Sábado, 18.06.16

Um portal do arquipélago crioulo, diz que o Carlos Barbosa, cacique de Ribeira Brava, na ilha de São Nicolau, que pertence à agremiação (PAICV) esmagada pelo povo nas últimas eleições e que substituiu o Américo Nascimento nesse cargo, esteve em Abrantes, a convite do caciquismo local.

barbosa.jpg

Dizem os patrícios '' Tendo ainda visitado outros distritos do país, como Beja e Bragança''

Não sabem os patrícios do ilha que Abrantes não é capital de distrito?

Entretanto o Governo Central prossegue a sua campanha de moralização, pondo na rua este patrício

adilson.png

O Adilson Melício foi saneado pelo Governo democrático para despartidarizar a Administração..

O MPD prepara também uma candidatura vencedora, popular e de massas na Ribeira Brava, tendo sido escolhida como alternativa democrática, a Celly Paixão

celly paixão.png

que apoiaremos para libertar a Ribeira Brava dum caciquismo manchado pelas acusações de corrupção contra o Américo Nascimento.   

a redacção

fotos: a primeira dum amigalhaço; as outras do Jornal de S.Nicolau



publicado por porabrantes às 22:45 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.03.16

O PAICV do cacique Nascimento foi esmagado em Cabo Verde. O MPD consegue uma triunfal maioria absoluta no arquipélago crioulo.

 

'' Com 53,7% dos votos, o MpD de Ulisses Correia e Silva recuperou o poder em Cabo Verde, desde 2001 ocupado pelo PAICV. A maioria absoluta do Movimento – aferida no site oficial “Eleições Legislativas 2016”, pela contagem de 91,8% dos votos –, remete o PAICV de Janira Hopffer Almada para o papel de oposição, com 37% dos votos.'' Clube K

 

ulisses_correia.jpg

Em S.Nicolau o MPD também vence. '' O MpD e o PAICV acabam de eleger cada, um deputado no círculo eleitoral de São Nicolau com 57,8% (3,690 votos). O PAICV, segundo partido mais votado, obteve 2186 votos (34,2%), enquanto que a UCID conseguiu 283 (4,4%).'' Jornal de S.Nicolau

 

Os deputados eleitos são '' Nelson Brito é o deputado eleito do MpD, e do lado do PAICV Américo Nascimento representa São Nicolau no Parlamento.'''' Jornal de S.Nicolau

 

Não se descarta a retirada de imunidade ao Nascimento para ser julgado pelos delitos de corrupção de que a Oposição o acusa.

 

O ex-Presidente da Ribeira Brava foi visitado recentemente pela cacique abrantina e esposo (que espero tenha pago a factura da sua viagem) e é visita habitual e indesejável nesta terra.

17061221_j2Shm.jpg

 mn



publicado por porabrantes às 12:33 | link do post | comentar

Domingo, 13.03.16

944903_1220882854591930_361323933679371164_n.jpg

PAICV

Há eleições em Cabo Verde. O candidato e cacique de São Nicolau, Américo Nascimento, bem conhecido pelas visitas à nossa terra, onde apela à pedincha lusíada para sustentar o caciquismo tropical, está na caça ao voto no Tarrafal.

O MPD diz ter descoberto a careca do Américo, acusando-o dum crime típico de político, corrupção. Vamos esperar para ver quem ganha em Cabo Verde.

Damos a palavra ao MPD, diz que o Américo é um fora-da-lei

 

 

''Candidatura do MpD em São Nicolau acusa o PAICV de querer “ludibriar” as pessoas e diz que Américo Nascimento é um “fora de lei”

 


Em comunicado emitido na última noite, a candidatura do MpD em São Nicolau considera que o PAICV está a tentar “ludibriar” o eleitorado local quando pede ponderação durante a campanha que está na estrada. O MpD diz concordar que a campanha deve ser um palco de “discussão” de ideias e propostas de governação mas refuta o que considera ser “tentativa do PAICV em nos ludibriar”.

“O PAICV quer passar a ideia de ser um partido sério, de gente honesta e respeitadora. É apenas um truque para desviar a atenção do foco de um problema”, lê-se no comunicado em que o MpD considera que Américo Nascimento “não tem moral nenhuma” para aconselhar ninguém. E vai mais longe: “o candidato do paicv não precisa vir para cima de nós, nem para cima das honestas gentes de São Nicolau, com esse discurso falacioso e cínico, apelando ao civismo nestas campanhas, quando ele próprio é um exemplo de fora de lei”, acusa o MpD.

A candidatura liderada por Nelson Brito em São Nicolau considera que a gestão de Nascimento na câmara da Vila “é um claro exemplo” de um indivíduo que “não é exemplo e como tal não pode armar-se em conselheiro. Não é sério mas finge ser sério para enganar as pessoas”, acrescenta.

O MpD admite que o candidato do PAICV deve explicar o paradeiro dos milhares de contos, alegadamente desviados dos cofres do município da Ribeira Brava durante a sua gestão e que ainda não foi julgado, num processo que segundo a candidatura ventoinha está a ser encoberto pelos “camaradas”.

Os alegados desvios relacionados com os jogos escolares de 2000 voltam à baila, com o MpD a questionar o facto de Américo Nascimento nunca se dignar a defender-se: “mais uma vez foi protegido pelos camaradas e não houve consequências nem julgamento”, lembra.

O MpD diz que “infelizmente” o PAICV aposta numa pessoa “que não é séria” para se candidatar a deputado da Nação e termina o comunicado considerando que o Estado precisa de homens “sérios, honestos e servidores públicos, não de cínicos, arrogantes e pessoas suspeitas”.''

 

in Jornal de São Nicolau

 

ma

 



publicado por porabrantes às 13:55 | link do post | comentar

Sábado, 30.01.16

o Ávila era escravo e ganhou carta de alforria por se casar com uma branca, abrantina

cabo abrantina.png

será que o Américo Nascimento vai nomear o dono do escravo ''herói de Cabo Verde''? ou vai nomear ''heroína'', Isabel Rodrigues, a branca abrantina que se casou com um homem de cor?

Espero que o escravo cabo-verdiano, que cá veio parar, não tivesse sido vendido por um judeu abrantino, chamado Diego Pelegrino, que era o rabino da comunidade judia abrantina estabelecida em  Cabo Verde.

A ''gente da nação'' ou seja os judeus controlavam o tráfico negreiro nas rotas do Atlântico. 

A citação é de 

judeus.png

 

Por Peter Mark,José da Silva Horta

 

A Edição é da Universidade de Cambrige.

 

mn



publicado por porabrantes às 17:08 | link do post | comentar

américo nascimento.png

O Américo Nascimento diz que em Cabo Verde houve heróis nacionais. Se bem nos lembramos, o povo de Cabo Verde não levantou um dedo para combater Portugal. Ao contrário, batalhões cabo-verdianos combateram nas colónias  contra os movimentos nacionalistas.

Não é líquido que o povo cabo-verdiano tenha exercido o direito de auto-determinação, porque nunca lhe perguntaram se queria ser independente ou queria ficar ligado a Portugal.

Quem desejava isso foi metido no Tarrafal, com auxílio das autoridades descolonizadoras lusas.

O Amílcar Cabral pode ser um herói da independência da Guiné (tinha nascido em Bafatá) mas dificilmente pode ser herói de Cabo Verde.

O irmão, o Luís, foi Presidente da Guiné, mas quando o Nino Vieira decretou que estava farto de ser governado por mulatos exilou-se em Portugal.

 

Algum dos directores do Tarrafal foi  cabo-verdiano, como o Eduardo Vieira Fontes   

Em 1974, 70 presos cabo-verdianos, inimigos do PAIGC, foram lá encarcerados. Eram da UDC e à UPICV. A tropa lusitana a prender cabo-verdianos que não queriam uma ditadura comunista e que queriam eleições livres para que Cabo Verde escolhesses o seu futuro. Normalmente um exército colonial persegue os inimigos da Pátria, em 1974 a tropa portuguesa prendia os amigos de Portugal em Cabo Verde.

Não percebo que raio de heróis há em Cabo Verde.... 

Pode ser que o Américo ache que o Adriano Moreira é um herói de Cabo Verde. Foi ele que reabriu o Tarrafal. E fizeram-no Doutor honoris causa por uma Universidade de aí, 

Se ele não tivesse reaberto o campo, o PAIGC e a tropa descolonizadora não tinham tido sítio para meter os cabo-verdianos da UDC e UPICV, que preferiam outra coisa, que a independência à força.

mn

 

udc.jpg

 

 fonte Ephemera (tinha de ser...)



publicado por porabrantes às 15:09 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.01.16

O cacique de S.Nicolau, o Américo Nascimento, que a cacique visita hoje, está a governar sem orçamento e fez despesas não orçamentadas. O cacique viu a Oposição pedir que o Governo e o Tribunal de Contas, intervenham para pôr fim à anarquia que o indígena do PAICG montou na câmara local.

O tipo não sabe fazer contas diz que fez ''realizações'' a mais de ''100%'', coisa impossível.

Americo-Nascimento.jpg

foto anmcv 

deputado mpd.jpg

O deputado Nelson Brito pede que o homem acabe com o forrobodó e se ponha a andar.

No Expresso das Ilhas. De lá é a foto.

forrobodo.jpg

Manda-me um comentário um leitor da Ponte de Sôr em que diz que localidade já é cidade, de forma que aviso que o forrobodó, não é só brasuca, é geral em todo o mundo lusíada.

Peço desculpa aos citadinos alentejanos e resta comentar que há só 3 ou 4 vilas em Portugal que  não querem ser cidades, caso de Sintra e pouco mais.

mn

 



publicado por porabrantes às 15:48 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.06.14

Dedicado à nossa querida leitora Doutora Hália Filipa da Costa Santos.

 

Durante o fascismo sabíamos o que se passava nas colónias, mesmo que fosse através da voz do Manuel Alegre bradando de Argel, o sonoro nome da Liberdade.

 

Agora quase não sabemos nada.

 

Mas pagamos subsídio após subsídio para os 'cabo-verdianos se ''desenvolverem''

 

 

O último subsídio foi anunciado pelo Senhor Américo Nascimento, edil da Ribeira Brava, que veio à metrópole (e à Europa) sacar umas ma$$as

 

 

  

 

 Jornal de São Nicolau com a devida  vénia

 

 

O  Américo anunciou através do facebook que a CMA lhe ia dar umas massas para arranjar o piso dum campo da bola para os crioulos jogarem ao futebol

 

Tudo porque o mau tempo deu cabo do piso anterior....

 

Mas o que o Américo não contou foi o enorme desfalque que houve na Câmara da Ribeira Brava, justamente depois doutras chuvadas

 

 

 

 

 

 

 

E também não contou que tem havido entre ele e o anterior Presidente, Spencer Lopes uma desagradável troca de injúrias acerca da responsabilidade política do desfalque atirando um as culpas para o outro, coisa que já deu azo a vários processo-crimes, como conta a Nação, excelente jornal e não folha oficiosa. 

 

O Américo é  do PAICV histórica agremiação nacionalista, e está sob o fogo do MPD que pertencia o anterior Presidente Spencer Lopes

 

O Jornal de São Nicolau define assim o Américo: 

 

'' “Merceeiro” Américo mete as mãos pelos pés'' e conta as suas relações com a ''Natalina Silva, secretária municipal'') e diz que o Américo que até à eclosão do escândalo tentatava controlar tudo, quando o desfalque saiu à luz do dia, começou a arranjar desculpas, para não assumir a responsabilidade política do escândalo.

 

A prosa cabo-verdiana costuma ser gostosa e a deste jornal é, e por isso passo a transcrevê-la:''

Após a eclosão do escândalo, Américo Nascimento passa a ter um discurso diferente. Ou seja, de controlador de tudo, o presidente quer fazer passar-se por um pobre coitado enganado pela perfídia de uma contabilista desonesta. E, por isso, assume ser “normal” que um desfalque destes aconteça sob o seu nariz, como acontece também nas “mercearias”… Só que há um problema: primeiro, as autarquias não são mercearias (ainda assim, seguramente, bem geridas pelos proprietários); segundo, os recursos municipais não são privados, antes recursos públicos cuja gestão – segundo a Lei, repetimos – é da exclusiva responsabilidade administrativa e jurídica do presidente da câmara e da secretária municipal.

De líder omnipotente e omnipresente, Américo Nascimento transforma-se, num estalar de dedos, num simples merceeiro de bairro. Um mau merceeiro, diga-se de passagem.''

 

 

Moral da história: 

 

a) os Jornais de Cabo-Verde são melhores e mais livres que os de Abrantes.

 

b) Uma folha oficiosa não é um jornal

 

c) O novo subsídio abrantino tem garantias de não ser desviado? Não sei, porque na ''mercearia do Américo'' já houve um glorioso desfalque de 10 mil contos, justamente  

 

MA

 

fotos Jornal de São Nicolau com a devida vénia 

 

sobre o assunto: 



publicado por porabrantes às 17:57 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Celly, contra o amigalhaç...

Povo de S.Nicolau esmaga ...

MPD descobre careca do ca...

Cabo-verdiano libertado p...

Os bravos heróis da morna

Nelsón pede fim do forrob...

Subsídio abrantino para m...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds