Terça-feira, 09.02.21

O vereador Armindo Silveira acaba de interrogar os caciques se há algum estudo de viabilidade do MIAA.

O Valamatos atirou bolas fora e não falou deste estudo de viabilidade encomendado pela CMA.

Porque seria?

 

Foi feito pelo IPT, que para o realizar teve de contratar a ''empreitada'' com uma consultora externa.

Quantos funcionários lhe devem ser adscritos?

13  em 2021

miaa pessoal.png

Quais sãos os custos previstos?

custos.png

O estudo está prejudicado pelos atrasos sucessivos, por uma delirante estimativa de receitas, mas mesmo assim mostra que o MIAA será um elefante branco. E espera receitas que estão inflacionadas

receitas.png

Para elaborar o delirante projecto final (a torre) haveria que recorrer ao crédito

sensibidade.png

 

crédito.png

 

 

Naturalmente o claro, o frontal, o correcto, seria entregar este estudo ao Vereador e tê-lo on-line para que os abrantinos estivessem informados.

ma

PS- o estudo não indica, por o compromisso ser posterior, os 50.000 € anuais que a CMA tem de entregar a obras sociais no concelho, a indicar pela Fundação Estrada, em troca da disponibilização da colecção, nos termos do protocolo assinado 

   



publicado por porabrantes às 10:23 | link do post | comentar

Quarta-feira, 03.02.21

Perguntam-nos porque sai este blogue, que anda pouco agressivo.

Uma boa resposta: para que não nos tomem, por parvos! 

Inquirido pelo Vereador Silveira, único representante da Oposição no Executivo, acerca da responsabilidade da autarquia na cobrança ilegal da derrama pelas Finanças, o Valamatos recusou-se a aclarar responsabilidades, refugiando-se em evasivas.Abrantes | Manuel Valamatos takes over the Presidency

 

De quem era a responsabilidade?

Das Finanças ou dos serviços caciquistas?

Pois bem, graças a uma pergunta parlamentar da Srª Drª Fabíola Cardoso, Deputada do Bloco, as Finanças esclarecem que a responsabilidade é da autarquia abrantina

derrama 1.png

derrama 2.png

Assumir as culpas é de gente de bem.

Esta gente coagiu, por informação falsa ( ''a existência de uma omissão na comunicação da isenção da derrama'') as Finanças a fazerem cobranças ilegais.

Esta gente é incompetente e extorquiu dinheiro ilegalmente às empresas abrantinas.

Um lapso acontece aos melhores, não reconhecer um erro acontece aos piores.

A esta tropa.

Finalmente cabe agradecer ao Bloco ou seja ao Armindo Silveira e à Deputada, por os apanharem em flagrante delito.

ma

   



publicado por porabrantes às 15:33 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.01.21

luis_dias_2.png

''Foi através do youtube, por exemplo, que descobri que a animação política da América chegou a Abrantes. Na última reunião do executivo municipal, um dos vereadores da maioria PS, Luís Dias, entusiasmou-se e disse que o homem que na semana anterior tinha entrado, sala dentro, de cajado em riste, para zurzir o presidente, tinha sido incentivado a dar aquele espectáculo pelo vereador do Bloco de Esquerda, Armindo Silveira.
O visado pela acusação ficou espantado por o outro o estar a confundir com Trump e a equiparar o edifício Pirâmide, onde decorreu a reunião, ao Capitólio, mas não havia razões para espanto. Toda a gente sabe que, quando se trata de política, cada um pinta as cores que quer e o vereador socialista/fantasista, aqui só para nós, devia estar a tentar engrandecer a sua terra, além de, provavelmente, estar a treinar para ser uma espécie de Nancy Pelosi autárquica''
Manuel Serra D'Aire no Mirante
 


publicado por porabrantes às 21:02 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.01.21

Está on-line a acta da reunião de 22 de Dezembro de 2020, onde se deram os ''incidentes'' que levaram à detenção de Jorge Dias. Esta acta foi aprovada, por maioria, em 12 de Janeiro de 2021, com o voto contra do Vereador do Bloco, dr. Armindo Silveira.

No texto da acta há declarações de Jorge Dias que convém ler: 

(...) '' Dirigindo-se ao presidente da Câmara. Foi gritando "Querem resolver a coisa ou não querem? Você é que é o culpado. Mentiroso de merda, você é um mentiroso de merda."(....)

 

(...) '' Há 20 anos que eu sofro com vocês. Falsificação de documentos. Burlas. Vejam o que fizeram com a Mercar. A Mercar tem o terreno à venda, que a câmara lhe deu, por 800 mil euros. Portanto acabou. A partir de agora o que tiver que ser que seja... vamos andando...
A partir de agora é vai ser..(..)''

Também há referências ao caso da alegada agressão à funcionária Manuela Santos.

No final da acta diz-se: 

acta apr.png

Aprovada por quem?

Por unanimidade ou maioria?

Houve votos contra?

Não se especifica.

E Armindo Silveira votou contra. E apresentou uma declaração de voto contra: 

declaração de voto.png

A especificação de que houve um voto contra, de quem questionou que a acta seja reflexo do que realmente se passou, a inclusão da declaração de voto do Vereador Silveira era imprescindível.

Neste sentido, o art 35 do CPA (Código do Procedimento Administrativo):

'' 1 - Os membros do órgão colegial podem fazer constar da ata o seu voto de vencido, enunciando as razões que o justifiquem.
2 - Aqueles que ficarem vencidos na deliberação tomada e fizerem registo da respetiva declaração de voto na ata ficam isentos da responsabilidade que daquela eventualmente resulte.''

E como escreve, o Profesor Luiz S. Cabral de Moncada, In “Código do Procedimento Administrativo” anotado,'' .1.O voto de vencido é a expressão na ata do sentido de voto de um membro que ficou derrotado na posição que defendeu. Em princípio, nos órgãos colegiais os votos são contabilizados por número sem atender aos membros votantes. O voto de vencido é uma exceção. Quem votou vencido pode fazer constar da ata a sua declaração de voto. É um direito procedimental que lhe assiste. Apenas está vinculado a enunciar as razões que o justificam, constando estas também da ata. Esta enunciação fica ao critério do vencido mas tem de ser aprovada e assinada porque consta da ata. Naturalmente que o membro que votou vencido fica vinculado pela deliberação tomada pelo colégio. O colégio não pode opor-se à introdução na ata do voto de vencido contrariamente ao que sucede com declarações prolixas ou ininteligíveis atendendo precisamente às adiante referidas consequências jurídicas do voto de vencido exarado em ata. 2. O seu registo na ata e a isenção de responsabilidade 2.1. O voto de vencido fica registado em ata, como se disse este registo tem um efeito jurídico que consiste na isenção da responsabilidade civil ou outra do vencido pelas consequências geradas pela deliberação contra a qual votou. Resta saber se esta exoneração pressupõe não apenas o voto de vencido mas também a enunciação das razões que o motivaram. A letra da lei indica que sim. Mas a exoneração funciona sempre a favor do vencido independentemente das razões de legalidade ou outras que expôs.»

Ou seja esta gente procedeu ilegalmente ao não inserir o voto de vencido do Vereador do Bloco na acta.

Esta gente censurou a acta, colocou em causa a transparência democrática, deu novo testemunho da sua falta de apego à legalidade, e continua na senda do ''aviltamento'' da democracia, como bem sublinhava o comunicado da Alternativa.com.

ma 

  

 



publicado por porabrantes às 10:32 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.01.21

bloco jorge dias.png

Vereador Armindo Silveira ( última reunião da CMA)

Em primeiro lugar há um lapso do V. . O recurso não será para a Relação, mas para o TCAS-Tribunal Central Administrativo Sul.

Há muito que o processo contra a Câmara passou a ser movido pela Massa Falida de Jorge Dias, Lda.

Depois, com bem diz o Vereador, não há nenhuma sentença transitada em julgado que dê razão ao município. Ou seja pende sobre ele um pedido de indemnização de 6 milhões de euros, mais juros.

E portanto, estão a faltar à verdade, quando dizem que ganharam o caso.

Finalmente quiseram impingir um texto de acta, sem consultar um dos Vereadores. É obra.

ma  



publicado por porabrantes às 16:49 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.01.21

Um tipo à saída duma reunião da CMA dirigiu-se, na presença do  Luís Dias, ao Sr.Vereador Armindo Silveira, ''o que que você faz aqui?''.

O homem queria coagir o Vereador, para que deixasse de ir às sessões.

Para que a oligarquia continuasse a desgraçar esta terra, impunemente.

As ameaças dirigidas a um eleito do Povo, por parte de um exaltado membro da oligarquia, na presença de Luís Dias (como se mencionou ontem na reunião) a ArmindoSilveira,  podem constituir crime público e devem ser participadas ao MP, indicando o Dias e os presentes  (funcionarios da autarquia) como testemunhas.

A representação democrática na autarquia está em causa.

A acção do  mencionado é típica de arruaceiros populistas.

ma

(Fonte: Extracto da  gravação da sessão de ontem)     



publicado por porabrantes às 20:58 | link do post | comentar

jd.png

O Bloco não votou favoravelmente a acta, pelas razões expostas. Diz o texto que os caciques, com o voto contra da Oposição, aprovaram que ''a reunião não era aberta ao público''.

Ora, nenhum cidadão, incluindo Jorge Dias,

maniff dias miuda.jpg

podia saber isso, uma vez que a convocatória da reunião dizia que o público podia falar (e portanto assistir)

conv.png

É portanto falso o que os caciques (e o neo-liberal domesticado) meteram na acta, acerca da reunião ser vedada ao público. 

Querem usá-la como documento para tramar Jorge Dias e metem lá factos inverídicos.

Como quando se serviram de meios que raiavam a má-fé processual para se tentarem apossar dum terreno alheio.

ma

 



publicado por porabrantes às 09:22 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.01.21

A senhora Vereadora Helena Pinto, da edilidade de Torres Novas, escreveu sobre as insultuosas declarações do Dias

''

Helena Pinto
É incompreensível o que aqui é relatado. Os tempos que vivemos são estranhos, mas não justificam que se diga o que foi dito ao vereador Armindo Silveira que exerceu o seu dever como vereador, dando a sua opinião''


publicado por porabrantes às 14:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.01.21

Na ofensiva caciquista para calar a Oposição, passou-se hoje de novo o Rubicão, que era, no caso do Luís Dias não  saber,  um rio em que havia em Itália e que os generais não podiam ultrapassar acompanhados pelas Legiões.

O Rubicão abrantino significa as condições mínimas para que uma sessão camarária possa decorrer decentemente sem pauladas e ameaças vis.

A anterior caracterizou-se pela paulada, como nos bons tempos da Maria da Fonte, em que um guerrilheiro , o Domingos Calabaça fazia fretes destes aos cabralistas, cujo expoente era o Raimundo Soares Mendes.

Esta foi prostituída pela indecente figura do Luís Dias, insultando Armindo Silveira, acusando-o, sem qualquer fundamento, de incitar a coisas parecidas a crimes de ódio, que haveria no Código Penal.

Não há no Código Penal, nenhum tipo de ilícito, tipificado como ''crime de ódio',' que se aplique a qualquer intervenção do Vereador do Bloco, um dos homens mais cordatos e amáveis, que conhecemos.

O Dias abriu a boca para soltar frases inconsequentes, com a audácia dum analfabeto jurídico.

Mas, no nosso entender, feriu a honra e a consideração devidas a um Vereador.

Armindo Silveira solicitou aos serviços jurídicos que analisem o comportamento do Dias, para apuramento de responsabilidades.

armindoctt 2018.jpg

 

Comparou-o a Trump e aos invasores do Capitólio, uma acusação infame e despropositada.

Mas que tem como objectivo político calar o Bloco.

E calá-lo é calar a Voz do Povo nas sessões, para que lá ressoem só as vozes da tropa do partido do Júlio Bento ou a gritaria do Presidente.

E isto não se pode tolerar!

Ficamos a aguardar a próxima façanha desta gente.

 

ma

créditos da foto: já não nos lembramos...

 

 



publicado por porabrantes às 18:10 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.01.21

Comentário no post Marginais ocupam terreno municipal

incompetência, ao mais alto nível, dos alegados advogados e de quem trabalha na área do direito e do urbanismo na Câmara.Em setembro, ou outubro, irão ser reconduzidos e nada mais há a dizer.O povo, alheado da realidade, irá reconduzi-los.triste sina ...

Desconhecido 

É uma vergonha como os bens municipais podem ser sequestrados face à aparente inércia dos políticos e dos serviços jurídicos munucipais.....

ma



publicado por porabrantes às 12:20 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A viabilidade do MIAA e o...

Informação falsa da autar...

A Nancy Pelosi abrantina

Voto contra de Armindo Si...

CMA não ganhou ainda caso...

A representação democráti...

Factos inverídicos numa a...

Vereadora opina sobre as ...

Ficamos a aguardar a próx...

Marginais ocupam terreno ...

arquivos

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds