são para aqui chamadas. Talvez as levante noutro post e noutro dia ou junto das entidades da tutela.

2-O Jana dizia que esse espólio foi depositado no Quartel. Não confio quase nada nas bocas do homem,  onde as meias-verdades se misturam com absurdos dislates como este, enquanto fala das Mouriscas ''.  ‘’O local onde apareceu a estátua romana que se encontra no Museu nem sequer foi sondado''. Ora uma estátua romana apareceu em Santa Maria e a outra na ''Quinta da Baeta'', Rossio ao Sul do Tejo e há uma publicação sobre isso do Prof.João Manuel Bairrão Oleiro : Uma estátua romana na Quinta da Baeta (Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes) / Joäo Manuel Bairräo de Oliveira da Silva Oleiro  e havia aliás fotografias sobre as escavações. Ora desde quando um Quartel é sítio para guardar antiguidades abrantinas????

3-Dado o tempo que a família Alves Jana esteve a mandar no Património nesta terra, através da Vereação de Cultura, e do infeliz consulado da chefa no MIAA, e dados os recursos financeiros vultuosos que tiveram, poderiam ter feito algo decente para proteger o património deste concelho e não o fizeram, pelo contrário patrocinaram uma campanha para arrasar São Domingos.

 

4-A simples diligência de solicitarem ao IGESPAR o envio para Abrantes dos materiais depositados em Lisboa aparentemente não foi feita.

 

5-Diz o Álvaro que não houve espólios depositados no IPT mas as informações oficiais publicadas pela tutela dizem o contrário.O processo é o S - 11649.

 

6-Não vou investigar (por agora) se há mais materiais, mas posso adiantar que o Laboratório de Restauro funciona  deficientemente, pergunte ao Dr.Gustavo ou ao Dr.Delfino.

 

7-Como o que interessa particularmente a esta página é  São Domingos, dá-se se conta dos resultados de certa escavação, processo S - 01228, em São Domingos onde se encontrou isto:

 

'' .Foram descobertas três aberturas na muralha do lado Sul do convento, as quais dão acesso a uma abóboda em pedra e a corredores, tudo parcialmente aterrado.''

 

Não estão datados nesta base de dados os dados. Aparentemente depois disso foi feita uma mini-escavação por Oesterbeck e há exigências de novas escavações nos pareceres da tutela e nada. E há este medíocre texto de Fernando Baptista Pereira, que pago a peso de ouro, para estudar o edifício nem sequer refere estas escavações. Porquê?????

 

Aparentemente porque queriam deixar enterrada a monumental cisterna medieval do edifício, que Duarte Castel-Branco previa recuperar, para obedecerem como um bando de parolos ao projecto  ilegal do Carrilho da Graça.  

 

Tudo para eles se resumia em prestarem vassalagem ao pedregulho, como diz o António Colaço.

 

Caro Álvaro. é tudo, por agora

 

Os nossos agradecimentos pelo seu trabalho em prol da arqueologia abrantina.

 

MA

 

 



publicado por porabrantes às 18:40 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Cacique vai abater as vac...

Por uma alternativa democ...

O sucessor de Humberto Lo...

A lei do chicote do Barão...

Duque de Loulé dirige exc...

Supremo decide contra aut...

Escola de Bombeiros 1949

Morte de D.Luís I

Edificado

D.Pedro V agradece às dom...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

18
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds