Terça-feira, 29.04.14

Qual  quer que seja a justificação que queiram dar para a impossibilidade de recuperação do Jardim do Vale de Roubão é mentira.

 

 

 

 

Estado do Jardim 2006 onde se ainda vê um lago onde num romântico ilhéu uma altiva árvore sobrevive ao desleixo e incúria....

 

 

 

 

por trás da capela reinava o matagal, com perigo de incêndio, acumulava-se a porcaria e está a reverendíssima casota do pio rafeiro da Fábrica da Igreja

 

 

 

o matagal reinava à volta das muralhas acasteladas que Solano ergueu

 

 

 

 

uma lixeira à porta da capela e a curiosa ideia de aproveitar pneus para vasos

 

 

 

pois bem o betão foi a pia resposta para recuperação do jardim, com prévia introdução arrasadora dos catrapilas

 

 

 

 

 

e o betão inunda o que foi o Jardim onde Solano foi o anfitrião de inúmeras quermesses  a favor da Sopa dos Pobres de Abrantes, quando a Santa Casa estava nas mãos dos amigos de Henrique Augusto da Silva Martins, que de lá o  tinham expulso

 

 

as obras são da responsabilidade da Comissão Fabriqueira de São Vicente, dona do imóvel

 

que, parece ser a dona disto mesmo ao lado

 

 

 

o edifício da Quinta e a zona envolvente estão desde 2006 inscritas na base de dados do Património, onde foram inseridas com a colaboração da CMA, e a aparente intenção  era classificar o imóvel e nada foi feito para o proteger......

 

temos o resultado à vista.

 

Se houvesse o mínimo respeito pelo património e pelas zonas verdes este jardim devia estar aberto ao público desde os anos 90, quando passou a ser da Igreja, e devia fazer parte dum roteiro das zonas verdes abrantinas.

 

Entretanto, o que reinam é o betão e os negócios imobiliários.

 

 

MN   

 

fotos de 2006: DGMN
fotos obras:Tubucci 



publicado por porabrantes às 11:49 | link do post | comentar

Domingo, 18.08.13

Quando quiseram montar a central do Pego um grupo de abrantinos foi recebido em audiência pelo eng. Carlos Pimenta, referido no post anterior. Iam protestar.

O eng. Pimenta ficou feliz por haver ecologistas em Abrantes. Então um dos representantes das forças vivas, um brigadeiro, que presidia ao ex-Grémio da Lavoura disse-lhe:

Ò Senhor Secretário de Estado, a Lavoura não quer uma central térmica a carvão. Isso é muito antiquado, o que a Lavoura quer é uma central nuclear.

 

 

Face a esta tirada genial, o eng. Pimenta quase ia caindo da cadeira.

 

 

Vou recordar outra tirada do  eng. Pimenta,  garantiu em Abrantes  que a Figueira da Foz recusara uma Central  térmica a carvão porque ''os fumos podiam estragar a brancura da pasta de papel produzida pela celulose local'' .

 

A propósito quando custou a Portugal a Central do Pego, em termos ambientais, só no ano 2009?????

 

Prejuízos de 102 a 114  milhões de euros segundo o relatório Revealing the costs of air pollution from industrial facilities in Europe segundo a Agência Europeia do Ambiente.

 

 

A Central Termoeléctrica do Pego  foi a 2ª unidade mais poluente de Portugal. A primeira foi a de Sines.


 

Infelizmente não podemos pretender que  Abrantes seja capital da poluição.....

 

 

Sines tem direito ao troféu.

 

Mas podíamos organizar um concurso para o título ''capital ribatejana da poluição''. Os candidatos seriam obviamente os municípios de Abrantes, Alcanena e Constância.....

 

Mas ninguém tira a Alcanena o justo título da terra mais mal-cheirosa do Ribatejo. Maravilhosos curtumes...

 

 

MA



publicado por porabrantes às 16:39 | link do post | comentar

Sábado, 29.05.10

Foto in travelguide.bloguez.com

 

Em 13-8-2001, o Conde de Alferrarede, eng. Miguel Sá Pais do Amaral ofereceu à CMA que exercesse o seu direito de preferência sobre a alienação do Castelo de Bom Sucesso e parte urbana da sua propriedade, oportunamente classificada pelo IPPAR como imóvel de interesse público, pelo valor de 2.000.000.000$00 (dois mil milhões de escudos).

 

O Conde  de Alferrarede foi assim um dos poucos proprietários de imóveis classificados (ou situados em zonas de protecção de imóveis classificados) a cumprir a Lei que diz que se informe dessas transmissões à autoridade da tutela  e à autarquia.

 

Foto Gen. Portugal

 

Têm-se verificado uma série dessas transacções e a CMA nunca exerceu o direito de preferência, segundo as informações disponíveis(1), desistindo assim de adquirir imóveis em pleno centro histórico  que poderiam ter sido recuperados e usados para dinamizar o centro histórico.

 

Tudo exactamente ao contrário do que se fez em Constância, onde a C.M.C. foi um agente activo na recuperação do património edificado.

 

Quando o Conde informou a CMA esta recusou por unanimidade comprar o Castelo, (acta de 13-8-2001).

 

Um edifício único na História do Concelho, onde D. Carlos I esteve alojado na sua última visita à região.

 

 

Viscondes de Alferrarede-1909 in n travelguide.bloguez.com

(pensamos que se trata duma foto retirada da grande revista da época-Ilustração Portuguesa).

 

 

Era muito caro o edifício?

 

Em Euros à volta de dez milhões, metade do que se gastou no Aquapólis e uma verba semelhante à orçamentada para a malfadada Torre do Carrilho!!!

 

Um edifício único que poderia ter servido para Museu, turismo cultural ou qualquer projecto interessante se os nossos autarcas tivessem um pouco de imaginação, soubessem história de Abrantes e tivessem ambição.

 

E mais importante que não fossem provincianos e despesistas, só fascinados pelo betão......

 

Quem foram os autarcas que assinaram a façanha: pelo PS, o Sr.Carvalho (Manuel Alegre dixit), Hélder Silvano e pelo PSD Alberto Margarido e Laura Paisana?

 

Finalmente anota-se que quando foi vendido por entidades ligadas à família Mello os terrenos do Urbanização dos Plátanos e zonas confinantes a CMA também não exerceu o direito de preferência e depois foi lá comprar uns terrenos....

Mau negócio, parece-nos

 

Para terminar com Alferrarede, dizemos que o Castelo está em boas mãos, de alguma forma ligadas ao eng. Pais do Amaral, um amante do Património e Dirigente da Associação Portuguesa de Casas Antigas.

 

Marcello de Ataíde

(1) Actas publicadas, o que não está nelas é o mais interessante.



publicado por porabrantes às 11:56 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Terça-feira, 25.05.10

Foto Público

 

Vêm este Senhor? É aquele que o Albano Santos dizia que não podia fazer o MIIA!!!!

Tinha de ser o Carrilho!!!!

Valha-me Deus, digo eu que eu sou ateu e mais coisas....

Quase  me benzo.....

E o Albano seria capaz de fazer o MIIA?

E o Arq. Serrano?

Pois bem este Senhor chama-se Siza Vieira e é um  arquitecto às direitas.

Mete pelo C.V. o Carrilho no bolso porque tem um Prémio  equivalente ao Nobel para a Arquitectura.

O Carrilho ao pé dele é como uma célebre poetisa rural do Pego comparada com Manuel Alegre.....

Chateia-se por se dizer que é um  arquitecto às direitas, quando é sabido que é homem de esquerdas?

Não, porque só dizemos que é um Arquitecto com deontologia profissional, grande talento, boa pessoa e com consciência do valor do património.

 

Vejam esta notícia do Público de hoje:

 

O arquitecto Álvaro Siza Vieira diz ter sido afastado pela Enatur do projecto de transformação da Fortaleza de Peniche em pousada por discordar da duplicação do número de quartos pretendida pelos promotores.

Siza "afastado" do projecto para

a Fortaleza de Peniche



"Fui afastado do trabalho", afirmou Siza Vieira, no domingo passado, durante uma conferência sobre "a memória" promovida pela Câmara de Peniche. "A duplicação do número de quartos implicava a criação de mais dois pisos, projectei o hotel para ter a mesma altura da fortaleza, por isso aumentar o número de pisos seria uma monstruosidade", recordou. Contactados pela Lusa, nem a Enatur nem o grupo Pestana prestaram esclarecimentos sobre o projecto. O arquitecto alertou para as "pressões" que vão surgir quanto ao "aumento da volumetria" e "de privatização do espaço", caso o projecto da pousada se mantiver. Álvaro Siza Vieira disse ainda que um hotel "não é solução" para reabilitar o património da fortaleza, tendo em conta as "dúvidas" que tem sobre a compatibilização do projecto com a necessidade de preservar a memória histórica do espaço, que serviu como antiga prisão política. "Não é uma coisa que se faça de ânimo leve", sublinhou. O presidente da Câmara de Peniche, António José Correia (CDU), revelou que a autarquia deu "até Junho" ao grupo Pestana para apresentar o projecto de viabilidade, que passa por criar 70 quartos na futura pousada para tornar o investimento rentável.


O autarca pretende clarificar "em definitivo" a questão e lembrou que a câmara concordou, em 1999, com o projecto de Siza Vieira, porque preservava o património, a memória e os espaços associados às fugas políticas. "Se o projecto não corresponder a este conjunto de condições, não aceitaremos o desafio", concluiu.''

 

Isto é os tipos queriam duplicar o número de quartos, coisa que obrigava a duplicar a volumetria, a arruinar a fortaleza, a ''cagar'' (passe o plebeísmo) no contexto histórico do forte e da paisagem, tudo em nome do vil metal.....

 

O Siza fez-lhes o que faria o Zé Povinho aos políticos.

Ora, toma.......

 

Por isso leva a nossa chapelada.

Biba o Siza! O Biba é por ser do Porto e aqui se declara que os arquitectos da Escola do Porto são melhores que os de Lisboa.....

 

Miguel Abrantes

 

 

PS-O que o Siza chama 'monstruosidade'' é o que a CMA mais o Carrilho querem fazer em Abrantes



publicado por porabrantes às 22:17 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.05.10

O importante post que divulgámos do arq. Pedro M. Costa sobre a promiscuidade na selecção prá Bienal de Veneza teve estes relevantes comentários:

João Barrancos disse...

há um facto curioso: Aires Mateus e Carrilho da Graça são eles próprios comissários da Trienal de Arquitectura de Lisboa, que é a instituição que gere a representação portuguesa à Bienal de Veneza. Aires Mateus é responsável pela exposição da Cova da Moura, da dita Trienal; e João Luís Carrilho da Graça é responsável pelo concurso de Angola. O mundo da arquitectura portuguesa é pequeno.

obsarq disse...

joão, realmente esse facto é curioso, mt curioso... permite-me no entanto o acrescento: potencialmente o mundo da arquitectura portuguesa nem seria assim tão pequeno, não fosse ele tão somente o reduto daqueles poucos que o querem pequeno...

AM disse...

podiam resolver a coisa com um jantar
comida de plástico, em três tristes sílabas, que sempre saía mais barato
a todos
qual é/foi o momento estimulante?

Quando as Catedrais eram Brancas disse...

Julgo ser irrelevante do ponto de vista (disciplinar, pelo memos) a partilha de cargos institucionais por comissários e autores. Como julgo também que tal representação não envergonhará ninguém: afinal - para lá de eventuais questõesde posicionamento - o trabalho dos quatro nomes escolhidos não é propriamente de desprezar.
A questão aque será apenas uma: a de mais uma vez deixar para trás a oportunidade de pensar uma representação potencialmente construtiva, quem sabe arriscada, para apostar em fenómenos sobejamente conhecidos, mas com pouca relevância propositiva. 
Se é verdade que há qualquer coisa de indiscutível na obra dos quatro autores; é exactamente aí que reside o problema: nada mais haver a discutir. Pensando-se, claro, que a essência de uma Bienal reside exactamente na discussão; mais do que na confirmação

AM disse...

não discutiremos a arquitectura (portuguesa)
não discutiremos as representações (seria antipatriótico e malcriado da nossa parte), as embaixadas ao exterior
não discutiremos a escolha dos comissários nem, dos comissários, as escolhas
não discutiremos (por evidente "irrelevância"...) a "sobreposição" (como nos casais...) dos papéis...
não discutiremos a saborosa sapiência das (não menos patrióticas) pescadinhas de rabo na boca
ajoelhemos, nas lajes frias da brancas catedrais, e "oremos"...
a gosto...

tiago borges disse...

...jogar pelo seguro...

Anónimo disse...

Até parece que os nomes propostos têm muito a ganhar com esta representação - bem o Bak Gordon até tem ! Veneza para confirmados, entenda-se! A escolha é poucochinha, parece-me.Revela pouca ousadia. Uma escolha tão empoeirada de arquitectos dir-se-ia de uma estrutura pouco ágil - parece uma escolha 'a la Ordem dos Arquitectos'. Não via a Trienal nesta embrulhada. que escolha desafortunada, não

 

 

Nota de Miguel de Ataíde:

Cá para mim é como Scolari quando treinava a selecção, escolher-se a si próprio para avançado-centro......



publicado por porabrantes às 15:46 | link do post | comentar

Terça-feira, 11.05.10

Exterminator ( isto é o Vereador Belém) que durante o mandato anterior como membro da Assembleia Municipal não conseguiu descobrir nenhuma irregularidade que os jornais noticiassem e que foi solidário quase caninamente com Pedro Marques persiste agora em disparar sobre o seu próprio pé.

 

O tiroteio é animado por Santama-Maia Leonardo que também tem falta de pontaria.

 

Estão os dois afectados pelo síndroma do Xerife que já detectávamos em Pico.

 

 

Qualquer dia vão para as sessões assim!!!!

 

E o segurança da entrada bate-lhes pala!!!!

 

Vamos começar a analisar os disparates que vão dizendo coisa que os está a tornar superiores a Pico.

 

Botaram isto numa última proposta:'' E foi precisamente porque não alimentamos boatos, nem calúnias, que trouxemos ao sítio próprio em forma de pergunta as dúvidas que por aí correm e que, na qualidade de vereadores, também não nos podem deixar de incomodar, para que a Câmara as pudesse esclarecer, de uma vez por todas e como já o devia ter feito, sossegando a nossa consciência.....''

 

E agora os comentários:

Não alimentam, nem calúnias, nem boatos e foram incapazes de divulgar o nome do ajudante de arqueólogo envolvido na história!!!!!

 

Como há muitos em Abrantes, ninguém sabe quem é!!!!

 

O Jana também só disse que o homem se chamava Álvaro e nem o Apelido do Sr. que tem um trabalho meritório na arqueologia regional foi capaz de dizer.....

 

Insinuaram que ele podia apropriar-se de peças ''municipais'' (já veremos se a Lei contempla a figura de peças municipais'' ) e dar-lhe descaminho....

 

Mentiram sobre a instituição para onde ele foi cedido....

 

Se isto não é alimentar suspeitas, eu sou o Napoleão Bonaparte....

 

Parecem o Pico, deve ser sindroma de ser Vereador Laranja.

 

O Pico escreveu isto : nem sonham quem foi o ex-ralé que recebeu 18 mil contos por debaixo da mesa...para aprovar umas coisas)

 

Porque não fazem (os novos xerifes) também uma proposta à CMA para obrigar a D.Maria do Céu a participar ao MP que o Pico sabe de mais (possivelmente soube enquanto Vereador do PSD) e que portanto se lhe deve aplicar o previsto no C. Penal ''a denúncia é obrigatória, ainda que os agentes do crime não sejam conhecidos, (...) quanto aos crimes de que» os vereadores«tomarem conhecimento no exercício das suas funções e por causa delas» (cf. artigo 242º do CPP e 386º do CP).?

 

E também se aplica ao que se passa na Assembleia Municipal!!!!

 

Exterminator Belém não soube lá de nada?

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 10:45 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.05.10

 

 

A Direcção Geral dos Monumentos Nacionais tem on-line esta foto do Quintal da Igreja de S.João. A foto não está datada e por isso não sabemos se o quintal do Monumento Nacional ainda está assim.

 

O que sabemos é que nunca devia ter estado!!!!!

 

 

O que sabemos é a legislação urbanística proíbe coisas destas em logradouros particulares, quanto mais num monumento nacional.

 

Rogamos aos responsáveis pela Igreja que o logradouro esteja decente quando o Bispo vier.

 

Se já está, óptimo.

 

Mas nunca devia ter estado assim, porque os Monumentos de Portugal são para respeitar.

 

E perguntamos aos Serviços de Urbanismo da CMA, designadamente à Arquitecta Sara Morgado, como é que se permitiu isto?

 

A Igreja não está sujeita às mesmos regras urbanísticas que o resto dos mortais?

 

Também posso pôr uma antena para telemóveis no meu quintal, a duzentos metros da Raimundo Soares?

 

Sobre o conflito entre o Cónego Graça e a Santa Casa acerca deste Quintal, também falaremos.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 15:45 | link do post | comentar

Domingo, 02.05.10

Os nossos amigos monárquicos do Núcleo realista de Abrantes queixaram-se com toda a razão da vandalização dos monumentos abrantinos pela brigada republicana local que depois de ter recebido um telegrama de Lisboa saiu à rua aos berros gritando ''Viva a República''.

 

E estavam muito felizes porque nas paredes do velho edifício da Raimundo Soares que foi Paços do Concelho durante centenas de anos e que devia continuar a sê-lo se houvesse respeito pela história de Abrantes encontraram isto:

 

 

Milagrosamente a Coroa dos Reis de Portugal teria sobrevivido!!!!

 

Porém os nossos amigos são demasiado ingénuos, acham que ferrabrases do género do Sr. Justo da Paixão deixavam ficar lá a coroa?

 

Deram cabo dela.

 

O Escudo actual foi lá mandado colocar pelo Major Machado, Presidente da Câmara lá nos finais do 40 ou inícios dos 50, diz-nos o nosso amigo João Nuno Serras Pereira.

 

E elogia o Major Machado que foi o homem que substituiu o monárquico integralista Henrique Augusto da Silva Martins, que viu a sua edilidade dissolvida pelo Ministério do Interior, depois da tutela ter realizado uma inspecção à CMA (1944).

 

O Relatório foi considerado secreto e nunca foi publicado.

 

Mais ou menos como às inspecções da tutela aos mandatos de Nelson Carvalho.

 

O segredo municipal tem destas coisas, é igual  no fascismo que em democracia.

 

E ser monárquico ou republicano não significa ser bom Presidente. Henrique Augusto foi tão mau como Nelson de Carvalho

 

Finalmente resta dizer que Presidente da CMA desde inícios da década de 30, o flamante integralista teve tempo para arquitectar a prisão do Dr.Manuel Fernandes (com o generoso apoio do Administrador do Concelho e do Governador Civil) mas nunca arranjou vagar para restaurar a coroa dos Paços do Concelho.

 

De N.Carvalho temos de dizer bem, porque deixou lá estar a Coroa e não teve arrebatos jacobinos para a sanear. Só teve arrebatos para, entre outros, processar o dono dum burro....

 

Fomos à procura de outra Coroa:

 

 

E demos com ela no alto do altar-mor de São João. Nas fotos disponíveis vê-se mal. Sugerimos aos monárquicos que têm mais pachorra para coroas que vão lá tirar uma foto com uma teleobjectiva e depois nos contem a datação das armas reais.

 

Esta foto é do Sr. Dias dos Reis que tem uma galeria on-line de fotos de monumentos do Distrito e da nossa Cidade.

 

Todas excelentes. Desde hoje passam a fazer parte dos nossos links, na secção Património.

 

O Sr. Dias dos Reis é fotógrafo profissional e quem quiser contactar com ele tem aqui o tel.

+351-960026262.

Finalmente pedimos emprestada outro foto ao Sr. Dias dos Reis:

 

 

E infelizmente temos de protestar dado o mau gosto pindérico e provinciano (à moda dos piores santeiros de Braga) destas Santas Mulheres.

 

Francamente!!!!

 

O Pároco ou o Igespar que arranjem este conjunto duma forma compatível com a dignidade artística do templo.

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 22:40 | link do post | comentar

Sábado, 24.04.10

A falta de tempo e a dedicação quase monográfica deste blogue em relação à causa principal que o motiva- a questão do MIIA, não nos tem dado tempo para assinalar a existência de alguns blogues da região interessantes e que têm a ver com o Património e a História do nosso Concelho.

 

É o caso do excelente blogue de memória sardoalense Sardoal com Memória- que fala das tradições, património, história e política do Concelho vizinho cujos laços históricos e afectivos com Abrantes são tão intensos.

 

É da responsabilidade do ex-Vereador da Cultura (PSD) Sr. Luís Gonçalves, personalidade com relevante dedicação à causa pública e ao estudo da História do Sardoal.

 

Recomendamos uma visita e a partir de hoje seremos assíduos ''clientes'' deste espaço de cultura sardoalense.

 

Honra-se a petição de ter entre os seus apoiantes vários membros da família Serras Pereira tão ligada ao Sardoal e a Abrantes e esperamos que o Sr.Luís Gonçalves, homem da cultura e do património nos ajude a salvar São Domingos, porque o património de Abrantes também o é do Sardoal, e vice-versa.

 

 

 

 

Por isso roubámos esta foto ao Snr.Gonçalves

e PERGUNTAMOS-LHE QUE ACHARIA SE ESTA MAGNÍFICA PAISAGEM FOSSE DESTRUÍDA POR UM CUBO DE 40 METROS DE ALTURA À CARRILHO?

 

Para terminar damos uma novidade do Sardoal, o Boletim Municipal o (último), cujo responsável é o Sr.Moleirinho, informa que uma jovem da família Serras Pereira namora com o filho de Luís Filipe Scolari. !!!!

 

Se a moda pega ainda havemos de ver a nossa querida Anabela Mateus a evocar  nos ‘’Passos do Concelho’’  o seu casamento com este senhor

 

Rogamos à D.Maria do Céu a criação duma coluna social municipal, como no Sardoal.

 

E agora vou ler a ''Caras'', há que actualizar-se culturalmente.

 

Marcello de Ataíde

 

Nota: O Sr. Luís Gonçalves é a prova que se pode ser ex-Vereador da Cultura e um erudito da História do Sardoal sem cair na tentação de entrar outra vez  na Câmara pela porta do cavalo. E se é necessário que a CMA contrate alguém que saiba de História para o seu Departamento sugerimos por exemplo o Sr.Gonçalves.

Não nos venham com a treta que é do Sardoal.

Porque foi ao Sardoal que o PS de Abrantes foi certa vez contratar o extremoso filho da D.Francelina Chambel para apagar fogos.........

E é um Senhor de Abrantes que manda na política e na vida religiosa do Sardoal!!!!

Advinhem quem....

 



publicado por porabrantes às 21:50 | link do post | comentar

Da acta de 12-4-10 retiramos a resposta de Maria do Céu Albuquerque a um cidadão que criticava a morosidade e a dualidade de  critérios dos Serviços de Urbanismo:

 

''Acrescentou que, pese embora reconheça que nem tudo funciona da melhor forma, o actual executivo tem vindo a encetar esforços para uma melhor eficiência nos procedimentos ao nível do urbanismo, dando o exemplo a criação recente do espaço Mais Urbanismo.''

 

Se tudo não funcionava da melhor forma haverá um responsável. O raspanete vai directamente dirigido ao inefável Pina da Costa que tutelava o urbanismo no mandato anterrior.

 

Pina da Costa com as orelhas a arder......

 

 

Que o Urbanismo sob VPC era uma desgraça já se sabia, é ele ( e mais o resto dos Vereadores and Albano) o responsável pelo maior crime urbanístico de Abrantes: O MIIA de Carrilho da Graça.

 

Esperemos que não tenham de responder por ele, porque seria sinal de que o projecto do Carrilho não iria para o sítio adequado. Este:

 

 

 

Mas estranhamos que a Presidente só agora tenha dado pelo caos.

 

Se VPC anarquizou o Urbanismo, que fará nos Municipalizados?

 

Portanto só resta à D.Maria do Céu uma opção razoável:

 

VPC para o olho da rua, já!!!!

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 12:29 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A destruição do Jardim do...

Abrantes, capital da polu...

CMA recusou-se a comprar ...

Um arquitecto às direitas

Comentários aos seleccion...

Mais tiros no pé

Preparar a Visita do Sr.B...

A coroa dos monárquicos

Sardoal com memória

A Presidente critica Pina...

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds