Quarta-feira, 22.05.19

manuel joão da rosa

Em 10 de Outubro de 1910, o diário madrileno ABC (monárquico e o mais vendido no país vizinho) publicou declarações do lavrador Manuel João da Rosa, vereador republicano abrantino, que acabara de ser empossado P. da Câmara sobre a implantação da República cá na terra e a situação geral do País.

pais republicano

continua aqui

Manuel João diz que não esperavam o golpe para 5 de Outubro, mas mais tarde, Novembro. Confirma o que escreveu Martins Júnior de que em Abrantes a cúpula local do PRP não sabia de nada. Mas sabemos que havia um militar Farinha Pereira em contacto com a Carbonária, em Lisboa. Também diz que a Infantaria ( S.Domingos)  não se opôs e que Artilharia (Castelo) foi mais renitente. Mas que se gritou nas suas barbas: Viva a República!.

O oficial mais graduado em S.Domingos na noite de 5 para 6 era o capitão António Maria Baptista e havia 5 oficiais republicanos duma guarnição de 30. Eram republicanos : '' Tenente Raimundo, cap. António Maria Baptista, Tenente Moreira, tenente Alpedrinha, ten. Sousa'' segundo Martins Júnior.

O oficial mais graduado no Castelo era o major Abel Hipólito, de simpatias franquistas.

Nenhum dos oficiais de S.Domingos sabia o que se passava, e estavam timoratos face à revolução, sustentou M. Júnior (Presidente Landru na República da Calábria).

Identificação do vereador entrevistado pelo ABC, agendas pessoais de MJ da Rosa para o ano 1910.

ma

foto de Manuel João-Álbum Republicano

recorte do ABC- jornal on-line hemeroteca       

 



publicado por porabrantes às 00:01 | link do post | comentar

Domingo, 19.05.19

suprema afronta

entre os deportados do 2 de Fevereiro de 1926, estava Martins Júnior

 

a choldra

A Choldra, n2 1926

 

que dizia que São Bento era '' uma miserável sucursal do directório que reside na Travessa da Água da Flor''.

 

Sobre António Maria da Silva dizia MJ que era  ''O Presidente Landru na República da Calábria''

ma

 



publicado por porabrantes às 21:15 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.05.19

O neo-liberal, vereador pela porta do cavalo, dado que foi o Rui Silva o Vereador eleito,

rui mesquita pálio 2

 

ameaça de novo expropriar o Teatro S.Pedro, conta-nos a Paula Mourato.

O neo-liberal diz que há que dar um murro na mesa.

Bum!

Mas é só promessas.

Aqui quem dá murros na mesa é o caríssimo Armindo.

O neo-liberal já prometeu há 18 meses expropriar o Teatro e ainda não conseguiu apresentar uma proposta nesse sentido.

Ou os caciques não deixam?

Apresente lá a proposta ou está à espera que ela se apresente pela porta do cavalo na Raimundo Soares, como ele se apresentou???

 

ma      

 

 



publicado por porabrantes às 21:31 | link do post | comentar

barroca

Um dos ex-donos do JA/AL, da construtora do Lena (para onde foi trabalhar o Vereador das obras abrantinas, Júlio Lena, ) que tantas adjudicações caçou da CMA e que Nelson Carvalho defendeu nas páginas do Jornal Primeira Linha, como se fosse accionista da empresa, agora acusada pelo MP, no caso de corrupção do 44

sócrates 1

faz como o Berardo e recusa-se a falar, no Parlamento, sobre Vale de Lobo.

Diz desconhecer como era a CGD, também não sabia certamente que a Lena deixou um triste rastro de negociatas em Abrantes.

Ler aqui o interrogatório ao marginal.

A omertá era o silêncio mafioso. Júlio Bento também não falou perante o MP na investigação à CMA.

julio bento

O patrão do Bento, ex-membro da CP do PS de Abrantes, ex-candidato do mesmo partido à AM, faz como o tipo que contratou directamente na autarquia abrantina .

É um direito do acusado não falar em processo penal?

É.

Mas também é uma prática da mafia siliciana. Chama-se Omertá.

ma

 

 



publicado por porabrantes às 10:39 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.05.19

Excerto dum comunicado do Bloco, referente à sessão da CMA  de 2 de Maio:

''

2-Instalações deficitárias na Unidade de Cuidados à Comunidade de Abrantes

Mais uma vez informo o executivo que a UCC de Abrantes que recentemente foi instalada no 1º andar do edificio conhecido como “Casa de Saúde” de Abrantes a qual a CMA patrocinou com cerca de 140 mil euros, continua só com uma WC para todos os utentes, sejam do sexo masculino, feminino ou com mobilidade condicionada, a inundação da mesma, à três semanas, continuava assim como sala de espera no corredor e o acesso para utentes vindos em maca é altamente problemática.

O BE considera que estas condições não são adequadas e têm que ser corrigidas pois ninguém compreende que com a mudança de instalações certas condições de prestação de serviços e de conforto se tenha deteriorado.

Face ao exposto, o BE solicita que o Sr. Presidente da CMA faça chegar junto de quem de direito as insuficiências detectadas.''

 

Assina o Vereador Armindo Silveira

 

Os comentários:

Como é possível que uma obra camarária recente produza logo  inundações?

Como é possível que só tenha uma retrete?

Como é possivel que os serviços tenham piorado?

ProtocoloUCCAbrantes_3_1_690_400

Assinatura do Protocolo para criar a UCC

(foto ARSLVT)

mn

 

 



publicado por porabrantes às 10:13 | link do post | comentar

Sábado, 11.05.19

O Jornal Oficial da UE publica este anúncio abrantino a 27 de Março. Tem a ver com obras para corrigir o impacto de incêndios nas freguesias de Fontes,  Carvalhal, e União das Freguesias de Abrantes (São Vicente e São João) e Alferrarede.

A nossa pergunta isto já foi decidido em sessão camarária e a assunção de despesa assumida pela Assembleia Municipal??????

Foi ou não?????

 

Ler aqui o anúncio transcrito:

Portugal-Abrantes: Serviços de incêndios

2019/S 061-142149

Anúncio de adjudicação de contrato

Resultados do concurso

Serviços

Legal Basis:

Diretiva 2014/24/UE

Secção I: Autoridade adjudicante

I.1)Nome e endereços
Município de Abrantes
Praça Raimundo Soares
Abrantes
Portugal
Correio eletrónico: contratacaopublica@cm-abrantes.pt
Código NUTS: PT16I

Endereço(s) Internet:

Endereço principal: www.cm-abrantes.pt

I.2)Informação sobre aprovisionamento conjunto
I.4)Tipo de autoridade adjudicante
Autoridades regionais ou locais
I.5)Atividade principal
Serviços públicos gerais

Secção II: Objeto

II.1)Quantidade ou âmbito do concurso
II.1.1)Título:

Aquisição de serviços para intervenções de estabilização de emergência após incêndio

 

Número de referência: DF-CP-11/2018
II.1.2)Código CPV principal
75251000
II.1.3)Tipo de contrato
Serviços
II.1.4)Descrição resumida:

Aquisição de serviços para intervenções de estabilização de emergência após incêndio.

 

II.1.6)Informação sobre os lotes
Contrato dividido em lotes: sim
II.2)Descrição
II.2.1)Título:

Recuperação das infraestruturas afetadas

 

Lote n.º: 1
II.2.2)Código(s) CPV adicional(is)
75251000
II.2.3)Local de execução
Código NUTS: PT16I
Local principal de execução:

Concelho de Abrantes.

 

II.2.4)Descrição do concurso:

Aquisição de serviços para intervenções de estabilização de emergência após incêndio.

 

II.2.5)Critérios de adjudicação
Preço
II.2.11)Informação sobre as opções
Opções: não
II.2.13)Informação sobre os fundos da União Europeia
O contrato está relacionado com um projeto e/ou programa financiado por fundos da União Europeia: sim
Identificação do projeto:

PDR2020-814-030267

 

II.2.14)Informação adicional
II.2)Descrição
II.2.1)Título:

Controlo da erosão, tratamento e proteção de encostas

 

Lote n.º: 2
II.2.2)Código(s) CPV adicional(is)
75251000
II.2.3)Local de execução
Código NUTS: PT16I
II.2.4)Descrição do concurso:

Aquisição de serviços para intervenções de estabilização de emergência após incêndio.

 

II.2.5)Critérios de adjudicação
Preço
II.2.11)Informação sobre as opções
Opções: não
II.2.13)Informação sobre os fundos da União Europeia
O contrato está relacionado com um projeto e/ou programa financiado por fundos da União Europeia: sim
Identificação do projeto:

PDR2020-814-030267

 

II.2.14)Informação adicional

Secção IV: Procedimento

IV.1)Descrição
IV.1.1)Tipo de procedimento
Concurso aberto
IV.1.3)Informação acerca do acordo-quadro ou sistema de aquisição dinâmico
IV.1.6)Informação acerca do leilão eletrónico
IV.1.8)Informação relativa ao Acordo sobre Contratos Públicos (ACP)
O contrato é abrangido pelo Acordo sobre Contratos Públicos: não
IV.2)Informação administrativa
IV.2.1)Publicação anterior referente ao presente concurso
Número do anúncio no JO S: 2018/S 063-140053
IV.2.8)Informação relativa à rescisão do sistema de aquisição dinâmico
IV.2.9)Informação relativa à rescisão do convite à apresentação de propostas sob a forma de um anúncio de pré-informação

Secção V: Adjudicação de contrato

Um contrato/lote é adjudicado: não
V.1)Informação sobre a não adjudicação
O contrato/lote não é adjudicado
Não foram recebidas propostas ou pedidos ou foram todos rejeitados

Secção VI: Informação complementar

VI.3)Informação adicional:
VI.4)Procedimentos de recurso
VI.4.1)Organismo responsável pelos processos de recurso
Câmara Municipal de Abrantes
Abrantes
Portugal
VI.4.2)Organismo responsável pelos processos de mediação
VI.4.3)Processo de recurso
VI.4.4)Serviço junto do qual podem ser obtidas informações sobre os processos de recurso
VI.5)Data de envio do presente anúncio:
22/03/2019


publicado por porabrantes às 19:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.05.19

No programa Radar da Antena Livre, ontem, os comentaristas foram unânimes em censurar a atitude do neo-cacique e em sublinhar o direito do Vereador Armindo Silveira e de todos os abrantinos à liberdade de

armindo (2)

expressão e realçaram que não cabe a um neo-cacique andar a policiar as livres declarações dum eleito do povo ou de qualquer cidadão, seja nas redes sociais ou em outro local.

Foi ainda referido, que há perfis falsos nas redes destinados a espiar os cidadãos que opinam sobre a ''res publica''.

São saudades do antigamente, dos bufos fascistas que por aí andam.

mn 



publicado por porabrantes às 15:29 | link do post | comentar

40340020620_60c826f173_o

''Giovani Balduino, que investiu 300 € na Tectânia,  que segundo a cacique vai criar 300 postos de trabalho, era sócio e director da

 

Tac Motors Industria Automotiva S/A. (Tac Motors)''

 

Na próxima reunião da autarquia, a 14 de Maio, vão os caciques propor que o Balduino dos 300 € e o sócio, o Farraco

40318755590_b4be0cb316

 

(que investiu 700 €) na empresa , que iria criar centenas de postos de trabalho a curto prazo, vejam prorrogado o prazo para montar a fabriqueta.

fabriqueta

Estes ''empresários'' já falharam projectos semelhantes, apesar de largos subsídios recebidos, designadamente no Ceará.

A cacique tinha prometido que a fábrica abriria em 2019 e a comunicação social abandeirou em arco com o milagroso investimento.

O Valamatos é o autor da proposta caciquista para dar ao ''grandioso investimento brasileiro'' uma oportunidade para emular a RPP, essa coisa onde o Nelson Carvalho exerceu de director de pequenos e minúsculos projectos.....antes de partir pró CRIA....deixar aquilo com salários em atraso.

ma

 

 



publicado por porabrantes às 08:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.05.19

Um dos mais hediondos crimes vistos nesta terra

hediondo

É a segunda abrantina envolvida em assassinato do marido num espaço de um ano. A outra foi a drª Telma na Suíça, que  tentou matar  a meias com o namorado, o marido, um médico marroquino.

Ler na rede regional

A premeditação, a crueldade, o sangue-frio da suspeita a provarem-se pedem uma duríssima e implacável sanção.

Que tal 25 anos?

ma

 



publicado por porabrantes às 08:11 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.05.19

59520519_420317432119345_5558636194486550528_n

Na Escola Manuel Fernandes.

A Ana Gomes foi a única eurodeputada capaz de levantar questões importantes que pusessem em causa o ''status quo'' durante os seus mandatos em Estrasburgo.

Ver aqui a polémica entre a Ana e uma tal Isabel Moreira, acerca das miseráveis concessões à CIA.  

Só por isso merece ser ouvida.

 

Mas não lhe perguntem sobre as suas actividades no MRPP.

Há maldades que não se fazem.

mn

 



publicado por porabrantes às 10:14 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Manuel João da Rosa fala ...

Contra a deportação de Ma...

Pela porta do cavalo

Boss da Lena não responde...

Instalações deficitárias ...

O Concurso europeu prós i...

A liberdadezinha nas rede...

Tectânia adiada para as c...

Violência doméstica à abr...

O Futuro da UE

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds