Segunda-feira, 07.10.19

 

6 de Março 1909.

Foi hoje o enterro do Taborda. Aqui ha tempos cahiu de cama e disse a alguem a chorar:

--D'esta vez é certo! Sinto que vou morrer... E a vida é tão linda!

Tinha oitenta e cinco annos. Os jornaes contaram d'elle esta coisa enternecedora: D'uma vez foi recitar um monologo a um asylo de raparigas da sua terra. O monologo começava assim: «Boas noites, meus senhores...». Entrou no palco e disse a phrase:

Boas noites, meus senhores...

E as meninas do asylo, que o conheciam todas, levantaram-se e responderam á uma:

--Muito boas noites, senhor Taborda!

A morte engrandece sempre, mas acho horrivel acabar na rua dos Calafates, entre a convenção e a mentira, andar por cima, andar por baixo, corôas secas, photographias e recordações de bastidores. Um velho tem direito a morrer entre arvores, em plena natureza. Os bichos, quando sentem aproximar-se o fim, procuram um buraco para se esconder... São mais felizes.

Raul Brandão, Memórias , Free Editorial

 



publicado por porabrantes às 17:42 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.08.18

taborda lisboa - copia

 Jardim da Estrela

mn



publicado por porabrantes às 22:28 | link do post | comentar

Sábado, 17.02.18

106 taborda

 actor Taborda, 1906

 

mn



publicado por porabrantes às 22:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.12.16

fossilismo e progresso.jpg

Discute-se se foi esta ou ''Lisboa de 1850'' de Francisco Palha e Latino Coelho representada em 1851. Em 1853 representou-se ''Fossilismo e Progresso'' e nas duas brilhou Taborda.

Há muita coisa na net sobre isto e sobre a influência de Taborda e dos modelos teatrais lusos no Brasil.

Na revista ''Fossilismo'', representada no Teatro do Ginásio, entrou um miúdo com quatro anos, que faria carreira.

Tudo isso é conhecido, faltava-me este alfarrábio.

Já cá canta. Boa prenda de natal.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 22:34 | link do post | comentar

Sábado, 20.08.16

poema taborda 1.png

 almaque republicano século XIX

mn



publicado por porabrantes às 16:02 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.04.16

grémio dramático taborda.png

Em 1903 fundava-se em S.Paulo o Grémio Dramático e Recreativo Taborda em homenagem ao grande actor Taborda.

ma



publicado por porabrantes às 23:04 | link do post | comentar

Terça-feira, 29.12.15

taborda biografia.png

 

Além da biografia (boa) de Taborda...

um apontamento sobre os inícios miguelistas do Conde da Taipa e Morgado de Punhete, depois furioso liberal, cujo liberalismo foi testado  no Cerco do Porto

 

 

taborda lisboa 2.jpg

Inauguração do Monumento a Taborda, busto de Costa Mota (sobrinho) , Lisboa,1914, Jardim da Estrela 

taborda por solano.png

Solano de Abreu, 1917, percurso pelo monumento abrantino a Taborda

 

Solano diz que o busto abrantino é do Costa Mota (sobrinho) e com isso me fico, afinal foi ele que o encomendou e é uma cópia do da Estrela

 

ma

 

foto retirada de um blogue, autoria Joshua Benoliel 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 22:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.12.15

visita imperador.png

Estamos em 1871 e os Imperadores do Brasil viajam pela Europa. Aportam a Lisboa, são recebidos com a pompa e circunstância habitual, embora D.Pedro seja avesso a grandes protocolos.

O Imperador tem 46 anos. Governa Portugal o seu sobrinho  el-Rei D.Luís, que  o recebe em Lisboa. É nesse ano que André Rebouças, um mulato, engenheiro, começa a privar com o monarca a propósito das vias férreas e acamarada com o Príncipe na causa abolicionista.

josé rebouças.jpg

O eng. Rebouças, um cientista, é filho dum português e duma escrava liberta.

 

Não vou descrever a chegada a Lisboa em Junho desse ano. Nem a pompa, nem a recusa do Imperador em ficar num Palácio. Alojou-se no Hotel Bragança, tão citado nos livros do Eça. O Imperador queria fazer um inter-rail pela Europa para fazer turismo e colher ideias para modernizar os trópicos. Também estava abatido pelo luto, a sua filha D.Leopoldina morrera de doença contagiosa em Viena.

Em Lisboa, a única pessoa, com interesses abrantinos, que aparece mencionada como distinguida por ele, à chegada, é o Marquês da Valada, de que tenho alguma carta.

d.pedro II.jpg

 

O Imperador apanhou o comboio em Santa Apolónia e vá de rumar à fronteira do Caia.

Naturalmente em cada estação as autoridades locais, as forças militares, o bom povo apresentam-se para desbarretar-se frente àquele senhor excêntrico que reinava nas Américas e que se fazia acompanhar por um escasso séquito de criados e intelectuais brasucas.

imperador 3.png

 

abrançalha.jpg

O Visconde de Abrançalha,  foto do Dr.Paulo Falcão Tavares, pub. no livro Cronologia de Abrantes no século XIX do Eduardo Campos  Por certo, nele só há uma breve referência à visita do monarca.

 

Na viagem até Badajoz, D.Pedro manifestou-se muito interessado pelos problemas da Linha do Leste e foi palestrando com os notáveis lusos e com os responsáveis da Companhia. 

A viagem pela Europa durou 8 meses, podem segui-la aqui. 

Em 1872, o comboio voltou a passar pela Estação de Abrantes e a cena descrita em 1871 deve ter voltado a repetir-se. Não tenho descrição. No Entroncamento, o comboio desviou-se para Coimbra. O Imperador queria conhecer o Norte do País e a Academia coimbrã. Inclui a célebre visita de D.Pedro a Camilo. Antes já se encontrara com Herculano, que lhe deu umas garrafinhas de azeite para ''mamãe''.

Quando está para regressar ao Rio, ainda em Lisboa, D.Pedro recebe uma visita abrantina. Uma velha senhora.

D.pedro mar.png

Manuel Martinini, um espanhol residente em Punhete, de profissão destilador de bagaço, organizara em 1833 o primeiro levantamento liberal na região. A mulher queria oferecer a espada do guerrilheiro, feito coronel depois da vitória liberal, ao filho do caudilho que libertara Portugal do reino da fradalhada e das forcas d'El Rei Miguel.

O Spectator de 20 de Agosto de 1833 retrata a actividade do Martini, vista de Londres,

martini.png

Sobre essa actividade há na net informação, de maneira que fica para outro dia.

Só para terminar, faltava o Imperador saudar a maior glória abrantina dessa época

taborda assinado.jpg

Foi vê-lo ao Teatro da Trindade   

 

trindade 22.png

 

  mn

as páginas reproduzidas são da obra citada, edição da Universidade de Coimbra

 

foto de D.Pedro e de Rebouças: página do Imperador no facebook

 

nota: D.Pedro deixou um profuso diário das suas Viagens. No Museu Imperial pode estar o diário referente a estas viagens.

 

Terá sido este o comboio?



publicado por porabrantes às 02:31 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.12.15

visita imperador.png

Estamos em 1871 e os Imperadores do Brasil viajam pela Europa. Aportam a Lisboa, são recebidos com a pompa e circunstância habitual, embora D.Pedro seja avesso a grandes protocolos.

O Imperador tem 46 anos. Governa Portugal o seu sobrinho  el-Rei D.Luís, que  o recebe em Lisboa. É nesse ano que André Rebouças, um mulato, engenheiro, começa a privar com o monarca a propósito das vias férreas e acamarada com o Príncipe na causa abolicionista.

josé rebouças.jpg

O eng. Rebouças, um cientista, é filho dum português e duma escrava liberta.

 

Não vou descrever a chegada a Lisboa em Junho desse ano. Nem a pompa, nem a recusa do Imperador em ficar num Palácio. Alojou-se no Hotel Bragança, tão citado nos livros do Eça. O Imperador queria fazer um inter-rail pela Europa para fazer turismo e colher ideias para modernizar os trópicos. Também estava abatido pelo luto, a sua filha D.Leopoldina morrera de doença contagiosa em Viena.

Em Lisboa, a única pessoa, com interesses abrantinos, que aparece mencionada como distinguida por ele, à chegada, é o Marquês da Valada, de que tenho alguma carta.

d.pedro II.jpg

 

O Imperador apanhou o comboio em Santa Apolónia e vá de rumar à fronteira do Caia.

Naturalmente em cada estação as autoridades locais, as forças militares, o bom povo apresentam-se para desbarretar-se frente àquele senhor excêntrico que reinava nas Américas e que se fazia acompanhar por um escasso séquito de criados e intelectuais brasucas.

imperador 3.png

 

abrançalha.jpg

O Visconde de Abrançalha,  foto do Dr.Paulo Falcão Tavares, pub. no livro Cronologia de Abrantes no século XIX do Eduardo Campos  Por certo, nele só há uma breve nenhuma referência à visita do monarca.

 

Na viagem até Badajoz, D.Pedro manifestou-se muito interessado pelos problemas da Linha do Leste e foi palestrando com os notáveis lusos e com os responsáveis da Companhia. 

A viagem pela Europa durou 8 meses, podem segui-la aqui. 

Em 1872, o comboio voltou a passar pela Estação de Abrantes e a cena descrita em 1871 deve ter voltado a repetir-se. Não tenho descrição. No Entroncamento, o comboio desviou-se para Coimbra. O Imperador queria conhecer o Norte do País e a Academia coimbrã. Inclui a célebre visita de D.Pedro a Camilo. Antes já se encontrara com Herculano, que lhe deu umas garrafinhas de azeite para ''mamãe''.

Quando está para regressar ao Rio, ainda em Lisboa, D.Pedro recebe uma visita abrantina. Uma velha senhora.

D.pedro mar.png

Manuel Martinini, um espanhol residente em Punhete, de profissão destilador de bagaço, organizara em 1833 o primeiro levantamento liberal na região. A mulher queria oferecer a espada do guerrilheiro, feito coronel depois da vitória liberal, ao filho do caudilho que libertara Portugal do reino da fradalhada e das forcas d'El Rei Miguel.

O Spectator de 20 de Agosto de 1833 retrata a actividade do Martini, vista de Londres,

martini.png

Sobre essa actividade há na net informação, de maneira que fica para outro dia.

Só para terminar, faltava o Imperador saudar a maior glória abrantina dessa época

taborda assinado.jpg

Foi vê-lo ao Teatro da Trindade   

 

trindade 22.png

 

  mn

as páginas reproduzidas são da obra citada, edição da Universidade de Coimbra

 

foto de D.Pedro e de Rebouças: página do Imperador no facebook

 

nota: D.Pedro deixou um profuso diário das suas Viagens. No Museu Imperial pode estar o diário referente a estas viagens.

 

Terá sido este o comboio?



publicado por porabrantes às 21:43 | link do post | comentar

Domingo, 22.11.15

taborda bolachas diário ilustrado.png

taborda livro

 O recorte é do Diário Ilustrado de 8 de Janeiro de 1898. Era o diário preferido de Solano de Abreu que para lá escreveu pequenas notícias abrantinas, que sairam sem menção do Autor. O recorte provém de colecção particular, oriundo do arquivo do mecenas do Vale de Roubão vendido em circunstâncias rocambolescas por um gajo duvidoso, segundo nos contou o alfarrabista. A biografia ''popular'' de Taborda reproduzida é interessante.

mn  

ps-no texto o industrial bolacheiro aparece como Eduardo Cesta, parece ser uma gralha, segundo consta num apontamento manuscrito no Jornal, seria Costa, mas não fui confirmar

diz-me um leitor que o jornal era regenerador e Solano do P. Progressista. Mas Solano escreveu em jornais de várias linhas, inclusivamente em aqueles que o criticaram.Não foi ele o organizador da homenagem póstuma ao regenerador Avellar Machado.?    



publicado por porabrantes às 16:18 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O enterro de Taborda

Inauguração do Monumento ...

Teatro abrantino

A primeira ''revista'' da...

Poema ao Actor Taborda

O Cenário do Taborda

A inauguração do monument...

D.Pedro II na estação de ...

D.Pedro II na estação de ...

Costa apresenta: '' As bo...

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds