Quarta-feira, 19.06.19

O Clube de Caçadores Reunidos das Arreciadas sem qualquer apoio autárquico equipou uma viatura com um kit para combate aos fogos

lérias

lérias 2

O Município não lhes deu apoio e os caçadores mostraram aos caciques que eram capazes de serem agentes activos na defesa dos ecossistemas.

A caça é uma actividade com sólidas tradição no concelho e essencial para a preservação e gestão racional da fauna.

Porque sem caça há javalis aos montes, por exemplo na curva do Paiol (ver o Jornal de Abrantes).

Quanto aos caciques : O que é o do Rosssio e os outros têm a dizer a isto?

ma

fotos do Sr.Lérias com a devida vénia

  



publicado por porabrantes às 08:40 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.04.19

58373006_1126097287561658_2166992879812083712_n

''Parece que tenho que chamar a TVI para conseguir perceber a dificuldade dos engenheiros C M Abrantes, em fazer um projeto para as obras na travessa Agostinho Duarte em Arreciadas. Qualquer dia tenho que sair de casa com o meu filho,e a cadeira de rodas ao colo''

 

Diz e bem a Senhora D.Ilda de Jesus no facebook (com a devida vénia)

Que diz o cacique a isto?

 

ma

 



publicado por porabrantes às 13:45 | link do post | comentar

Domingo, 10.02.19

d.beatizr

A Senhora D.Beatriz Caldeira Soares Mendes foi uma benfeitora da Igreja Católica.

Entre outras coisas fez doação duma capela armoriada da sua família (mais o irmão) à Paróquia do Rossio de Abrantes.

 

capela-de-arreciadas-2-2

Também sempre esteve pronta a ajudar as obras sociais da Igreja Católica. 

Também deu o terreno onde está a capela das Arreciadas.

A capela foi construída graças ao esforço do P. José de Oliveira.

Por algum motivo a paróquia de S.Miguel do Rio Torto, não legalizou essa doação.  

Para legalizar fez uma escritura de justificação:

Declara o pároco que D.Beatriz Caldeira Soares Mendes, '' solteira'',  residente em Lisboa, deu o terreno em 1979.

arreciadas

 

Numa escritura de justificação deve-se ser rigoroso.

D.Beatriz residiu sempre no Rossio ao Sul do Tejo, num, um edifício suficientemente imponente para toda a gente o saber.

E a Net, através do Mirante informa disso. 

Morreu salvo erro nos anos 80. 

E tinha sido casada canonicamente com o sr. Manuel da Fonseca, de quem teve 2 filhas, uma das quais casada com o médico Dr.Alfredo Godinho, filho do General Godinho.

Casou depois mais duas vezes civilmente, sendo divorciada no momento em que terá efectuado a alegada doação.

De forma que o declarante na escritura de justificação tinha obrigação de saber isso e tinha na paróquia do Rossio ao Sul do Tejo os documentos necessários para comprovar o estado civil da benfeitora.

A neta da benfeitora mantém uma casa no Rossio de Abrantes.

E o director da Nova Aliança tinha obrigação de não publicar informações erradas.

A Igreja tem o dever de ser de preservar a memória das pessoas que a ajudaram.

E de preservar os arquivos que estão na sua posse e de os consultar, antes de produzir documentos com efeitos jurídicos.

ma

Fotos. Abrantes Cidade Florida, Igogo  

  



publicado por porabrantes às 22:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.08.17

arreciadas.png

arreciadas 2.png

Gazeta do Tejo,1995

 

O sr.Vergílio Marcelino é diácono

 

Pode ser que lendo isto a catequista aprenda.

ma 



publicado por porabrantes às 12:34 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.08.17

cemitério arreciadas.png

O amigo Armindo Silveira publicou isto, era 12 de Agosto:

 

''Perigo no Cemitério de Arreciadas. Diversos pinheiros estão a colocar em perigo quem tem que ir visitar os entes queridos pois os pinheiros estão inclinados para dentro deste cemitério. Segundo alguns populares, o Presidente da U. F. de S. Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo, tem conhecimento da situação já há tempo suficiente para tomar as respectivas diligências para resolver o assunto. Mais informaram que um grupo de senhoras deu-lhe conhecimento no local. Esperamos que esta situação seja urgentemente resolvida pois, se a tragédia acontecer, temo que a "culpa morra solteira". Aguardamos os desenvolvimentos.''

 

Hoje uma árvore de grande porte provocou uma tragédia no Funchal, depois de avisos vários à autarquia local

 

Diz o Armindo que o cemitério é da União de Freguesias ou da CMA.Não sei.

 

Dava isto para uma cáustica crónica sobre aquilo que os burocratas chamam actividade cemiterial

 

Segundo a CMA os cemitérios rurais não estão sob a sua alçada, e há juntas bem como a cacique, bem como o Bruno Tomás que dizem que ''são do povo''.

 

E em Casais de Revelhos os coveiros trabalham à gorjeta.

 

Tudo isto serve para dizer que em caso de acidente que destrua campas ou mate alguém vai ser o bom  e o bonito, com gente a escapulir-se à responsabilidade.

 

barquinha.png

Parece que tiveram o morto numa arrecadação e trataram a família abaixo de cão.

ma 

 



publicado por porabrantes às 16:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.06.17

luis alves.jpg

O homem não precisa de identificação para cravar ma$$as ao Eduardo Catroga....

arreciadas.jpg

Mas este mato prolifera nas Arreciadas e sendo informado pelo povo sobre ele, a criatura.....

pai neto.png

 Só uma nota ao que diz o Armindo, se a rua é pública, é a Junta ou a CMA que têm de cortar a vegetacão numa faixa de 10 metros de cada lado....

 

ma

devida vénia Cidadão Abt, Armindo Silveira  



publicado por porabrantes às 23:43 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.04.16

candeias silva.jpg

O Eduardo Campos e o Doutor Candeias Silva

Eduardo Campos.png

foram autores, em 1987, do ''Dicionário Toponímico e Etimológico do Concelho de Abrantes''

 

Uma tese recente mete em causa algumas das interpretações dos Autores.Um dos problemas essenciais da obra citada é desprezar a sábia interpretação do arabista José Pedro Machado, para decifrar a origem de certos topónimos da região.

José pedro machado.jpg

 Nem o Eduardo, nem o Doutor Candeias sabiam árabe, José Pedro Machado sabia. Como sabia muitíssimo sobre língua portuguesa, mais que os dois anteriores juntos, como o atesta o seu Dicionário etimológico da língua portuguesa .

A tese de Eduardo Campos é, como sabemos,  que houve ermamento cá no burgo (ou seja que Abrantes estava despovoada antes da época afonsina ).  

Se havia presença muçulmana na região, teria de haver toponímia de raiz árabe e dois dos topónimos dessa origem foram negados pelos autores citados. Numa tese relativamente recente (muito boa) Filipa Santos coloca em causa essa interpretação

alcolobre.png

e defende que Abrantes podia ter origem árabe e que podia  ser uma cidade ou uma alcaria ou seja uma povoação de escassa importância.

A tese de Filipa Santos vem na esteira dos trabalhos  muito importantes do Doutor Sílvio Alves Conde que sustentaram que o Médio Tejo era um espaço humanizado aquando da Reconquista e portanto com presença berbere,árabe e moçárabe.

 

tese filipa.png

 

Entre os topónimos que denotam clara presença árabe está para a Drª Filipa Santos: ''Arreciadas'' que como já explicara José Pedro Machado significa ''calçada''.

doaçao santiago 2.png

 

 mn

 

tese de Mestrado  defendida na Faculdade de Letras, 2011

 

créditos: foto do EC-CMA. Candeias Silva-Jornal de Alferrarede; José Pedro Machado: Biblioteca Nacional; Extractos da tese da Drª Filipa Santos

 

  

  

 



publicado por porabrantes às 10:31 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.03.15

Terão medo que os putos roubem os baloiços????

 

 

arreciadas.jpg

foto e texto seguinte transcrito da ''minha rua'' com a devida vénia

 

Rua Principal - Parque Infantil
Submetido
Anónimo
-
04/03/2015

Ex.mos Senhores, Venho respeitosamente solicitar que procedam a diligências que achem necessárias, para a reabilitação do parque infantil da localidade de Arreciadas, tendo em conta que é o único espaço lúdico existente na aldeia disponível para as crianças lá moradoras. Recordo que o parque infantil está encerrado a cadeado, tendo o pavimento e todos os baloiços completamente destruídos, há vários anos. É de salientar ainda que já por diversas vezes foram vistos por lá, funcionários do Município, a fazer levantamento dos estragos, mas possivelmente a intenção seria "para Inglês ver", tendo em conta que nada foi melhorado. Ao dispor de V.Ex.a, Atentamente Ana Sofia Rafael Lúcio

 

 

Comentários:

Exmos Senhores. De acordo com o pedido supra identificado, venho, também, solicitar a V. Exas. que procedam então ás respectivas obras necessárias para a requalificação do parque infantil, dado que não há qualquer outro espaço lúdico onde as crianças possam brincar. Ao vosso dispor Subscrevo-me Ana Filipa Pires Lopes
Anónimo  |  04-03-2015 |  11:48 | 


publicado por porabrantes às 21:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.10.14

 Esta é a estupenda casa  tripeira do homem de negócios inglês, Wilian C.Tait, que em 1880 iniciou em Abrantes, a plantação industrial de eucaliptos e acácias. Foi um precursor na Europa, para mal dos nossos pecados.

 

Plantou 690 hectares de acácias e eucaliptos, e a sua iniciativa despertou admiração na Europa.

As plantações chamavam-se Nova Austrália e Nova Tasmânia.

 

Foi um homem notável, com grande importância nos estudos de ornitologia (algumas referências à região) e à botânica.

Não é preciso procurar muito para descobrir que era correspondente de Darwin.

A Silvicaima ainda hoje combate as acácias introduzidas por Mr.Tait.

Em 2009 pediu licença à CMA para eucaliptizar mais de 200 hectares na Nova Austrália e deram-lhe a licença sem rebuço ou seja sem qualquer preocupação ambiental.

Finalmente devo dizer que um fogo perto desta propriedade, numa densa mata de eucaliptos, que subia para as Arreciadas, nos anos 80, foi o espectáculo mais tenebroso que vi, depois do incêndio da Faculdade de Ciências em Lisboa, onde explodiu o laboratório de química com assinaláveis efeitos pirotécnicos  

 

MN

créditos:

 

Manuel Miranda Fernandes

Acácias e geografia histórica: rotas de um percurso global (parte1)

 

A foto da Casa Tait (hoje propriedade da CM do Porto) foi retirada do blogue Dias com Árvores de Paulo V.Araújo e Maria P.Carvalho



publicado por porabrantes às 20:11 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 02.06.13

Fui falar com uma amiga minha que foi Professora na progressiva localidade das Arreciadas. Dizia-me que tinha lá muitos alunos de São Macário.

 

 

Um dia apareceu-lhe uma mãe a dizer que o filho tinha problemas psicológicos.

 

 

Os quais:?

 

''Tem medo dos pretos''!!!!!

 

 

 

A minha amiga ficou desaustinada. Que faria com que o miúdo, um puto reguila e simpático, estivesse em vias de fundar uma delegação do Klu Klux Kan no povoado????

 

Mas porquê???? perguntou ela, pedagógica e interessada.

 

Um dia estava ele a dormir na bonita casinha que construímos, com tolerância municipal, quando às 8 da manhã, irromperam por ela uns ''gachôs'' vestidos de preto, com máscaras pretas, luvas pretas e metralhadoras. Revistaram tudo. O Ramiro ficou aterrorizado. Desde aí não dorme pensando em novo ataque dos ''pretos''.

 

 

      

 

 

A minha amiga claro mandou o Ramirinho prá psicóloga não se vá criar um grupo de ferozes racistas anti-pretos na idílica aldeia de São Macário.

 

Suzy 



publicado por porabrantes às 19:31 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Caçadores das Arreciadas ...

Sair de casa com a cadeir...

D.Beatriz Caldeira Soares...

Diácono abrantino protest...

As árvores do cemitério d...

O canavial das Arreciadas...

Abrantes árabe

Crianças das Arreciadas c...

O homem dos eucaliptos

Os pretos

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds