Quinta-feira, 15.08.19

Em 1943, um homem ilustre deixava  ''temporariamente'' a Paróquia de S.Vicente por problemas de saúde.

Infelizmente a saída foi definitiva. Morreria na noite de Natal desse ano.

cónego silva martins 1947

Era substituido pelo P.Roque

padre roque 1947

O Cónego Silva Martins fora um político ligado ao P.Progressista (o de Avellar Machado) e recebera nessa condição D.Carlos no Sardoal.

Foi uma figura essencial na criação do Colégio de Fátima.

O P.Roque desempenhou um papel pioneiro na criação da Acção Católica.

Sobre eles há coisas dispersas no blogue.

Sobre a biografia do Cónego  S.Martins há uma  obra do Cónego Anacleto Silva Martins, seu sobrinho

mn



publicado por porabrantes às 21:37 | link do post | comentar

Sábado, 13.05.17

A Anabela Natário conta, no ''Expresso'', que......

em 13 de Maio de 1917 a questão religiosa que andava nas parangonas era o caso do padre polígamo de Portalegre, que vivia com 2 amásias (ah leão!) e que queria continuar a cantar missa.

D.Manuel Conceição  Santos (que foi amigo do Cónego Freitas)

d.manuel santos.png

 

 

e o político católico do Mação, António Lino Neto tentam meter o tonsurado fora de ordens sacras, mas a ''opinião liberal'' ou seja os maçons solidarizam-se com a ''justa luta'' do Padre Graça Ribeiro.

A Anabela baseia-se na Imprensa e no Arquivo Lino Neto, que está na U.Católica, e no dossier há cartas do Cónego Silva Martins, que foi o fundador do Colégio de Fátima, Pároco de S.Vicente de Abrantes e Presidente da Câmara do Sardoal nos tempos d'el Rei D.Carlos. 

cónego silva martins.png

 Boletim da CM Sardoal

  mn



publicado por porabrantes às 08:43 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.10.16

''Senhor! O povo deste Concelho surpreendido pela inesperada visita de Vossa Majestade, ufana-se deste acto memorável que não se acha registado em documento algum deste Concelho.

Por ter sido inesperada esta visita, não pode Vossa Majestade ser recebida mais condignamente, mas por esta expressiva e franca manifestação se mostra que o recebemos do fundo do coração com franca sinceridade.

Deus conserve Vossa Majestade por muitos anos para bem da Pátria e Povo Português, que se orgulha de empresas arriscadíssimas ''

 

Padre Silva Martins, Presidente da CM do Sardoal, saudando a visita de D.Carlos ao Sardoal.

pd_carlos1.jpg

 Discurso do futuro Cónego, então militante do Partido Progressista, transcrito do Sardoal com Memória. Convém ler os posts todos, para perceber em que ambiente decorreu a visita.

O autor do blogue é o Sr.Luís Manuel Gonçalves

ma

  

 



publicado por porabrantes às 11:46 | link do post | comentar

Segunda-feira, 07.09.15

 

Trata-se da Horta (antigamente dizia-se  Passal) da Paróquia de São Vicente onde se cultivavam as couves e hortaliças do Reverendo Cónego Silva Martins.

O Cónego tinha um sacristão do Sardoal, (ele também era de lá) que se chamava Anacleto.

Depois da missa dizia sempre, ò Anacleto vai sachar a horta e não te esqueças de regar as hortaliças e apanhar as maçãs

 

torre sineira 1947.jpg

O Anacleto rabujava, mas lá metia o barrete na pinha e ia cavar

barrete.png

Um dia tinha ido à procissão de Alvega, porque o padre de lá tinha o sacristão coxo e o Cónego Silva Martins emprestou-lhe o Anacleto

procissao senhora remédios alvega.jpg

Procissão de Senhora dos Remédios, anos 40, cedido por um amigo

 

mas ficou muito confundido com tanto povo e perdeu o barrete.....

 

Voltou a Abrantes e na segunda-feira seguinte, quando tinha de ir arrancar as ervas da horta, viu que não tinha barrete. Zás foi à sacristia e apoderou-se do primeiro chapéu que por lá havia.....

sacristia s.vicente 1947.jpg

 

Quando o Cónego depois de tomar a bica na ''Abadia'' com o Dr.Manuel Fernandes, foi à horta ver se o Anacleto estava a sachar ou a dormir debaixo dalguma árvore, viu-o com o chapéu desviado da sacristia

casa do clero.pngAh! Grande safado, isso é o meu barrete que me deu o Dom Domingos Frutuoso!!!!

D.Domingos Frutuoso.jpg

 Atrevido! Ignorante! Sacrílego!

 

Assim terminou a carreira de sacristão do Anacleto.

 

mn

contado pela D.E.Coelho

 

fotos da DGMN 1947

 

a horta foi demolida pelos Monumentos Nacionais

     



publicado por porabrantes às 15:08 | link do post | comentar

Sábado, 20.04.13

Dedicado à Srª Dr. Hália Santos,

 

 

Directora do mais subsidiado boletim do concelho,

 

 

natural dos Valhascos

 

 

''18 de Agosto de 1912

O vigário do Sardoal é expulso dos Valhascos 

No domingo à tarde começou a constar nesta vila a notícia de que o povo dos Valhascos houvera intimado o Vigário do Sardoal, Padre Silva Martins a não mais ali voltar a dizer missa.

Achamos o caso pouco edificante para a vida republicana deste concelho, que à falta de melhores informações, que dispusemos ir na segunda-feira até àquela fértil aldeia, que só conhecemos pela saborosa fruta e belos produtos hortícolas que abastece a nossa praça e a vizinha vila de Abrantes, são sempre os melhores onde aparecem.

Por isso o passeio era duplamente agradável, porque, além de irmos conhecer tão ubérrima povoação, íamos travar conversa com o povo que tem prestado os mais dedicados serviços à República.

Mas quando nos dispúnhamos para partir, aparece um amigo conhecedor dos factos que nos diz à queima-roupa: Não sabe, o povo de Valhascos num esforço acaba de expulsar de lá o vigário do Sardoal, que ali ia dizer missa aos domingos.

Este amigo estava ao facto de tudo, por isso, dispusemos a ouvi-lo, e desistimos do nosso passeio.

Eu lhe conto, diz-me ele:

Há bastante tempo nos Valhascos a ideia Republicana se vem desenvolvendo e frutificando com entusiasmo louco, podendo dizer-se, que está ali um verdadeiro baluarte, com que a República pode contar para a defender e consolidar quando for preciso, e ainda foi da última incursão paivante, que foi necessário fazer ronda nas estradas lá esteve o povo de Valhascos sempre, embora só em parte lhe coubesse o serviço.

No primeiro dia de vigia, o administrador mandou para lá dizer que precisava de 6 homens, apareceram mais de 30 todos armados, e daí, em diante nunca abandonaram a estrada, embora fossem em menor número, por verem que era desnecessário tanta gente.

Foi também entre todas as aldeias aquela que contribuiu em maior escala, para a carinhosa recepção , que fez ao Sr.Dr. Ramiro Guedes, quando como Governador Civil foi ao Sardoal.

Foi ela, que recebeu com o mais caloroso entusiasmo, quando ali foi em propaganda eleitoral fazer o comício.

Foi também aquele povo, que comprou e ofereceu o mobiliário para uma escola (que infelizmente ainda não funciona) o que lhe mereceu uma portaria do Ministério do Interior do Governo Provisório.

Todos estes actos conjugados, serviam para excitar a reacção  e como ela não perdoa aos que flagelam e combatem, nascesse daí a propaganda contra aquele bom povo, dizendo-se “que Valhascos era um canto do inferno, gente de má raça e o incitamento às mais fanáticas a que mandassem os filhos aprender doutrina em prejuízo da escola”.

Tudo isto os republicanos vêm ouvindo com certa resignação, até ultimamente se reuniram em virtude das opiniões serem unanimes na expulsão do Padre, no passado domingo dirigiram-se todos ao adro da Igreja e ali chamaram o Padre Silva Martins, avisando então, de que de futuro não poderia vir a Valhascos, e que, naquele dia mal algum lhe aconteceria, mas que se teimasse em lá voltar sofreria as consequências do seu atrevimento.

Desejando saber as razões porque o expulsavam, foram respondidas que eram as que atrás citamos e dizendo ele que não era a opinião da maioria, foi feita a prova que lhe deu a triste desilusão de entre um, a multidão imensa, “só três fieis queriam o Sr.Vigário”.

De outras evasivas se valeu para ver se aniquilava o movimento, mas os resultados foram negativos, porque o povo respondeu com uma calorosa manifestação à Lei da Separação e ao Dr. Afonso Costa, manifestação que serviu para ele se pôr ao largo sem mais explicações.

Mas não imaginem que foi tudo isto de ânimo leve e autoritariamente, foi feito depois de uma reunião em que se viu o que era a opinião dominante do povo e se não o tinham feito no penúltimo domingo, foi  porque o administrador do Sardoal, não sabemos porquê, nem porquê, ali mandou o Regedor e o Oficial de Diligências como guarda costas do Padre.

Mas ontem, houvesse o que houvesse e agora estarão todos os domingos dispostos a impedir a entrada do Padre, embora tenham de empregar a força, até  que haja absoluta certeza de que ele já não volta lá a dizer missa.

Já o amigo vê, que nos Valhascos há uma opinião consciente e verdadeiramente democrática que defenderá a República sempre que seja preciso.

Assim terminou o nosso amigo o relato dos acontecimentos, que me sensibilizaram em extremo pela maneira ordeira, sensata, ponderada como procederam.

Mas antes de entrarmos na análise dos factos, uma pergunta ocorreu.

Porque o mandou o administrador, o Regedor Oficial de Diligências a Valhascos, sendo as autoridades de lá da sua nomeação e portanto de sua confiança?

Para defender o padre?

Para prender os que fossem intimar?

Isto é  que era preciso saber-se para elucidação dos que amam e defendem a República!

Ao povo dos Valhascos a Redacção do Jornal de Abrantes, endereça as suas mais sinceras e calorosas saudações pela sua nobre e digna conduta, que é a única que no momento actual se deve seguir, para reprimir a reacção e castigar de inimigos da República e traidores da Pátria.

Alto exemplo de hombridade, prova frisante e claro patriotismo, foi o facto

praticado por aquele povo republicano.

Avante povo de Valhascos, pela Pátria e pela República!

Viva o Povo de Valhascos! Abaixo a Reacção! ''



com a devida vénia do Sardoal com Memória do Senhor Luís Gonçalves (excelente blogue)

O Cónego Silva Martins foi depois Pároco de São Vicente de Abrantes e fundador do Colégio de N.Senhora de Fátima 

Era uma excelente pessoa e um Homem culto e duro, mas bom e a ele se deve também a Igreja de Alferrarede.

Esperamos que a Dr. ª Hália Santos tenha oportunidade de publicar esta notícia a cinco colunas, terminando naturalmente:

Abaixo a reacção!

Embora me pareça que terminará: Viva o Seminarista!

MN


publicado por porabrantes às 23:54 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Mudança na Paróquia de Sã...

O padre polígamo de Porta...

Homilia do Reverendo Cóne...

A horta do Reverendo Cón...

Povo expulsa Cónego

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds