Sábado, 16.04.16

A integração de "boys" partidários nos quadros de pessoal das câmaras e empresas municipais é regra e, com a aproximação da data das eleições autárquicas, adivinha-se um despautério de admissões e nomeações em catadupa.

Esta situação é particularmente expressiva no que diz respeito aos dirigentes que, nas juventudes partidárias, organizam as campanhas eleitorais e arregimentam votos. Uma vez instalados nos seus "tachos", continuam por norma a trabalhar ao serviço dos partidos, mas remunerados à custa dos municípios. Ao longo dos últimos anos, este fenómeno agravou-se de tal forma que algumas empresas municipais mais parecem sedes partidárias dissimuladas.

Contudo, é nos municípios mais pequenos, alguns com apenas quatro ou cinco mil eleitores, que este problema se torna ainda mais grave e dramático no plano social. Nesses municípios, a obtenção de um qualquer emprego, ou a promoção numa função, depende quase exclusivamente do presidente de câmara local. Isto porque o maior empregador no concelho é a câmara; o segundo maior é, por regra, a misericórdia local ou alguma instituição de solidariedade, que atua em conúbio com o poder autárquico. Segue-se-lhes a administração central descentralizada, de forte dependência política, ou eventualmente uma empresa de média dimensão… amiga da câmara. Com esta estrutura de emprego, só o presidente de câmara e os caciques que dele dependem conseguem atribuir empregos que, em regra, beneficiam afilhados e familiares do presidente, os militantes do partido e os apaniguados das redes clientelares. Claro que a sua seleção raramente resulta do seu currículo ou das suas competências.

Estas práticas reiteradas, nomeadamente nos pequenos concelhos do interior, consolidam, na maioria do território nacional, a ideia de que o estudo, a formação e o esforço de nada adiantam. Fazem vingar a tese de que a qualidade do desempenho é irrelevante para ocupar um qualquer cargo. A qualidade não constitui critério de escolha de colaboradores, ou de progressão nas carreiras. A estrutura de recursos humanos está invertida. O profissionalismo foi dizimado pelo clientelismo.

 

Paulo de Morais no Correio da Manhã com a devida vénia

 

 



publicado por porabrantes às 12:44 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.04.12

O nosso amigo O Cidadão abt disse sobre Apelo aos Padrinhos na Quinta-feira, 26 de Abril de 2012 às 21:14:

 

     


A Câmara Municipal de Abrantes sempre se pautou pelo bom principio do apadrinhamento. 

A Associação Padrinho já existia há muito cá no sítio, simplesmente não tinha ganho visibilidade. 

Alves Jana como padrinho-mor é algo de previsível na medida que em Abrantes, o triunvirato Alves Jana & Cia tem a devida representatividade em todos os apadrinhamentos municipais. 

Aliás, em Abrantes mais ninguém se encontra devidamente capacitado nem muito menos tem o perfil indicado para assumir funções parentais em associações mediáticas. 

Ser padrinho de um pretinho fica sempre bem. 

É um dois em um, uma espécie de Jesuíta por correspondência e Jet 7 provinciano ao mesmo tempo, mas quando chega a hora de largar o caroço, bater o arame, vai chamar padrinho a outro!

Venha daí mais uma comparticipação financeira para a associação Padrinhos, c'a gente cá está para pagar até porque os meninos da nossa terra passam todos mui bem, com os papás empregados a ganharem o suficiente para pagar manuais escolares a 40 € por unidade!

Hajam afilhados!

 

 

Maria do Céu com autarcas do Tarrafal-foto cma

 

 

Olá Cidadão,

 

Já estás melhor????

 

Aqui fica a tua contribuição para o necessário debate sobre o clientelismo em Abrantes.

 

Continuaremos a falar do assunto.

 

MA

 

 

 



publicado por porabrantes às 23:11 | link do post | comentar

Domingo, 08.01.12
CONCURSOS DE PESSOAL Nº27 DE 8/2/2011
(...)
 
Como é possível que um(a) candidato(a) sem experiência 
profissional, com apenas um estágio profissional 
(que visa a aprendizagem em contexto de trabalho real) e 
meros contratos, passar à frente de outros com 
experiência de anos consolidada e com relação jurídica
de emprego por tempo indeterminado?
Pode-se dizer que isto se faz em todas as Câmaras e 
em todos os serviços públicos...
Mas é precisamente, por se ser conivente com isso, que a 
administração pública se transformou numa autêntica
 teia de vícios, compadrios e troca de favores que lhe
 tolhe os movimentos e a impede de agir com isenção, eficácia,
 competência e imparcialidade na sua relação com os cidadãos. (......)
 
Santana-Maia e Belém Coelho para a acta
Reunião de 15-9-2011
 
 
 
quem faz imperar isto : esta menina
 
 
 
ou esta?????
 
 
a que está entre o Sr.Bispo e o Graça?????
 
explicam-me
M.Noronha


publicado por porabrantes às 18:01 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Os Câmara boys

O clientelismo

o império da ilegalidade

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds