Sexta-feira, 28.12.18
Constância sem estratégia de intervenção
 

Em Novembro, os eleitos da CDU nos órgãos autárquicos do concelho de Constância fizeram um balanço do trabalho realizado na Câmara e Assembleia Municipal, assim como nas freguesias de Constância, Montalvo e Santa Margarida da Coutada, onde o PS está em maioria.

No encontro concelhio concluiu-se que «não existiu qualquer mudança para melhor» desde Outubro de 2017, como se observou na organização das festas do concelho e Pamonas Camoneanas, nas actividades culturais e desportivas promovidas pelo município e freguesias e na relação destas com o movimento associativo.

«Não melhorou a limpeza dos aglomerados urbanos nas freguesias de Montalvo e Santa Margarida da Coutada onde, durante o Verão, predominou uma invasão de ervas pelas ruas e em que espaços emblemáticos, como o Açude, foram abandonados e desprezados», acusa a Coligação PCP-PEV.

As críticas estendem-se ao «encerramento e reabertura do Centro Escolar de Santa Margarida, sem os pareceres autorizados dos serviços de saúde», assim como ao «encerramento completo do parque infantil em Montalvo».

Num presta contas distribuído à população e divulgado à comunicação social, a CDU lembra ainda que o executivo PS ainda não conseguiu «convencer» o Governo e o município de Abrantes para a «urgência» de uma nova ponte, entre outras matérias.

 

no Avante a 20-12-2018

 

com a devida vénia



publicado por porabrantes às 17:07 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.09.18
''Municípios rejeitam transferência de competências em 2019

PODER LOCAL Um pouco por todo o País, são cada vez mais os municípios que contestam e recusam a transferência de competências para as autarquias e entidades intermunicipais. ''

No Avante
 
e tem toda a razão

 

E continua o jornal

 

 

(...) Alcácer do Sal, Alpiarça, Alvito, Arraiolos, Avis, Benavente, Cuba, Évora, Grândola, Montemor-o-Novo, Monforte, Mora, Moita, Palmela, Seixal, Sesimbra, Serpa, Setúbal, Silves, Sobral de Monte Agraço e Vila Viçosa, também recusaram a descentralização de competências no próximo ano. Às autarquias CDU juntaram-se Espinho, Maia, Porto, Santa Maria da Feira e Vila do Conde.(....)

 

 

mn

 

 

 



publicado por porabrantes às 22:09 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.08.18

sindicato tramagal 1960 avante nº295 novembro

Avante, Novembro de 1960

 

A notícia é a sequência disto

 

mn



publicado por porabrantes às 14:30 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.06.17

''No Algarve, cerca de 70 trabalhadores participaram numa manifestação, ao fim da tarde de quinta-feira, 13, no centro de Vilamoura. Com início junto ao Hotel Crowne Plaza Vilamoura, o desfile percorreu o anel de hotéis, na zona da Marina, com os manifestantes a gritarem palavras de ordem e distribuindo aos turistas um comunicado em várias línguas. Frente ao Hotel Luna Olympus, entre outros dirigentes, interveio Arménio Carlos, Secretário-geral da CGTP-IN.
Numa moção aprovada no final assinala-se que os trabalhadores «são os únicos que não estão a beneficiar dos excelentes resultados dos últimos anos». Enquanto os proveitos das empresas subiram 17 por cento, só em 2016, os trabalhadores sem actualização salarial perderam mais de nove por cento de poder de compra, só relativamente à inflação oficial.
''

 

avante luna.png

 

 

O Avante diz ainda que um epresário com interesses abrantinos, o Amorim, foi obrigado a ceder à luta dos trabalhadores, acabando com os horários ilegais, no Casino da Figueira

 

mn


tags:

publicado por porabrantes às 10:47 | link do post | comentar

Sábado, 19.11.16
''Passos firmes
e seguros em Abrantes
 

No concelho de Abrantes, a venda do Avante! tem vindo a aumentar nos últimos seis meses, fruto do esforço, criatividade e dedicação da organização local do PCP. Para além da distribuição regular, orgânica, da imprensa partidária pelas organizações de freguesia do Partido, os comunistas de Abrantes realizam uma vez por mês, em diversos pontos do concelho, vendas especiais de rua com resultados «bastante positivos», como sublinha Rui Cruz, responsável pela Organização Concelhia de Abrantes do PCP. Particularmente bem-sucedidas são as que têm lugar junto ao Mercado das Mouriscas, confessa.

Esta experiência começou há cerca de seis meses, quando os comunistas de Abrantes traçaram colectivamente as suas metas para o reforço da organização e intervenção partidárias: no caso da Organização Concelhia de Abrantes, o aumento da difusão do Avante! e uma mais regular e combativa afirmação pública do Partido e das suas propostas foram duas das medidas decididas; a realização de bancas de rua cumpre estes dois propósitos.

De então para cá, realça o responsável, todos os meses grupos de militantes do PCP dão corpo a bancas de rua, nas quais são vendidos jornais, distribuídos folhetos, esclarecidas dúvidas e trocadas opiniões sobre um sem-número de assuntos, da actualidade local, nacional ou internacional. Se nos primeiros tempos estas bancas não traziam vantagens visíveis, lembra Rui Cruz, isso foi só até se tornarem um hábito, garante. Hoje são já muitos os abrantinos que se acostumaram a ver os comunistas na rua, em locais e dias específicos, e que os procuram não só para adquirir o Avante! – e são dezenas os exemplares que são vendidos desta forma – como também para ficar a conhecer a perspectiva dos comunistas acerca do que se passa no País e no mundo.

Esta iniciativa teve como ganhos imediatos precisamente o estabelecimento de contactos próximos e frequentes com muita gente que não é do Partido e que até há alguns meses pouco ou nenhum contacto tinha com os comunistas, valoriza Rui Cruz.

Coesão, unidade e afirmação

Sendo esta experiência de venda de rua a que mais caracteriza a difusão do Avante! no concelho de Abrantes, há uma outra componente, pelo menos tão importante quanto esta, à qual os comunistas dedicam toda a sua atenção: a distribuição dos jornais pela organização do Partido, nas freguesias e localidades. Todas as quintas-feiras, conta o responsável, cinco quadros do Partido que compõem o Grupo de Trabalho da Imprensa vão ao Centro de Trabalho buscar os exemplares do Avante! destinados a cada uma das freguesias, distribuindo-os aos leitores, na maioria membros do Partido que usam o jornal para melhorar a sua militância comunista onde quer que ela se concretize.

Se a distribuição orgânica do Avante! tem o condão de reforçar a ligação do Partido aos seus militantes e de contribuir para a coesão e unidade internas e também para o próprio reforço orgânico do Partido, a venda de rua afirma o Partido e o seu projecto entre as massas. Ambas são essenciais para levar mais longe o órgão central do PCP e, com ele, divulgar as propostas e reflexões dos comunistas.

Evidentemente agradados com a considerável ampliação da difusão do Avante! concretizada no concelho de Abrantes, Rui Cruz e os seus camaradas da Organização Concelhia não se dão por satisfeitos e querem levar mais longe a distribuição do jornal, até porque – a realidade mostra-o! – as potencialidades são mais do que muitas. Um primeiro objectivo a alcançar, adianta o responsável, é conseguir que aqueles que compram o Avante! uma vez por mês, «quando vamos ter com eles», o passem a fazer semanalmente, por sua própria iniciativa. Só isto bastaria para que todas as metas traçadas para a difusão do Avante! fossem ultrapassadas em muito.

Mas para os comunistas de Abrantes, este será só mais um passo, importante, de um objectivo ainda maior.''

 

no Avante de 10 Novembro de 2016

 

com a devida vénia

 

 



publicado por porabrantes às 13:04 | link do post | comentar

Sábado, 09.04.16
A situação económica e financeira de Portugal caminha rapidamente para o descontrolo. No mais recente relatório da OCDE com previsões para 2009 e 2010, divulgado há poucos dias, prevê-se o agravamento da dívida pública e da recessão, a quebra do PIB e mais 10% do exército de desempregados. Os estados-membros da UEA estão divididos por interesses próprios quanto às medidas a tomar para combater a crise cujas causas nem eles ousam definir. Os banqueiros devoram-se uns aos outros. Os pobres pagam a factura da crise. A miséria e a fome alastram nas famílias. É a isto que o capitalismo como sistema do poder conduz inevitavelmente. Não há saída possível para qualquer futura sociedade capitalista. Foi tudo isto que ficou provado na reunião dos mais poderosos do G20. Nada do que é central na grande crise (e o que é central é o desemprego, a miséria e o desenvolvimento) obteve resposta viável ou, pelo menos, canais abertos de solução. Acabar com os paraísos fiscais? Dá vontade de rir. Os off-shores são o coração e os pulmões do capitalismo mundial. Extingui-los seria puro suicídio.
Não é essa a vocação dos financeiros. Preferem serpentear: os banqueiros, apoiados nos poderes do Estado, têm de ganhar tempo e simpatias. Conhecidos como forças danadas que semeiam a pobreza, devem ressurgir aos olhos do povo como anjos da paz. Assim, recolhidos à sombra da «luta contra a pobreza», aspiram continuar a dominar mercados.
É neste ponto que a Igreja Católica entra em cena.

O exercício da filantropia
e do combate à pobreza


Ao som das trombetas, a conferência dos países mais poderosos, a G20, anunciou que os grandes tinham chegado a acordo e que vinham aí 3 triliões de dólares para «salvar as empresas» e «amparar os pobres». Veremos se assim é e se algumas migalhas chegam à mesa dos que mais precisam... O simples anúncio é, entretanto, suficiente para as grandes fortunas embandeirem em arco.
Sócrates, com o descaramento que é o seu traço principal, veio confessar aquilo que sempre ocultou: no plano da Saúde o objectivo central deste Governo é privatizar o SNS. Vieira da Silva, o famigerado ministro da Segurança Social com o cargo de ministro as funções de coordenador do aparelho socialista, declarou que o Estado transfere diariamente 20 milhões de euros para a solidariedade com as famílias portuguesas.
 
 
É curioso que o PCP apoie agora um Governo onde está o famigerado Vieira da Silva

famigerado.jpg

Público
 
Quase tudo o que diz o Messias está certo. Embora haja que meter as coisas no seu contexto..... se fosse local trocava o nome do Jardim Gonçalves pelo do Cónego e gostaria de ver o PCP prometer confiscar o dinheiro vindo das off-shores do Kapital angolano
bb 
 

tags:

publicado por porabrantes às 20:47 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.12.15

Segundo o Avante (1957) a terra com mais anti-fascistas do concelho é o Souto. 

Estaria entre os presos algum nativo de Água das Casas, terra natal do Dr.Martinho Gaspar? Parece que não, este não menciona esta tradição de luta proletária nesta freguesia, na monografia que dedicou ao seu rincão natal.

souto 57.png

images.jpg

Centro de Trabalho do PCP no Souto. Seria o seminarista Rosa que distribuía o Avante?

ma  



publicado por porabrantes às 23:07 | link do post | comentar

avante 1956.png

O Avante, 1956

 

Era Provedor, salvo erro, o Dr.Agostinho Baptista. Segundo constava o Agostinho atribuiu a DO a local. Tenho de conferir o arquivo do Dr.Estrela.

 

ma



publicado por porabrantes às 22:48 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.12.15

GB tramagal.png

Pacheco Pereira-Estudos sobre o Comunismo

 

Quem era o GB?

 

mn



publicado por porabrantes às 21:17 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.11.15

natal de 1946 fundições avante.png

É verdade ou propaganda o que se dizia no Avante de Dezembro de 1946 sobre a luta sindical nas Fundições do Rossio e as más condições laborais?

Quem era o correspondente local do Avante (havia um no Souto...)?

Acho que nem o Domingos Abrantes que só entrou pró PCP em 1956 pode responder a isto.

A não ser que a pia fidalga tenha o arquivo da família em Évora e haja lá informação.

Também pode haver nos arquivos policiais, da administração do concelho, ou do neto dum sindicalista.

De qualquer forma ficamos a saber como o PCP achava que era o Natal no Rocio de Abrantes em 46.

Ah! Falta ver o Pacheco Pereira...

E que mais aconteceu em 46 em Abrantes

A D.Maria Manuel Serras Pereira recebeu esta carta e decerto não foi do Avante

mna 46.jpg

Nasceu um anti-fascista e seminarista no Rocio, que foi do PS, mas não do português ou abrantino

Esteve cá a Virgem Peregrina  e morreu o Prof. Manuel Rodrigues, que não chegou a substituir o Botas.

Já chega, que tenho mais que fazer.

Ir ao Tonho Paulos tomar umas minis com o neto do Albuqquerque.

mn

 



publicado por porabrantes às 16:50 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Constância sem estratégia...

Autarquias contra transfe...

Eleições sindicais à moda...

Trabalhadores protestam f...

Olha o Avante

Messias denuncia Igreja C...

O Souto é a terra mais an...

PCP desanca Provedor da S...

Quem era o GB?

Natal de 1946 nas Fundiçõ...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds