Segunda-feira, 17.10.16

Jurámos encontrar algumas das senhoras e meninas (na época dizia-se mademoiselles) que estavam na inauguração da Assembleia. Para já isto vai devagar, mas encontrámos a Palmira Tito de Morais...mas quando era um bebé.

 

FotoPaisManuelPalmira.jpg

O Almirante Tito de Morais, que vinha muito pelos Telheiros ou melhor ''Tito Augusto de Morais e Carolina (pais) e Manuel e a irmã Palmira.'' (foto e texto entre aspas do blogue CTM 

 

O Manuel foi um destacado anti-fascista, fundador do PS e um dos pais da Liberdade que temos.

 

O Almirante esteve no 5 de Outubro e tomou o  navio S.Rafael. Se o Ramiro Guedes foi Governador Civil foi graças a homens como ele...

 

Era cunhado de Augusto Paiva Bobela da Mota, o dono dos Telheiros.

 

mn

 

devida vénia ao blogue CTM que trata da família Tito de Morais



publicado por porabrantes às 22:41 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.07.15

Não foi só a menina Pintasilgo que ilustrou o fascismo abrantino. Começamos o rol:

 

mp abrantes.png

Segundo Irene Flunser Pimentel in História das organizações femininas do Estado Novo, Temas e Debates, 2001, já temos um nome para a MPF

 

Caça miúda?

Também será caça miúda o nome do dirigente fascista da ANP que participou na ocupação da Assembleia?

Fazia o homem parte da direcção da ANP, presidida pelo dr. Lizardo Chambel, tendo como vice-presidente o dr. Ruivo da Silva, genro de Apolinário Marçal.

O ocupante  fez parte, segundo um jornal local da época, da Comissão que ia transformar a Assembleia num Centro de Cultura Popular.

Entre um uísque e outro, dizia o dr. Joaquim Costa e Simas, ''Cultura Popular? será que o prof........vai lá organizar um Rancho Folclórico como o do Pego?'

mn

 



publicado por porabrantes às 12:55 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.03.14

A prudência e a boa educação são necessárias na vida eclesial, como sabe a distinta aristocrata e directora da Nova Aliança, Drª Ana Soares Mendes, a quem beijo a fidalga mão.

 

Venho por este meio requerer à Directora da Nova Aliança que tente colocar estes valores eternos (prudência e a boa educação) na cabeça dos responsáveis católicos locais.

 

Já chega de escrituras de justificação à maneira!

 

Mas não era disso que eu queria falar. Como se sabe o Projecto Homem abrantino parece que funciona em:

 

Comunidade Terapêutica João Guilherme

Direcção Técnica:

Cónego Dr. José da Graça

Quinta Álvaro Gil – Sentieiras

2204-909 ABRANTES

Tel: 241 365 400

 

 

 

 

isto é o que parece e por esta informação do governo açoriano teria 65 camas das quais 56 são convencionadas.....

 

O que parece, porque também funciona neste sítio

Projecto Homem

R. da Barca, 35 2200-000 Abrantes

Santarém - Abrantes

Actividade(s):

Igrejas e Entidades Religiosas

 

que até há pouco era (não sei se ainda é, se o Paulo já fez a escritura) propriedade da Assembleia de Abrantes, Lda, que pagava o IMI.

 

O projecto Homem (ou talvez V.Exa lhe queira chamar projecto Cónego) foi sacudido por um gravíssimo escândalo, onde estão em causa responsabilidades penais e cíveis a apurar, embora haja quem gostasse que ficasse tudo no limbo....

 

Acontece que o Papa aboliu o limbo....

 

Haveria mais coisas a dizer mas só quero perguntar umas, não seria de bom tom, não associar o nome límpido da Assembleia de Abrantes, de cujos prestigiados sócios  a sua distinta família faz parte, a um organismo sob suspeita????   

 

As suspeitas podem ser levantadas se o Director daquilo mandar fazer uma auditoria externa, esclarecesse o povo e os medias sobre o que se passa e ainda quando o Ministério Público se der ao trabalho de clarificar a situação.

 

Por enquanto há suspeitas e havendo-as, cara fidalga, não seria melhor prá Assembleia de Abrantes despejar o projecto Homem????

 

 

M. N

 



publicado por porabrantes às 13:41 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.02.14

Porque é que a CMA tomou a opção de classificar a Assembleia como ''valor concelhio'' e não tentou que o imóvel fosse classificado como de interesse público????

 

Esta classificação é feita pela pela Administração Central e os critérios de organização do processo são muito mais rigorosos e o grau de protecção muito mais elevado.

 

O eng. Miguel Pais do Amaral, através de proposta feita pela Associação Portuguesa de Casas Antigas,  conseguiu a classificação do

 

 

 

DGMN

 

 

Castelo da Quinta do Bom Sucesso como IIP

 

 

 

Vale menos a Assembleia que o Castelo neomanuelino de Alferrarede?

 

nem por isso.....

 

A CMA tentou a classificação do Teatro São Pedro como IIP e o processo foi chumbado pela tutela, entre outras coisas porque o processo  não tinha a qualidade deste, realizado através da Associação Portuguesa de Casas Antigas

 

 

 

 

 

e ainda porque a nível nacional há muitos cine-teatros com a qualidade arquitectónica do São Pedro...

 

De forma que há no ar a sensação de que tiveram medo de novo chumbo, não se atreveram a defender a qualidade ímpar do risco de  Raul Lino no edifício da  Assembleia e portanto a Assembleia ficou reduzida a ser valor concelhio

 

Que falta de audácia!!!!!

 

Bem, reservo o resto dos  comentários para outro sítio

 

MA



publicado por porabrantes às 22:46 | link do post | comentar

Saiu hoje no Diário da República 

 

 

 

 

Se lerem bem descobrirão que o Edital está redigido de uma forma que não é conforme à Lei do Património

 

 

A classificação legal para este tipo de edifícios classificados é de imóvel de interesse municipal

 

Os bens móveis e imóveis podem ser classificados como de interesse nacional, de interesse público ou de
interesse municipal.

 

 

 

e não como monumentos de interesse municipal

 

O processo foi atribulado e a própria Administração abrantina reconhece a ilegalidade que cometeu na deliberação de 16 de Setembro

 

 

 

 

isto é enviaram para a Assembleia Municipal uma proposta de deliberação, que estava fora da competência daquele órgão

 

 

a barraca do costume .....

 

 

leiam agora o arrazoado do Edital: 

 

'' um bem imóvel cuja protecção e  valorização  representa um valor cultural de significado predominante para o Município de Abrantes''

 

predominante sobre quê?????

 

sobre os outros imóveis classificados?????

 

um valor concelhio ''predomina''sobre imóveis classificados pela Administração Central como ''monumentos nacionais''?

 

A Assembleia ''predomina '' sobre Santa Maria do Castelo????

 

O Edital descreve mal a localização do imóvel

 

Diz que está situado na freguesia de S.João que já não existe...

 

O que existe é uma União de Freguesias....

 

Irá alguém reclamar???

 

Nunca se sabe....

 

Quais os efeitos legais duma classificação?

 

O imóvel pode ter benefícios fiscais em termos de isenção de IMI, está proibida que se faça qualquer escritura de justificação dum imóvel classificado sob pena de nulidade, a CMA gozará de direito de preferência em caso de venda ou dação em pagamento...

 

terão pensado nisto os sócios da Assembleia????

 

como sempre com um bom jurista há maneiras de contornar estas medidas, veja-se o atribulado processo do Cine-Teatro Rosa Damasceno e as banhadas judiciais apanhadas em Tribunal por uns tipos que quiseram impedir a venda desse imóvel

 

corrigidos os defeitos do edital (que também não exibe a planta do imóvel) a medida poderá ser positiva em termos de política cultural e patrimonial abrantina

 

há outros pormenores ....

 

o art 20º da Lei do Património dá ao proprietário do  Imóvel o direito de requerer a expropriação do imóvel e a CMA será obrigada a comprar ao preço de mercado, 

 

isto é se a dona do imóvel (a Sociedade Assembleia de Abrantes, Lda) requerer a expropriação a CMA terá de largar cerca de um milhão de euros...que é o que vale a Assembleia avaliada por baixo

 

outros efeitos serão...ficará proibido estacionar furgonetes de farturas pegachas  em frente da Assembleia....

 

 

 

MA

 

 



publicado por porabrantes às 21:02 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.12.13

É um interessante estudo da arq. Carla Garrido de Oliveira que pode ser lido aqui. Trata da Assembleia enquanto imóvel de relevante interesse que já devia estar classificado há muito se não fosse o desleixo municipal.

 

 

No estudo cita-se nas notas bibliográficas a Tubucci e o eng. José Albuquerque Carreiras, peticionário nº 1 bem como o blogue Coisas de Abrantes , e há agradecimentos ao Sr Dr. Paulo Guedes de Campos (gerente da Casa, os outros são o Dr.. Luís Moura Neves Fernandes e a Sª D. Isabel Godinho Alberti ) , ao Sr. António Morgado do Arquivo Histórico '' Dr.''  Eduardo Campos e à arquitecta Sala Morgado da CMA.

 

 

Além do lapso garrafal de licenciar o Eduardo Campos depois de morto ( só tinha os estudos secundários da velha EICA e sabia mais que certos historiadores que fazem passar por professores doutores) a Autora também perfilha a ideia de que Abrantes é uma vila, apesar de ser cidade desde meados dos anos 10 do século passado.

 

Falta ainda na bibliografia o artigo importante de Diogo Oleiro no Abrantes Cidade Florida sobre a Assembleia e o livro fundamental do arq. Santa Rita Fernandes.

 

A autora consultou o fundo documental da Assembleia no Arquivo localizado no depósito de sucata municipal e perguntamos nós: quem o terá levado para lá?

 

É óbvio que teria de  estar na sede da empresa Assembleia de Abrantes, LDA.

 

Numa pequena nota a Autora diz que se apercebeu da existência de um debate sobre o futuro do edifício. Há debates e debates, sócios que gostariam de que fosse lá proibida a entrada a licenciados que gostam de arrasar cidades, posição defendida pelo Prof. Arquitecto Duarte Castel-Branco, ex-Presidente da Assembleia Geral daquela casa.

 

Pena que não o tenha ouvido, porque a teria esclarecido melhor que Sara Morgado, dado o seu amor a Abrantes, ser sócio da casa e ainda pela sua relevância académica.

 

A Autora insurge-se com toda a razão pelo vandalismo que significou a demolição nos anos 60 da Casa do Capitão-Mor, palacete ou Casa-Nobre localizada onde está agora o edifício que albergou o Pelicano.

 

Terão contado à arq.Carla Garrido que haviam uns curiosos que pagaram mais de 800.000 € por isto?

 

 

 

 

arq.Beatriz Noronha do atelier de António Castel-Branco.

 

 

De qualquer forma um interessante estudo a ler e a meditar. A D.Céu Albuquerque e os municipais se o lerem passam a saber que não devem construir caixotes de betão gigantescos no centro histórico das Cidades

 

Finalmente deveria a Autora ter entrevistado algum dos revolucionários de pacotilha que ocuparam o edifício em 1975, conspurcando a memória do General Godinho, morto pela canalha fascista, que era sócio da casa e de quem é neta a Srª D. Isabel Godinho Alberti.

 

MN 

 



publicado por porabrantes às 22:31 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.03.13

cuja propriedade foi invadida por um beato chamado Barata Gil e alguns amigos

 

 

os amigos grandolavam...... e o

 

 

 Barata Gil cantava '' a 13 de Maio/à sombra duma azinheira''

 

 

 

 

 

'

Cânticos Marianos do Santuário de Fátima
 
14 audio(s)

 

  

 

 



Enviar pedidos de oração para:

pedidos@fatima.pt

 

 

os motivos que levaram o Barata Gil a invadir a Assembleia foram certamente tentar converter o Dr.Semedo

 

 

 

 

Miguel Abrantes, ateu como o Sr.Dr.Afonso Costa



publicado por porabrantes às 17:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.03.13

Caro amigo,

 

 

Escreveu o ilustre amigo à Senhora Drª D. Maria do Céu Albuquerque, Presidenta da CMA, uma carta irónica, divertida, bem-disposta que fez o Concelho rir à gargalhada enquanto os municipais e municipalizados (que são uma versão abrantina dos sipaios que o Senhor conheceu bem em Moçambique), ficavam azuis.

 

Lembrar-se-á caro Amigo que tivemos aqui uma amável discussão sobre se o ajudante do Anacleto Baptista no Coro do Cónego, onde entoam aquelas melodias tão bonitas e celestiais ''a 13 de Maio na Cova da Iria/ apareceu a Virgem Maria'  teria participado no asssalto e ocupação de uma empresa e centro cultural abrantino ''Assembleia de Abrantes''.

 

 

Dizia o amigo que  vira numa revista ''fotografia da ocupação da Assembleia de Abrantes a ser encabeçada pelo Barata Gil. '' Não duvidei da sua palavra, mas resolvi procurar prova documental, e agora que arrumo os meus papéis, encontrei isto



 



´''o Jornal de Abrantes ''de 19 de Abril de 1975



Portanto o militante PS Barata Gil, companheiro do Anacleto Baptista no coro onde tocava certo órgão, fez parte segundo esse Jornal do grupo que ia administrar uma propriedade privada ilegalmente ocupada.


A ousadia do musical Barata Gil foi tanta que se atrevia a ocupar um imóvel que  era e é duma sociedade onde então era gerente o meu amigo e anti-fascista dr. Correia Semedo, que foi impedido pela ditadura de ser Magistrado do Ministério Público.


Como se sabe não são conhecidas ao Barata Gil quaisquer actividades contra a Ditadura, antes pelo contrário, era homem dum convívio frequente com a reacção clerical e o seu elemento era a sacristia, onde se sentia como  um peixinho dentro duma pia de água benta.



Assim a sua biblioteca, que deve ser composta de missais  e boletins encadernados do Apostolado de Oração e do Cavaleiro da Imaculada, 




está Casa de Santa Maria.


Podia tecer várias considerações sobre a lista onde está um peticionário e grande abrantino o Mário Pissarra, um rapaz amigo meu, o Estevão, único militante abrantino da AOC ( a espinha na garganta do Cunhal) e um fundador do PS de Abrantes, medalhado outro dia pela Senhora Albuquerque, o Prof. Passarinho.....




Desporto em Abrantes


e um membro ( excelente pessoa ) da direcção política da ANP!!!!!!



Sobre a identidade do ocupante, do partido único salazar-caetanista (que não é nenhum dos referidos) guardarei silêncio até que publique a lista toda...


Mas uma coisa espanta-me, que raio de revolucionários eram estes que ocupavam uma empresa onde um dos sócios era o General Marques Godinho (morto pelo fascismo), o meu amigo dr. Costa e Simas (a monte em 1958 para não ser  engavetado pela PIDE), o dr. Semedo e Duarte Castel-Branco, o amigo doutro morto pelo fascismo, o mítico escultor



 


Nada mais por agora tenho a dizer, a não ser que o ilustre amigo tem uma memória prodigiosa


Com os nosso cumprimentos


Marcello de Noronha



PS- naturalmente tenho de perguntar onde estavam os ocupantes antes do dia 25 de Abril de 1974, excepto o Zé Alberto e o Estevão da AOC...bem e o senhor da ANP que estaria a tomar a bica com o sr. dr. Lizardo Chambel .


Onde esteve o Zé Alberto e o Estevão sei, numa cadeia por razões políticas quando desertou outro amigo, o Mário Rui Cordeiro

 



publicado por porabrantes às 18:47 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.10.12

 
Espectacular vista do Castelo de Abrantes com as casernas militares.
 
 

 

CasteloLateral1968.jpg

 

 
 
 
 
 
 
 
 
ASão as casernas do Castelo onde estava um Regimento de Artilharia. Em cima da Torre de menagem havia umas metralhadoras anti-aéreas. Os cavalos puxando os canhões baixavam pela Rua Correia de Lacerda. As casernas forem todas demolidas nos anos 60!!!!! Nós não nos lembramos disto assim....Um dia o dr. Manuel Fernandes foi fazer uma inspecção higiénica ao quartel  Furioso o comandante, Coronel Rosado, mandou afixar fotografias do dr.Fernandes nas paredes do Castelo alegadamente com ordem ao sentinela impedir o médico se aproximar do quartel a menos de 50 m  . Foi expulso de sócio da Assembleia pelo anúncio.
 
Notas:
 
Dr.Manuel Fernandes, ao tempo Delegado de Saúde e chefe da facção política do Estado Novo adversa a Henrique Augusto da Silva Martins, o outro líder local da União (desunida) Nacional abrantina
 
 
A UN dos 30-50 em Abrantes era como o PSD abrantino actual o reino das facções inimigas que não hesitavam em golpear o rival a qualquer momento......
 
 
MN


publicado por porabrantes às 14:02 | link do post | comentar

Domingo, 16.09.12


Artur Lalanda  disse sobre Do Mistério do hotel ao mistério do parto PS na Sexta-feira, 14 de Setembro de 2012 às 17:40:

 

     

Não sei acrescentar nada à fundação do PS em Abrantes, mas por falarem no Carlos Barata Gil, de quem continuo a ser amigo e de quem fui colega de trabalho, na Hidráulica, nos anos cinquenta do séculos passado, não desperdiço a oportunidade de informar que, através de leitura de uma revista, em Lourenço Marques, que nessa altura se publicava em Lisboa e cujo nome não recordo, com grande espanto meu, vi a
fotografia da ocupação da Assembleia de Abrantes a ser encabeçada pelo Barata Gil. 
Depois de voltar de África, nunca lhe falei no assunto, mas, apesar da amizade que mantenho, nunca consegui entender como foi possível semelhante atitude da parte dele.

 

 

Caro Sr.Lalanda, 

 

Nós podíamos acrescentar mais à história da fundação do PS de Abrantes, mas achamos que tem de ser o actor principal desse acto, o Sr.Dr.Eurico Consciência a contar-nos mais coisas.. Alguma coisa já escreveu e disse, mas não contou tudo. 

Conforme formos ordenando o nosso arquivo, talvez saia aqui reproduzido algum do material já publicado, com alguma recensão crítica. Também compreendo que o Sr.Dr.Eurico Consciência seja reticente em falar, porque já aconteceu que a revista Zahara, o censurasse numa entrevista, porque ele tinha referido como personagem principal da política de Abrantes, nos primeiros meses do pós-25 de Abril a Drª Fernanda Pereira, mulher do Dr.Orlando Pereira, senhora com evidentes laços ao PCP.

 

Aquilo que é inadmissível é a tentativa por parte de certos ''históricos'' do PS de reescrever a História.

 

Quanto à ocupação da Assembleia, um disparate notabilíssimo do populismo esquerdófilo local, desconhecia a intervenção do snr.Barata Gil . Recordarei apenas que o Miguel Serras Pereira fez a reportagem na Vida Mundial  e disse que estava lá um deputado. E não era um gonçalvista.

Que um deputado se dedique a ocupar um imóvel, propriedade de terceiros e da importância patrimonial da Assembleia, define o tipo.

Que o façam consciência moral de qualquer  coisa já ultrapassa as marcas.

Já sei que me vão dizer que foi há muito tempo e que não se deve falar do passado, coisa chata....

De maneira que não falarei desse passado, espero só colar aqui a reportagem da Vida Mundial, um dia destes. O povo que julgue.

Falarei doutro passado. A brilhante Comissão de Luta Popular que ocupou a Assembleia (dessa, tenho a lista algures...) prometeu que aquilo iria ser um Centro de Cultura Popular. Nunca vi lá nada nem de popular, nem de cultura. Quando verificaram que eram incapazes de fazer ''Cultura Popular'' entregaram as chaves à CMA. Os proprietários diligenciaram para as recuperar. Um autarca disse ao Sr.Dr.Joaquim Costa e Simas, que fazia parte do grupo que foi pedir as chavezinhas:

Não as dou.

 

Joaquim José Costa Simas

O Dr.Simas: Dás, dás. E apertou-lhe os colarinhos.

É pá, ò doutor, não se zangue, leve lá as chaves.....

Foi assim, segundo contaram outro dia na Assembleia Geral da Sociedade.

 

Cumprimentos

Miguel Abrantes 

 

PS-O seu outro comentário era semelhante a esta.  

 

  

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 12:18 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Ainda a inauguração da As...

Fascistas abrantinas

Despejar o projecto Homem

A classificaçao da Assemb...

A classificação da Assemb...

Um estudo sobre a Assembl...

Ao Dr.Correia Semedo

Carta ao Senhor Artur Lal...

O Dr.Manuel Fernandes e o...

As chaves

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds