Domingo, 5 de Abril de 2015

 

Que a forma como foi construído o açude  mata peixes, disse-o o Manuel António, em 2009  :

Abrantes, Santarém, 03 Jun (Lusa) -- Milhares de peixes "estão a morrer" junto ao açude insuflável construído no Tejo "por deficiências nos corredores que deveriam permitir a sua passagem", alertou hoje o Bloco de Esquerda (BE).

Em requerimento dirigido ao Ministério do Ambiente, a Concelhia de Abrantes do BE afirma que "o declive a transpor no açude é muito acentuado e a corrente provocada pelo desnível de água é tão forte que torna difícil, senão mesmo impossível, a passagem dos peixes".

Manuel António, dirigente do partido, disse à agência Lusa que "os peixes ficam ali ao monte e aos milhões, a esbarrar contra a parede do açude sem conseguir seguir caminho".

44.jpg

O 44 perdendo a compostura na inauguração do açude, onde disse enormidades e inaugurou um matadoiro de peixes (foto Correio da Manhã)

 

Também o disse o CDS....

 A CMA teve o descaramento de desmentir o facto, disse o Mirante

Os protestos do Bloco chegaram ao Parlamento donde transcrevo: ''

BE.png

BE2.png

 

 

 

 

 

Em 2009, o CDS denunciou a  matança de peixes e o Sr.Pombo, dos Bombeiros meteu os pés pelas mãos:

''

João Pombo desmente o facto: “Houve de facto uma descida repentina da água, que ocasionou a morte de alguns peixes, um balde de peixes que foram retirados pelos bombeiros, nada mais do que isso. E um balde não é seguramente uma tonelada»
 
 
Em 2012 a Quercus denunciou a situação: ''.O açude de Abrantes é uma obra concluída em 2007 e que custou cerca de 10,5 milhões de euros, pagos de forma repartida entre o Ministério do Ambiente (30%), a Câmara Municipal de Abrantes (25%), e o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER, 45%).

No comunicado, a Quercus lamenta que “com estes investimentos públicos, tanto o Estado português como a União Europeia acabem por promover impactes negativos sobre as espécies migradoras, quando têm obrigação de as proteger, de acordo com o previsto em legislação nacional e comunitária”. “Este é mais um entre as dezenas de açudes deste género que continuam a ser instalados nos nossos cursos de água, sem qualquer avaliação dos impactes negativos sobre os habitats e as espécies, para satisfazerem unicamente necessidades estéticas e de lazer”, acusa ainda a associação ambientalista, para quem o açude de Abrantes é um dos exemplos dos que são “mal concebidos”.

A infra-estrutura alterou “regime de caudais e impede a conectividade fluvial, com implicações ao nível da redução das populações dos peixes, em especial sobre as espécies migradoras”, como o sável ou a lampreia-marinha, afirma a Quercus.'' (Rede Regional)

Tudo isto dá para suspeitar que o açude foi mal construído, como foram mal planeadas as infra-estruturas adjacentes ( e falei com um dos arquitectos que me  falou de decisões ''políticas), e que matará sempre peixes porque o caudal do Tejo é sempre muito irregular.

Ou seja o açude deveria ser demolido.....

 

Quanto à propaganda oficial é apenas isso, propaganda.......

MA

 

 

.

 



publicado por porabrantes às 20:17 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O caso do anti-terrorista...

A defesa da cultura no Pa...

Os asiáticos e os ciganos...

Alferrarede

O fim dos colaboradores ...

Barata nomeia Boca do Inf...

Agradecemos à China. 

Regresso à vida normal

Não uses a máscara

Onde andava D.Pedro, o Cr...

arquivos

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



30

31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds