Terça-feira, 30.05.17

O Sindicato das Boas Notícias quer criar a ideia que está tudo bem, mas a Imprensa Internacional diz isto

 

vite.png

vite 2.png

leia a notícia e as declarações do Governador do Banco de França

 

no Le Point com a devida vénia

mn



publicado por porabrantes às 19:22 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.08.14

O primeiro Banco abrantino decente foi o Montepio Abrantino que leva o nome de Raimundo Soares (Mendes)

 

 

A filha do Raimundo foi banqueira por herdar do marido, o Mendonça , a Casa Bancária Visconde do Tramagal e aquilo faliu lá para 1930

 

 

O segundo Banco abrantino decente teve como o primeiro, um homem-forte, Francisco Eduardo Solano de Abreu

 

 

(...) ao Syndicato Agrícola de Abrantes e ao seu
illustre Presidente o sr, Solano de Abreu — que por
elle tanto tem feito e ao seu constante progresso tem
consagrado grande parte dos seus esforços — se deve
a primeira Caixa Económica e de Credito Âgricola
que, entre nós, se instituiu e hoje funcciona com geral
applauso de todos quantos se interessam e preoccupam
com o bem estar da lavoura portugueza.

Com effeíto, mercê de um aturado estudo, incansá-
vel esforço e nunca desmentida boa vontade, em 28 de
Dezembro de 1907, appareciam no cDiario do Governo»
— tendo merecido a regia approvaçâo — os Estatutos
porque passava a reger-se a Caixa Económica e de
Credito do Syndicato Âgricola de Abrantes.

 

 (...)

1) Foram fundadores d'esta Caixa Económica e de Credito
Agrícola, os srs.: José Joaquim d'Oliveira, Francisco Eduardo So»
lano d' Abreu, Thiago Hypolito Solano de Abreu, Jacyntho Car-
neiro e Silva, António Maria Dias Milheiríço, Francisco Xavier
Burguete, José Augusto Burguete, Abel Hypolito, Guilherme Hen-
ríque de Moura Neves, António Farinha Pereira, Joaquim Maria
d'Almeida Beja, José Ignacio d'0liveira, Arthur Armando Ribeiro
de Mello, António Apolinário Ferreira e Silva, Hermano Dias Fer-
reira, Luiz Cândido de Albuquerque do Amaral Cardoso, Luiz
Falcão Pacheco Mena, António Maria Antunes Franco, Eduardo
Duarte Ferreira, Luiz Ferreira Bairrão, Raymundo José Soares
Mendes, João José Soares Mendes, Luiz Guedes, José dos Santos
Ruivo & Irmãos, Jacyntho Serrão Burguete, Manoel Lopes Ignez,
João Lopes Ignez, Severino de Sant' Anna Marques, António Au-
gusto Corrêa de Campos, Thomaz Leitão e Zeferino Falcão. (...)

 

Não os vou apresentar a todos, há republicanos como o Farinha Pereira e o Luís Guedes (irmão do dr.Ramiro), conservadores católicos como o Moura Neves, progressistas como o Severino Santana Marques e o Solano, regeneradores como o Bairrão.....

 

Todos mereciam a fotografia, mas por preguiça minha só vai a do dono da Quinta de Santa Bárbara, em Constância, o médico Zeferino Falcão

 

   

 

e isto porque vou já prá Figueira da Foz apanhar o fresco e jantar com o neto dele.

 

Os textos entre aspas são do livro de João Henrique Ulrich, O Crédito Agrícola em Portugal, Livraria Ferin (boa livraria que ainda resiste no Chiado), Lisboa, 1908

 

Antes que o Gaspar dispare a dizer que os fundadores são os mais importantes proprietários agrícolas do concelho, acalme-se e repare que não está lá o 1º Conde de Alferrarede e outros. E está um homem que em 1908 ainda não era rico, nem grande proprietário, o ferreiro e já construtor de máquinas agrícolas Eduardo Duarte Ferreira. Está lá um militar, que eu desconheço se tinha terras cá em Abrantes, o Abel Hipólito (tenho de ver quem era a mulher). E está um importante proprietário agrícola, o João José Soares Mendes, que já tinha fundado uma fundição no Rocio que daria que falar.

 

Também não está lá ninguém da Casa Ataíde (Abrançalha), mas estão os Francos, da Praça de touros. Não estão os Temudos, donos do Pouxão e do Tainho e não está o Mendonça, republicano e banqueiro, Visconde do Tramagal, mas estão os familiares dele, os Soares Mendes. É estranho porque o Visconde Mendonça esteve muito ligado ao Sindicato Agrícola, como o esteve o dr. Ramiro Guedes (está lá o genro e o irmão dele). 

 

A Caixa de Abrantes e o Sindicato foram das primeiras instituições deste tipo em Portugal e o pioneiro dela, foi como tinha de ser, Solano de Abreu 

 

Bem já chega

 

 MN 

 

A ver se bebo depois de jantar um copo na Figueira, com o Zé Alberti, que é neto do Franco. Podem ver uma foto dele no Coisas de Abrantes, no post sobre a Praça de Touros.  Alguns dos citados têm fotos dispersas por este blogue.   

   



publicado por porabrantes às 16:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Imprensa Francesa arrasa ...

O segundo banco abrantino...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds