Segunda-feira, 29.06.20

O Silva andou a estudar as maravilhas da administração filipina e concluiu extasiado, que os Filipes tinham sido excelentes.

A paz e prosperidade corriam no reino e naturalmente em Abrantes.

Nesse tempo magnífico, o marquês de Porto Seguro, D. Afonso de Lencastre queria  ser Alcaide-Mor da vila de Abrantes, cargo que estava vago e que tradicionalmente andava na família Almeida, sendo o herdeiro mais lógico o velho D.Miguel, que o Restaurador faria Conde desta terra, depois do provecto ancião ter ajudado a executar um traidor chamado Miguel de Vasconcelos.

O Lencastre que fez para ser Alcaide?

Regia os negócios de Portugal, na Villa y Corte de Madrid, o Consejo de Portugal, onde Diogo Soares punha e dispunha e vendia ofícios.

Pagou o Lencastre a módica quantia de catorze mil cruzados ao Soares para ser Regedor da Justiça de Portugal e alcaide-mor da vila. E foi nomeado por uns anos autoridade militar da terra e rapidamente entrou em conflito com a câmara abrantina.

A vénia é devida a Monsieur Jean-Frédéric Schaub,  Le Portugal au temps du comte-duc d’Olivares (1621-1640) : Le conflit de juridictions comme exercice de la politique.  Madrid : Casa de Velázquez, 2001.

Que fez D.Miguel para recuperar que o era seu?

File:Miguel de Almeida, Conde de Abrantes.png - Wikimedia Commons

Uma revolução! 

Tire-se pois o chapéu ao fidalgo que não teve pejo em matar, para se vingar da canalhada que lhe tinham feito. A ele e à sua linhagem. 

ma 

 



publicado por porabrantes às 18:50 | link do post | comentar

Hoje faz anos o  arquitecto Pedro Costa. 

Está de parabéns porque a empresa dele recebeu um contrato, que levantou suspeitas ao Mirante, que foi perguntar se havia favorecimento.

Veio pressuroso, o Presidente Valamatos dar esclarecimentos.

''Consultámos três empresas do concelho de Abrantes e também de concelhos vizinhos.''

Aduziu que em Abrantes há poucas empresas de arquitectura.

Acontece que consultaram além da Modo, a “FILIPE SARAIVA - ARQUITECTOS, LDA.” e “HUMBERTO & HUMBERTO - ARQUITECTOS, LDA.”.

A primeira de Vila Nova de Ourém, a segunda de Lisboa.

É falso que em Abrantes não haja gabinetes de arquitectura, aliás a CMA tem contratado com os seguintes:

CMA

Aquisição de Serviços para a Elaboração de Projetos de Alteração e Conservação de Instalações Sanitárias Públicas em Abrantes

4-12-2019

19.960,00 €

Ajuste Directo

RAUL REIS — ARQUITECTURA E PLANEAMENTO URBANO, LDA. (504011839 Constância

CMA

Aquisição de serviços de Revisão do Projeto de Execução de Reabilitação e Ampliação da Galeria Municipal de Arte de Abrantes para instalação do Museu de Arte Contemporânea – Pólo 2

25-1-2019

13.200,00 € Ajuste Directo

Jorge Loureiro — Projectos de Engenharia e Arquitectura, Lda (506468097)

Abrantes

CMA

Aquisição de Serviços para a elaboração de Projetos de Arquitetura e Engenharia para Reconstrução e Reabilitação de Habitações em Rio de Moinhos e Aldeia do Mato em Abrantes

12-04-2018

6.947€

Ajuste Directo

Classe A+, Lda (508624576)

Abrantes

 

Continuando, diz o Presidente que o arquitecto de extrema direita (1), Pedro Costa, já tinha tido intervenção no S.Pedro.

É verdade, juntamente com Sara Morgado, enquanto funcionário público, via CMA.

''A intervenção é levada a cabo pelo Gabinete de Centros Históricos da cidade, sob a responsabilidade dos arquitectos Sara Morgado e Pedro Costa e financiada no âmbito do Programa Operacional da
Cultura (POC).'' (2)

Estava isso ( a experiência prévia no S.Pedro) expresso no caderno de encargos, como condição preferente para a adjudicação?

Se assim fosse, devia ser o arq. Costa a elaborar o projecto e segundo o contrato é o Serrano, que não tem nenhuma experiência no Teatro, a não ser deixar degradar o edifício, enquanto Vice-Presidente.

serrano 5.png

 

 

E se a experiência num edifício fosse critério a seguir, a obra do MIAA teria sido adjudicada a Duarte Castel-Branco, autor da Biblioteca António Botto.

 

ma

(1) foi candidato a deputado por um partido fundamentalista católico, anti-abortista

(2) Inês Alhandra Calor, REABILITAÇÃO DE CINEMAS MODERNISTAS, Porto, 2004



publicado por porabrantes às 17:07 | link do post | comentar

no Mirante

há 368 novos desempregados no concelho


tags:

publicado por porabrantes às 10:50 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.06.20

O speedy-contrato

 

Na Assembleia Municipal de 22 de Maio, Pedro Grave (do Bloco) questionou o Valamatos acerca da repentina adjudicação de obras do teatro S.Pedro à empresa do ex-colega de Vereação e ex-superior hierárquico arq. Rui Serrano.

Pedro Grave lembrou que o Vereador Armindo Silveira pedira a pintura do teatro e que Valamatos lhe respondera, cortante, que não pensava fazer nada no Teatro, sem haver um contrato-promessa.

Ora não há esse contrato, mas há aquilo que o Pedro Grave chamou, certeiro e sarcástico, ‘’   uma minuta de contrato rápido’’ . (reportagem da A.Livre).

Há mais , adiantou ainda:’’O sr. presidente por despacho em 30 de abril [assinou] a decisão de adjudicação, no mesmo dia a aprovação da minuta do contrato e no dia 15 de abril, já estava feito o cabimento da verba.’’ (reportagem do M. Tejo).

E a seguir falou de ‘’contrato relâmpago’’ (idem)

Eu falaria de contrato ‘’Speedy Gonzalez’’ ou melhor ‘’Speedy Serrano’’.

Disse que contactou ‘’3 ou 4 empresas’’, esquecendo-se naturalmente de aclarar que só uma respondeu, a do ‘’Speedy Serrano’’

Tratou-se dum ‘’contrato de aquisição de serviços’’, que implica contactar vários concorrentes ou dum ajuste directo?

No papel está ‘contrato de aquisição de serviços’’, que é a forma legal imposta para contratos que tenham este montante!

Mas o Valamatos, segundo a ‘’Antena Livre’’  assegurou aos deputados municipais que era um ‘’ajuste directo’’, coisa que implica autarquia contratar a dedo quem lhe der na socialista gana.

E naturalmente a feliz contemplada foi a empresa dum socialista .

‘’ Por isso a necessidade de contactar três empresas projetistas para a sua adjudicação por ajuste direto.’’ diz a Antena Livre, que foram as suas palavras.

Ou seja seria um ajuste directo relâmpago.

Tudo menos transparência!!!

Finalmente não se compreendem as pressas, quando a Iniciativas de Abrantes é obrigada a repetir a assembleia geral de Dezembro, porque os burocratas municipais acham que ela não é válida e que para haver venda tem de haver nova deliberação social!

Em termos estritamente jurídicos a CMA não tem qualquer poder para intervir no edifício, quanto mais para andar a outorgar speedy -contratos à empresa do Serrano.

mn

 

ps-comentaremos mais tarde as declarações do Valamatos ao ‘’Mirante’’

 

fav.png

 



publicado por porabrantes às 09:05 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24.06.20

''Na sequência das notícias de casos de infeção por Covid-19 em dois lares ilegais (um em Abrantes, outro em Santarém) o Bloco de esquerda considera muito preocupante a existência de cerca de 200 em circunstâncias análogas, o que significa mais de 1.000 idosos/as que residem permanentemente em instalações inadequadas e com insuficiente apoio sócio sanitário em todo o distrito, mas com especial concentração em Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos.

O Bloco de Esquerda de Santarém considera urgente e indispensável o estabelecimento de políticas concertadas de intervenção na prestação de cuidados residenciais à população dependente que sobreponha os valores da dignidade humana aos interesses meramente lucrativos.

 

Comunicado do BE ( ler tudo)



publicado por porabrantes às 09:15 | link do post | comentar

fav.png

ler aqui

Uma história e uma polémica que começou aqui.

Uma escolha mal contada que naturalmenta seguiremos.

Um bom exemplo de jornalismo interventivo, o do Mirante, que fez o que a imprensa abrantina não foi capaz de fazer.

mn



publicado por porabrantes às 07:28 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.06.20

Rodrigo Pires de Oliveira, Bispo de Lamego, Prior de Guimarães foi Bispo por herança, era bastardo do Primaz de Braga e a família Oliveira dominava a Diocese de Évora e muitas outras.

A sua vida é case study de nepotismo e ascensão familiar, apoiada pelos Papas de Avinhão.

Esteve muito tempo no estrangeiro e foi um dos Bispos presentes no Concílio de Vienne (1312) onde se ratificou a triste sorte dos Templários.

A sua morte e a disputa da sua herança passou (também) por Abrantes.

Anísio Miguel de Sousa Saraiva conta a saga ''  Nepotism, illegitimacy and papal protection in the construction of a career: Rodrigo Pires de Oliveira, Bishop of Lamego (1311–1330†)*'' in e-journal of portuguese history.

O nepotismo e o favorecimento continuam hoje viçosos nesta terra, como no tempo em que o Primaz fez do filho da barregã, Bispo e um Papa vendido saltou todas as normas para favorecer o rebento do prelado eborense.

 mn



publicado por porabrantes às 18:26 | link do post | comentar

Quais são as regras para afixar publicidade em postes da EDP?

Publicidade do MacDonald's  na ponte do Rossio

Foto da Srª 

Daniela Alicchio
 

  


tags:

publicado por porabrantes às 14:29 | link do post | comentar

(...)

 

No dia 17 de Junho de 2006 , cerca das 22h30 , a arguida AA encontrava-se no interior do seu veículo ligeiro de passageiros , marca “ Fiat” , modelo “ Bravo” , de matrícula ...-...-HI , o qual se encontrava parado junto ao estabelecimento bar “1640” , sito no Largo da Ferraria , em Abrantes .

Nesse momento passou junto do veículo EE , de 83 anos de idade , o qual habitava naquela zona e , como era habitual , fazia por ali o seu passeio a pé .

A arguida , ao avistar o EE , saiu do veículo , dirigiu-se a este e disse-lhe : “ filho da puta , porco , cabrão , andas a espreitar-me , vou-te matar e faço-te a cama “ , após o que o encostou à esquina de um prédio ali existente e lhe desferiu diversas bofetadas na cara , só o largando por ter sido separada por populares que ali se encontravam .

Enquanto decorriam tais factos , o EE limitou-se a dizer repetidamente para a arguida “ deixa-me , deixa-me “ e continuou , então , a sua caminhada , subindo a Rua Capitão Correia de Lacerda e virou no cimo desta à direita para a Rua D. Francisco de Almeida , que com aquela entronca , circulando sempre sobre o passeio .

A arguida , por sua vez , logo entrou no seu veículo e após fazer marcha atrás de forma brusca , virou no encalce dele , passando a circular pela Rua Capitão Correia de Lacerda , virando, no cimo desta , à direita para a Rua D. Francisco de Almeida .

Imediatamente após ter virado para a Rua D. Francisco de Almeida, logo no início desta , quando o EE se encontrava no passeio existente à direita da via , atento o sentido de marcha da arguida , esta guinou , súbita e bruscamente , o volante para a sua direita e , acelerando o motor do veículo , direccionou-o de imediato no sentido do EE , com o propósito de o atingir .

Para melhor concretizar os seus desígnios , a arguida galgou o passeio com o veículo , corrigindo , ainda , ligeiramente a direcção deste para a esquerda , por forma a atingir o EE com a parte central da dianteira do seu veículo , como atingiu .

Após o referido embate , o EE caiu ao chão , ficando , de imediato , preso na parte inferior da dianteira do veículo .

Apercebendo-se que o EE ficara preso , a arguida imprimiu maior velocidade ao veículo de modo a que o mesmo passasse completamente sobre o corpo daquele , tendo-o arrastado cerca de 29 ,50 metros pela calçada , altura em que o corpo deste se libertou , passou-lhe com o veículo por cima .

A arguida continuou a sua marcha , abandonando o local .

Com o referido embate , causou a arguida ao EE , directa e necessariamente as lesões descritas e examinadas no relatório de autópsia , designadamente :

“ 1. Cabeça ;

  1. a) crâneo :

Partes moles : infiltração sanguínea no masseter direito , região parietal esquerda e occipital , medindo dez centímetros de comprimento por 25 cms . de largura.

Ossos do crâneo : fractura em” T “ com infiltração sanguínea , atingindo o parietal esquerdo , o occipital medindo os ramos vinte centímetros de comprimento , dez centímetros de comprimento , seis centímetros de comprimento .

Fractura transversal ao nível das asas do esfenóide atingindo toda a extensão da base .

Fractura longitudinal entre o orifício medular e occipital dando continuidade à fractura do occipital já descrita com infiltração sanguínea .

Encéfalo : hemisférios simétricos , sem sinais de amolecimento , com focos de contusão a nível da região parieto-occipital esquerda (…)

Membros :

Membro inferior esquerdo : fractura cominutiva do terço médio dos ossos da perna com infiltração sanguínea .

As referidas lesões traumáticas crânio meningo encefálicas e dos membros determinaram a morte do EE .

Ao actuar do modo descrito e nas circunstâncias em que o fez , a arguida agiu com o firme propósito de matar o EE , como matou , querendo utilizar para tal fim um veículo automóvel para o atingir , como utilizou e atingiu , tirando-lhe qualquer possibilidade de defesa e causando-lhe atroz sofrimento até morrer .

A arguida agiu deliberada , livre e conscientemente , bem sabendo que a sua conduta era proibida e punida por lei .

 

( acordão do STJ de 17/10/2007) com a devida vénia)

 

mn

 

 



publicado por porabrantes às 11:42 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.06.20

O Advogado avençado da CM de Constância (que faz também Direito Administrativo, matéria delicada) ganha 673, 78 € .

A Advogada avençada da CM de Abrantes (que não se ocupa de Direito Administrativo, que isso é levado por outro gabinete) ganha 1.500 € (mais uns trocos para despesas)   e naturalmente é eleita pelo PS numa freguesia .

Ah e o Advogado de Constância é mais experiente e tem uma longa carreira.

mn


tags:

publicado por porabrantes às 18:42 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A compra da alcaidaria-mo...

Os duvidosos esclarecimen...

Coronavirús dispara dese...

O speedy-contrato

BE denuncia lares ilegais...

A escolha da empresa do S...

Nepotismo Papal passa por...

Quais são as regras para ...

Como mataram o Secretário...

Honorários paralelos

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds