Domingo, 17.03.19

640_002

640_001

 

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 21:57 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.09.18

celeste

sónia

Página CMA a 17 de Setembro, comentando a visita propagandística dos caciques para mostrar as obras

Algum propagandista disse que o ano lectivo começou bem

Vê-se

Na Ponte de Sôr foi à facada.....

mn


tags: ,

publicado por porabrantes às 11:32 | link do post | comentar

Domingo, 02.09.18

padre alvega 1912

 

padre alvega 2

O P. Filipe era de Nisa.

Supomos que a Quinta corresponde ao Monte da Várzea, que é hoje propriedade do lavrador e desportista Francisco Romãozinho.

Os factos passam-se em 1913 e são descritos na Revista Brasil-Portugal.

Venham depois explicar que não houve perseguição religiosa na Vila de Abrantes, que só seria cidade em 1916.

mn  



publicado por porabrantes às 21:28 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.08.18

 

 

soares caldeira grande

Foi Soares Caldeira, morgado e liberal radical, o homem que quis separar Alvega de Abrantes para a unir ao Gavião. (1837)

Um dos grandes argumentos que usou foi ''sou dono de 2/3 da freguesia''

Outro dos grandes argumentos: era  que um sargento miguelista condicionava e obrigava os de Alvega a serem a favor de Abrantes (Caldeira dixit) 

Dizia ainda Caldeira que aqueles que assinaram a favor da união a Abrantes, tinham sido também induzidos por quartilhos de vinho, distribuídos nas tavernas da terra.

Além disso eram iletrados.....

Os ricos (ou seja o Morgado Caldeira) eram a favor do Gavião. 

A opinião dele foi destroçada nas Cortes, em 1837, por Gorjão Henriques e pelo , Governador da Praça de Abrantes e também Deputado, Manuel Raivoso que vivia em Alvega, mas que não pertencia à velha oligarquia feudal.

Soares Caldeira e estes eram deputados setembristas, do mesmo partido e o Caldeira tinha sido o deputado mais votado em Abrantes.

À vontade dos queriam separar Alvega de Abrantes, também andava ligado um imposto camarário sobre o comércio de carvão, que Alvega enviava pelo Tejo para Lisboa, e que era o mais importante recurso da terra.

Trinta barcos dedicavam-se a essa faina, segundo o Morgado.

D.José Trasimundo Mascarenhas, Marquês de Fronteira e Alorna, militar e político cartista (portanto adversário de Caldeira) definiu o bravo Coronel de Milícias como ''um dos homens mais   limitados de inteligência que militava na oposição, mas que tinha  a grande qualidade da época, era pedreiro-livre de antiga data'' (Memórias, p.189)

mn  

fonte: discussão parlamentar

votos do Caldeira: Eduardo Campos, Cronologia

Imagem:Biblioteca Nacional

 



publicado por porabrantes às 23:46 | link do post | comentar

passos constancia cadao com gervasia falcao luz

Um decreto de 1836 deste político extinguiu 13 concelhos neste distrito. À festa juntou-se o irmão José Passos. Também pretendeu redesenhar os mapas dos concelhos e deu um descarado favoritismo ao concelho onde era influente, por se ter casado com uma rica proprietária local, D.Gervásia de Sousa Falcão.

Anexou a Constância .....Montalvo, Aldeia do Mato, Santa Margarida, etc

Também pretendeu entregar as Mouriscas ao Sardoal e Alvega ao Gavião.

Já se viram aqui os tumultos no Pinhal.

passos manique

Este estudo disseca as consequências da reforma administrativa concelhia e ressalta que foi em Abrantes que houve mais protestos.

350_9789729914843_os_irmaos_passos_da_politica_ao_poder_local

Está incluído nesta obra, para a qual ajudou a Fundação Canavarro de Santarém.

Reúne as intervenções deste Congresso.

 

No estudo citado destaca-se o caso de Alvega, onde as autoridades do Gavião foram incapazes de assumir a autoridade. A  resistência dos povos levou a ameaçar de morte os edis alentejanos e o padre, e uma multidão capitaneada pelo juiz de paz, armada de paus, chuços e bacamartes, esperou o administrador do Distrito de Portalegre prometendo-lhe triste destino.

 

Alvega ficou abrantina.

 

ma

gravura do Passos roubada ao José Luz

 

 

      



publicado por porabrantes às 17:33 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.08.18

lixo

 Podiam discutir coisas destas na sessão da CMA

 

 

a seguir

 

a  situação calamitosa no Arquivo Eduardo Campos....

 

mn


tags:

publicado por porabrantes às 15:23 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.08.18

39745178_2025237267533192_60454482189746176_n

 já chega de saladas


tags:

publicado por porabrantes às 21:14 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.07.18

António Martinho Roseiro nasceu em Alvega em 1913 e morreu em 22 de dezembro de 1969..Entrou a trabalhar como servente em 1949. ''Foi servente, porteiro de sala e que passou a Mordomo, a partir de 3 de fevereiro de 1955 até 1969.'' (1)

No Palácio de Belém. Servindo  Carmona, Craveiro Lopes e Américo Thomaz. E Sua Graciosa Majestade, Isabel II, certamente quando da sua visita a Portugal, em 1957.

RAI¦üNHA-ISABEL-II

 

Tinha de habilitações literárias a 4ª classe, tendo feito o exame em Alvega em 10-7-1926  e viveu em instalações cedidas pelo Palácio.

A Rainha deu-lhe a medalha da Ordem da Vitória, certamente agradecida dos seus bons serviços profissionais.

E o Mordomo Roseiro, todo contente, pediu autorização para usar a medalha, tendo sido-lhe dado essa possibilidade.

Para usar condecorações estrangeiras era e é necessário ter autorização governamental. 

Numa terra onde tantos gaboralas usam medalhas da treta, o Roseiro podia usar e usava a real mercê dos Windsors...

mn

(1) Arquivo da Presidência

  

 

  



publicado por porabrantes às 08:49 | link do post | comentar

Domingo, 03.06.18

alvega 3 maria catarino

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 17:58 | link do post | comentar

Sábado, 09.09.17

21317899_866482060187635_5932017727163424125_n

O Felício aqui com a cacique......oferece no dia 14

 

21317845_1705144496163609_6341118247114778366_n

excursão gratuita aos eleitores reformados paga pela Junta de Freguesia.

 

É o que diz o papel. 

 

Em política o que parece, é!!!!!

 

E o que parece.......é muito feio

 

ma



publicado por porabrantes às 12:30 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Pescarias em 1953

Ano Lectivo começa bem em...

Regedor de Alvega e negoc...

O dono de dois terços de ...

Bibliografia Abrantina: A...

O Correio em Alvega

Tradicional gastronomia a...

Isabel II condecora Mordo...

Dia do Senhor: Procissão ...

Fórum de participação em ...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds