Quinta-feira, 26.04.18

O jornalista e artista plástico António Colaço, militante socialista, desanca com toda a razão a forma pindérica como deram cabo da Praça Barão da Batalha, em frente dum edifício classificado, a Assembleia de Abrantes.

pindéricos

Verificamos que o António já está quase restabelecido da chatice que teve. E em forma.

Com a devida vénia.

ma



publicado por porabrantes às 15:23 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.06.17

raul barbosa.png

O Autor é Raul Tamagnini Barbosa, e o pai dele....a quem o Barão da Batalha ofereceu a espada, que  destroçara os miguelistas, era João Tamagnini das Neves Barbosa, seu antigo ajudante de campo, no Castelo de Abrantes  

507928_155160tc3va3fa427f0n56.jpg

 

livro de registo praça de abrantes.png

 que acho que é um avoengo do António Castel-Branco

 

onde andará a espada de Sebastião Cabreira?

 

E quem ''tratou'' no Castelo do monumento ao Barão que teve uma fúria rebocadora (Diogo Oleiro dixit) e mandou rebocar as velhas muralhas medievais para ficarem mais bonitas?

 

São muitas incógnitas.....

 

ma



publicado por porabrantes às 22:21 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.06.16

ab barão da batalha.jpg

Ed. da Casa Havaneza. Anos 70, já depois do 25 de Abril (?)

ma



publicado por porabrantes às 08:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 29.01.16

É a melhor foto que vi deste século abrantino

 

abrantes 1949 helena correia de barros.jpg

1948-49, Barão da Batalha

 

Uma família vai a caminho de Cannes, vinda de Lisboa e pára para tratar de várias coisas em Abrantes

Foto Helena Correia de Barros.

Quantos terá agora a menina, gentil vóvó?

O  Carro é um Austin (grande máquina)

austin.jpg

 Vendeu o Austin, na cidade, o Sr.Ricardo Ferreira, pai do  Tó Luís Ferreira.

A empresa do Senhor Ferreira já se mudara da Ferraria para aqui. 

ferreira filho.jpg

 

não sei se pela época já vendia o Austin, nos anos 30 vendera Mercedes,

já devia vender..... 

austin ad 40.jpg

Conhecemos um Austin AD de 1948 que lhe foi comprado a ele.

 

mn 

 

 



publicado por porabrantes às 15:49 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.05.13

A sr drª Isabel Borda d' Água  fez a seguinte pergunta a 29 de Março:

 

 

A quem beneficia as alterações de estacionamento na zona histórica da cidade?? Às pessoas que lá vivem não é decerto e aos que lá querem ir tratar de algum assunto muito menos. A continuar assim os poucos comerciantes que vão resistindo acabarão também por fechar as portas tornando esta cidade ainda mais deserta. Esta política municipal deve ter sido pensada com os pés porque com a cabeça não foi.!! Eu vou ter que fazer uma exposição à srª presidente porque embora a minha mãe tenha 92 anos e precise que eu todos os dias lá vá a casa prestar-lhe assistência, como não sou lá moradora não posso estacionar o carro na rua dela e o parque que lhe fica mais próximo invariavelmente está lotado e daqui em diante estará mais ainda.


era 29 de Março


e acrescentou:

Isabel Borda D' Água Eu sei quais foram os interesses, mas pelos vistos ainda não chegou, querem acabar com o resto, parece que os que vivem dentro da cidade têm menos direitos que os outros, no entanto, porque vivem na chamada zona histórica ainda pagam mais impostos que quem vive fora!!


Estamos a 14 de Maio, esperei pacientemente até 13 de Maio, a ver se havia algum milagre de Fátima na edilidade e que esta fosse iluminada, como o Sr.Cavaco diz que foi a troika, mas Nossa Senhora não os iluminou e não se deram ao trabalho de responder a uma crítica que era e é acertada.


A política de trânsito agora encenada é absurda e só serve para dar mais um tiro num Centro Histórico que já está em agonia.

De forma que venho perguntar até quando vão persistir na falta de educação de não responder aos munícipes?

Já não pergunto quando é que liberalizam totalmente o trânsito no Centro Histórico que é a única forma de o animar.....


   

O Ribatejo dizia que a Barão tinha intenso movimento (1984) e não havia condicionamento de trânsito, agora há e há também um intensíssimo status quo: está sempre às moscas.... 

Finalmente para os particulares há uma solução: não paguem as multas de trânsito. O Senhor Provedor de Justiça acaba de dizer que as edilidades não podem passar multas.....

MA

 



publicado por porabrantes às 16:27 | link do post | comentar

Quarta-feira, 31.10.12

 

 

 

 

 

 

 

 

Vamos pedir a urgente classificação deste imóvel abrantino, dentro do centro histórico, por ser de grande valor estético, histórico e cultural. Veremos qual a resposta da CMA? escrevia a Tubucci no facebook a 18-10-2012

 

Dito e feito a Tubucci -Associação de Defesa do Património da Região de Abrantes requereu por ofício à CMA a 25-10-2012 a classificação desta casa, sita na Praça Barão da Batalha, mas também com fachada para o Jardim da Praça da República.

 

A casa que se encontra à venda, é propriedade dos herdeiros do Sr. Fernando Farinha Pereira.

 

 

 

 

(A BARCA)

 

 

O Dr. Paulo Falcão Tavares* explica-nos aqui o valor patrimonial deste imóvel:

 

 

O valor estético e simbolismo da arte dos esgrafitos em Abrantes

 

Este pequeníssimo texto pretende sensibilizar todos os intervenientes e o público em geral para o valor e para a situação de risco deste património, enfatizando a necessidade de salvaguardar a sua autenticidade material. Um dos resultados que mais se destacou durante a pesquisa por nós desenvolvida sobre os esgrafitos em Abrantes foi o facto de que a maioria dos esgrafitos inventariados terem sido sujeitos a tantas acções de pintura que, hoje, já não é perceptível o seu aspecto, os seus cromatismos e/ou as suas texturas originais. Sendo o esgrafito uma técnica decorativa com reboco à vista, há valores da matéria que não podem ser descurados, tais como a textura ou a cor das argamassas, pois são intrínsecos à natureza deste revestimento mural. Mesmo quando a actual cultura da conservação e restauro assume como condição sine qua non a conservação da matéria enquanto testemunho cultural, verifica-se frequentemente que, no caso do esgrafito, a intervenção é feita utilizando critérios da construção civil e não de conservação. Infelizmente, continua-se a constatar um desconhecimento sobre como intervir nos esgrafitos, resultando em intervenções ditas de “conservação” ou “recuperação” inadequadas, como, por exemplo, a aplicação de camadas de pintura sobre estas decorações, causando perda dos testemunhos e valores dos edifícios históricos. Em Abrantes temos a aplicação desta técnica, muito usada no Alentejo, e apresenta-se o panorama dos esgrafitos em monumentos religiosos, como o caso de Santa Maria do Castelo (exterior), ou num cunhal do Paço de Abrançalha (exterior), ou ainda no imóvel residencial civil, nº10-11 da Praça Barão da Batalha, um trabalho do melhor que conheço, mostrando exuberantemente 1 cruz enorme circundada por desenhos geométricos redondos com simbologia usada em quinhentos, ilustrando neste caso a cor, a textura e a superfície dos esgrafito que não foi alterada, pelo menos no 2º andar. Este exemplar único na cidade histórica? De Abrantes deveria sensibilizar o público e a Câmara para esta técnica de elevado grau artístico.  Urge classificar este edifício numa praça tão descaracterizada. Perder mais esta memória abrantina, da conhecida Casa da Cruz dos Pasteleiros, seria negar às gerações vindouras a sua identidade.

Este património é nosso, e cuidar do que é nosso é mais urgente do que tratar o que não nos identifica enquanto Povo.

 

Temos esgrafitos simples, noutros edifícios civis dos finais do seculo XIX e inícios do XX, mas de importância inferior, no Rossio ao Sul do Tejo e em Alferrarede.

 

Paulo Falcão Tavares,

Mestre em Gestão do Património Cultural e Artístico

 

Dia de S. Frutuoso, 19 de Outubro de 2012

 

 

* PFT é Presidente da Tubucci

posto por SN

 

 

 



publicado por porabrantes às 12:25 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27.07.11

        

 

 

      coisas de abrantes

 

 

antónio da silva martins antes de perder a cabeça

 

 

 

antónio da silva martins depois de perder a cabeça

 

 

nota:  

à atenção do Sr.Santos: o que está em baixo não é o Barão da Batalha. O Barão da Batalha não é o Barão do Casal Curtido. O Barão da Batalha não é o General Avelar Machado que está em frente da Assembleia.

 

 

Texto do Cartoon : suzy de noronha

 

posto e anotado por M.Noronha. 

 

 

crédito: foto viajar em portugal

 


 

 



publicado por porabrantes às 14:15 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

As pinturas pindéricas da...

Onde andará a espada de S...

Barão da Batalha

Barão da Batalha 1949

Na página municipal: o tr...

Tubucci pede classificaçã...

Compra-se cabeça de barão...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds