Segunda-feira, 14 de Abril de 2014
a Hertz falou aqui do acontecimento http://radiohertz.pt/?pagina=noticias&id=15261
entretanto uma ''cidadã'' do Flecheiro (a ''reserva'' local) acaba de irromper nos Paços do Concelho e monta escândalo
''

A reunião da Câmara Municipal de Tomar foi interrompida, nesta segunda-feira, de forma abrupta, por uma cidadã, que ameaçou «fazer um escândalo» caso não ouvissem aquilo que tinha para dizer. E a verdade é que conseguiu mesmo os seus intentos uma vez que Anabela Freitas, presidente da autarquia, saiu da sala, acompanhada pelo vereador Hugo Cristóvão, e encaminharam a munícipe, residente no acampamento do Flecheiro, para outro espaço do edifício.

 

Apesar disso, ficou claro que se tratou de uma reclamação relativa às condições, ou falta delas, no referido aglomerado, sendo que a cidadã prometeu mesmo que iria regressar a uma futura reunião de Câmara para fazer ouvir a sua voz.''

 

Rádio Hertz

 

Os nossos comentários são óbvios:

 

a) Devem ser distribuídas armas de fogo  e dados cursos de defesa pessoal não só aos edis mas também ao Senhor Freitas

b) Deve ser requisitada à Polícia Municipal de Coimbra o seu comandante que tem longa experiência de apadrinhamento da integração cigana

c) Se a situação se agravar o Serrano vai pedir auxílio aos capacetes azuis, à Embaixada russa para que o Putin anexe o Flecheiro e em último caso requisita a D.Telma às autoridades abrantinas;

 

 

entretanto releiam um velho Mirante
foto
(...) '' Uma operação que se revelou um êxito total mas para a qual foram necessários cerca de 200 homens. Só assim. O comandante distrital da PSP afirmou que a “operação Condor” foi delineada para que quem mora no Flecheiro “saiba quem manda”. “Não podíamos admitir que a polícia não conseguisse já entrar no bairro”, disse, admitindo que “esticaram a corda ao máximo, mas sem a partir”.
As famílias do Flecheiro estão agora mais fragilizadas. Todo o poderio fornecido pelas armas foi por água abaixo. Mas, como afiançaram alguns moradores mais próximos do local, é tudo uma questão de tempo. “Isto só se faz uma vez ao ano, dando-lhes tempo para arranjarem novas armas e se reforçarem”.
O comandante da secção da PSP de Tomar, Lopes Martins, admite ser difícil gerir uma situação como a do Flecheiro, mas não há que ignorá-la. Afinal, quer se queira quer não, as famílias ciganas do Flecheiro fazem parte da comunidade de Tomar. 
O comissário, regressado à cidade há pouco mais de um mês, tenta conciliar os dois lados da barricada, arranjando interlocutores que sirvam para mediar os conflitos entre ciganos, comerciantes e autarquia. “Estamos a tratar desse assunto e parece-me que vamos consegui-lo” diz, sem querer levantar mais a ponta do véu.
Uma coisa o comissário garante – se continuar a haver “desvios comportamentais” na comunidade cigana de Tomar a polícia deixa de fazer um policiamento pró-activo para passar a fazê-lo de forma “reactiva”. Isto é, ou se começam a portar bem ou volta a carga policial ao Flecheiro.
O comandante distrital Levy Correia sabe que no Flecheiro vai haver sempre “uma luta permanente entre o bem e o mal” porque a polícia não tem capacidade para fazer cercos diários ao bairro – “aí estaríamos a dar-lhes mais importância em detrimento dos outros cidadãos que vivem na cidade”.
Nos próximos tempos, a comunidade de Tomar pode respirar de alívio. Depois volta tudo ao “normal” no Flecheiro, pelo menos até outra força de 200 polícias carregar sobre o local. Até quando vai durar esta pescadinha de rabo na boca? (...)

Margarida Cabeleira
http://semanal.omirante.pt/index_access.asp?idEdicao=70&id=3509&idSeccao=658&Action=noticia
Isto era em 2003 e 11 anos depois está tudo igual.....
Entretanto o PS de Tomar anda à procura dum socialista com tomates suficientes para dizer isto:
suzy


publicado por porabrantes às 17:31 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A origem do virús

Os profissionais da saúde...

A Tifóide mata o Rei depo...

A salvadora das nabiças ...

A pandemia nos lares de i...

Assim vai o combate ao co...

O escravo do judeu

Coronavirús: A Justiça

MORRER SEM SER AMADA...

America First

arquivos

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds