Domingo, 26.08.18

Deixa o Sanches Alves o Arcebispado de Évora sem deixar saudades, da mesma forma que deixou a Diocese portalegrense.

Foi nomeado pelo Papa para a histórica Arquidiocese de Évora, um primo de D.António Castel-Branco,que, como se sabe, é   neto do saudoso coronel Villas-Boas Castel-Branco.

villas-boas

 

Trata-se de D.Francisco José de Villas-Boas Sensra de Faria Coelho, da melhor nobreza minhota.

O novo Arcebispo é doutorado em História pela  britânica Phoenix International University , com uma tese sobre a perseguição republicana e as suas implicações na biografia e acção pastoral de D.Augusto Eduardo Nunes, Arcebispo eborense.

A tese saiu em livro, com prefácio do Patriarca de Lisboa, também historiador.

Actualmente, além de pertencer a várias instituições académicas, era Bispo-Auxiliar de Braga.

Também é  Capelão Magistral da Ordem de Malta. e da  Real Ordem de N.Senhora de Vila Viçosa, cujo Grão-Mestre é SAR o Duque de Bragança.

Não podemos destacar aqui todas as publicações do Académico ilustre, estando certos que S.Excelência Reverendísima dará à arquidiocese alentejana um novo ímpeto pastoral.

O Arcebispo será entronizado a 2 de Setembro na Catedral de Évora.

Por inerência será Presidente da Fundação Eugénio de Almeida, que possui alguns dos grandes latifúndios alentejanos e produz alguns dos grandes vinhos portugueses.  

Aconselhamos o nosso amigo a recorrer ao Prelado para ver se mete juízo no Centro Interparoquial de Abrantes, para que lhe paguem os honorários pelo seu projecto para a residência de idosos, Domus Paci.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 19:40 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.02.17

 

 

 

sanches alves.jpg

Temos em primeiro lugar o Ex-Bispo de Portalegre, depois Administrador Apostólico da nossa amada Diocese e simultaneamente Arcebispo de Évora, actualmente Arcebispo Resignatário de Évora em funções, que em algum momento foi superior hierárquico do Graça do Goldman Sachs

Temos uma herança aberta nas Galveias,

Temos uns herdeiros chateados e prejudicados

Temos o Arcebispo que é testamenteiro doutra herança, porque um dos que se aboletara com os bens (que deviam ter sido partilhados com os netos do falecido),  deixara-os para fazer um asilo de velhos, nas Galveias e o Arcebispo fora nomeado testamenteiro.  

Temos o Supremo Tribunal de Justiça e temos o acórdão de 2015

herança galveias.png

Contestou entre outros, cheio de minúcia apostólica, o Arcebispo alentejano

alentejano.png

Perderam os autores (netos do falecido) em primeira instância e apelaram para a Relação.

Deu a Veneranda Relação razão em quase tudo aos netos espoliados. Era 2012

Os Réus (entre os quais estava a herança representada pelo Arcebispo alentejano, como  testamenteiro de certo benemérito ) apelaram ao Supremo.

Perderam.

''Termos em que se nega a revista, mas alterando o acórdão recorrido, se decide:

  1. a) declarar a ineficácia das escrituras de habilitação de herdeiros outorgada em 11 de Outubro de 2002 e de partilha de bens celebrada em 11 de Dezembro de 2002 e, bem assim, da partilha referida no artigo 15º da petição inicial;
  2. b) manter, no mais, o acórdão recorrido.
  3. c) Condenar os réus nas custas.

Lisboa, 28 de Maio de 2015''

 

Para qualquer jurista (que não seja de faca e alguidar) os Autores tinham razão. Mas fizeram-nos ir ao Supremo para defender o seu Direito, que era bom.

É lamentável ver a Igreja Católica e o Sanches Alves metido nisto, mas estavam metidos, no caso do Arcebispo, quase até ao cimo da Mitra.

Para que queria o Arcebispo outro lar de velhos nas Galveias, se já é Presidente duma Fundação (Maria Clementina de Campos) com esse fim?

Francamente...

Mas há justiça em Portugal, mesmo para a aplicar a Arcebispos.

ma  

 

devida vénia ao STJ 

 

 

 



publicado por porabrantes às 21:47 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.02.13

 

 

Grande é a vinha do Senhor, dizem os Evangelhos.....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

bebamos pois a divinal pomada do Sr.Arcebispo de Évora

 

 

Miguel Abrantes

 

PS - Declaração de interesses, sou amigo do enólogo.



publicado por porabrantes às 18:58 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.05.12

D. José Alves recebido por Rondão Almeida Linhas de Elvas

 

 

O Ex-Bispo de Portalegre, actualmente Arcebispo de Évora, Sanches Alves (em cima, em traje episcopal de passeio) passou por esta diocese  como um foguetão.

  pubeditions.com

 

e foi aterrar na graça do Senhor no Paço de Évora, mantendo no entanto o rural Graça em São Vicente, apesar de ter sido avisado donde se metia.

 

Manteve-o enquanto Administrador Apostólico, desta Diocese de Portalegre e Castelo Branco que estava vaga.

 

 

A sua passagem astronáutica pelo Alto Alentejo e Beira Baixa com anel episcopal no dedinho não o deixou sequer examinar atentamente as finanças da Diocese onde D.Antonino ,coitado, encontrou um flop.

E mais não digo....

Évora não era para o Pastor recém-chegado um planeta desconhecido.

 

 

Mas o apostólico Sanches conhecia o terreno, debruado a chaparros, e sabia que o Arcebispo de Évora é por disposição testamentária do Conde de Vivalva, o Presidente da Fundação Eugénio de Almeida, senhora de milhares de hectares de pio latifúndio, grossos cabedais e vasto património imobiliário.

O Sanches Alves também sabia, como eu, que a Condessa de Vivalva disputou nos Tribunais com a Arquidiocese o controle da Fundação, coisa que deixo para outro dia.

 

Pois bem no ......

 

 

Juízo Criminal !!!!!

 

......corre no Tribunal da Comarca de Évora, processo onde a dita Fundação é parte e cujo representante legal é o Sanches Alves, a não ser que pelos Estatutos se delegue noutro a função.....

 

 

Évora

º Juízo Criminal
Recurso (Contraordenação)

Recorrente Fundação Eugénio de Almeida 
Recorrido Inspecção Geral do Ambiente e do Ordenamento do Território

Julgamento ou Audiência final

11-05-2012 14:00

Marcação Anulada

 

Coisas Pias?????

 

Pio Processo????

 

Recordo a S.Ex.Reverendíssima que o bacharel José Maria Eça de Queirós, o de aquilino nariz, sobranceiro monóculo, blasfémia audaz e bengala de castão de prata sempre pronta a espancar galegos e Bispos, foi contratado pela família que fundou a Fundação para dirigir, algures no século XIX, o ''Distrito de Évora'', jornal através do qual essa a família latifundiária  fazia a sua politicazinha rotativa e liberal.....

 

 Mesre Bordalo

 

Eça de Queirós era um baluarte da Ordem e como nós achava, segundo disse a D.Emília de Resende, sua mulher, que os Bispos não deviam andar pelos Tribunais, mas sim pelas sacristias, entre turíbulos e hossanas, beatas e meninos de coro,  e pensava que os Bispos deviam ter imunidade eclesiástica e que no caso de não a terem o Governo devia agir, como agiu, para defender o ilustre pagador de telégrafos José Manuel de Carvallho e Mello....

''Foi solto o Sr. José Manuel de Carvalho e Melo, ex-pagador dos telégrafos; mas

foi solto por uma portaria! É este um dos casos em que o actual ministério excedeu a

expectativa pública.

 

 

 Prende-se e processa-se um exactor da fazenda, por estar alcançado; o processo segue todos os trâmites; o pronunciado jaz por dois anos na cadeia, e ao cabo de tudo isto vem o poder executivo demonstrar a mentira do sistema que nos rege, invadindo impudentemente as atribuições do poder judicial, mandando cessar o processo e soltar o preso por meio duma portaria. Isto é a mais ampla aplicação do dito – pedra em cima –

de um grande escândalo que se pretende ocultar; isto é a mais cabal demonstração da perversão moral a que chegou o nefasto grupo que nos governa. 

 

Eis a famosa portaria:

 

 

 «Cópia – Ministério das obras públicas – repartição central – 3.ª sessão, n.º 167.

– Manda sua majestade el-rei, pelo ministério das obras públicas comércio e indústria,que o procurador régio perante a relação de Lisboa, dê as necessárias instruções para ser suspenso todo e qualquer procedimento judicial instaurado em virtude da portaria de 17 de Março de 1865 contra José Manuel de Carvalho  e Mello, ex-pagador dos telégrafos. – Paço, 25 de Maio etc.»

 

Esta portaria indica muito claramente o caminho que o governo está resolvido a tomar e que vai direito ao – manda el-rei nosso senhor. De sorte que ninguém se deverá admirar se um dia, sob o simples manda el-rei se vir nomeado bispo de alguma diocese o coronel de qualquer regimento, ou coisa semelhante.  Mas enfim, pelo que toca ao ex-pagador dos telégrafos, não se sabe ainda com

certeza quem será o último a rir.''

 http://repositorioaberto.uab.pt/bitstream/10400.2/611/1/LC457.pdf

 

(Eça citado por Ana Paula Fernandes Rodrigues  in Eça e as Páginas 
Desconhecidas  no Distrito de Évora, Tese de Mestrado, Lisboa, 
U.Aberta,  2008)
 
 
Achamos que a Conferência Episcopal deve pedir em troca dos dias 
santos que  deu ao Governo umas facilidades destas:
 
Sempre que um Bispo, um Cónego, um Padre, um Monsenhor, uma beata, 

abi. org.b
 
um sacristão, um anjinho duma procissão....
uma vidente, um articulista galego do boletim paroquial 
de Bragança ou qualquer santo da corporação tenha problemas 
com os tribunais....que
 
o Sr. Passos Coelho faça lesto uma portaria em que se diga:
 
''Manda o Governo da República que terminem as andanças
 judiciais de X......por ser necessária a sua presença na 
Paróquia de F........para gozo do povo e Defesa da Fé''
 
Miguel Abrantes, seu admirador 


publicado por porabrantes às 18:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Dia do Senhor: O Primo Ar...

A herança das Galveias e ...

Ajudemos a Santa Madre Ig...

Sanches Alves no tribunal...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds