Segunda-feira, 23.07.18

afp 2

1948 artigo de Rocha Martins ( informação do dr. Raul Rego) 

 

 



publicado por porabrantes às 21:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 02.05.18

 

manuel lopes chefe

Numa entrevista ao Médio Tejo, o Manuel Lopes (aqui numa imagem RTP escoltando Cunhal quando este desembesta ferozes diatribes aos críticos do estalinismo, cuja face mais visível ,em Abrantes, era o dr. Rolando Silva) faz umas revelações interessantes sobre o PREC.

Vamos comentá-las, mas agora vamo-nos concentrar nesta ''ocupação'' de que se gaba o homem.

Segundo as declarações só conseguiram ocupar uma casa que estava devoluta, propriedade da ''senhora Julieta Farinha Pereira''.

O edifício propriedade da D.Julieta era este:

casa dr. orlando

 

Nele vivia, num andar arrendado, o Dr.Orlando Pereira, subchefe local do PCP, porque a chefa era a mulher, Senhora D. Fernanda Corte Real e Silva Pereira, que na época ainda não era licenciada, porque se formou depois de Abril.

Era a ''chefa'' da quase ausente estrutura comunista local e segundo Eurico Consciência '' mais sectária que Cunhal e Brejenev juntos''.

Quem era a única vítima do Manuel Lopes, o OKUPA????

julieta

É a senhora à esquerda da Tia Mary Lucy.

Julieta Farinha Pereira, mulher duma ampla cultura, incorrigível fumadora, era filha de António Farinha Pereira, que fora um dos mais importantes dirigentes republicanos abrantinos, e que ao longo da sua vida manteve uma inquebrantável fé em que a Ditadura cairia.

( ver aqui artigo de AFP na ''República'')

content

O Carlos Ferrão ainda, em 1963, neste livro evocava essa fidelidade a um ideal liberal....

E o velho Farinha Pereira morrera em 1947.....

O irmão de Julieta Farinha Pereira, o Fernando padecera a cadeia por liberal e maçon, e na cidade proliferavam casas vazias e fascistas, mas o prédio que a D.Julieta erguera, com as suas economias, em vez de ir investir em andares em Lisboa, seria o alvo dum homem que se gaba de ser ''amigo'' dum fascista notório, o Isidro Sequeira Estrela.

Lá impuseram em nome duma legitimidade da treta, o inquilino que quiseram à D.Julieta.

Em 1975, o outro inquilino, o Dr. Orlando Pereira era candidato pelo MDP e cobria-se de ridículo com uma miserável votação nas eleições para a Constituinte, porque um povo sábio viu que o PCP lhe estava a vender gato por lebre.

O MDP era o PC disfarçado.

O Dr.Orlando Pereira, que atravessava circunstâncias financeiras particularmente difíceis, foi nomeado para Notário em Lisboa. Para lá foi.

Era 1975. Ao longo de anos manteve a casa alugada desabitada em Abrantes, com a tolerância da D.Julieta.

Naturalmente a Comissão de Moradores não foi verificar se a Casa do Camarada Orlando estava vazia e se lhe devia ser dado destino mais útil.

Não se faz isso a um Camarada, especialmente se é um Chefe.....

A D.Julieta podia ter despejado o Dr.Orlando, mas achava que não se devia fazer isso, a um homem que atravessava circunstâncias financeiras delicadas e cujo filho padecia a cadeia por motivos políticos.

Também podia ter feito isto ao Manuel Lopes e aos ''okupas''

difamaçao

Não fez, é lá com ela.

Mas ao ajudar a fundar o Colégio de Nossa Senhora de Fátima fez certamente mais que o Manuel Lopes por esta terra.

Já agora quando é que o Lopes nos conta como é que  o Vereador Campante  ''roubou'' umas metralhadoras para ajudar a montar uma ditadura, que seria dez vezes pior que o fascismo, nesta terra????

ma

 

recorte : Tal e Qual

foto do julgamento por dimafação do executivo da CMA por queixa do Anacleto, em que o Manuel Lopes e os outros réus pediram humildemente desculpa ao queixoso. A crónica do Ferreira Fernandes sobre isto é ''imperdível'' ........



publicado por porabrantes às 16:24 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.04.18

taborda costa ocid.png

taborda comissão.png

 já tinha visto algum publicista local escrever a história do monumento a Taborda, mas por algum motivo omitiu que SMF el-Rei D. Manuel II foi um dos que deu mais dinheiro, como SMF a Rainha D.Amélia, a Viscondessa de Alferrarede que deu 30 mil réis....

Empatado com o Rei estava Casimiro José de Lima

 

A pensão a Taborda foi outorgada pelo avô de D.Manuel II, el-Rei D.Luís

 

Curioso ver os republicanos locais como Ramiro Guedes e António Farinha Pereira andarem a pedir dinheiro ao Rei de Portugal e à viúva do monarca assassinado pelo Buíça.....

 

A alma do monumento foi Solano de Abreu

 

mn

 

recorte de Ocidente de 30-8-1910   



publicado por porabrantes às 21:17 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.11.17

afp.jpg

 

Um testemunho essencial para a história da República em Abrantes. Um ataque implícito a João Damas (a quem se nega o título de republicano histórico). Um ataque claro a Oliveira Salazar

 

''As instituições republicanas, estruturalmente liberais e democráticas: são, ainda, no nosso tempo, as melhores formas de governo. Por isso o nosso sonho é ainda República Liberal e Democrática''

 

António Farinha Pereira

 

Para que conste que nesta terra nem todos foram fascistas

 

Como é que a plêiade de historiadores locais dissertou sobre AFP sem o ler???

 

E sobre a História da República sem ler o que ele escreveu?

 

Talvez se ponha  um dia destes a prosa completa, quanto ao livro dele, a coisa fia mais fino.

ma

 

 



publicado por porabrantes às 19:52 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.08.17

Dirigido ao Presidente da Assembleia Nacional

 

antónio farinha pereira.png

 

Comerciantes de azeites de Alferrarede pedem V. Ex.ª que não seja permitida venda livre óleos comestíveis mas sim em latas seladas e litografadas evitando que estes produtos sejam vendidos como azeite oliveira em prejuízo comércio honesto, consumidor e economia nacional. -

António Farinha Pereira

 

Simão § Ca.,

Joaquim Matos Tavares

Silva Pereira, Nazaré

António da Silva Pereira Santos,

Gonçalves Luiz Martins.



publicado por porabrantes às 16:35 | link do post | comentar

Domingo, 26.03.17

 

Era 15 de Janeiro 1923. O deputado monárquico Artur Virgínio de Brito Carvalho da Silva increpa o Governo:

 

(...)Aproveito ainda, Sr. Presidente, a ocasião para protestar contra os factos que se passaram em Abrantes e Oliveira de Azeméis a quando da posse das câmaras municipais, em que teve de intervir a fôrça pública para impedir que os eleitos do povo tomassem conta dos seus lugares.(...)

 

Que se passara???

 

Segundo o Eduardo Campos (1): Justo Rosa da Paixão

justo da paixão album republicano.jpg

que fora Presidente anterior da Câmara e era um dos homens do Partido Democrático, é eleito presidente da Assembleia Deliberativa mas recusa-se a dar posse à Vereação com o pretexto de questões sub judice acerca da inelegibilidade dalguns dos candidatos.

 

O Administrador do Concelho manda 12 GNRs evacuar a sala, face aos protestos dos eleitos da Oposição Monárquica, dos radicais da extrema-direita do Integralismo Lusitano, cujo chefe político era....

henrique augusto (2).png

Henrique Augusto da Silva Martins.....

Tudo cheira a golpada do delegado dos democráticos,  Justo da Paixão.

As eleições tinham sido ganhas pelos democráticos, sendo António Farinha Pereira o mais votado. Além dos candidatos do PRP, houve candidatos liberais e integralistas (dr.David Serras Pereira,França Machado, João Henrique Alves Ferreira e Henrique Augusto Silva Martins.)

Mas havia acusações de fraude eleitoral nas Mouriscas, alegadamente praticada pelos integralistas e este homem assaltara a Câmara, para roubar documentação entregue pelos integralistas.

valente júnior.jpeg

Pelo qual o Senado da Câmara o declara impossibilitado de ser Vereador. Trata-se do célebre Valente da Pera, que ainda seria militante do PS abrantino, já muito velhinho, depois do 25 de Abril.  

Era face a esta confusão, que António Maria da Silva

220px-Antonio_Maria_da_Silva.jpg

Presidente do Conselho, é interrogado e promete '' Sr. Presidente: pedi a palavra para declarar que ouvi com atenção as considerações feitas pelo Sr. Carvalho da Silva, relativamente à posse de algumas Câmaras Municipais, e devo dizer que o Governo vai apurar o que há de verdade a tal respeito, pedindo depois as responsabilidades a quem de direito e nos termos legais.''.

 

A 22 de Janeiro a crise parece sanada, António Farinha Pereira é eleito Presidente, mas toda a política da época vai ser atribulada, com tiros e agressões inclusive.

 

Os nomes da Oposição integralista são os nomes do futuro. Excepto David Serras Pereira que morre cedo, os outros irão governar Abrantes nos anos 30 e durante metade da década de quarenta.

 

Ainda não encontrámos o apuramento de responsabilidades prometido por António Maria da Silva.

 mn

 

(1) Seguimos a Cronologia do Eduardo Campos para o ano 22 e 23. É o único estudo decente que há sobre a época. O resto não é grande coisa. A Cronologia do Eduardo Campos   (Cronologia de Abrantes no século XX, Abrantes, 2000) continua a ser a base de dados necessária para começar a esclarecer qualquer questão abrantina desta época. E a nossa dúvida nasceu das acusações lançadas pelo Carvalho da Silva ao ''premier'' da época  

 

 



publicado por porabrantes às 19:33 | link do post | comentar

Sábado, 19.11.16

casamento josé farinha pereira di 24-10-1897.png

Diário Ilustrado 24-10-1897

 

O chefe também tinha casado.

 

O anti-clericalismo do século XIX em Abrantes era assim. E mandou as filhas para um colégio de freiras. É a saga à Eça de Queirós, o escritor proibiu expressamente as filhas de lerem os seus livros anti-clericais ''A Relíquia'' e o ''Crime do Padre Amaro'', por achar que não eram próprios para ''meninas''.

mn



publicado por porabrantes às 16:02 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.11.16

berradino.png

Depois do Bernardino, falou o Brito Camacho

 

camacho.png

Faltava o Guedes, que também tinha de disparar retórica, antes de sair para ir pedir dinheiro ao Manuel João da Rosa para pagar a conta da festa....

 

guedes.png

 Diário Ilustrado 30 de de Dezembro de 1908, ''sueltos'' atribuíveis ao correspondente abrantino, solicitador Almeida Frazão, as palavras dos dirigentes republicanos devem ter sido proferidas a 27 de Dezembro, num comício no Teatro Taborda, onde estiveram o Camacho e o Bernardino, ex-ministro regenerador.

Tratou-se de inaugurar o Centro Escolar Republicano de Abrantes, entretanto o dirigente republicano António Farinha Pereira tinha as filhas internas no Colégio do Bom Sucesso, de freiras dominicanas em Lisboa.

mn

 



publicado por porabrantes às 13:22 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.10.16

impostos.png

O país estava indignado contra um saque fiscal como agora, porque as geringonças não são coisas novas. Abrantes aderiu ao movimento, com António Farinha Pereira à cabeça....

Era 24 de Fevereiro de 1904

impostos 2.png

impostos 3.png

Os amigos políticos do maior armazenista de azeites da Ferraria esfregavam as mãos

impostos 4.png

impostos 5.png

Porque é que as obras de divulgação histórica sobre o movimento republicano abrantino não falam no descontentamento dos comerciantes locais com o ''saque fiscal'' e da forma como isso foi aproveitado pelo PRP.?

 

Certamente porque os autores não são marxistas, mas seminaristas. Qualquer pessoa sabe, mesmo sem ler o alemão, que a economia está na base dos movimentos de descontentamento social. 

 

Outra coisa, quais as casas comerciais de 1904 que continuam em actividade?

 

Aparentemente só a Ourivesaria Lemos, do Rómulo.

 

Mas não teve direito a medalha centenária. Esta terra não tem memória.

ma   

fonte. D.Ilustrado, jornal franquista



publicado por porabrantes às 09:10 | link do post | comentar

Domingo, 28.02.16

O Silêncios e Memórias destaca o comunista abrantino Doutor João Lopes Farinha casado como já viu aqui com Madalena Biscaia, depois Madalena Azeredo Perdigão pelo seu casamento com o Dr.Azeredo Perdigão.

pcp 1.jpg

 

 

 

(...)João José Lopes Farinha (Abrantes, 05/07/1910 – Paris, 19/10/1957), que se tinha evidenciado desde o final da década de 20, quando estudante de matemáticas da Universidade de Coimbra, e durante os anos 30 como antifascista ativo e militante comunista, com ligações à Federação das Juventudes Comunistas Portuguesas.  (...) Foi preso pela Inspeção de Coimbra em 02/09/1936, foi transferido para Caxias em 25/10/1936 e saiu em liberdade em 7 de Dezembro por ter sido despronunciado pelo Tribunal Militar Especial. Foi novamente detido em 10/12/1936, sendo libertado em 08/03/1937. No entanto, durante a década de 40, aderiu ao salazarismo e retratou-se em carta de 16 de maio de 1949 enviada ao Diretor da polícia política, confirmando a PIDE de Coimbra, em missiva de 21 de maio de 1949, que estava completamente modificado e que “a sua esposa se tem mantido também, desde 1945, completamente alheia a assuntos políticos”. Em fevereiro de 1950 foi contratado para o desempenho das funções de 2º assistente além do quadro na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra e faleceu em 1957, vítima de um enfarto de miocárdio, quando se encontrava em Paris com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian para fazer o doutoramento em Ciências Matemáticas.  (...)

 

devida vénia ao Prof. João Esteves do Silêncios e Memórias

 

O Pacheco Pereira data por meados dos anos 30 a primeira célula do PCP a funcionar em Abrantes. Mas acho que o João Farinha fez a sua vida entre a Figueira da Foz (terra da Madalena), Coimbra, a cadeia e Paris.

 

O Doutor João Farinha era aparentado com o cacique democrático António Farinha Pereira, que foi várias vezes Presidente da CMA antes do 28 de Maio. Falaremos dele outro dia, mais.

 

ma

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:24 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

República homenageia Antó...

Manuel Lopes, o OKUPA

D.Manuel II dá 50 mil réi...

António Farinha Pereira a...

Requerimento dos comercia...

Carvalho da Silva e a tom...

Irmão de chefe republican...

Almeida Frazão insulta re...

António Farinha Pereira c...

O comunista abrantino Joã...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds