Quinta-feira, 11.11.10

A Igreja Católica prega muito e prega bem, digo eu, Marcello de Noronha, militante em crise da Obra.

 

Outra coisa é dizer se os padres, pastores e leigos são coerentes com a pregação.

 

Começo com a Obra que ainda não sujeitou a processo disciplinar, ou a simples processo de averiguações o dr. Jardim Gonçalves, ex-P. do CA do BCP, pelas acusações que pesam sobre ele nos tribunais.

 

Se a acusação é verdadeira, vai contra os princípios éticos da nossa Prelatura e só há um caminho: irradiar Jardim Gonçalves da nossa prestigiada agremiação.

 

Se não o fazem, serei que baterei com a porta.

 

A mesma coisa passa-se em Abrantes e na Diocese.

 

Diz-se que não há dinheiro para manter jornais católicos em funcionamento ou livrarias católicas e lançam-se em Abrantes em obras faraónicas, cuja sustentação financeira é duvidosa, a origem dos dinheiros desconhecida, a sua legalidade mais que controversa.

 

O responsável desta pastoral, se isto é pastoral, chama-se: Graça e é com dificuldade que lhe acrescento por simples cortesia a palavra Reverendo antes do nome.

 

Porque não tenho nenhuma reverência por esta pastoral de plástico.

 

E, é com tristeza que vejo S.Ex. Reverendíssima, o nosso Bispo, D.Antonino, homem sério e piedoso, permitir este estado de coisas.

 

 

É óbvio que a culpa não é só e principalmente sua, mas especialmente dos seus antecessores, em especial de D.Augusto César,

 

cujo triste pontificado em Tete, silenciando os crimes da guerra da tropa colonial, foi continuado em Portalegre, permitindo que homens com o perfil de José da Graça paroquiassem cidades como Abrantes.

 

O perfil do ''Rev'' Graça é o de um pároco rural que estaria muito bem em São Facundo (se o povo não o tivesse expulso), mas não numa terra de pessoas evoluídas.

 

Que saudades do bem que fez nesta cidade o Rev.Cónego Henrique Pires Marques, em má hora afastado por D.Augusto César!!!!

 

 

Nem vou falar da forma como a Diocese foi administrada pelo actual Arcebispo de Évora, Sanches Alves, é melhor esquecer-me de coisas tristes. Embora vá falar um dia destes da sua acção em Évora.

 

Prega a Igreja que as Paróquias e os cristãos devem respeitar os instrumentos legais em vigor, se não temos por motivos de consciência o dever de objectar contra eles.

 

Os Planos de Urbanização são disposições legais que afectam a todos, particulares e Igreja.

 

São normas jurídicas abstractas e gerais que não são para modificar ao gosto do freguês.

 

Ou ao gosto do Sr.Cónego.

 

Explicam-me porque é que o PUA foi modificado?

 

Em que circunstâncias e porquê?

 

A situação financeira da Igreja deve ser pública e transparente.

 

Qual é a situação financeira da Paróquia de São Vicente? E dos organismos dela dependentes?

 

Se não consegue manter pelos seus próprios recursos a Nova Aliança etc, como é que tem meios financeiros para se lançar na construção de mais dois lares?

 

Quais são os estudos demográficos que provam a sua necessidade?

 

Aconselha a boa administração das coisas que sejam lançados concursos públicos para as edificações institucionais, pois bem ao que sabemos o ''Rev.'' Cónego segue os métodos camarários: o ajuste directo.

 

Aconselhou o Vaticano II o princípio da colegialidade.

 

O que assistimos em Abrantes, é José da Graça assumir-se como Luís XIV: ''A Igreja sou eu''.

 

Continuaremos, porque é o meu dever de católico e de seguidor dos bons princípios exaltados por São José Maria,  debater este assunto.

 

Uma Igreja calada é uma Igreja morta ou moribunda.

 

Entretanto há más notícias.

 

O ''Rev''. Graça foi reconduzido como Arcipreste.

 

Damos a notícia como consta da página da Diocese:

 

 

Tomada de Posse dos novos Arciprestes

Esta manhã, na Cúria diocesana, perante o Vigário Geral, tomaram posse os novos Arciprestes, recentemente nomeados por Sua Ex.cia Rev.ma, o Sr. Bispo de Portalegre - Castelo Branco

 

Pelas 11:00h do dia 5 de Novembro, na Cúria desta Dicoese de Portalegre - Castelo Branco, na presença do Vigário Geral da Diocese, Mons. Paulo Dias, procedeu-se à tomada de posse dos novos Arciprestes, nomeados pelo nosso Bispo, D. Antonino Dias, para o o próximo triénio: o Rev.do Cónego José da Graça como Arcipreste do Arciprestado de Abrantes; o Rev.do Cónego António Assunção como Arcipreste de Castelo Branco; o Rev.do Pe. Rui Rodrigues  como Arcipreste de Ponte de Sor; o Rev.do Pe. João Maria Lourenço como Arcipreste de Portalegre e o Rev.do Pe. Luís Manuel Alves como Arcipreste de Sertã.

Após a leitura da Provisão, o Sr. Vigário geral dirigiu aos novos Arciprestes algumas palavras sobre o sentido deste ofício eclesial, que deve por todos ser encarado como missão ao serviço da Igreja, e de como o Sr. Bispo prentende valorizar e contar com as efectivas funções que esta figura canóncia tem atribuídas no ordenamento jurídico da Igreja e que ultimamente estavam um pouco esquecidas, limitando-se praticamente ao mínimo - convocar e organizar as reuniões de clero e dsitribuir material informativo, como cartazes e afins, pelo clero do Arciprestado.

Depois foi a vez dos novos Arciprestes partilharem um pouco da forma como encaram esta missão e de como é necessário promover uma reflexão ao nível arciprestal sobre as atribuições do Arcipreste para que este as possa desempenhar mais cabalmente, com a colaboração de todos, promovendo assim a comunhão  eclesial e coordenando eficazmente a acção pastoral de do Arciprestado a que pertence e que coordena a este título.

Após esta interessante partilha, procedeu-se à tomada de posse, tendo-se lavrado uma acta da mesma, ad perpetuam rei memoriam.''

Laos Deo,

Marcello de Noronha

 

 



publicado por porabrantes às 11:24 | link do post | comentar

Domingo, 23.05.10

 

Visitou o Sr.Bispo a CMA.

 

Aqui o vemos no Salão Nobre do Palácio Falcão falando com a Presidente, escoltado pelo Sr.Cónego e por uns Senhores que não identificamos.

 

S.Exª Reverendíssima deve ter ido apresentar cumprimentos.

 

E agradecer termos uma Câmara Pia.

 

Os subsídios e transferências camarários declarados a favor da Santa Madre Igreja (através de instituições por ela controladas) somaram mais de 16. mil contos só no 1º semestre  de 2009.

 

Discriminam-se os subsídios e transferências:

 

Escuteiros Alferrarede

712.5

Escuteiros  Chainça

2.350

Escuteiros Abrantes

2.137,5

Escuteiros Mouriscas

500

Escuteiros Tramagal

2.050

Escuteiros  Rossio

2.940,85

Banco Alimentar c/ Fome 1

11.600

Centro Social Alferrarede

30.825

Fábrica Igreja Martinchel

28.990,8

 

 

Total

82.106,85

 

 

 

Os dados foram publicados no Passos do Concelho, nº 78

 

Foi um ano eleitoral. Seria divertido compará-lo com os números dos anos anteriores.

 

Também convém dizer que não contabilizámos as ajudas consistentes em isenção de taxas camarárias e em cedências gratuitas de instalações a organizações ligadas  à Igreja Católica.

 

 

Nem o valor em rendas a preço de mercado do edifício cedido ao Banco Alimentar contra a Fome e o custo das obras feitas para a sua remodelação.

 

Despesas todas autorizadas em ano eleitoral.

 

Despesas e transferências feitas num país onde a Religião está separada do Estado.

 

Também não calculámos os pingues subsídios e transferências feitas pela Administração Central, especialmente através da Segurança Social que são muito superiores a estes.

 

Quando dinheiro recebe por mês a indústria de desintoxicação do Sr. Cónego?

 

Aumentaram esses subsídios e transferências em 2009, ano eleitoral?

 

Quais são os sacerdotes que recebem ordenados do Estado por alguma via no Concelho?

 

Temos um Ministro, Presidente da Assembleia Municipal, que é um dos mais notáveis propagandistas duma laicização acelerada do País.

 

Mas no seu Município temos uma Câmara Pia.

 

E naturalmente o Sr. Bispo deve agradecer.

 

E o seu delegado, o Arcipreste felicitou publicamente a D.Maria do Céu, em carta que não se sabe se foi privada (enquanto cidadão Graça) ou enquanto Arcipreste.

 

Carta esta divulgada oportunamente pelos Serviços Eleitorais da Presidente.

 

Porque essa era a intenção do remetente.

 

Porque senão teria levado o assunto aos tribunais de acordo com o art. 78 do Código Civil.

 

Artigo 78.º
(Cartas-missivas não confidenciais)
O destinatário de carta não confidencial só pode usar dela em termos que não contrariem a expectativa do autor.

 

Finalmente apesar de não termos estatísticas figuram no Concelho mais congregações religiosas não católicas e segundo o documento que estudámos não houve um tostão para elas.

 

Se isto é separação da Igreja e do Estado, o Sr.Dr. Afonso Costa teria uma apoplexia.......

 

 

Miguel Abrantes com apoio da Loja Raul Rego em auto-gestão devido ao clericalismo do Grão-Meste do Grémio



publicado por porabrantes às 17:31 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.05.10

 

 

Como se cumprimenta um Bispo?

 

Consultado o nosso assessor espiritual ( não falámos com Frei Nuno Serras Pereira porque se trata dum assunto relativo ao clero diocesano e não das ordens religiosas, que se regem por outro foro, e Frei Nuno é franciscano), o sacerdote leu o Caminho, o Manual de Protocolo Eclesiástico, e concluiu que a tradição e a boa educação mandam dobrar a cerviz face ao Prelado e oscular-lhe o anel.

 

 

Aqui deste pessoal que está à conversa com o nosso Venerando Dom Antonino, uma Senhora dá-lhe uma bacalhau, como se Sua Excelência Reverendíssima fosse mais um camarada  de partido.

 

A foto é tirada durante a recente visita do Sr.Bispo de Portalegre e Castelo Branco à Câmara de Abrantes e revela duas coisas:

 

1- Não há um serviço decente de protocolo na CMA.

2- Fazem lá falta os ex-seminaristas, podiam ter telefonado ao Dr.Pina da Costa para os Municipalizados que ele dava umas dicas, de certeza.

 

A foto é da CMA.....

 

Damos de seguida exemplo duma paroquiana de Almansil que faz como o exige a etiqueta clerical:

 

O Bispo do Algarve osculado no anel  por uma fiel.  Mesmo assim a vénia não foi bem feita.....diz o nosso assessor da Obra....

 

O protocolo é essencial na vida institucional

 

Senão terminamos como o Eng. José Sócrates a chamar ''Eminência'' ao Papa.......e Prelado.... ao Sr.Cónego (como fez o Ribatejo)

 

Marcello de Ataíde

( já devia ter saído para jantar mas o hereje do Abrantes recusa-se a falar de padres, a não ser em tom jocoso....)



publicado por porabrantes às 20:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.04.10

Paróquias podem ser reduzidas a metade

Bispos avançam com iniciativa ‘Repensar a Igreja em Portugal’. A criação de unidades paroquiais, que juntem duas ou três paróquias, deve ser solução.

Saiba todos os pormenores na edição em papel do jornal 'Correio da Manhã'.

 

 

Eis o que diz o Correio da Manhã. A iniciativa não é insensata, dada a evolução demográfica e a falta de clero. Boa parte da culpa é do bando de seminaristas metidos a políticos que vêm dando cabo da política abrantina.

 

Por exemplo Nelson Carvalho seria um óptimo Pároco de Cebolais de Baixo (já disse uma vez que dava um bom padre), super-casto e ultra-piedoso (parece que se recusa a votar Alegre, porque este não vai à Missa) e afinal foi o pior Presidente desde 1947 da CMA.

 

Falámos para a Cúria, metemos uma cunha na Obra e temos novidades. Na diocese a paróquia do Souto pode terminar e ser anexada a uma vizinha.

 

Para isso contribui a desertificação rural, a implantação crescente da IURD e o escândalo do Vigário do Pinhal.

 

A paróquia de São Facundo chegou a ser transferida para Vale das Mós, por D. Augusto César, quando um grupo de excitados abrilistas tentou sovar o sr. Padre José da Graça por um assunto obscuro e por defender o carácter sacro da propriedade.

 

No caso, a Favaqueira, prestes a ser ocupada por ateus que queriam lá construir uma UCP.

 

Parece-nos incrível que Armando Fernandes na época militante do MES (um dos partidos que fomentava as ocupações, a partir do momento em que o abandonou o Sr.Dr. Jorge Sampaio) ainda agora venha criticar o Sr. Cónego na última Barca, mandando-o dar voltas à Favaqueira.

 

Ainda se fossem voltas à Capela das Aparições....

 

E depois queria o Fernandes o voto católico, quando assim ataca o nosso clero!!!! (1)

 

Não percebemos como um idealista e um carola da política, tão à Direita, como Jota Pico se deixou influenciar pelas ideias dissolventes do Fernandes, que passam por um ataque permanente a Santana Maia.

 

O Sr. Bispo está neste momento a analisar o caso do Souto, o problema do Vigário e considera seriamente que a solução é anexar o lugarejo a uma paróquia vizinha.

 

Naturalmente confiamos na sabedoria de Sua. Ex. Reverentíssima.

 

Miguel Abrantes

 

 

PS-Dizem-nos na Cúria que a Paróquia se podia salvar se algum benemérito puxasse dos cordões à bolsa e mostrasse a sua generosidade com as depauperadas finanças da Diocese. Naturalmente pensámos logo em João Pimenta. Mas o Martinho Gaspar mais os outros 2 historiadores também podiam mandar cheques para a Diocese.

 

(1) Um dia destes explicamos a birra do Fernandes....



publicado por porabrantes às 08:52 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A Igreja sou eu!

Câmara Pia

A etiqueta eclesiástica

Vai à vida a paróquia do ...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds