Segunda-feira, 11.03.19

s.joao tomaz

Américo de Deus Rodrigues Thomaz em S.João, aquando da inauguração do monumento a Nuno de Santa Maria. No altar-mor D.Agostinho de Moura e o cónego Joaquim de Freitas e o Rev. Padre Luís Ribeiro Catarino.

Foi o pior dia da vida do cónego Freitas. À viva força queria que o De Deum fosse em S.Vicente e que o P.Catarino não estivesse presente.

Mas o Condestável tinha ouvido missa em S.João, antes de partir a matar castelhanos para Aljubarrota.

Estava em Fernão Lopes.

O Cónego resmungava esse Lopes deve ser comunista ou amigo do João Soares Mendes.

 

tomás abrantes nuno alv

O povo de Abrantes saúda apoteóticamente o ''Venerando'' Chefe de Estado. Nem Marcelo Rebelo de Sousa conseguia uma recepção destas.

saída de s.joão

mn

 

 



publicado por porabrantes às 09:45 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.07.18

 

Que bens deixa um sacerdote depois de paroquiar trinta anos São Vicente?

 

Terá deixado os bens à paróquia???

 

Os interessados podem consultar o documento no Arquivo Distrital de Portalegre, pois é de livre acesso e naturalmente importante para a História religiosa e política da Cidade.

Inventário obrigatório

Description level
File File
Reference code
PT/ADPTG/JUD/TCPTG/082/33091
Title type
Atribuído
Date range
1984 Date is certain to 1987 Date is certain
Dimension and support
1 proc. (300 x 210 mm)
Author
João Simão, escrivão de direito - 1.ª Secção
Custodial history
Provem da Comarca de Portalegre
Scope and content
Inventariado: Joaquim José de Freitas, cónego

Inventariante: D. Augusto César Alves Ferreira da Silva, bispo da Diocese de Portalegre e Castelo Branco e reitor do Seminário

Local: Portalegre, Sé, Paço Episcopal
 

 



publicado por porabrantes às 17:26 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.07.18

freitas

carta cónego freitas

Abrantes, 14-6-1951

 

Meu caro Amigo,

Obrigadíssimo pela sua carta e tudo o que ela quer dizer. Apesar de tanto na carta de agradecimento como em todas as outras escritas a agradecer os parabéns dos Superiores: Monsenhor Conégo Moura (?), Mons. Félix, etc e dos Colegas, ter sempre frisado que considerava a distinção concedida extensiva ao laborioso clero do Arciprestado de que eu sou fortuito chefe de equipa e portanto portador do troféu, isso não foi nem podia ser com o fim do óbulo do Arciprestado assim honrado, houvesse de ser chamado a suportar os encargos das vestes. No entanto a sua ideia é cheia de beleza e a concretizar-se seria uma expressão de unidade e teria um significado sacerdotal admirável e as vestes encomendadas seriam uma presença moral de todo o Arciprestado, em dias de festa e actos oficiais. Mas por causa dessa vez que se calou e na primeira homenagem de Bodas Sacerdotais empreendidas a favor do sacerdócio, que devia ser exaltado na pessoa do que primeiro fez essa celebração, foi falar dizendo do próprio homenageado (!) que massacrou durante uma boa meia hora dizendo-lhe da sua discordância de tais coisas, a ponto do homenageado explodir, perante mim num desabafo de choro, que nunca mais me esquecerá, é que eu manifestei a minha relutância em receber homenagens deste género mas nem por isso deixei de promover em anos seguidos, fugindo com o corpo dos gestos não humanos do bípede (por favor da natureza). Isto é único!

No entanto, para que se não atraiçoe o seu pensamento nem o de muitos e se não perca o significado nem se julgue que a minha recusa é motivada pela soberba e abominável desprezo e antipatia contra os colegas independentemente do que estes façam ou promovam, aceito se assim o entender de murça que V.Exa Reverendíssima poderá encomendar ao Cónego Manuel Filipe ou outrem, pois vários têm de vir para os titulares de Portalegre e até serão mais baratos assim.

Há um grupo de rapazes amigos (serão do Benfica) que me oferecem a facha e senhoras que me oferecem o Roquete. Não tenciono pensar no caso.O resto dir-lhe-ei oralmente.

Um abraço amigo

P.Freitas

 

transcrição MP

O destinatário pediu reserva de identificação e autorizou a publicação, após a sua morte, como documento para a História da Cidade.

O Cónego foi muitos anos Arciprestre de Abrantes até cerca de 1974, director da ''Nova Aliança'' e ainda outro dia foi elogiado pelo Graça.

O visado pelos insultos era o Padre Luís Ribeiro Catarino, um santo e pároco de S.João, até cerca de 1978.

padre catarino machado

mn



publicado por porabrantes às 21:41 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.07.16

procissão abrantina.png

 É o que me diz um leitor na legenda da foto.

ma



publicado por porabrantes às 19:22 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.12.15

freitas conceiçao santos.png

 Dedicado à pia fidalga de Évora, por Salazar ter confinado, em terras alentejanas, o talibã que morreu em odor de santidade, não fosse ele tapar o decote de S.Graciosa Majestade.

elizabet II.jpg

Foi Freitas afastado da Ponte de Sôr por Dom Domingos Frutuoso......

D.Domingos Frutuoso.jpg

homem íntegro e duro, que valia muito mais que o beato arcebispo e que aliás também lhe chegou a disputar o pontificado de Lisboa.

Sim, porque razão?

Houve razões ponderosas que o levaram a ser corrido de lá, como há razões mais que poderosas para enviar o Graça seringar a outra parte.

Abram os arquivos diocesanos e veremos porque razão foi saneado o Freitas, um tipo vaidoso e insuportável, que levou Agostinho de Moura a proibir o baile de La Salle e a insultar o Direito da Igreja e um homem bom, que valia muito mais que ele, e que se chamava Irmão Luciano Paciente.

Não costumo perdoar a quem viola o Direito , nem a quem prevarica, nem quem tem do homem uma visão mesquinha e redutora.

Quantos colégios católicos,ergueu com sabedoria e infinita grandeza, o meu amigo Rev.Irmão Luciano Paciente.

Só Abrantes?

Estão a brincar comigo.

Uma enciclopédia honesta recorda um homem que viveu a guerra, a perseguição e que nunca odiou  ninguém. Um Mestre, um clerc, um homem de cultura

 e de profundo humanismo. Tudo foi, excepto um beato. 

Adrián Fernández Rodríguez ‘Hermano Luciano Paciente’.
 


Religioso. (Celada Marlantes, 1901–Bujedo, Burgos, 1994). Ingresó en el noviciado menor de los Hermanos de La Salle de Bujedo en 1913 e hizo la profesión perpetua en 1926. Su ministerio docente comenzó en Llanes (Asturias), donde estuvo cuatro años (1920-24). Pasó a Santander al Círculo Católico de Obreros (1924-25) y al Colegio de Nuestra Señora de Lourdes, de Valladolid (1925-26). En 1929 fue subdirector del noviciado menor de Bujedo. Destinado a Colunga (Asturias), se convirtió en director del colegio de la Inmaculada y San Luis (1933-36) y del colegio de los Ángeles, de San Sebastián (1936-39). A continuación sus superiores le enviaron a Roma para realizar el segundo noviciado (1939-40). En 1940 regresó a Santander como director del Colegio de La Salle. Después le encargaron la promoción de la obra lasaliana en Portugal. Asumió la Dirección del Colegio de Huérfanos de San Cayetano de Braga (Portugal) (1946-52) y la del Colegio Noviciado Menor de Barcelos (1952-54). Visitador auxiliar del distrito de Portugal (1954-61), dirigió varios colegios hasta 1965. Ese año se ocupó de la dirección del Aspirantado de Barcelos y dos años después comenzó la construcción del colegio de Porto, del cual fue director y administrador hasta 1970. Cuatro años más en Abrantes y once años más en Barcelos (1975-86) culminaron con su trabajo de edificación, dirección y consolidación de la obra lasaliana en Portugal. En 1990 el colegio de Santander le nombró Lasaliano del año. (Fuente: Gran Enciclopedia de Cantabria)

    

Luciano não quereria que fizesse isto, mas farei. Afinal o Luciano foi o braço-direito do meu  Avô.

Nenhuma enciclopédia recorda o Freitas e as maldades que fez a Luís Ribeiro Catarino, por mera e sórdida inveja a um homem que era melhor que ele.

p.catarino arq. consancia.jpg

Mais culto, melhor pessoa, mais sábio, mais erudito, mais caridoso, se eu tivera de elogiar um só homem, seria este.

Nada encontrarão contra ele no Arquivo de Portalegre a não ser denúncias de abrilistas da vigésima sexta hora, sequiosos de  poder.

Poder para transformar a Igreja de Abrantes no que é .

Tenho o mau costume de ajustar contas e de fazer justiça.

 

Luís Ribeiro Catarino ou Luciano Paciente  diriam que não o é este  o caminho.

Hermano Luciano.jpg

 Não deve haver  medo  de falar. Mas deve haver memória e honra para quem honrou o hábito que vestia.

ma

 



publicado por porabrantes às 01:27 | link do post | comentar

Domingo, 08.11.15

compromisso histórico.jpg

 

Neste número histórico o Cónego Joaquim José de Freitas publica um Editorial assinado pelo dirigente do PCP dr.Vergílio Godinho, líder da campanha abrantina do  General Delgado (e antes da de Arlindo Vicente).

v. godinho.jpg

A campanha eleitoral começou em Maio de 1958. Tempos depois era preso, coisa que já se viu aqui. Em 1964 ia dentro o filho, dê-se voz ao doutor Pacheco Pereira

''NOTAS BIOGRÁFICAS – VASCO LUÍS RODRIGUES DA CONCEIÇÃO E SILVA (Sertã, 4/8/1923 – Castelo Branco,15/11/1994)

Era o Freitas bolchevista?

 

mn



publicado por porabrantes às 22:36 | link do post | comentar

Sábado, 25.10.14

feira.jpg

Foto Artur Falcão

 A CMA resolveu fazer uma ''feira nacional'' (!) de doçaria tradicional (não sei seria  era tão tradicional como para haver  lá um doce retirado das receitas da revista Zahara, onde o Candeias Silva agora compete com o Armando Fernandes, dedicando-se à cozinha) no velho mercado, que a ASAE fechou por não cumprir as mínimas regras sanitárias.

Bom começo, ''excelente'' escolha.

Espero que um comando da ASAE não ataque, justiceiro, e a feira cumpra a sua função natural, dar barraca.

''Uma feira sem barracas não é feira,'' gostava de dizer o dentista dr.Agostinho Baptista, quando havia algum chico esperto que lhe sugeria ''melhorar'' a feira de São Matias.

O dentista também resistiu como um valente às pressões do Cónego Freitas e resto dos párocos para fechar as barracas dos tirinhos, porque podia haver lá ''meninas''.

c.freitas.jpg

 N.Aliança, quando era um jornal católico

.

Um dia na inauguração disse ao Cónego, ò Senhor Prior quer vir comigo dar uns tirinhos, pode ganhar um urso de peluche ou se acertar ao lado beber um anis?.

O Cónego retirou-se ofendido na sua dignidade paroquial, acompanhado da comitiva.

O dentista disparou e acertou.

Quem não acertou, foi quem inaugurou a feira sem lavar a cara do mercado inaugurado por Henrique Augusto Silva Martins e cuja construção custou uns 40 contos, lá nos finais dos anos 30.

Custava muito ter caiado o Mercado?????

hertz tomar.jpg

Hertz

Custava muito ter terminado com este doce abandalhamento tradicional?

 Não são só as damas que precisam de se ''produzir'' prós eventos, os locais onde se fazem os eventos também têm direito elementares, como por exemplo serem caiados.

O dentista mandava sempre caiar o Mercado antes de inaugurar a Feira de São Matias. 

O dentista era o sr.dr. Agostinho Baptista que Deus tem.

mn

    



publicado por porabrantes às 12:52 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.03.14

Tendo em conta que o espólio do Senhor Doutor Solano de Abreu não foi preservado pelos herdeiros com a dignidade que merecia (parece que chegou a ser levada uma papelada repartida em 2 caixas de sapatos a uma Biblioteca por um gajo que a malta sabe) e andaram por aí  papéis a ser vendidos nos alfarrabistas.....

 

 

 

Tendo em conta  que nos chegou às mãos parte do espólio do  Rev.Cónego Freitas, por compra a um vendedor de velharias local 

 

 

que foi Pároco e Arcipreste desta Cidade e que Deus tem na Santa Glória, faremos o possível por preservar essa parte da História de Abrantes...e alguma será divulgada aqui
 
Esta curiosa tabela de preços fúnebres anotada pelo seu próprio punho pelo Padre Freitas, quando era Pároco da Ponte de Sôr, donde saiu para Abrantes, por causas que constam nos papéis na nossa posse e certamente no Arquivo da Cúria Diocesana, é muito curiosa. Que queria dizer o Reverendo Cónego com a marca registada?
Vaticano SA????
Funerária Freitas????
O modelo da tabela de preços, com desconto de 50% para os alentejanos que pagassem a côngrua, foi seguido depois por várias paróquias da cidade e concelho durante  a época do bondoso sacerdote (era bondoso mas pouco esperto, não conseguiu que nenhuma idosa legasse os bens a São Vicente, dizia ele se Jesus Cristo não recebeu nenhuma herança, São Vicente que era da mesma escola também não deveria quer receber...)...
No verso o sacerdote anotou

 

 

 

Não venham ralhar connosco por divulgarmos segredos da Igreja, porque o Arquivo de Constância faz o mesmo e divulgou a foto de dois importantes vultos (por acaso minhas amigas ) da História da Igreja abrantina, as irmãs do Sr.Padre Catarino, que também por acaso comungavam com a mesma antipatia que tinha Fernando Velez para com o Freitas....

   

Arquivo de Constância

 

 

Portanto o arquivo do Sr.Cónego Freitas está, como estavam as G-3, que o capitão Fernandes desviou de Santa Margarida,  em boas mãos.

 MN

 

PS- Porque será que o Rev.Cónego não meteu um desconto no regulamento para enterros de seminaristas?

 

 



publicado por porabrantes às 17:40 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.11.12

 

 

 

 

Em 31 de Dezembro de 1955, Sua Excelência Reverendíssima, D.Agostinho de Moura, Bispo de Portalegre, emitia esta carta confidencial dirigida a cada Pároco da Diocese.....

 

 

 

Na sequência da norma emitida pelo Bispo em 3 de de Agosto de 1954 '' no sentido de se trabalhar pela inteira supressão  de quaisqueres danças ou bailes e de qualquer divertimento nocturno'', (Suponho que o Senhor D. Agostinho não consideraria a fornicação nocturna dentro dum casal católico como ''divertimento'' mas sim como dever moral e portanto não estaria abrangida por este ''grandioso'' plano...) ordenava-se aos Senhores Priores que até ao final de Novembro apresentassem um rol exaustivo de todos os bailes públicos e particulares que se celebravam dentro  das fronteiras das suas Paróquias para a Diocese construir uma base de datos, a fim de depois elaborar uma estratégia para terminar com o flagelo....

 

 

Ainda existirá em Portalegre, no Arquivo da Cúria, a base de dados sobre bailes mandada elaborar por D. Agostinho?

 

Será pública?

 

Estará ainda classificada como material ''confidencial''?

 

Gostaria eu de a consultar para verificar qual foi relação elaborada pelo Pároco de São Vicente de Abrantes, Rev.Cónego Freitas....

 

  

 

 

E depois comparar a lista dos ''subversivos'' organizadores de bailes em casas particulares com a dos generosos ''doadores'' de fundos para a construção do Seminário e do Colégio de Santo António...

 

Aposto que encontrava algumas ''boas'' famílias nas duas listas....

 

Um dia dizia-me o dr. Pequito Rebelo, também ele generoso mecenas do ''seminário'':  O homem quer proibir os bailes, está um bocadinho excitado!

Acho que tenho de lhe ir lá explicar que se não fossem os bailes ainda estava a aturar a minha irmã e ela não se tinha casado com o Hipólito Raposo....

 

Essa história de proibir os bailes só servirá para fabricar solteironas....

 

Marcello de Noronha

 

Nota: D.Agostinho ainda depois do Concílio continuou a campanha. Em meados dos anos 60 proibiu o primeiro baile de finalistas do La Salle. Com a piedosa ajuda do Cónego Freitas.

 



publicado por porabrantes às 20:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.06.12

José Miguel Júdice

 

 

 

Grande entrevista : ler aqui   

 

 

Sobre Marinho Pinto, o gajo que se anda a oferecer para Provedor:

 

O Dr. Marinho Pinto está a fazer cinco anos de mandato e o que conseguiu? Além da bravata, da agressividade, da má educação às vezes, e de criar inimigos a torto e a direito, não vejo que tenha trazido uma melhoria à profissão. Eu discordo de praticamente tudo o que ele faz, mas se calhar o defeito está em mim. A profissão está pior do que estava e se está pior não se pode dizer que o bastonário não tem culpa nenhuma. Mas ele foi eleito, os advogados portugueses votaram nele. Ou seja, tem toda a legitimidade, o que não quer dizer que tenha razão.

 

 

Sobre o futuro:

 

Se calhar ainda vai ser preciso um governo de salvação nacional. Eu disse isso em 2008, Deus queira que não seja preciso. Se a situação piorar, se este governo não conseguir levar a água ao seu moinho, a solução pode passar por aí. Não estou a prever o futuro, mas para épocas excepcionais soluções excepcionais.

 

 

Sobre a corrupção: “Há intimidades que mudam e depois provocam comoções que só são possíveis porque essas pessoas se tratam por tu. Há cumplicidades que era melhor não haver.”

 

 

O cunhado do arquitecto e nosso amigo António Castel-Branco deu no alvo.

 

A propósito: as coisas só se resolvem metendo os delinquentes na cadeia. Por exemplo o Padre Rosa. E educando os rurais. Um trolha não deve tratar por tu um Cónego,mas beijar-lhe a mão. Se um trolha

 

 

 

tratasse por tu, o falecido Cónego Freitas apanhava uma sova dada por uns amigos do Rosa Casaco com um cavalo-marinho, para saber o que era a Hierarquia. O Cónego Freitas gostava muito da Hierarquia...

 

Agora quando a política eclesial: se resume a deixar vir a mim os trolhas e a montar chavascais copofónicos na Cabeça Gorda, estão criadas as condições para que a erva daninha continue a crescer no adro da Igreja.

Podemos então encerrar a loja e fugir do templo antes que o chefe do coro dê ordens para começarem a desafinar na música sacra:

 

 

A 13 de Maio apareceu o

 

 

Lemon Brothers

 

cá na paróquia!!!!!! 

 

 

 

 

Avé Maria Puríssima!!!!

 

MA 

 

 



publicado por porabrantes às 08:40 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O pior dia da vida do Cón...

A herança do Reverendo Có...

Homenagem ao Cónego Freit...

Homenagem ao Cónego Freit...

O casto Cónego de São Vic...

Cónego promove bolchevism...

Doce Abandalhamento Tradi...

Arquivo do Reverendo Cóne...

A campanha diocesana cont...

José Miguel Júdice ao I

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds