Sexta-feira, 06.04.18

EPAL suporta borlas às

 

poluidoras do Tejo

Abril Abril

 

retirado do site Abril com a devida vénia

 

Ou seja o Matos Fernandes quer que seja o Estado a pagar a conta daqueles que transformaram o rio Tejo num cano de esgoto.

 

ma


tags: , ,

publicado por porabrantes às 10:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.03.18

29541715_10215739987072622_3327198644759470044_nMAR31

Manifestação contra o depósito de lamas da Celtejo, no Arneiro

 

sábado, 31 de março às 17:30

Esta manifestação não é nada mais, nada menos, do que proteger a nossa aldeia das lamas poluentes que a Celtejo deitou ao Rio durante anos.
Queremos que a nossa aldeia continue a ser vista como um ponto turístico, e não como uma lixeira a céu aberto da fábrica em questão, que nem faz parte do nosso concelho, e que quer depositar na nossa aldeia os restos de um rio Tejo morto.

Contamos com vocês, com cartazes, contra a indiferença e o respeito que esta dita, tem tido na nossa comunidade e no nosso património natural (Portas de Ródão e Conhal) e cultural.

RESTOS DE CELULOSE NO ARNEIRO, NÃO!!!

 


tags: , ,

publicado por porabrantes às 13:15 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.03.18

Diz a ''Reconquista'' que a Quercus acusa o Ministério do Ambiente de querer meter 30.000 m3 de resíduos (as lamas a sugar do rio) num terreno dentro duma paisagem protegida.

quercus 3.png

 

O Ministro Matos Fernandes cobre-se de glória.

ma

 


tags: , ,

publicado por porabrantes às 09:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.02.18

Como já tinhamos anunciado foi aberto um processo de contra-ordenação à benta ETAR.

Em causa, o crime de poluição.

O processo só peca por tardio, porque são recorrentes as descargas ilegais que inquinam o Tejo.

etar cacique

contra etar

 O processo contra a benta coisa não deve fazer esquecer que a principal fonte de poluição do rio é a celulose.

Ontem a cacique foi vítima de sarcásticos comentários por parte do deputado do Bloco no Parlamento, eng. Carlos Matias e ficou com a cara que se publica.

Entretanto a direita neo-liberal anda a tentar desculpar o laxismo camarário na fiscalização à Abrantaqua e fez uma proposta, que foi vítima de aceradas críticas por parte do Vereador Armindo Silveira. '' Para Armindo Silveira o texto peca “por não referir a poluição originada pelas ETAR, pela agricultura e também pelo problema das barreiras artificiais”. Para o BE, neste momento “mais do que falar é preciso agir”. ''

Entre as barreiras artificiais está o Açude ruinoso que decora o Aquapólis e o travessão da PEGOP.

ma

  



publicado por porabrantes às 08:53 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.02.18

Segundo o DN a benta Abrantaqua foi alvo dum processo de contra-ordenação por parte da tutela ou seja pela APA.

A acção da tutela insere-se no escandaloso caso das descargas assassinas que matam o maior rio peninsular.

O principal gestor local da Abrantaqua é o ex-vereador Bento, ornamento de várias gestões PS e o mais íntegro socialista abrantino.

No tribunal da terra está a correr outro processo, movido pelo MP (pérfida instituição que os socialistas acham que é controlada pelo Correio da Manhã) contra a empresa espanhola onde hoje o Barrocas da famosa pulseira electrónica.....é um simples accionista minoritário.

Como a dona cacique fez grandes elogios à Abrantaqua, desconhece-se se será testemunha abonatória da concessionária, que detém uma ETAR construída clandestinamente em terreno alheio, caso dos Carochos.

Se bem se lembram foi por alerta deste blogue que a autarquia foi comprar em hasta pública o terreno da ETAR, que o Matos Fernandes inaugurara no meio duma bronca com o dono do Jerico, o cidadão mais admirado por uma rústica cacique dos Casais.

ma

 



publicado por porabrantes às 08:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.12.17

O ponto da situação no rio Tejo, divulgado, pela APA

 

mostra que a EDP não cumpre a obrigação de manter um caudal ecológico no Zêzere ( Castelo de Bode)

 

certamente por isso a cacique passou 2017 aos abraços ao Catroga e aos chineses,seus patrões

 

que as mortandades de peixe coincidem com descargas das celuloses

 

celtejo

que a maior parte das Etares não cumprem os parâmetros legais, sem que a APA multe os caciques  e outros donos delas  ou que a GNR os prenda  

 

leia o relatório

 

isto necessitava maior atenção, mas não há tempo.

 

ma

fonte APA


tags: ,

publicado por porabrantes às 11:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.08.16

Segundo o Relatório da APA (2015), Abrantes tem o  3º preço de água, para consumidor doméstico mais caro, de todo o Médio Tejo, depois de Tomar e Ferreira de Zêzere

 

A estatística refere-se ao subsistema Norte RH 5- Tejo e Ribeiras do Oeste/Pinhal

 

água 2.png

 Encargo para familia média (2,6 individuos por familia) com consumo de 128l/hab.dia= é de 239, 20 /ano

 

O peso nos orçamentos familiares é de

água 3.png

água 4.png

Outros municípios da zona como o Mação cobram uma média de 171,91€ , Vila de Rei 96,92,

 

Comentários ao gosto do freguês.

 

mn

 

(1) Plano de Gestão da Região Hidrográfica 2016-2020

 

créditos: APA

nota: o cálculo é uma estimativa da APA



publicado por porabrantes às 17:16 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.05.16

pc silicália.jpg

A deputada do PCP, Ana Mesquita faz serviço público e defende-nos, interrogando o Governo sobre as descargas poluentes para meio hídrico e não  só, no Pego, a terra natal do actual Presidente da A.Municipal, licenciado Gomes Mor, da multinacional espanhola Silicália, do grupo Compac.

As descargas não podem ter sido feitas, sem que a Junta PS, da castiça localidade, não as visse.

As descargas não podem ter sido feitas sem que os fiscais da CMA não soubessem, porque são por demais evidentes.

Agradece-se à Senhora Deputada este gesto, em nossa defesa.

Quanto a quem cala, consente.

a redacção   



publicado por porabrantes às 09:11 | link do post | comentar

Domingo, 07.02.16

Encontra-se em discussão pública o 

 

apa dp.png

Houve  sessões públicas para discutir o Plano do Tejo nestas localidades: Vila Velha de Ródão, Lisboa, Lourinhã, Tomar, e não em Abrantes.

 

Estranha-se, naturalmente, e depois entranha-se, que a APA e as autoridades locais envolvidas (aparentemente a CIMT) discutiram em Tomar o Tejo, quando ele passa em Abrantes e não ao lado do Convento de Cristo, onde passa uma ribeira chamada Nabão.

 

Mas depois de entranhar-se o motivo, percebe-se, as autoridades abrantinas defenderam com apurada pontaria os tipos que estão a fazer coisas destas,

apa dp 3.png

 

 e a própria autoridade abrantina o fez com um dique insensato, que mata o peixe  e o rio, e também o faz a Pegop, parte integrante do tecido caciquista.

 

Por isso estarão todos contentes em que a discussão se faça longe de Abrantes, longe do local onde matam o Tejo.

 

Os partidos locais olham pró umbigo e não têm força, nem sequer militantes para fazer coisa nenhuma, excepto o Bloco, onde está o Armindo.

 

De qualquer forma fica o link para os amigos do Tejo,  debaterem, mesmo que isso signifique apontar um dedo acusador a quem mata o Tejo, os caciques e as multinacionais.

 

ma

 

imagens APA

''estranha-se e depois entranha-se'', roubado ao Fernando Pessoa



publicado por porabrantes às 17:55 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.02.16

pereira.jpg

O Presidente de Ródão declara que há uma caça às bruxas aos pobrezinhos dos poluidores.

Lamentamos que a APA não seja inquisitorial com quem mata o Tejo, devia fechar já todas as poluidoras, sem contemplações.

E nada de mais conversa. 

 

mn

diário digital: foto



publicado por porabrantes às 00:11 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Matos Fernandes, o amigo ...

Manifestação contra lixo ...

Quercus critica APA

Abrantaqua processada por...

Abrantaqua multada pela A...

Caciques e empresas matam...

Uma água caríssima em Abr...

O escândalo Silicália, PC...

Acaba a 29 de Fevereiro a...

Em Rodão, há bruxas ou po...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds