Terça-feira, 08.10.19

Numa célebre sentença sobre ciganos uma juíza sentenciou assim:

'' São grandes e intensíssimas as exigências de prevenção geral em matéria de crimes deste tipo dado que está em causa o desrespeito da autoridade e, por arrastamento, a própria administração da justiça, como flui com particular ingência dos recentes acontecimentos da Cova da Moura, Aziaga do Besouro, Quinta da Fonte e ainda culminando na agressão selvática dos agentes da PSP no passado fim-de-semana em Abrantes” e que, como atenuantes nada existe, salvo a ausência de antecedentes criminais do G… e I… e que “à excepção do arguido G… são pessoas malvistas socialmente, marginais, traiçoeiras, integralmente subsídio-dependentes de um Estado (ao nível do RSI, da habitação social e dos subsídios às extensas proles) e a quem «pagam» desobedecendo e atentando contra a integridade física e moral dos seus agentes e obstaculizando às suas acções em prol da ordem, sossego e tranquilidade públicas. Face ao percurso de vida marginal bem firmado no relatório social e antecedentes dos arguidos Y… …ao percurso de vida, personalidade e passado criminal …, bem como ao juízo de prognose sólido e irrefragável espelhado no relatório social em conjugação com os factos apurados (arsenal bélico em seu poder)….” E “O mesmo pano de fundo e argumentário colhe para os arguidos (irmãos) J… e G… face à sua péssima imagem social, subsídio-dependência, a conotação com actividades ilícitas ''

Por isto foi acusada de racismo e fez condenar o Advogado dos ciganos por difamação.

Agora o causídico foi ao Tribunal de Estrasburgo que condenou Portugal por violação dos direitos humanos por essa sentença da Relação de Guimarães. 

mn



publicado por porabrantes às 10:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.07.19

A Anabela Freitas não estava a respeitar o descanso das famílias ciganas. As obras começavam às 8 e não se podia dormir nas barracas, com a barulheira dos trolhas.

O povo cigano organizou-se e obrigou os camarários, empreiteiragem e operários a respeitarem um horário civilizado.

Agora as obras só começam às 10.

Já se pode descansar nas barracas.

Esperemos que as obras também parem durante a sesta.

Parece que há alguns ciganos de Badajoz a viver em Tomar  e a siesta é sagrada, disse-nos Curro Montoya, patriarca pacense

Notícia do colega Tomar na Rede.

mn

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 09:40 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.07.19

bairro-ciganos-IMG_2831-758x595

Bairro Cigano de Tomar

Segundo o nosso colega ''Tomar na Rede'' (foto de lá), um patriarca da família do falecido líder cigano Sebastião Pascoal, diz que a comunidade recusa o bairro porque as casas seriam pequenas.

Diz ainda o blogue ''    Oito antenas parabólicas, da MEO e da NOS, para 5 famílias, nem na zona rica da cidade, quanto mais agora num acampamento degradado.'' (Jaime Pontes) Aqui

 

mn


tags: ,

publicado por porabrantes às 10:04 | link do post | comentar

Segunda-feira, 08.07.19
Em defesa do Património e pela discussão do Museu Ibérico


Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2019

 

 

 

Junho 12 -''Elementos de etnia cigana assassinam um cidadão da freguesia do Pego. Na sequência deste crime a respectiva junta de freguesia requer:''que sejam tomadas providências no sentido da expulsão imediata e definitiva dos  ciganos daquela localidade''.

 

 

Eduardo Campos, Cronologia de Abrantes no século XX, p. 244. ed. CMA, Abrantes, 2000

 

 

 

Tinha ganho as eleições o

   

 

 

Esta é a deliberação mais racista tomada no século XX em Abrantes (se for verdadeira, e deve ser porque o Eduardo era cuidadoso com as fontes)

 

 

Só uma pergunta:

 

É por causa desta deliberação que os ciganos se acumulam em São Macário?

 

Talvez seja. nunca se sabe

 

mn 


tags: , ,

publicado por porabrantes às 12:26 | link do post | comentar

Domingo, 17.03.19

Em meados do ano passado, a Vereadora Celeste pediu contenção à Oposição sobre a situação dos desmandos provocados por uns ciganos realojados pela CMA,

Em 8-2-17, na reunião do Conselho Geral do Agrupamento Escolar nº1 (que reúne Escola do Rossio, D.Miguel de Almeida, Solano etc) foram divulgados estes factos:

 

 

 

 

 

e1

 

e1 2

 

extractos da acta enviado por um leitor

Portanto ficamos a saber que a contenção implicava não discutir em sessão pública, as ameaças a docentes, auxiliares e transeuntes realizadas por alunos das chamadas minorias étnicas no Rossio e na Escola D.Miguel de Almeida.

rede

(Rede Regional)

A democracia implica debate e análise das condições concretas por parte dos eleitos.

E por parte do povo.

A Celeste tinha obrigação de informar disto na CMA e na AM  e de o assunto ter sido  debatido.

A Celeste preferiu a política da avestruz....

Que é coisa errada.....

mn

  



publicado por porabrantes às 21:10 | link do post | comentar

Sábado, 16.03.19

Noticia o ''Expresso'', que o chefe duma tribo cigana e alguns membros do clã vão a tribunal for terem obrigado a uma miúda a casar à força com o ''Pepino''.

A coisa mete violação e rapto.

O advogado dos ciganos pede absolvição, com base num grande argumento, como as testemunhas de acusação são mulheres, o seu testemunho não deve ter sido em conta.

''Citado pelo “Jornal de Notícias”, Augusto Murta, advogado de quatro arguidos, defendeu a absolvição dos envolvidos alegando que “as mulheres são seres voláteis” para quem “o que é verdade hoje pode ser mentira amanhã”.'' (Expresso)

Sendo assim, dada a volatilidade, não recomendamos que a defesa convide a assessora cigana dos caciques,  como testemunha de defesa para repetir isto:

tania ciganos

JA

Na peça, a assessora garante que a virgindade é um valor essencial da cultura cigana e se as velhas, num exame bárbaro e brutal, descobrem que o hímen foi à vida, pode acontecer ''uma grande confusão e desgraça''.

Continua sábia, a  explicar que o que formaliza o casamento é a prova de virgindade e não o livre consentimento dos nubentes.

Ora, se para o advogado a volatilidade do testemunho feminino é um perigo, pode acontecer que a assessora tenha evoluído e se tenha civilizado e já não diga barbaridades destas.

Então o seu testemunho não serviria de nada.

mn

 

 

 



publicado por porabrantes às 08:06 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.01.19

1992 

 

 

Junho 12 -''Elementos de etnia cigana assassinam um cidadão da freguesia do Pego. Na sequência deste crime a respectiva junta de freguesia requer:''que sejam tomadas providências no sentido da expulsão imediata e defintiva dos  ciganos daquela localidade''.

 

 

Eduardo Campos, Cronologia de Abrantes no século XX, p. 244. ed. CMA, Abrantes, 2000

 

 

 

Tinha ganho as eleições o

   

 

 

Esta é a deliberação mais racista tomada no século XX em Abrantes (se for verdadeira, e deve ser porque o Eduardo era cuidadoso com as fontes)

 

 

Só uma pergunta:

 

É por causa desta deliberação que os ciganos se acumulam em São Macário?

 

Talvez seja. nunca se sabe

 

mn 



publicado por porabrantes às 18:09 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.12.18

tània

Os caciques voltaram a contratar Tânia Sousa, ex-mediadora cigana e defensora das provas de virgindade para nubentes dessa etnia, agora para consultora do '' Projecto Inovador e Integrado de Combate ao Insucesso Escolar''. O contrato estabelece o pagamento duma verba de 14.400 € e é válido por 730 dias.

O ajuste directo é justificado por ''ausência de recursos próprios'', evidentemente um sofisma para contornar a Lei, dado ser notório que há na CMA pessoas qualificadas para desempenhar essas tarefas.

Quereriam dizer que não há ciganos entre o pessoal da CMA?????

Aguarda-se com interesse a próxima actividade da consultora:

''' Jornadas sobre a Virgindade Cigana''.....

mn

 



publicado por porabrantes às 11:09 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.10.18

 

Os ciganos da D.Celeste ficaram traumatizados com as demolições de São Macário.

A CMA deu-lhes uma casa, onde eles segundo a Santa Celeste, apóstola dos zíngaros, deviam cumprir as regras dos povos civilizados.

celeste

E cabia à Celeste vigiar se os zíngaros se adaptavam às regras comummente aceites nos aglomerados urbanos.

Ora a CMA construiu um muro para que os protegidos da bondosa Vereadora não tivessem acessoàs traseiras.

Como toda a gente sabe ,é difícil que populações que até há pouco tempo se dedicavam ao nomadismo, estejam presas entre muros.

Vaí daí e os castiços zíngaros abateram o muro, aplicando certamente as regras aprendidas na demolição das barracas.

A Celeste queria manter o caso em segredo....

muro

Enxofrada a Vereadora ralhou muito com o Armindo, porque as demolições ilegais nesta terra devem ser secretas.

Sejam feitas por ciganos ou por patos bravos....

santo amaro 9

 Vamos pedir cópia do auto da fiscalização, ou a santa declarou que não se fiscalizam zíngaros??????

mn

 

    



publicado por porabrantes às 23:11 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.09.18

A Celeste Simão pediu contenção aos Vereadores acerca da situação ''problemática'' de elementos de etnia cigana (a idenficação das pessoas como sendo dessa etnia foi protagonizada por ela) .

Resolvemos recordar o que se passou no Vale das Rãs e a forma como a autarquia não se constituiu assistente num processo-crime para apoiar os trabalhadores municipais agredidos.

Isto é, quem é lesta a processar jornais ou a ameaçar Vereadores da Oposição, transige com comportamentos marginais inaceitáveis.

Dizem que vão contratar uma mediadora.

Se for a mesma, esperamos que deixe de andar a defender a famosa prova de virgindade.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 13:39 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Jurisprudência cigana abr...

Comunidade cigana ganha b...

Comunidade Cigana protest...

Junta do Pego deliberou e...

Alunos ameaçavam docente...

As mulheres são seres vo...

Junta do Pego deliberou e...

Ex-Mediadora Cigana passa...

Ciganos da Celeste dedica...

A pasmosa problemática ci...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds