Domingo, 17.03.19

Em meados do ano passado, a Vereadora Celeste pediu contenção à Oposição sobre a situação dos desmandos provocados por uns ciganos realojados pela CMA,

Em 8-2-17, na reunião do Conselho Geral do Agrupamento Escolar nº1 (que reúne Escola do Rossio, D.Miguel de Almeida, Solano etc) foram divulgados estes factos:

 

 

 

 

 

e1

 

e1 2

 

extractos da acta enviado por um leitor

Portanto ficamos a saber que a contenção implicava não discutir em sessão pública, as ameaças a docentes, auxiliares e transeuntes realizadas por alunos das chamadas minorias étnicas no Rossio e na Escola D.Miguel de Almeida.

rede

(Rede Regional)

A democracia implica debate e análise das condições concretas por parte dos eleitos.

E por parte do povo.

A Celeste tinha obrigação de informar disto na CMA e na AM  e de o assunto ter sido  debatido.

A Celeste preferiu a política da avestruz....

Que é coisa errada.....

mn

  



publicado por porabrantes às 21:10 | link do post | comentar

Sábado, 16.03.19

Noticia o ''Expresso'', que o chefe duma tribo cigana e alguns membros do clã vão a tribunal for terem obrigado a uma miúda a casar à força com o ''Pepino''.

A coisa mete violação e rapto.

O advogado dos ciganos pede absolvição, com base num grande argumento, como as testemunhas de acusação são mulheres, o seu testemunho não deve ter sido em conta.

''Citado pelo “Jornal de Notícias”, Augusto Murta, advogado de quatro arguidos, defendeu a absolvição dos envolvidos alegando que “as mulheres são seres voláteis” para quem “o que é verdade hoje pode ser mentira amanhã”.'' (Expresso)

Sendo assim, dada a volatilidade, não recomendamos que a defesa convide a assessora cigana dos caciques,  como testemunha de defesa para repetir isto:

tania ciganos

JA

Na peça, a assessora garante que a virgindade é um valor essencial da cultura cigana e se as velhas, num exame bárbaro e brutal, descobrem que o hímen foi à vida, pode acontecer ''uma grande confusão e desgraça''.

Continua sábia, a  explicar que o que formaliza o casamento é a prova de virgindade e não o livre consentimento dos nubentes.

Ora, se para o advogado a volatilidade do testemunho feminino é um perigo, pode acontecer que a assessora tenha evoluído e se tenha civilizado e já não diga barbaridades destas.

Então o seu testemunho não serviria de nada.

mn

 

 

 



publicado por porabrantes às 08:06 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.01.19

1992 

 

 

Junho 12 -''Elementos de etnia cigana assassinam um cidadão da freguesia do Pego. Na sequência deste crime a respectiva junta de freguesia requer:''que sejam tomadas providências no sentido da expulsão imediata e defintiva dos  ciganos daquela localidade''.

 

 

Eduardo Campos, Cronologia de Abrantes no século XX, p. 244. ed. CMA, Abrantes, 2000

 

 

 

Tinha ganho as eleições o

   

 

 

Esta é a deliberação mais racista tomada no século XX em Abrantes (se for verdadeira, e deve ser porque o Eduardo era cuidadoso com as fontes)

 

 

Só uma pergunta:

 

É por causa desta deliberação que os ciganos se acumulam em São Macário?

 

Talvez seja. nunca se sabe

 

mn 



publicado por porabrantes às 18:09 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.12.18

tània

Os caciques voltaram a contratar Tânia Sousa, ex-mediadora cigana e defensora das provas de virgindade para nubentes dessa etnia, agora para consultora do '' Projecto Inovador e Integrado de Combate ao Insucesso Escolar''. O contrato estabelece o pagamento duma verba de 14.400 € e é válido por 730 dias.

O ajuste directo é justificado por ''ausência de recursos próprios'', evidentemente um sofisma para contornar a Lei, dado ser notório que há na CMA pessoas qualificadas para desempenhar essas tarefas.

Quereriam dizer que não há ciganos entre o pessoal da CMA?????

Aguarda-se com interesse a próxima actividade da consultora:

''' Jornadas sobre a Virgindade Cigana''.....

mn

 



publicado por porabrantes às 11:09 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.10.18

 

Os ciganos da D.Celeste ficaram traumatizados com as demolições de São Macário.

A CMA deu-lhes uma casa, onde eles segundo a Santa Celeste, apóstola dos zíngaros, deviam cumprir as regras dos povos civilizados.

celeste

E cabia à Celeste vigiar se os zíngaros se adaptavam às regras comummente aceites nos aglomerados urbanos.

Ora a CMA construiu um muro para que os protegidos da bondosa Vereadora não tivessem acessoàs traseiras.

Como toda a gente sabe ,é difícil que populações que até há pouco tempo se dedicavam ao nomadismo, estejam presas entre muros.

Vaí daí e os castiços zíngaros abateram o muro, aplicando certamente as regras aprendidas na demolição das barracas.

A Celeste queria manter o caso em segredo....

muro

Enxofrada a Vereadora ralhou muito com o Armindo, porque as demolições ilegais nesta terra devem ser secretas.

Sejam feitas por ciganos ou por patos bravos....

santo amaro 9

 Vamos pedir cópia do auto da fiscalização, ou a santa declarou que não se fiscalizam zíngaros??????

mn

 

    



publicado por porabrantes às 23:11 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.09.18

A Celeste Simão pediu contenção aos Vereadores acerca da situação ''problemática'' de elementos de etnia cigana (a idenficação das pessoas como sendo dessa etnia foi protagonizada por ela) .

Resolvemos recordar o que se passou no Vale das Rãs e a forma como a autarquia não se constituiu assistente num processo-crime para apoiar os trabalhadores municipais agredidos.

Isto é, quem é lesta a processar jornais ou a ameaçar Vereadores da Oposição, transige com comportamentos marginais inaceitáveis.

Dizem que vão contratar uma mediadora.

Se for a mesma, esperamos que deixe de andar a defender a famosa prova de virgindade.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 13:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.08.18

 

''Presente a munícipe Périca da Silva Domingos, residente em São Macário, da freguesia de São Miguel do Rio Torto, solicitando que a Câmara lhe conceda uma casa, dadas as más condições de habitabilidade em que se encontra, pois está a morar numa barraca de madeira.

 

O Vice-Presidente da Câmara esclareceu-a de que a Câmara Municipal está a tratar do assunto da construção de casas de habitação social, pelo que, logo que as mesmas estejam disponíveis, o seu caso será equacionado.''

 

Era 15-1-2001

 

Era Vice o eng Couceiro.......

 

A maioria PS estava a estudar o assunto

 

Não fizeram as casas e deram uma informação falsa

 

Obrigaram a Pericas a continuar a viver numa barraca, num bairro onde a insegurança e a marginalidade e o tráfico de drogas era quotidiano....

 

A coisa só se resolveu depois dos tribunais obrigarem esta gente a terminar com o bairro de barracas

 

Rogamos à Celeste Simão, que explique isto.....

 

Entretanto delapidarem mais de 800.000 a pagar ao Carrilho um projecto da uma torre que nunca será construída

carrilho 2016

A Dona Pericas foi obviamente enganada por falsas promessas

 

mn 

 

 

 



publicado por porabrantes às 14:06 | link do post | comentar

Sábado, 21.07.18

 

 

''A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, com o apoio operacional da Diretoria do Centro (Coimbra), em inquérito dirigido pelo DIAP de Santarém, entre a madrugada do dia 18 e a manhã do dia 19, desencadeou uma operação policial visando o cumprimento Mandados de Busca judicialmente ordenadas e o cumprimento de Mandados de Detenção para três suspeitos da prática de diversos crimes, todos relacionados com a posse e uso de armas de fogo proibidas.

A fatualidade imputada aos suspeitos ocorreu no dia 03.06.2018, na cidade de Tomar, e os suspeitos, todos da mesma família, movidos por quezílias de vizinhança, terão alegadamente realizado diversos disparos de armas de fogo contra habitações e uma viatura, provocando diversos danos, atingindo ainda uma pessoa que sofreu um ferimento ligeiro.

No decorrer desta operação policial foi detido um quarto suspeito por detenção de arma proibida, sendo que no total foram apreendidas duas pistolas e mais de uma centena e meia de munições de diversos calibres.

Os detidos têm idades entre 29 e os 45 anos, possuem antecedentes criminais e um deles já cumpriu pena de prisão.

Foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo a dois deles sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva e, aos restantes, apresentações semanais às autoridades e proibição de contactos entre todos os intervenientes.''

 

Comunicado da PJ

 

ver aqui as características deste bairro onde os desacatos étnicos têm sido frequentes

 

No Bairro 1º de Maio foram realojadas famílias ciganas. Como advertiu o Vereador laranja João Tenreiro: ''O acampamento do Flecheiro e o Bairro 1.º de Maio sempre foram focos de insegurança. Misturar  os dois só dá choque”, advertiu. 

 

Cá na terra, deviam aprender com Tomar!

 

mn

 



publicado por porabrantes às 09:53 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.05.18

Era uma vez um cigano que tinha um Mercedes.

 

Bem o cigano estava casado com uma cigana, que terá chegado virgem no dia da prova étnica.

 

Davam-se tão bem, que se dedicavam em conjunto ao crime.

 

Bem, o cigano apesar de ter um Mercedes Vito, já tinha sido condenado por conduzir sem carta nesta terra.

mercedes vito

 

Nesta e noutras e a mulher também.

 

Como convém aos nómadas, viviam numa barraca e tinham 2 filhos.

 

Nos tempos livres  dedicavam-se a frequentar um curso de formação profissional.

 

O Estado pagava-lhes para estudarem.

 

Recebiam cada um 300 euros de esmola, ou seja Rendimento mínimo.

A isto acrescia: 40 € de abono dos filhos e 70 euros de subsídio de refeição, no curso das horas livres.

 

Ou seja um rendimento familiar de 780 euros mensais que certamente não dava para a gasosa da máquina.

 

É difícil viver com 780 euros, de forma que foram, com uma amiga, assaltar um sucateiro de Alcanena, mas como o empresário se interpôs, foram caçados.

 

No processo chegou a discutir-se se houve ameaças de morte ao empresário, mas isso não foi provado.

 

Para o fim que interessa, foi em primeira instância declarado perdido o Mercedes a favor do Estado.

 

Reclamaram os ladrões e o ladrão marido, que apanhara 22 meses de cadeia, trocada por trabalhos a favor da comunidade, queria o Mercedes de volta.

 

A ladra apanhara 120 dias de grelha, remível a dinheiro.

 

Foram à Relação, que não a de Évora, e esta mandou devolver-lhe o Mercedes.

 

Durante o assalto investiram com o Mercedes o carro do empresário e deram-se à fuga, mas os Desembargadores não consideraram que  dos Autos possa resultar que o Mercedes volte a ser usado para o crime.

 

Cá para mim é uma percepção ousada.....

 

Cá para mim e para o sucateiro de Alcanena.......

 

Finalmente espero que não ande por aí alguma autarquia a comprar casas para alojar ladrões....

 

mn



publicado por porabrantes às 18:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.04.18

Em 2015 foi adjudicada à Territórios Criativos, por proposta da cacique da CIMT isto

 

N.º 09 - Proposta de deliberação da Presidente do Conselho Intermunicipal remetendo

para aprovação do Conselho Intermunicipal a proposta para realização de um estudo sobre as Comunidades Ciganas dos Concelhos de Abrantes, Entroncamento e Tomar – Processo

 

estudo ciganos.png

Dos resultados disto não temos notícia em Abrantes, nem na CIMT

 

O Estudo também não foi divulgado...

 

Mas temos no Entroncamento

Resposta aberta ao Deputado Municipal Pedro Gonçalves:

 

Caro Pedro Gonçalves


Como é do seu conhecimento e é possível verificar no relatório do Observatório de Segurança (Conselho Municipal de Segurança de 29 de junho de 2015), os crimes tipificados como "Contra as Pessoas" tiveram, na nossa cidade, um decréscimo de 11,5%, enquanto que nos concelhos vizinhos (Torres Novas e Abrantes) observou-se um acréscimo de 7,6% e 15,2% respetivamente.


Estamos, no entanto, conscientes de que certas áreas, devidamente sinalizadas, merecem atenção especial, fruto das suas especificidades socioeconómicas e da prática reiterada de comportamentos desviantes.


A Câmara Municipal do Entroncamento vê com agrado e valoriza o envolvimento da estrutura local do CDS PP no assinalar de um problema que está devidamente identificado pelo município e em relação ao qual temos estado a trabalhar desde o início do mandato.


Recordo-lhe que o Conselho Municipal de Segurança tem reunido regularmente no final de cada trimestre e tem feito a análise detalhada dos índices de criminalidade no Concelho, debatendo as questões da segurança e apresentando caminhos para ultrapassar os problemas identificados.


Nos últimos dois anos este Conselho Municipal de Segurança já reuniu por 6 vezes, o mesmo número de vezes que reuniu nos últimos doze anos do executivo anterior.


Como certamente será do conhecimento do CDS do Entroncamento, até pela sua participação no Conselho Municipal de Segurança e pela postura responsável e apresentação de contributos válidos que tem caracterizado a sua atuação na Assembleia Municipal, a autarquia, em conjunto com a PSP local e distrital, ao longo destes dois anos e meio, tem tido intervenções sistemáticas no sentido de devolver a autoridade democrática às zonas da cidade onde no passado se aceitava todo o tipo de comportamentos.


Poderia apontar inúmeros exemplos, mas refiro-lhe apenas as nossas intervenções ao nível dos bairros socias da cidade ou ao nível do mercado semanal de forma a exigir o cumprimento das obrigações de cidadania e das regras municipais de utilização dos espaços.


Onde antes se assistia a comportamentos desviantes em habitações e demais espaços camarários, verificamos hoje cada vez mais atitudes de respeito e cidadania. Não atingimos a situação desejável, mas concordará que se evoluiu muito.


O efetivo da esquadra do Entroncamento tem sido aumentado e rejuvenescido. Temos assistido a um reforço do patrulhamento com recurso a meios operacionais do comando territorial da PSP. Este esforço e colaboração da PSP vai-se manter e se necessário aumentará.


Foram realizadas melhorias na atual esquadra da PSP, não obstante o esforço que estamos a desenvolver para desbloquear o processo da construção da nova esquadra.


Temos vindo a desenvolver políticas ativas de inclusão.


No âmbito do CLASE – Conselho Local de Ação Social apresentámos uma candidatura ao Contrato de Local de Desenvolvimento Social que foi aprovada e já está no terreno. Este projeto inclusivo tem um financiamento de 450.000 € e vai-se desenrolar durante três anos.


Estamos a desenvolver um estudo sobre a questão da Etnia cigana com o ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, que envolve anualmente os concelhos de Tomar e Abrantes e é coordenado pelo Prof. Roque Amaro.


A recentemente aberta Escola do Bonito constitui uma realidade de integração que realçamos.


Estamos a devolver o espaço do bairro Frederico Ulrich à cidade. Primeiro fizemos passar o traçado da Ciclovia Verde, uma via que é estruturante para ligar a cidade de norte a sul num corredor pelo interior do bairro.


Estamos num processo de fixação de associações da nossa terra naquele espaço, através da atribuição de imóveis para sede. Desta forma aumentamos a afluência pública e a segurança. São disso exemplos o Núcleo de Andebol do Entroncamento (NAE) e a casa de função do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).


Estas são algumas das medidas já tomadas e em processo contínuo de consolidação que temos vindo a desenvolver. Mas temos consciência que não chega.


A segurança do Entroncamento é um processo que precisa de continuar a ser trabalhado por todos os parceiros, em especial pelos que fazem parte do Conselho Municipal de Segurança. Como diz e bem, o Entroncamento merece mais de todos nós pelo que saúdo a sua disponibilidade para em conjunto contribuirmos para uma cidade em que todos tenhamos direitos e deveres iguais e onde todos se sabem respeitar nas suas diferenças. Uma cidade para as pessoas.


Cordiais cumprimentos
Jorge Faria
(Presidente da Câmara Municipal)

 

(...) devida vénia à CM Entroncamento  

 

Portanto seria melhor que 3 anos depois a cacique divulgasse o estudo, as medidas implementadas e a avaliação dos resultados......

 

Que é para não implementarem só medidas avulsas, como as últimas compras de casinhas....

 

ma   



publicado por porabrantes às 21:07 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Alunos ameaçavam docente...

As mulheres são seres vo...

Junta do Pego deliberou e...

Ex-Mediadora Cigana passa...

Ciganos da Celeste dedica...

A pasmosa problemática ci...

Como enganar ciganos

Realojamentos ciganos ter...

O Mercedes do Cigano

O estudo secreto sobre os...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds