Domingo, 02.09.18

putas

Dr.Alberto João, Relatório de Combate,

9125747

O livro do Jardim já aqui citado é excelente

Cristo dava-se com as senhoras putas e o Faria nem sequer as deixava acenar ao Pontífice Romano.....

mn



publicado por porabrantes às 10:32 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.09.11
DOMINGO, 18 DE SETEMBRO DE 2011
por Sérgio Lavos

 

A defesa de Alberto João Jardim que tem sido ensaiada pela maior parte dos comentadores e bloguers de direita assenta num único pressuposto: o governante madeirense limitou-se a fazer o mesmo que José Sócrates antes dele, aumentando a dívida e ocultando números às entidades oficiais. Tal fraqueza na argumentação da direita é bem reveladora da ausência de alternativas ao regabofe que tem sido habitual na política portuguesa. Quando se tenta defender a tibieza do PSD - Passos Coelho e Cavaco Silva à cabeça - perante o desplante e o descalabro madeirense com acusações a anteriores governantes, está-se a legitimar a ilegalidade e o crime. Porque os que se lembram de Sócrates agora são os mesmos que andaram a pedir a cabeça do antigo PM durante anos e anos. Os pecados de Sócrates não limpam a pouca vergonha do conselheiro de estado. O argumento mais débil que se pode arranjar é desculpar-se com os outros. Para além disso, esconder do Governo central despesas astronómicas dificilmente se poderá comparar ao camuflar da dívida pública com receitas de origem dúbia. O que é grave nos eventuais crimes de Alberto João não é a má gestão dos dinheiros públicos; é ter ocultado desvios de fundos que não sabemos onde terão ido parar. Deste elefante na sala, o PM dificilmente poderá livrar-se; e o silêncio de Cavaco confirma a moral que lhe conhecemos. Uma moral feita de conivências e anuimentos perante os desaforos e as ilegalidades que a trupe laranja tem cometido. Se Cavaco não é culpado directo dos crimes do BPN e de Alberto João, é seguramente cúmplice da situação. E um dos principais culpados do desvanecimento moral a que o país está submetido.

in arrastão


publicado por porabrantes às 22:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.05.11

 

Contra a censura  

A censura envenenou este País não só durante 48 anos mas durante muito mais tempo.

Ao longo de séculos, a aliança entre o Trono e o Altar tornaram Portugal no que um iluminista chamou o ''Reino Cadaveroso''. As ideias eram perseguidas, com a mesma sanha com que a comunidade judaica de Amsterdão  condenou os livros e as teorias do filósofo Baruch Spinoza e pediu ao tolerante governo holandês quase a fogueira para o filósofo marrano de origem portuguesa.

 

 

 biblioteca digital

Grandes vultos da nossa cultura, alguns que chegaram a desempenhar altos cargos como o Padre António Vieira foram submetidos ao trato de polé da Santa Inquisição, porque os seus escritos não agradavam aos ortodoxos. A Vieira apesar da protecção régia e papal ninguém o safou duma estada nas masmorras do Santo Ofício.

Luís Miguel Cintra diz o Sermão de Quarta-Feiras de Cinzas do P.Vieira. A língua de Camões no seu esplendor: 

A República jacobina e Abril não fugiram à tentação da tesoura. O PCP aliado ao MFA quiseram calar a Imprensa livre e perseguir quem não queria aqui um fascismo vermelho. Por isso quando nesta cidade a manipulação e a censura regressam há que estar atento. Por isso damos voz a isto:
                                                                                                                           


publicado por porabrantes às 14:35 | link do post | comentar

Domingo, 23.01.11

 

 

Um glorioso pontapé no sistema:

 

Saudamos este povo que soube dar um pontapé (civilizado) nas oligarquias partidárias, a um sistema político caduco a caminho do impasse, a uma justiça dependente do Poder, à corrupação reinante.

 

 

Mais de 50% dos portugueses deram

 

 

ao sistema.

 

Cavaco não é presidente de todos os portugueses, é o chefe do estado a que as coisas chegaram, em grande parte por sua culpa e por não ter exercido os poderes que a Constituição lhe dá para despachar Sócrates.

 

Cavaco é o presidente de menos de metade dos portugueses.

 

Alegre caiu na esparrela de aceitar o apoio dum PS quase todo ele comprometido com o desgoverno do ''Engenheiro'' e o do Bloco. Devia ter ido sózinho como já tinhamos dito aqui.

 

A grande surpresa é o magnífico resultado do Coelho, outro sintoma evidentíssimo do fastio dos portugueses, pela ''porca da política'' e pelo caciquismo que encontra na Madeira o seu cúmulo.

 

Jardim é um cavaco à madeirense!!!!

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 20:58 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.10.10

''No regresso da sua deslocação à Escócia, o líder do GR fez escala para ir a uma festa (ver notícia do Dn) O Dn já publicou onze comentários e censurou este:

De joão Ratão a 3 de Outubro de 2010 às 23:45De joão Ratão a 3 de Outubro de 2010 às 23:45

«O noivo e afilhado de Jardim no casamento de Abrantes é Martim Santos actual Director da RTP/Madeira e filho do Administrador da Cimentos Madeira. O noivo Martim é também grande amigo de Tenis de Bernardo Trindade Secretário de Estado do Turismo.
Bernardo Trindade também esteve presente na Festa na qualidade de ser grande amigo de Martim Santos e padrinho na sua entrada como Director da RTP/M. Jardim também jogou muito tenis com Martim, sendo amigo de longa data dele e do Pai João Santos que muito tem ajudado a CIMENTAR A RAM.»



João Santos  à frente da Cimentos Madeira. (tudo em família)

 

martim_santos_rtp_madeira.jpg (o noivo!!!!)

O gestor madeirense Martim Santos, ex-quadro do Grupo Pestana, é o novo director do Centro Regional da Madeira da RTP, substituindo Leonel de Freitas no cargo que desempenhou durante os últimos quatro anos.É filho do Sr. João Santos amigo de Jardim. Temos a Televisão domesticada ainda pior do que no tempo do Leonel. Aquilo é que vai ser pacotes e mais pacotes de Telejardins. Vai ser tudo com mais fartura!''

 

No indispensável periódico on-line soviético '' O Pravda das Ilhas'

 

Aqui

 

Decidimos respeitar por enquanto o local onde foi a festa abrantina e  o nome da noiva.

 

Suzy de Noronha, correspondente social

 

PS-Trata-se dum amor laranja. Que prosaico!!!!





publicado por porabrantes às 17:37 | link do post | comentar

Jardim usa viagem oficial para ir a um casamento

No regresso da sua deslocação à Escócia, o líder do GR fez escala para ir a uma festa

 

Está explicada a 'escala' do presidente do Governo Regional em Abrantes, no regresso da sua última deslocação à Escócia. Jardim participou, ontem, numa missa de casamento em Tomar, seguida de festa na cidade de Abrantes.

A cerimónia organizada por famílias madeirenses justificou a paragem do líder do Governo que participou, entre os dias 29 de Setembro e 1 de Outubro, na 38ª Assembleia Geral da Conferência das Regiões Periféricas da Europa, bem como numa reunião da Comissão das Ilhas Europeias.

Ao todo a viagem de Jardim custou 9.269 euros e 18 cêntimos. A  deslocação que incluiu paragens em Aberdeen e em Abrantes, no  Continente, custou um pouco acima da média das viagens  a Bruxelas,  na ordem dos oito mil euros, em consequência do destino inicial: a Escócia.

Numa altura de crise e de cortes orçamentais, entre eles a redução nos apoios sociais e desportivos, a paragem de Jardim em Abrantes é interpretada, em alguns sectores políticos, com um desvio ético condenável.

A deslocação de Jardim prolongou-se por oito dias, tal como avançou o DIÁRIO na edição de sábado, e foi contratada por  ajuste directo, como habitualmente, com a agência de viagens Top Atlântico,  incluindo a viagem, a estadia e o aluguer de viaturas.

Apesar de eticamente condenável, Jardim tem do ponto de vista jurídico uma ampla margem de justificações para a paragem em Abrantes. O advogado João Lizardo diz mesmo que uma acusação sobre esta matéria teria pouca viabilidade do ponto de vista jurídico.

"A questão ética é clara, aliás já houve presidentes de Câmara condenados por viagens por conta própria não aprovadas", refere João Lizardo.
Na perspectiva do advogado, o comportamento de Jardim é  "teoricamente  admissível" e "susceptível de ser considerado teoricamente uma utilização indevida dos dinheiros públicos tal como acontece com os presidentes de Câmara". Todavia, do ponto de vista prático, a acusação não tem "viabilidade jurídica".
Numa conjuntura de forte  contenção, esta 'escala' do líder do Governo  suscitou comentários diversos na plataforma digital do DIÁRIO.

Foi precisamente um deles que denunciou a presença de Jardim numa festa particular, ontem, em Abrantes. Seguida a pista ficou confirmado que Jardim assistiu a uma missa de casamento em Tomar, seguindo depois para Abrantes, isto depois de ter   cumprido a sua missão oficial em Aberdeen, na Escócia.

CDU quer líder do Governo no Parlamento; PP minimiza a paragem

n Na reacção à paragem do líder do Governo em Abrantes, Rui Caetano é peremptório: "um homem que tem a bandeira da Madeira no coração não faria isto". O 'vice' do PS-M entende que Jardim devia ser o primeiro a ser solidário com a contenção imposta ao povo.

Já o líder do PP-M, José Manuel Rodrigues diz não estar  chocado com o comportamento, desde que se trate de uma excepção, embora questione o "exagero" nos gastos do líder do Governo durante as deslocações .

A CDU considera a paragem grave. Edgar Silva  diz que "a utilização abusiva dos dinheiros públicos" por parte de Jardim é repetitiva .  Os comunistas vão apresentar esta semana um  requerimento a suscitar a presença do líder do Governo na Assembleia, para explicar esta e outras práticas semelhantes.

 

in Diário de Notícias do Funchal 3/10/10

 

Em nome da comunidade cubana abrantina, eu, Marcello de Noronha, saúdo a visita de estado do Sr. Dr. Alberto João à Cubalândia, ou seja a Portugal. Tive o privilégio de conviver com o tio de Sua Excelência, o meu amigo Dr. Agostinho Cardoso, Deputado da Nação pela ANP na Assembleia Nacional.

Vejo em V.Exa o lídimo herdeiro das qualidades patrióticas do seu Tio e daquele patriota que escreveu num Jornal da Madeira quando Sá Carneiro criticou a guerra colonial em São Bento que o melhor era responder com explosivos.

Já não me lembro do autor da metáfora que decerto queria dizia dizer que o sobrinho do Prof. João da Costa Leite (Lumbralles), dilecto amigo e Ministro do Prof. Salazar, devia ser recebido no Funchal com foguetes.

Em nome de Abrantes, da sua comunidade cubana (todos os que não são madeirenses) agradeço a V.Exa a visita e desejo aos noivos as melhores felicidades.

 

Marcello de Noronha, súbdito do Líder Máximo, Comandante Fidel Castro

foto Grama



publicado por porabrantes às 16:29 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Bispo do Funchal fecha ca...

Visto pelo lado esquerdo

Contra a censura por Mig...

Um Pontapé no sistema

Descobrimos o noivo!!!!!

Jardim visita cubanos de ...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds