Quarta-feira, 17.10.18

Segundo a OT da sessão caciquista havia isto sobre eucaliptos:

despacho

Segundo a Paula Mourato, no Médio Tejo, houve críticas do Vereador do Bloco Armindo Silveira e um silêncio cúmplice da direita neo-liberal acerca da ZIF da Aldeia do Mato

Segundo o Mirante

altri

Isto aparentemente não estava agendado

 

A Zif da Aldeia do Mato é gerida pela tropa da Gestiverde

 

 

Dois mil hectares de eucalipto metidos pela porta do cavalo sem discussão pública, sem o anúncio da sessão da CMA anunciar um crime ambiental desta dimensão, é uma vergonha e uma forma de nos enganarem!

 

 

ma

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 08:12 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.02.17

face.png

 O Jornal Torrejano também destaca, como nós, a pergunta feita pela deputada do CDS, Patrícia Carla Bonança de Mattamouros Resende Fonseca de Oliveira, e a poluição no Tejo.

patrícia.jpg

Uma onda de indignação varre o Ribatejo!

E a cacique calada!

Leia o artigo do Jornal Torrejano

A ofensiva contra o ''laisser-faire'' do melhor amigo das poluidoras, o João Fernandes

aguas.png

 o tipo que inaugurou ao lado do seu camarada Júlio Bento, a estação de tratamento de esgotos da Abrantaqua, não pode cessar.

Há que defender o Tejo, mesmo que implique mandar o Fernandes para casa.

Ou para o Conselho de Administraçao da ALTRI.

ma    

 



publicado por porabrantes às 15:44 | link do post | comentar

A Senhora Deputada do CDS, por Santarém, Patrícia Carla Bonança de Mattamouros Resende Fonseca de Oliveira, fez uma pergunta ao Governo sobre a assombrosa poluição no Tejo. Se bem me lembro, é a primeira pergunta parlamentar que vejo com fotos:

Tejo 2.jpg

Diz a pergunta

pergunta 3.png

(extracto)

 

Não sei que vai responder o triste João Fernandes, do Ambiente, popularizado por ter sido ridicularizado pelo Governo de Rajoy, no triste caso de Almaraz.

Talvez fique calado, como a sua camarada, a cacique abrantina.

Ou dê respostas destas.....

Onde diz que que depois de uma matança de lagostins, na Ortiga, mandou os serviços e o SEPNA apurarem o que se passou e que por acaso não encontraram nada.....

 

 

  sepna.png

Toda a gente vê a poluição mortífera no rio, excepto os serviços que o Fernandes apascenta.

Sendo assim, é melhor nomear o Fernandes, Administrador da Altri, onde decerto teria melhor salário e poderia constatar in loco a merda lançada pelas fábricas da multinacional poluidora para os rios de Portugal, designadamente para o Tejo.....

ma  

foto da Deputada centrista

 

    

 


publicado por porabrantes às 09:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.04.16
Actuação das autoridades em acção de expressão civil sobre a poluição do Tejo em Vila Velha de Ródão
 
Bloco de Esquerda Santarém - Portal Distrital·Martes, 19 de abril de 2016
Cerca das 12h00 do passado sábado, dia 16 de Abril, quatro cidadãos encontraram-se no cais de Vila Velha de Ródão para uma acção de luta e sensibilização pelo fim da poluição no rio Tejo.
Uma das acções consistia em gravar um curto vídeo amador. Para o efeito, tinham duas faixas para servir de fundo ao vídeo; uma, com a inscrição Por um Tejo Vivo/Não à Poluição, e uma outra, no passadiço de acesso ao cais dos barcos, contendo as palavras de ordem Por um Tejo Vivo. Estas faixas estariam ali o tempo que decorresse a acção de sensibilização da população.
Quando estavam a preparar a gravação, apareceu uma viatura da GNR, do Posto Territorial de Vila Velha de Ródão, com dois agentes que pediram a identificação aos quatro e a informar que as faixas teriam de ser retiradas.
As quatro pessoas perguntaram qual o crime em que estavam a incorrer, pois não conheciam as razões de tal abordagem. Explicaram aos agentes os seus propósitos, mas tal explicação de nada serviu.
As autoridades disseram que apenas estavam a cumprir ordens do Comandante em Suplência, e que estas tinham o objectivo de identificar os cidadãos em causa e mandar retirar as faixas.
Os cidadãos, embora incrédulos com a situação, cumpriram o que foi pedido, sem dificultar o trabalho dos agentes.
Os termos do art.º 45 da Constituição da República Portuguesa são claros e a sua observância é essencial num Estado de direito:
1. Os cidadãos têm o direito de se reunir, pacificamente e sem armas, mesmo em lugares abertos ao público, sem necessidade de qualquer autorização.
2. A todos os cidadãos é reconhecido o direito de manifestação.
Este direito constitui um pressuposto necessário à reflexão, à formação e à expressão da opinião pública, sendo uma liberdade absolutamente essencial num Estado de direito democrático. Tal direito compreende também a liberdade de não ser perturbado por outrem no exercício desse direito e de escolher o local, a hora, a forma e o conteúdo da sua expressão, sem prejuízo dos limites decorrentes do exercício de outros direitos fundamentais, que, no caso em questão, não ocorreu de maneira alguma.
1. As Coordenadoras Distritais do Bloco de Esquerda de Santarém, Castelo Branco e Portalegre reprovam esta actuação da GNR, relembrando o direito à manifestação civil.
2. Exortam os cidadãos a não se deixarem intimidar por actos intimidatórios, continuando a exigir um rio Tejo despoluído, com caudais ecológicos garantidos e sem obstáculos que impeçam a navegabilidade e a migração das espécies piscícolas.
3. Apela às autoridades e poderes de Vila Velha de Ródão revejam as suas atitudes e que, futuramente não coíbam, de maneira nenhuma, a livre expressão dos cidadãos. As Coordenadoras Distritais de Castelo Branco, Portalegre e Santarém do Bloco de Esquerda.

13071808_488834194654402_1582825297038439235_o.jpg

 Tem o Bloco toda a razão! Não tem a GNR razão nenhuma!!!!!

 

Se o Senhor do Posto da GNR não sabe o foi  o 25 de Abril que vá em excursão ao Largo do Carmo! 

 

A REDACÇÃO



publicado por porabrantes às 16:10 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.12.15

A CM de Punhete, aliás Constância aliou-se aos monopólios que devastam a floresta tradicional, designadamente à Altri.

O plano da Julinha é eucaliptizar Constância.

A cacique abrantina, de fina sensibilidade ecológica e sensível aos interesses do capital, tá na mesma.

 

''Nos domínios do ambiente, da proteção da floresta e da biodiversidade, a constituição da ZIF – Zona de Intervenção Florestal, em parceria com a Altri Florestal, que abrangerá os municípios de Constância, Abrantes, Tomar e Vila Nova da Barquinha, é uma prioridade assumida.''

 

Do orçamento do bastião vermelho de Punhete

 

Como dizia Gonçalo Ribeiro Telles, quando se planta um eucalipto, há sempre um camelo a chegar...

camelo.gif

Não que o plantador ou o autarca sejam camelos, mas  é a desertificação do território que avança.

 

A Julinha como não conseguiu transformar Constância na capita da celulose, está a tentar transformar a vila na capital do Saará.

 

mn . 



publicado por porabrantes às 08:09 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Dois mil hectares de euca...

Vamos demitir o Fernandes...

Patrícia Fonseca interrog...

O Tejo é nosso, não da Al...

Comunistas de Punhete ali...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds