Quinta-feira, 10.10.19

Na inarrável série de negócios entre a Construforte e os caciques, há nova faena.

Perdoam-lhe uma dívida de 129.350 € que era a garantia dada pela Construtora (que vendeu o andar do jacuzzi à cacique) para terminar as obras duma urbanização na Rua José Saramago, Brejo, Alferrarede.

A construtora não fez todas as obras de urbanização que era obrigada pelo alvará.

construforte 2

(acta de 19-9.2019)

r. josé saramago

Isto é a CMA aprovou a urbanização e agora vem dizer ''que ela não é necessária''

Recebeu a garantia bancária de 129 mil euros para fazer as obras que faltam e agora diz que não as faz e a Construforte poupa 129.000 € .

Aliás o texto da deliberação é aldrabónico, remete para uma deliberação datada de 29-1-2018, em reunião da autarquia.

Nesse dia não houve nenhuma reunião do executivo.

A deliberação é de 14-2-1018 e tinha a Construforte dez dias para se pronunciar e não respondeu.

Finalmente só falta avisarem que vão comprar a área não urbanizada à Construforte.

Um assunto que envolvia mais de cem mil euros esteve mais de um ano à espera de resolução e a deliberação vem cheia de lapsos.

Entre os negócios polémicos da autarquia com esta construtora conta-se este, denunciado pelo Vereador Santana-Maia.

E ainda as aventuras com a Solar Azul, denunciadas por Armindo Silveira.

E é esta tropa que quer arrendar o Teatro S.Pedro por escassa quantia, durante décadas.

Acho que vou propor vender o S.Pedro à Construforte.

ma 

    



publicado por porabrantes às 17:51 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.07.19

teatro s.pedro despejo 2017

Os caciques voltaram a apresentar à Iniciativas uma proposta de compra no valor de 267. 000 euros.

O S.Pedro tem cerca de 900 m2

Em 24.02.1 1, compraram aos amigos da Construforte (que venderam o andar do jacuzzi com palmeiras à mulherzinha do dentista) um rés do chão, na R.Luís de Camões, com 153 m2 por 199.000,00€ .

 

O espaço agora nem sequer está ao serviço da CMA, cederam-no a uma instituição privada.

Se a CMA não precisa dele, porque não o vende?

Apostamos que não conseguia 70.000 € por ele.

 

Vimos perguntar se a Iniciativas não devia colocar o Teatro à venda numa imobiliária controlada pela Lena ( 1 millhão de euros pelo prédio Milho) ou pela Construforte para conseguir um preço decente.

s.pedro sarita montiel

Perguntar ofende????

Entretanto por pura teimosia caciquista Abrantes desperdiça um espaço onde houve concertos memoráveis.

 



publicado por porabrantes às 09:51 | link do post | comentar

Terça-feira, 18.06.19

A Solar Azul já foi aqui falada e a propósito duma denúncia de Armindo Silveira, na Assembleia Municipal.

Também o sr. dr. Santana Maia Leonardo levantou a questão em relação a outro negócio da Construforte que tinha o mesmo gerente que a Solar Azul.

Ou seja estas empresas têm muito boa relação com os caciques.

E segundo a acção de Jorge Dias contra os caciques, metida pela srª drª Alexandra Sapateiro e prosseguida pela Massa Insolvente das Construções Jorge Dias ( 6 milhões de parcos euros pedidos de indemnização), documento reproduzido no dossier publicado on-line pela autarquia, anexo, nº 40, foi alegadamente a Solar Azul que quis comprar por 1 milhão e meio de euros, em 2006, os terrenos que a empresa construtora detinha e que incluiam a parcela em litígio.

solar azul 5

Tendo em conta os negócios (da China) elencados pelos deputado municipal Armindo Silveira e pelo Vereador Santana Maia Leonardo, percebe-se que a Solar Azul só investisse, se não tivesse problemas com os caciques.

Mas também se percebe quanto valia o terreno de Jorge Dias, se não o tivessem sujeito a um calvário judicial, eivado de má-fé processual, que raia a perseguição.

Que não se limitou aos processos sobre o terreno (que a autarquia ia perdendo) mas desceu ao processo-crime e à tentativa de o declarar louco.

louco

(processo de difamação da cacique contra o empresário, onde foi requerida uma perícia médica)

 mn    

   

 



publicado por porabrantes às 11:11 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.04.18

Depois da ASAE ter fechado a pocilga que a D.Céu tinha no histórico mercado  diário abrantino, grande obra de António Varela, tiveram de improvisar locais para meter os comerciantes.

Vaí daí surgiu este curioso negócio:

 

Quinta-feira, 24.02.11

REUNIÃO DA CÂMARA DE 21/2/11 (extracto V)

PONTO Nº7 - ESCRITURA DE COMPRA DO R/C DTO DA RUA LUÍS DE CAMÕES 

 

----------------------------------------------------------------  

 

Nº 7 - Proposta de Deliberação da Presidente da Câmara, remetendo, para aprovação, a minuta da escritura de compra e venda, a celebrar entre Isidro Marques Ribeiro, na qualidade de sócio-gerente da sociedade “Construforte – Sociedade de Construções e Empreitadas, Limitada e o Município de Abrantes, referente a um prédio urbano, designado por fracção A, correspondente ao rés-do-chão direito, destinado a comércio e/ou serviços, do prédio constituído em propriedade horizontal, sito na Rua Luís de Camões, número 42, com superfície coberta de cento e cinquenta e três metros quadrados, inscrito na matriz sob o artigo 1410-A, descrito na Conservatória do Registo Predial de Abrantes sob o número 00701-A, pelo valor de 199.000,00€ (cento e noventa e nove mil euros).

 

DELIBERAÇÃO: A proposta foi aprovada com os votos a favor dos vereadores eleitos pelo PS e do vereador eleito pelos ICA e o voto contra dos vereadores eleitos pelo PSD''

 

(devida vénia à Coluna Vertical)

 

vai lá dentro

o bunker que faz as vezes de mercado diário e do qual muitos abrantinos pedem a demolição numa proposta do Orçamento Participativo 

 

 

Como se pode encontrar com facilidade na net, o Isidro era alegadamente gerente de Solar Azul,  empresa em dificuldades e parceira da CMA no estranho negócio do Milenium, posto em causa pelo BE, em sede de A.Municipal....

 

Olhando para o valor pago pelo rés do chão da rua camoniana, 190.000 € (!!!!) e os preços praticados no mercado, teremos de concluir que em época de crise aguda do mercado imobiliário ...a Construforte fez um grande negócio....

 

 

ma

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 16:07 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.06.16

construforte.png

A obra foi adjudicada à Construforte

 

ver mais aqui

 

bonés.jpg

ma



publicado por porabrantes às 10:12 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Nova faena imobiliária mu...

O S.Pedro e os negócios i...

Solar Azul quis comprar t...

Negócios à pala do mercad...

A estátua nómada

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds