Sábado, 10.06.17

BIMEC.jpg

No âmbito do 10 de Junho, o Presidente condecorou o militar do BIMEC, 1 cabo Tiago da Silva Portela, que recentemente regressou duma missão no Kossovo.

'' O Primeiro-Cabo Tiago Portela é um militar que no aprontamento da Nato Response Force 16 (NRF16) evidenciou elevados conhecimentos técnicos que contribuíram para o sucesso da sua Força, participando ativamente e sendo um elemento de destaque nos variados exercícios, onde se destacou no exercício multinacional “TRIDENT JUNCTURE 2015”.
“Realça-se o elevado patriotismo, espírito de corpo e sentido do dever que o Primeiro-Cabo Portela exorta diariamente, sendo um elemento positivamente influenciador no que concerne aos seus pares. Pela sua excecional conduta é um distinto exemplo da competência e brio do Soldado Português”,- diz a Nota da Presidência

mn



publicado por porabrantes às 13:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.06.16

Também devem ser considerados no Dia de Portugal. E recusamos a condená-los.

 

O  Batalhão de Caçadores 3872 (B.CAÇ3872) saiu do RI 2 para a campanha colonial em Setembro de 1971.

 

ri 2 abrantes.jpg

ignoramos o autor

 

desta unidade fazia parte o '' C.CAÇ 3489, comandada pelo Capitão Miliciano de Infantaria, Manuel Guarda (que já na Guiné e no gozo das primeiras férias (Abril de 72) decidiu ficar pelo estrangeiro....e não regressar), ''  diz o Sr. Luís Dias, que fez a guerra na Guiné.

histórias.png

num post que merece ser lido e que conta uma campanha colonial na Guiné.

E que leva uma data cheia de carga patriótica, 10 de Junho.

ma 



publicado por porabrantes às 18:45 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.06.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 Júlio Serras Pereira foi vítima dos gases à base de cloro  que os ''boches'' (e os austro-húngaros) resolveram usar contra os ''Aliados''. Estes replicaram usando o mesmo tipo de armas químicas contra os soldados dos Impérios Centrais.

 

JSP representa um dos inúmeros soldados lusos que deram o corpo ao manifesto na I Guerrra Mundial,onde entre outros, o idiota que fez Abrantes Cidade, o ''brasileiro'' Bernardino Machado nos meteu e onde apesar de homens da fibra de Júlio Serras Pereira ou de Marques Godinho, não tínhamos nada a ganhar e tudo a perder.

 

A superioridade alemã avassalou as hostes portuguesas que sofreram pesadas baixas.

 

Mas combateram por Portugal, apesar de políticos como o filho dum  Barão, o  Bernardino, o que se rendeu em 28 de Maio de 1926 sem dar um tiro.

 

Júlio Serras Pereira foi depois uma personalidade conhecida na vida do Sardoal e de Abrantes.

 

E um dos oficiais (ganhou os galões na campanha de França) que achava que devia cobrar a dívida que o Bernardino contraíra com eles, através da Ditadura Militar.

 

Podem ver uma foto do depois capitão Júlio aqui.

 

Mas eu prefiro imaginá-lo assim, ainda alferes

 

 

 

 

ma

 

créditos: Arquivo Histórico Militar

 

resgate da História



publicado por porabrantes às 13:42 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.06.12

Cavaco e Silva distribuía penduricalhos aos ''grandes''' vultos do Sistema e soltava a costumeira algaraviada.

 

 

Ninguém entendeu a prosa do homem, mas também disso pouco importa tratar.

 

 

No  mesmo dia, o Duque de Bragança homenageava os caídos por Portugal em África e todos os que cumpriram o seu dever envergando o nosso uniforme.

 

Acompanhado por Van Uden, ex-oficial comando, ex-lassalista e um dos portugueses mais medalhados por acções em combate.

 

Eis a foto:

 

 Solange de Oliveira, Blog Família Real Portuguesa.

 

 

Van Uden é o da boina comando.

 

 

Para mim para comemorar o 10 de Junho bastava com uma coroa de flores aos nossos Soldados.

 

Discursos ocos e medalhites cavaquistas dispensavam-se.

 

 

M. de Noronha

 



publicado por porabrantes às 08:22 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.06.10

o 10 de Junho era o dia em que Américo Tomás distribuía medalhas aos membros das Forças Armadas que se distinguiam em acções de combate.

 

Tudo envolvido em retórica patrioteira, utilização indevida dos Lusíadas para justificar uma política suicida que conduzia inevitavelmente a um colapso no Império e na Metrópole.

 

Hoje é o dia en que Cavaco em vez de estar na Assembleia a explicar porque nomeou uma criatura como Dias Nogueira para o Conselho de Estado, anda por aí a falar em sacrifícios.

 

Na época do Cavaco infalível os Ministros foram por ele classificados como  ''ajudantes'' do Chefe. Hoje é o Chefe de Estado o ''ajudante'' do Bloco Central dos interesses e das prebendas.

 

Integrado nas ''comemorações'' do dia de Portugal o Bloco Central enviou o Ministro Lacão  não em ''missão de soberania'', mas para render um preito de homenagem do colonizado à Chefa. À mulher mais poderosa de Portugal e Angola.  Ei-la:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ajudado  pelo Embaixador Ribeiro Telles  a visita constituiu uma preparação do beija-mão que Cavaco e Silva irá em Agosto fazer à Chefa, do preito de homenagem ao Ditador José Eduardo dos Santos uma criatura que transformou o nepotismo na arte de governar.

 

Que Lacão se integre sem estados de alma na política de incensar a ditatura angolana é coisa que não nos surpreende, vinda de quem vem.

Lemos as declarações do homem, mais as do sempre diplomático Ribeiro Telles e não vimos uma condenação ou uma reticência sequer à contínua violação dos direitos do homem em Cabinda e à perseguição dos católicos no dito enclave, onde a Igreja foi capaz de se aliar ao povo na reclamação do direito à autodeterminação do território que não tem nada a ver com Angola e cujo Povo deseja o fim da exploração colonial de Luanda.

 

Também não houve nenhuma censura ou qualquer reticência à confusão entre dinheiros privados e públicos em Angola e qual a origem dos dinheiros investidos pela família presidencial em Portugal.

 

Também não houve nenhuma  reticência ou ou qualquer censura à falta de liberdade de informação e pelo contrário o Ministro Lacão assinou um acordo com a Ministra do ramo para fomentar a cooperação nos media públicos de ambos os países.

 

Jorge Lacão, ministro para os Assuntos Parlamentares e Comunicação Social de Portugal Foto Angop
Quem é que esperava de Lacão uma palavra de censura à situação dos media em Angola? Já se esqueceram de quem estava com Sócrates a almoçar, quanto rebentou o caso Mário Crespo?

 

Ministro dum governo empenhado em dominar os media, pode muito bem  encontrar-se em casa, junto da sua anfitriã do MPLA.

 

José Eduardo Agualusa. © Jorge Simão Foto de José Eduardo Agualusa (blogue pessoal do escritor)

 

Disse o Marcelo, citando Pessoa, que a nossa Pátria é a língua portuguesa. E neste blogue de defesa do Património devemos dizer que a Língua é construída pelo povo e pelos escritores. E o grande escritor angolano é Agualusa, que num livro publicado o ano passado traçou o que vai ser a Angola do futuro.

 

Em Barroco Tropical diz : ''acontece o pior. "É uma distopia", reconhece o autor. "O movimento de crescimento económico quebra com o fim do petróleo, os grande prédios que estavam em construção ficam parados, a fractura social aprofunda-se e Luanda torna-se um pesadelo maior do que já é." A referência ao filme Blade Runner, de Ridley Scott, não é inocente - o ambiente é quase de um pós-apocalipse, com um prédio abandonado onde há prostitutas e raves de kuduro; com um bar que nunca fecha e onde pára um homem que perdeu o rosto e se esconde sob uma máscara do Rato Mickey; um centro médico que é como uma prisão em forma de labirinto e onde os "doentes" estão acorrentados às camas. A Termiteira, o prédio de Falcato, é um microcosmos da sociedade - as elites vivem no topo e à medida que se desce nos elevadores desce-se também na condição humana, até chegar às galerias do subsolo, habitadas por mendigos e criminosos e onde a Menina-Cão é queimada, acusada de feitiçar'' (declarações ao Diário de Notícias de 10-6-2009, entrevista de Maria João Caetano).

 

''De acordo com ao resumo feito na contracapa, a acção passa-se em 2020. É a única referência à data. O futuro pressente-se em pequenas coisas - as referências à senhora Presidente e ao fim do petróleo são as mais óbvias. ''

 

Agualusa diz que ainda se pode inverter a situação. Portugal teria aí a desempenhar, dizemos nós, mas não é com políticos como Lacão ou Presidentes como Cavaco que ajudará Angola.

Esses, só são yes-mem da Chefa angolana.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 18:42 | link do post | comentar

Sábado, 15.05.10

 

 

Category:
Common InterestPolitics
Description:
Está marcada para o dia 10 de JUNHO a GRANDE MANIFESTAÇÃO NACIONAL de cariz Popular. Em Lisboa: Marquês de Pombal com início às 10H00. Portugal é dos Portugueses. Portugal NÃO É das minorias políticas que actualmente o governam e o roubam diáriamente! Pela VERDADE, contra a CORRUPÇÃO!
Privacy Type:
Open: All content is pub

Caros Senhores; clickei por erro a adesão a este movimento e não sei como retirar o meu nome... Obviamente não estou nada solidário, pelo contrário, como quem me conhece compreende...

in face book

 

 

O Sr. Dr. Nelson Carvalho aderiu por engano a uma manif neo-fascista, onde supomos estará uma delegação abrantina composta por João Pico, o seu director espiritual o Rev. Vigário do Pinhal e alguns colaboradores da comissão de instalação em Abrantes do PNR.

 

O Dr.Carvalho pede para desmentir que tenha dado em nacional-populista.

 

Registamos o desmentido.

 

Miguel Abrantes (avisado pelos camaradas da Câmara Corporativa)



publicado por porabrantes às 13:54 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Marcelo condecora militar...

Desertores do RI2 na camp...

Gases

Homenagear os soldados de...

A Chefa ( de Angola), o M...

Desmentido: Nelson Carval...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds