Quinta-feira, 14.07.16

 luta popular.jpg

 

 

Este número do jornal maoista-eanista (O Arnaldo era grande amigalhaço do futuro ''Marechal'' Eanes, desde Macau ) destaca o papel do Vereador comunista da Câmara abrantina,Afonso Campante no Golpe de 25 de Novembro de 1975, no Tramagal

 

1976-07-13 - Luta Popular Nº 338 - MRPP

 

'' 1. O 3.º Anexo ao «Relatório Preliminar», relatório sobre o exército, na parte que refere distribuições de armas feitas por oficiais social-fascistas do Batalhão de Engenharia n.º 3, Santa Margarida, refere que:

«(10) Um dos civis que recebeu as armas foi identificado como sendo Afonso Campante, chefe do núcleo PCP do Tramagal.»

E mais adiante:

«(12) Em 25 de Novembro, cerca das 22 horas, foi vista a sair do local, de descarga e a tomar a estrada nacional em direcção ao Rossio ao Sul do Tejo a furgoneta de Afonso Cam­pante, conduzida pelo priori e acompanhado por um civil que tentou esconder-se dentro da viatura.»

Exemplos como estes poderíamos repeti-los pelo menos durante uma página do jornal. Não vale a pena. Estes exemplos associados ao facto de que a esmagadora maioria dos oficiais golpistas referidos nos relatórios ou eram social-fascistas do P«C»P ou afectos a esse partido, mostram bem que o P«C»P é o primeiro e principal responsável pelo golpe de 25 de Novembro.''

devida vénia ao blogue

titulo.jpg

donde se retirou o texto (já aqui publicado, no relatório oficial do golpe)

 

Apostamos que os subsidiados e os gasparizados serão incapazes de contar esta história na biografia da MDF.

 

ma



publicado por porabrantes às 14:18 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.12.15

''Na noite de 24 de Novembro de 1975, enquanto os militantes do Partido Comunista, do Couço a Grândola enchiam as cartucheiras e aqueciam os motores das camionetas para vir participar na revolução, em Lisboa, juntamente com o Ralis, Copcon e os paraquedistas chefiados por sargentos, além dos civis a quem tinham sido previamente distribuídas armas, Eduardo Ferro Rodrigues, radical do MES, organizava os SUV (Soldados Unidos Vencerão) do Regimento de Infantaria n.º 2, de Abrantes, para rodar sobre a capital. Antes da meia-noite, e apesar da relação de forças favorável à instauração de uma ditadura do proletariado, o Politburo soviético ordena a Cunhal que pare e este, como sempre, obededece, com a garantia de Melo Antunes, do Grupo dos Nove, num encontro em casa de Nuno Brederode Santos (da fação moderada do MES), de que o PC não seria ilegalizado. Os russos já estavam satisfeitos com a independência de Angola, proclamada pelo MPLA em 11 de novembro de 1975, e não queriam abrir mais uma guerra civil, de resultado provavelmente funesto. A aventura de criar um reduto comunista na ponta da Europa ocidental havia terminado. A embaixada soviética em Lisboa evacuou cerca de uma centena de conselheiros deinteligência e militares e Cunhal recebeu, como prémio de obediência, aOrdem de Lenine. Ferro Rodrigues, Vieira da Silva e o seu grupo, continuaram no MES, cada vez mais radicalizado, apesar de progressivamente esvaziado por consecutivas dissidências  (...)''

 

Leia que é interessante

 

António Balbino Carreira no Portugal Profundo com a devida vénia

 

a redacção



publicado por porabrantes às 23:44 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.11.15

 

Provavelmente do melhor escrito sobre o 25 de Novembro cá no burgo.

 

 

O Sr. Oliveira Vieira, militar (reformado) de profissão, tem de desenvolver este post

 

 

'' Um canhão sem recuo e sem percutor.
Uma enfermaria com armas debaixo dos colchões.
Um hotel a servir de quartel-general aos revolucionários (burgueses).
A expulsão dos locais ocupados pelos S.U.V. às duas da madrugada.
A Central telefónica e os explosivos.
A vigilância feita ao R.I.A. por civis de binóculos empoleirados nos eucaliptos.
Período conturbado, caracterizado por uma certa anarquia no Governo, Forças Armadas e sociedade, a violência só não teve lugar em Abrantes por ter imperado o bom senso das forças moderadas.''

 

do blogue Coisas de Abrantes

 

mn



publicado por porabrantes às 23:28 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.11.15

Tinha prometido publicar aqui a versão do dr.Ferro Rodrigues, na ''Sábado'', sobre o que se passou em Abrantes, durante as suas aventuras no PREC.

 

ferro rodrigues 25-n 19-25 novembro 2015.jpg

 

ferro rodrigues 2 25-n 19-25 novembro 2015.jpg

Já está publicada

 

Comentários:

Durante anos o dr. Ferro Rodrigues omitiu aparentemente esta passagem pelo extinto Regimento de Infantaria de Abrantes. O assunto foi abordado no Relatório do 25 de Novembro e em algum artigo disperso pela Imprensa Regional. Falta-me publicar um recorte que evoca essa presença, saído no ''Ribatejo''.

A coisa chegou a tanto que a jornalista Judite França, da TVI, 

judite frança.png

descreveu assim o testemunho de Joaquim Aguiar, prestigiado politicólogo e académico, ex-assessor de Eanes, enquanto Presidente, num julgamento :

judite frança aguiar.png

Por acaso o julgamento era daquela miserável história da Casa Pia em 2008.

Diz o dr.Ferro Rodrigues que o relatório do 25-N

ferro recorte.png

era muito mau......e que não tinha ponta por onde se lhe pegasse....

Ora não é isso que dizem as actas do Conselho da Revolução, onde inclusivamente Eanes tentou que o documento fosse publicado sem nomes, para não penalizar ninguém. A posição de Eanes (que já tinha visto o nome do cunhado, Neto Portugal ser penalizado no relatório do 11 de Março, ao lado de alguns abrantinos) não venceu no CR como as actas o demonstram. 

Ora que diga o Ferro Rodrigues que o relatório é mau, é contrariado pela Acta do Conselho da Revolução, onde fala o General Costa Gomes (então PR) e o General Eanes (então CEMFA)

acta do cr  2.png

O dr. Ferro Rodrigues argumenta que não sabe quem foi o responsável pelo Relatório do 25 de Novembro.

O homem anda desmemoriado.

O relatório foi da responsabilidade de Marques Júnior, militar de Abril, depois deputado do PRD e do .......PS!!!!!

marques júnior joao henriques.jpg

foto João Henriques/Público

 

Pode haver lapsos no relatório, mas Ramalho Eanes e Costa Gomes não mandavam prender Otelo, com base nele, se o relatório não fosse sério.

Sobre o tenente-coronel Pulguinhas, volto a dizer que o homem parece que assinou o documento dos Nove.

Escrever a história ao contrário é impossível, foi o que explicou Vasco Lourenço ao Tomé, nesta edição da Sábado.

Falta-me contar a intervenção do Zé Bioucas no desarmamento dos golpistas cá no concelho, mas fica para depois. Também tenho amigos à espera no Tonho Paulos.

Porra, e agora que arranjei as Actas do Conselho da Revolução tenho leitura para meses.

 

ma

Acta do Conselho da Revolução de 19 de Janeiro de 1976   

  

 



publicado por porabrantes às 17:24 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.10.15

relatório 25 de Novembro 2.jpg

 

alcobia.png

alcobia 5.png

Enquanto isso

 

chão.png

 Como consta nos jornais da época foi detido o Vereador do PCP Afonso Campante

 

Como consta no relatório do 25 de Novembro de 1975, aqui publicado,

 

 

sobre o assunto: http://porabrantes.blogs.sapo.pt/o-final-do-prec-1977691

 

e mais coisas dispersas pelo blogue

 

http://porabrantes.blogs.sapo.pt/capitao-ferrao-presente-2044090

 

http://porabrantes.blogs.sapo.pt/1427655.html

 

créditos a

relatório 25 de Novembro 2.jpg

II Volume, Ed. Abril, Coimbra 1976 

 



publicado por porabrantes às 18:33 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Luta Popular destaca vere...

Na noite de 24 de Novembr...

O Hotel no 25 de Novembro...

Ferro Rodrigues e o 25 de...

A visita de Ferro Rodrigu...

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13

23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds