Sábado, 01.09.18

A cacique informou em Fevereiro a AM que havia um processo de arresto dos bens da empresa, onde o Carvalho do CRIA andou a fazer pequenos projectos.

Será esta coisa?

rpp solar prc

 

O Tribunal responde à cacique

 

cacique

Mandou fazer um leilão judicial do Casal Curtido

Quando às palavras da mulher leva-as o vento e engoliu-as a oposição. .

A CMA não verá um tostão da RPP.

A irresponsabildade desta tropa é épica.

mn



publicado por porabrantes às 22:28 | link do post | comentar

 

Vai à praça, em leilão judicial, o terreno e as instalações fabris da RPP no Casal Curtido.

RPP 9

O preço do imóvel é de 2.397.214,00 €

O terreno tem 82 hectares e o pavilhão inacabado 20.000 m2

 

O Casal Curtido foi comprado por 1 milhão de euros pela autarquia, com aprovação unânime da A.Municipal, onde os disciplinados deputados votaram a compra, , seguindo as ordens do pastor Carvalho. No mesmo dia da compra foi vendido por 100.000 € à RPP....cuja  matriz tinha sede no Panamá.

 

A seguir o Carvalho foi contratado para trabalhar lá

rpp flute

O único que tentou apurar as responsabilidades da RPP foi o dr. Santana-Maia Leonardo.

Desde o início a cacique apoiou o projecto megalómano, que foi uma burla aos abrantinos.

RPP barca - copia

A cacique chegou a assegurar que havia uma garantia de 500 milhões de euros para prosseguir a obra.

A garantia não existia  !!!!

Uma Assembleia Municipal cúmplice foi incapaz de lhe exigir responsabilidades.

Recentemente a cacique assegurou que os interesses da autarquia estavam assegurados e que havia uma sentença a favor da CMA.

Está-se mesmo a haver, vai ser vendido o terreno em hasta pública, os credores receberão umas centenas de milhares de euros (cenário optimista) e a CMA umas migalhas.

Nas últimas reuniões do executivo ninguém analisou esta questão, vital para os interesses do município.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 09:20 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.10.16

Em 22-Setembro de 2011 a cacique, com o amor à verdade que a caracteriza, bebido certamente nas reuniões preparatórias para as aulas de catequese com o Rev.Seringas, anunciava bombástica e triunfal, :

 

RPP barca.png

Entretanto antes o digno notário municipal tinha oficiado uma escriturazinha, em que o actual Presidente do Cria, hoje de novo nas manchetes pelas piores razões, comprava um terreno por um milhão e de seguida despachava-o por uns cem mil euros a uma sociedade, cujo boss estava inibido pelos tribunais de administrar empresas  

escritura 2.png

 

rpp 1.jpeg

 Antes disso, a dócil Assembleia Municipal ouvira reverente o aldrabão e votara a escandalosa negociata do Casal Curtido.

Dizia douta e sabedora a avençada Fernanda Mendes.....

fernanda mendes.png

Agora a imprensa oficiosa copia o Mirante e nós já em Agosto anunciáramos que o MP levava esta tropa pindérica ao banco dos réus....

nelson&isilda.jpg

O Cidadão Abt num post imperdível retratava o par de jarras que conduziu Abrantes a ser ''capital da energia'' e que dizia, o do CRIA, que iam aqui decifrar a escrita tartéssica.

A Oposição que havia (e agora quase não se dá por ela) exigia saber, pela voz de Santana-Maia quem fizera a minuta celerada.... 

 

Resta-nos perguntar onde está a garantia dos quinhentos milhões que a cacique jurou que havia????

 

Como é que o dr,Bento Pedro fez uma escritura a um tipo, que segundo os jornais estava inibido de ser gestor de empresas até 2013?  

 

ma

   



publicado por porabrantes às 21:56 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.10.16

rpp mirante.jpg

gamado ao amigo Sotnas

 

a redacção



publicado por porabrantes às 21:55 | link do post | comentar

Sábado, 17.09.16

O agendamento oficial do Tribunal abrantino tem para dia 20 a continuação do julgamento do Sr.Jorge Dias, distinto empresário abrantino, por alegadas injúrias a  Maria do Céu Antunes Albuquerque

 

 

Autor Ministério Público
Demandante Maria do Céu de Oliveira Antunes Albuquerque
Arguido Jorge Manuel da Costa Ferreira Dias
Interveniente Acidental Câmara Municipal de Abrantes
Julgamento ou Audiência final

 

 

Mas o Mirante diz que a Doutora Juiza, a requerimento da queixosa decidiu mandar fazer uma avaliação psicológica ao Senhor Jorge Dias.

 

A única leitura possível é que a queixosa pode pensar que Jorge Dias pode ser inimputável ou estar ''maluco'', como se diria em gíria popular.

 

Normalmente esta diligência é sempre feita a requerimento da Defesa ou do MP.

 

No dia 22, senta-se no Tribunal o Barão Vermelho acusado de crime

 

335/15.8T9ABT
Abrantes - Inst. Local - Secção Criminal - J1
Processo Comum (Tribunal Singular)
Autor Ministério Público
Participante - Instituto da Segurança Social, I.P. - Dep. de Fiscalização
Arguido Rpp Solar, S.A.
Arguido João Jose Alexandre Alves
Arguido Irene da Conceição Pinto de Brito
Julgamento ou Audiência final

 

 

Aguardamos que a autarquia se constitua assistente e requeira uma ''avaliação psicológica'' não ao Barão, mas ao autarca que lhe vendeu um terreno por cem mil euros, que a autarquia acabara de comprar por cerca de um milhão.

 

E que depois aceitou um convite para trabalhar lá.

 

mn



publicado por porabrantes às 15:09 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.08.16

Os estimados empresários Alexandre Alves e Srª D.  Irene da Conceição Pinto de Brito, mais a firma deles, a RPP Solar, que a D.Céu tanto cantou e onde o Nelson Carvalho foi director de pequenos e grandes projectos, é processada pelo MP e pela Segurança Social. O Julgamento é a 28 de Setembro.

Sobre isto escreveu a Barca:

barca rpp.png

 

Não sabemos se o Senhor Jorge Dias pedirá a junção aos autos, do seu processo, da famosa garantia dos 500 milhões, para apuramento da verdade

 

9805217_Jb64F.jpg

 

 

Os arguidos serão julgados em processo crime 

335/15.8T9ABT
Abrantes - Inst. Local - Secção Criminal - J1
Processo Comum (Tribunal Singular)
Autor Ministério Público
Participante - Instituto da Segurança Social, I.P. - Dep. de Fiscalização
Arguido Rpp Solar, S.A.
Arguido João Jose Alexandre Alves
Arguido Irene da Conceição Pinto de Brito
Julgamento ou Audiência final

 

 

mn                        



publicado por porabrantes às 17:43 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.04.16
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

''A Capitalinvest era segundo a imprensa o holding de Alves & Cª para as grandes operações  como segundo noticiado aqui a frustrada compra do CNEMA em Santarém''

 

Havia 2 Capitalinvest ligadas ao Barão Alves :

 

A primeira que se encontra nos registos é esta:

 

NIF/NIPC 506629961  
 
  Entidade CAPITALINVEST - GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS, UNIPESSOAL LDA  
 
  Data Publicação 2006-12-21  
 
  Publica-se que em relação à entidade: 
Nº de Matrícula/NIPC: 506629961 
Firma: CAPITALINVEST - GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS, UNIPESSOAL LDA 
Natureza Jurídica: SOCIEDADE POR QUOTAS 
Sede: R. da Misericórdia 12 a 20,loja 17 
Distrito: Lisboa Concelho: Lisboa Freguesia: Sacramento 
1200 LISBOA 

Matriculada na: Conservatória do Registo Comercial de Lisboa - 4ª Secção 

pela Apresentação AP. 7/20061207, referente à inscrição 3, 
foi efectuado o seguinte acto de registo: 


Insc. 3AP. 7/20061207 - AUMENTO DO CAPITAL


Montante do aumento : 45000.00 Euros 
Modalidade e forma de subscrição: realizado em dinheiro pela sócia 
Capital após o aumento : 50000.00 Euros 

SÓCIOS E QUOTAS: 

QUOTA : 100,00 Euros 

TITULAR: Rackham International INC 

QUOTA : 100,00 Euros 

TITULAR: Rackham International Inc 

QUOTA : 100,00 Euros 

TITULAR: Rackham International Inc 

QUOTA : 100,00 Euros

 

Depois transformou-se em SA:

 

NIF/NIPC 506629961  
 
  Entidade CAPITALINVEST - GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS, S.A.  
 
  Data Publicação 2006-12-21  
 
  Publica-se que em relação à entidade: 
Nº de Matrícula/NIPC: 506629961 
Firma: CAPITALINVEST - GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS, S.A. 
Natureza Jurídica: SOCIEDADE ANóNIMA 
Sede: R. da Misericórdia 12 a 20,loja 17 
Distrito: Lisboa Concelho: Lisboa Freguesia: Sacramento 
1200 LISBOA 

Matriculada na: Conservatória do Registo Comercial de Lisboa - 4ª Secção 

pela Apresentação AP. 8/20061207, referente à inscrição 4, 
foi efectuado o seguinte acto de registo: 


Insc. 4AP. 8/20061207 - TRANSFORMAÇÃO EM SOCIEDADE ANÓNIMA E DESIGNAÇÃO DE MEMBRO(S) DE ORGÃO(S) SOCIAL(AIS)


FIRMA: CAPITALINVEST - GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS, S.A. 
NIPC: 506629961 
NATUREZA JURÍDICA: SOCIEDADE ANóNIMA 
SEDE: R. da Misericórdia 12 a 20,loja 17 
Distrito: Lisboa Concelho: Lisboa Freguesia: Sacramento 
1200 - 302 LISBOA 
OBJECTO: Gestão e administração de condomínios, empreendimentos imobiliários, parques comerciais e centros de logística e distribuição 
CAPITAL : 50.000,00 Euros 

ACÇÕES: 

Número de acções: 50000 
Valor nominal : 1.00 Euros 
Natureza: ao portador 

FORMA DE OBRIGAR/ÓRGÃOS SOCIAIS: 

Forma de obrigar: Intervenção do administrador único;de um procurador 
Estrutura da administração: Administrador único 
Estrutura da fiscalização: Fiscal único 
Duração dos mandatos: 4 anos 

Data da deliberação: 20061127 

ORGÃO(S) DESIGNADO(S): 

Administrador Único: 


João José Alexandre Alves 
NIF/NIPC: 118918958 
Residência/Sede: Av. António Augusto de Aguiar, nº 148, 7º A 
Lisboa 


Fiscal Único: 


Matos Gil e Nunes Cameira - SROC 
NIF/NIPC: 501308997 
Residência/Sede: Rua Anchieta, 21, 3º dtº 
1200 - 023 Lisboa 


Suplente do Fiscal Único: 


Luis Borges da Assunção 
NIF/NIPC: 101965737 
Cargo: *** ROC 
Residência/Sede: Rua Lúcio Azevedo, 17, 7º esqº 
1600 - 145 Lisboa 

Prazo de duração do(s) mandato(s): Quadriénio de 2006/2009 
Data da deliberação: 20061127 

 

E foi o flamante alexandre Alves, certamente através duma sociedade, que  aparece envolvida em operações espectaculares como a tentativa de compra do Estádio do Farense



O conselho da administração (2010-2013)  da R.P.P. - RETAIL PARKS DE PORTUGAL, SGPS,S.A. é este:

 

 

 


Nome/Firma: JOÃO JOSÉ ALEXANDRE ALVES 
NIF/NIPC: 118918958 
Cargo: Presidente 
Residência/Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 148-A 
1050 - 021 Lisboa 

Nome/Firma: IRENE DA CONCEIÇÃO PINTO DE BRITO 
NIF/NIPC: 113497210 
Cargo: vogal 
Residência/Sede: Av. da Liberdade, 220, 4º 
1250 - 147 Lisboa 

 

 

'A questão do ''Estádio de São Luís poderá resolver-se “daqui a pouco tempo”, prometeu este sábado, durante o jantar de comemoração do centenário do Farense, o presidente do emblema da capital algarvia. 

António Barão, secundado pelo presidente da Câmara Municipal de Faro, Macário Correia, adiantou que as duas partes “têm tido muitas reuniões e feito um trabalho exaustivo” para que a situação do Farense possa estar resolvida “daqui a pouco tempo”. 

O negócio, a concretizar-se, pode significar a limpeza do passivo financeiro do emblema farense, estimado em mais de nove milhões de euros. “Não nos importamos de começar do zero, desde que o passivo esteja resolvido”, disse o dirigente. 

Em causa, está um projecto urbanístico e comercial – inclui um hotel de cinco estrelas, clínicas, cinemas e apartamentos de luxo, entre outras valências – para o terreno actualmente ocupado pelo Estádio de São Luís, um processo que arrancou em Março junto da autarquia. 
Macário Correia com João Pires, sócio n.º 1 e ex-presidente

O presidente da câmara de Faro, Macário Correia, admitiu que se trata de uma questão “delicada e complexa”, mas confidenciou: “Não vamos baixar os braços nem resignar, uma vez que existe uma solução, uma luz ao fundo do túnel.” 

Até a polémica posse do recinto, que sempre gerou discórdia por não se entender se é da câmara ou do clube, mereceu uma referência do autarca: “Legalmente é da câmara de Faro mas, por sentimento e espírito, é do Farense”, confessou.''

 

Leia mais  aqui

O ex-patrão da FNAC - Ar Condicionado, Alexandre Alves, diz que ofereceu 50 milhões pela compra do estádio, direitos de exploração desportiva e de construção, mas não teve receptividade por parte das autarquias

Há outra Capitalinvest ?

 

IF/NIPC 507852117  
 
  Entidade CAPITALINVEST - ESTUDOS E PROMOÇÃO DE PROJECTOS IMOBILIÁRIOS, LDA  
 
  Data Publicação 2006-09-22  
 
  Publica-se que em relação à entidade: 
Nº de Matrícula/NIPC: 507852117 
Firma: CAPITALINVEST - ESTUDOS E PROMOÇÃO DE PROJECTOS IMOBILIÁRIOS, LDA 
Natureza Jurídica: SOCIEDADE POR QUOTAS 
Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 148, 7º A 
Distrito: Lisboa Concelho: Lisboa Freguesia: São Sebastião da Pedreira 
1050 LISBOA 

Matriculada na: Conservatória do Registo Comercial de Lisboa - 4ª Secção 

pela Apresentação AP. 5/20060908, referente inscrição 1, 
foi efectuado o seguinte acto de registo: 


Insc. 1AP. 5/20060908 - CONTRATO DE SOCIEDADE E DESIGNAÇÃO DE MEMBRO(S) DE ORGÃO(S) SOCIAL(AIS)


FIRMA: CAPITALINVEST - ESTUDOS E PROMOÇÃO DE PROJECTOS IMOBILIÁRIOS, LDA 
NIPC: 507852117 
NATUREZA JURÍDICA: SOCIEDADE POR QUOTAS 
SEDE: Av. António Augusto de Aguiar, 148, 7º A 
Distrito: Lisboa Concelho: Lisboa Freguesia: São Sebastião da Pedreira 
1050 LISBOA 
OBJECTO: Estudos e promoção de projectos imobiliários, compra e venda de imóveis. 
CAPITAL : 5.000,00 Euros 

SÓCIOS E QUOTAS: 

QUOTA : 4.900,00 Euros 

TITULAR: MERIDEN INTERNACIONAL, S.A. 
NIPC: 980348641 
Sede: East 53 RD Street, Swiss Bank Building, 2 nd Floor, Marbella, Panamá - City, República do Panamá 

QUOTA : 100,00 Euros 

TITULAR: CAPITALINVEST - GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS, UNIPESSOAL, LDA 
NIPC: 506629961 
Sede: Rua da Misericórdia, 12 a 20, loja 17 
Lisboa 

FORMA DE OBRIGAR/ÓRGÃOS SOCIAIS: 

Forma de obrigar: Intervenção de um gerente 

ORGÃO(S) DESIGNADO(S): 

GERÊNCIA: 

IRENE DA CONCEIÇÃO PINTO DE BRITO 
NIF/NIPC: 113497210 
Residência/Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 148, 7º A 
Lisboa 


JOÃO JOSÉ ALEXANDRE ALVES 
NIF/NIPC: 118918958 
Residência/Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 148, 7º A 
1050 - 021 Lisboa 

Data da deliberação: 4 de Setembro de 2006 


O último documento de prestação de contas desta sociedade é de 2009. E aparentemente funcionava em casa do Barão Alves que é também a da outra Admistradora na  Av. António Augusto de Aguiar, 148, 7º A ?

 

Não tinham dinheiro para terem sede própria?

 

E como é que uma holding funciona com sede numa loja dum centro comercial? Vende o quê?

As SGPS quanto muito gerem participações sociais, podendo comprá-las e vendê-las, mas isso não se faz ao balcão duma loja como se fosse um vulgar retalhista......

 

Haverá muito mais coisas para apurar.....

 

Em certos casos sabemos por experiência que a base de dados do Ministério da Justiça não está actualizada!!!!

 

Mas no meio desta teia de sociedades em que o Barão aparece como o ''big boss'' a sua participação no capital aparece como mínima e surgem como  grandes protagonistas estranhas sociedades:

 

 
NIPC: 980348641 
Sede: East 53 RD Street, Swiss Bank Building, 2 nd Floor, Marbella, Panamá - City, República do Panamá

 

que dominava esmagadoramente o capital da CAPITALINVEST - ESTUDOS E PROMOÇÃO DE PROJECTOS IMOBILIÁRIOS, LDA está situada num paraíso fiscal, num país onde as sociedades opacas são a regra e onde é dificílimo o fisco meter o nariz....

 

Quanto à Rackham International Inc a conservatória não nos diz nem o NIF, nem a sede.....

 

Porquê?

 

Finamente no caso da RPP Solar o Conselho de Administração é formado por :

 

Nome/Firma: JOÃO JOSÉ ALEXANDRE ALVES 
NIF/NIPC: 118918958 
Cargo: Presidente

 

CLÁUDIA SUSANA DE BRITO 
NIF/NIPC: 220812675 
Residência/Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 148, 7º A e a Dona Cláudia vive na ex-sede da Capitalinvest......

 

 

Tudo isto se complica com a forretice destas sociedades que não pagam ordenado ao Barão, porque este só declara às Finanças 1.100 € (um pouco mais que o rendimento mensal do nosso Querido Cónego) que lhes são pagos pela Largewall – Serviços e Recursos Humanos,   Lda., segundo o Correio da Manhã.

 

 

Com este bonito panorama interrogo-me, a quem é que a CMA entregou o Casal Curtido?

 

Já mandei o meu Advogado, também da Obra, mandar fazer uma off-shore para me darem uma herdade.

 

Marcello de Ataíde

Gostava saber a opinião da Concelhia do PCP sobre todos estes negócios e se a disserem não contarei as magníficas relações que teve o senhor Mário Lino com certas empresas do Leste.

 

Finalmente como é que o rural Macário quer vender um bem camarário (o terreno do Estádio Farense) para viabilizar uma entidade privada!!!!

 

Não queria estar na pele do Oliveira Martins que tem de controlar uma fauna muito variada

 

publicado aqui em 2010 com este título:

Terça-feira, 22 de Junho de 2010
 
PS-Falta entre muita coisa a partida do Cónego Graça para missionário no Panamá

Graça actualmente.JPG

para zelar pelos bens do Guilherme da Cabeça Gorda e em último caso administrar-lhe a extrema-unção


publicado por porabrantes às 16:33 | link do post | comentar

Domingo, 16.08.15

mandelino.jpg

 pensava eu que seria o Alves

 

alexandre alves.JPG

O Mandelino é apresentado pela Rádio Renascença como especialista em emprego, na RPP Solar conseguiu arranjar 1900 empregos....

 

ma



publicado por porabrantes às 14:24 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.12.14

A Senhora Presidente vem dizer, pressurosa que não sabia, da acção de revitalização da RPP. É natural o parceiro/parceira costuma ser sempre o último a saber. E a CMA era parceira do Alves no grande negócio.....

No entanto, qualquer pessoa podia saber através da Net que a acção de revitalização tinha sido aprovada.

casal curtido.png

 bastava consultar o portal Racius

A principal credora da RPP é uma empresa que foi do Universo Lena (tinha de ser!) e hoje é dominada por um grande abrantino:

petroibérica.png

 (Edital com a lista provisória de credores da insolvência)

Na lista há credores com garantia real e pessoal, ou seja que a dívida da RPP e as escassas propriedades dela (o Casal Curtido) respondem por essas dívidas.

Segundo li, no Mirante, o Alves disse que algumas empresas lhe perdoaram parte da dívida, mas isso não anula as hipotecas.

O que diz o Alves é fumo que leva o vento, porque o homem tornou-se completamente desprovido de qualquer credibilidade, devido à sua trajectória aldrabónica.

Aliás estava proibido, segundo o Correio da Manhã, de gerir empresas e a CMA no decorrer dessa proibição andou a fazer negócios desastrosos com ele.

Ou seja aparentemente tolerou que ele fizesse coisas proibidas por uma sentença judicial.

Volto às afirmações da Presidente, como é que a CMA meteu uma acção contra a RPP, quando decorria ainda o processo de insolvência?

Era uma acção administrativa, o que é que pretendia com ela?

Fazer fogo de vista?

Tentar fazer-nos esquecer que o Nelson Carvalho andou por lá a fazer ''economia social''?

economia social.jpg

 

 Finalmente em devido tempo a CMA andou a dizer, toda ufana, que tinha uma garantia bancária do Alves e bem disse sobre isso o nosso amigo Artur Lalanda:

   

 

 

''Garantia bancária ? Nunca existiu qualquer garantia bancária, ao contrário do que foi afirmado pela presidente da Câmara. Se tivesse havido, bastava executá-la para recuperar o respectivo valor. Mas, pior que isso, o terreno foi cedido ao empresário omitindo, no respectivo contrato, a habitual cláusula de reversão caso o empreendimento não chegasse a bom termo e os responsáveis por essa omissão continuam "a monte", dentro da autarquia e assobiar para o lado. O valor dos pavilhões que foram construídos, nem de longe cobre as dívidas da RPP Solar aos seus credores, pelo que a Câmara dificilmente recuperará os cem mil euros (valor por que cedeu o terreno), quanto mais o milhão por que o comprou. Ilusões para munícipe ver.

 

Artur Lalanda''

 

Se a garantia bancária existe tem de haver cópia nos serviços municipais. Solicito à drªElza Vitório ou a outro que peça cópia destes documentos.

Porra, já estamos fartos do Alves e do ''economista social'' Carvalho.

a redacção 



publicado por porabrantes às 13:12 | link do post | comentar

Sábado, 13.12.14

Alves volta a atacar e diz que derrota CMA

 

O MIRANTE contactou por escrito a presidente da Câmara de Abrantes para saber se tem conhecimento da existência desse PER e das intenções do empresário e que comentário lhe merece a intenção do empresário em retomar o projecto em breve. Também questionámos se a Câmara de Abrantes vai facilitar o processo de renovação das licenças e por que razão não aderiu a Câmara de Abrantes ao PER em vez de reclamar o pagamento do valor do terreno em tribunal. Até ao fecho desta edição não obtivemos resposta.

 

Bento ataca consumidores no Cartaxo

 

Recorde-se que em Maio deste ano (ver edição O MIRANTE 1 Maio 2014) Pedro Magalhães Ribeiro acusou o seu antecessor, Paulo Varanda, de, no anterior mandato, ter escondido informação ao executivo e à assembleia municipal sobre a cláusula adicional no contrato com a Cartágua (que prevê aumentos de 5% por ano, para além da taxa de inflação, no tarifário da água nos próximos seis anos).

O autarca socialista afirmou também que a cláusula adicional de reequilíbrio financeiro foi muito bem “escondida” e que quem lesse com atenção o contrato entre a câmara e a Cartágua acharia que aquele dado era apenas um anexo do contrato. “O senhor escondeu de todos o indicador mais importante que se relaciona directamente com os cidadãos”, disse Pedro Ribeiro, acusando o seu antecessor.

Paulo Varanda, actual vereador independente, sentiu-se “ofendido” com as acusações de Pedro Ribeiro e ameaçou recorrer aos tribunais. “Terei todo o gosto de ir a tribunal justificar esta acusação que lhe faço”, respondeu o presidente do município.

 

devida vénia ao Mirante

a redacção



publicado por porabrantes às 17:58 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Tribunais respondem ao ca...

Casal Curtido vendido em ...

A saga do Casal Curtido

Assim vai o ex-patrão do ...

Avaliação psicológica

Reentrée: O Julgamento da...

Negociatas abrantinas no ...

O mandatário distrital do...

Alexandre, o revitalizado...

Do Alves ao Bento, novas ...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds