Segunda-feira, 20.02.17

tubucci gas.png

 



publicado por porabrantes às 21:54 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.10.16

esperança 2.png

mn



publicado por porabrantes às 10:59 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.10.16

esperança sem esperança.png

 

 

 

Depois da Câmara Municipal e os seus "técnicos" retirarem (em 2016)a classificação a 26 edifícios do centro histórico, agora surge uma nova ameaça: o que resta, e é muito ainda, do ultimo Mosteiro de monjas abrantino, Nossa Senhora da Esperança.

O novo projecto, foi feito unicamente por arquitectos (a classe mais sábia no planeta), para ampliação do Colégio de Fátima, atenta contra o monumento classificado  existente em Abrantes, que é quinhentista.

 

Tem ainda o claustro, o famoso Pórtico maneirista (em péssimo estado) o cemitério das religiosas intacto, Igreja monástica, Parlatório, Pórtico da Cerca e edificado de apoio. A Igreja merece outra dignidade: a recolocação dos azulejos, a reposição do brasão de pedra que retiraram do fecho da Capela-mor (que agora está escondido nas reservas do Castelo), etc..

convento esperança interior.jpg

 

Agora era a altura certa da Câmara, intervir no Mosteiro e protegê-lo, mas não, vai amesquinhá-lo e desvalorizá-lo, como é apanágio desta cacique e seus técnicos,amantes do betão pelo betão.

convento da esperança igesparr.jpg

 

Grande parte da história abrantina, desde quinhentos, passou por este Mosteiro, será que não merecemos a sua salvaguarda e promoção? Ou será que a visão de alpinista político-social da cacique, pode tudo?

Precisamos urgentemente de uma nova gestão camarária, senão Abrantes perde a sua memória e identidade. Já não nos bastavam as asneiras demolidoras do Nelson Carvalho!

Paulo Falcão Tavares*

 

* Presidente da Tubucci-Associação de Defesa do Património da Região de Abrantes, Mestre em História pela Universidade de Évora; Autor do livro: O Real Convento de S.Domingos

c. esperança 2.jpg

 

fotos: CMA; DGMN 

 

PS- O Blogue autoriza a Senhora Directora do Nova Aliança a reproduzir este artigo, sem o censurar.



publicado por porabrantes às 19:32 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24.02.16

esperança.png

 o POP UP 9 está errado, como toda a gente sabe está de pé outro convento, dentro do centro histórico, o da Esperança, propriedade ainda das Doroteias, que fica na rua onde morava a cacique

convento da esperança igesparr.jpg

convento esperança interior.jpg

fotos Igespar/DGMN

 

obas do Graça das Seringas na Igreja

mn 



publicado por porabrantes às 12:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 21.08.15

As obras ilegais levadas a cabo pelo Cónego das Seringas

estrela.jpg

em 1990, no Convento da Esperança, propriedade das Doroteias,

convento esperança interior.jpg

 também provocaram um morto, o Senhor Estronca, que era o empreiteiro ....

Graça actualmente.JPG

a Nova Aliança nunca publicou a notícia, que eu me lembre, publicou-a o Jornal de Abrantes, dirigido por Jorge Moura Neves Fernandes que o tonsurado insultara uns dias antes do desenlace fatal.

Naturalmente o grande lavrador e Advogado Jorge Fernandes espancou, sem piedade, o Abade made in Nisa. Uma resposta sarcástica que ficou nos anais do jornalismo abrantino.   

Dias depois uma parede desabou, na Igreja da Esperança,  e matou o Senhor Estronca.....

De novo uma obra ilegal....

Por não licenciada pelo IGESPAR 

A paróquia nunca publicou o relatório acerca das causas do acidente

Espera-se que ao menos o melhor amigo do multimilionário angolano da Cabeça Gorda (depois do Ricardo Salgado) celebre cada ano uma missa à borla por alma do digno sr. Estronca, sem pedir uma esmola à família para comprar seringas, financiar  obras ilegais ou ajudar a drª Ana Soares Mendes a comprar tesouras para continuar a censurar na folha clerical.

Amen, quem ler o post tem

oraçao.jpg

tem 100 dias de indulgência 

 

mn



publicado por porabrantes às 16:48 | link do post | comentar

Domingo, 14.06.15
 

 

 

Convento da Esperança, local que acolheu os refugiados boers . (DGMN)

 

boers.jpg

 

 

Estava à procura de notícias de soldados abrantinos enterrados em Lourenço Marques, quando dei com esta foto duns duros guerreiros boers

 

 

 

que no final do século XIX se enfrentaram aos ingleses, com a mesma indómita bravura que lidaram com a nação shosa, a nação de Madiba Mandela.

 

Perderam a liberdade face a uma vergonhosa guerra de genocídio desencadeada pela imperial Inglaterra, e parte deles terminaram refugiados em Abrantes.

 

Diogo Oleiro contou essa história e tenho um livro em africander, o rural holandês do Cabo, onde essa história foi contada. Também está contada na Imprensa nacional e abrantina da época e é evocada neste post do  https://delagoabayword.wordpress.com/category/portugal-africa/

 

E aí dizem: ''  sua chegada, foram alojados em Peniche, onde 380 homens foram acomodados num velho forte; em Alcobaça, 376 homens ficaram alojados num mosteiro e, nas Caldas da Rainha, 320 homens, mulheres e crianças foram realojados. As famílias que tinham outras possibilidades económicas tiveram a oportunidade de alugar casas na vizinhança. Adicionalmente, pequenos grupos ficaram em Abrantes, Tomar e S. Julião da Barra.

A todo o tempo era permitida a liberdade de movimento entre os campos, bem como a troca de alojamento, se desejado. Os Boers eram vistos como prisioneiros de guerra, mas não eram guardados, nem confinados aos seus campos, embora tivessem de se apresentar duas vezes por dia aos seus guardas.

 

 

Onde é que ficaram alojados? no Convento da Esperança, na parte  ocupada por instalações militares, a Igreja era então o Teatro Taborda.

boer 2.png

 

 

MN

 

a questão é referida de passagem numa tese da drª Charneca sobre Museus Abrantinos. A tese já foi aqui de alguma forma abordada. Mas leiam o post aqui citado

 

 mais:

 

aqui

 

 

 


publicado por porabrantes às 16:36 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.03.14

Publica-se um artigo que saiu a seu tempo (17-3-90) na ''Nova Aliança'', do sr. dr. João Nuno Serras Pereira. Nele se aborda como as Doroteias em  4 de Outubro de 1968 (dados do Eduardo Campos na Cronologia do Século XX em Abrantes) adquiriram o imóvel conhecido como Convento da Esperança

 c.esperança.png

esperança 2.png

 

 

 

 

 

Ou seja foi vendida às Doroteias um imóvel (depois classificado de interesse público, como o Colégio) pela CMA sendo Presidente o dr. Agostinho Baptista. A informação que tenho é que foi barato e foi para aumentar o Colégio de Fátima. Nunca a Igreja foi usada até 1990 (20 e tal anos depois) e nessa data o Graça, que antes fora expulso de São Facundo pelo povo, resolveu fazer obras em edifício alheio, com subsídio da Câmara do Humberto Lopes e de particulares. As obras não tiveram parecer da tutela do Património e mesmo assim, contra a Lei, foram aprovadas pela edilidade. Se lerem bem o artigo do meu falecido amigo dr.Serras Pereira verão  que fala do que uns ignorantes  queriam fazer em São Domingos em 1970 e que ele com Duarte Castelo-Branco e o apoio dubitativo de Agostinho Baptista impediu.Fala do interesse que tinha a nível patrimonial a Esperança, dos azulejos de setecentos iguais aos de São João e São Vicente e da obrigação das Doroteias em restaurar o edifício.

O ''restauro'' do Graça, com a conivências das Doroteias e da edilidade do Lopes, não respeitou de forma nenhuma o valor patrimonial da Igreja do velho convento.   

 

 

Neste fim de semana haverá uma reunião entre a Associação de Pais dos alunos do Colégio, as Doroteias e ao que consta a cacique que quer comprar o edifício e assim liquidar implicitamente o ensino  católico nesta terra.

 

Lida Nova Aliança que saiu agora, naturalmente nada isto é lá abordado, já não é um jornal católico, é um jornal subsidiado ao serviço do poder, propriedade duma Associação aconfessional.

 

MN

 

Esteve por cá o Bispo de Portalegre a recolher esmolas para recuperar um edifício a cair em Portalegre. Aleluia! 



publicado por porabrantes às 17:49 | link do post | comentar

Sábado, 28.09.13

Diz-nos o nosso amigo José Bioucas  disse sobre O espólio de São Domingosna Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013 às 09:18:

 

     

''Falaram e bem sobre os azulejos de S.Domingos, mas e os azulejos do convento da Esperança que as centenas se encontravam engradados em pilhas a bloquear a porta grande da igreja e as duas portas mais pequenas que hoje se encontram entaipadas ?''

 

Caro Zé, o teu comentário é naturalmente apropriado e vem-nos dar uma pista sobre um assunto que estamos a trabalhar. Que  está inserido na problemática mais geral da vandalização do património desta cidade por cupidez, preguiça, ignorância, desleixo de muita gente conjugada com a passividade da administração local e central.

 

 

Esta é a planta do Convento da Esperança

 

 

É uma planta parcial porque parte do Convento foi demolido no século XIX e outra parte  para construir o Colégio de Fátima, serviço, a demolição que foi uma barbaridade cujo rosto visível foi o Senhor Dr.Manuel Fernandes.

 

Não serei original a atribuir a Manuel Fernandes outros atentados patrimoniais. Foi ele o responsável político e empresarial de demolir a Igreja de São Pedro para fazer o Cine-Teatro e ainda por demolir o mais belo baluarte da Cidade, o de Santo António, para construir o Hotel Turismo. Isto,a segundo parte, diz, sem citar o nome do líder do Estado-Novo no final dos quarenta e cinquenta, o Arq. Santa Rita Fernandes no excelente livro ''Abrantes, Cidade'' .
Acho que podemos arranjar fotos da Igreja com azulejos antigos (porque dos novos já daremos conta) : ''A capela-mor era obra primorosa, tendo sido feita por conta de Manuel da Silveira Frade'' aí por 1620. Diz Mestre Diogo Oleiro no  Abrantes Cidade Florida.
Que vista arranjo dela? Esta:

 

Nesta foto não datada da Direcção Nacional dos Monumentos Nacionais não há azulejos mas há belíssimos frescos no altar mor. E tudo indica que  se trata das obras ilegais levadas a cabo pelo tonsurado José da Graça ( em 1990, com autorização dos proprietários (Província das Irmãs Doroteias)) com financiamento estrangeiro, local e municipal e a conivência da Câmara de Humberto Lopes.

 

Nessas obras ilegais que despertaram vasta polémica e onde o Graça com a celeste educação que o caracteriza insultou o sr. dr. Jorge Moura Neves Fernandes, que lhe deu uma resposta arrasadora, metendo-o em ridículo, morreu o empreiteiro, o Sr.Estronca se bem me lembro por desprendimento dumas pedras. Acho que naturalmente a Nova Aliança não explicou as causas da morte.
 

Mas há prova documental que havia azulejos? Há

 

Aliás é extremamente curioso que nem a Rosário Gordalina 1990 / Isabel Mendonça 1995 ou a D.Cecília Matias neste texto oficial  falem dos azulejos nem dos frescos.

 

Será que escreveram o texto e naturalmente foram pagas para isso e não entraram na Igreja?

 

Não leram a papelada, vasta, sobre o assunto?

 

Curiosa maneira de escrever sobre património. ......

 

Mas aqui temos outro documento oficial que fala dos azulejos seiscentistas que tu viste encaixotados e cuja precária situação denuncias.

 

 

 

Uma carta dum dos homens cultos e abrantino honorário (porque era de Vale de Cambra) que foi um dos que salvou São Domingos.

 

Vejamos agora um texto de propaganda do ''estimado Reverendo'' , naturalmente anónimo, publicado no ''Notícias de Abrantes'' em 16-3-90 em que se diz que a Igreja não tinha qualquer interesse

 

 

E chega-se à insensatez, próxima da difamação, de invocar a palavra do Papa para justificar uma  ignara porcaria em termos de património.

 

Que o fez o Graça aos frescos????? 

 

 esperança caminhantes pela paz 1.JPG

 

 http://caminhantesdapaz01.blogspot.com.es



Foram simplesmente


pintados por cima


ou caiados???????

 

 

Esta forma bárbara de tratar o património sacro desonra a Igreja, desonra-nos a nós, enche de vergonha as autoridades que deviam velar por um edifício classificado e por um valor não só nacional mas local, e devia fazer com que a Hierarquia actuasse apontando o dedo ao Graça......

 

http://caminhantesdapaz01.blogspot.com.es

 

 

 

Enquanto a Autoridade da Igreja não apontar esse dedo acusador, temo que tenha de ser  a Autoridade do Estado Laico e Republicano  a fazê-lo.

 

Como aliás parece que já começou a fazer, diz o Sol.

 

Caro Zé, por agora é tudo. Os azulejos novos estão à vista, os antigos espero que não lhes tenha acontecido o mesmo que aos livros do dr. Solano de Abreu... 

 

 

Marcello de Noronha

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 19:30 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.11.11

O nosso amigo Cidaão Abt disse sobre Tintin e o Astrónomo no Domingo, 6 de Novembro de 2011 às 18:41:

     

Caro Marcello de Noronha!!

Para descanso do Santana Maia Leonardo e sossego do Museu Ibérico, começou a ser publicada a versão "B" da historia do Souto!

Com a bagagem de Mister Pico, o senhor Manuel Baptista Traquina pode arrumar o seu "O SOUTO, Uma cultura- Um povo" na prateleira mais alta!

A nova obra publicada em livro terá que ser dividida em imensos tomos classificados por ordem alfabética!
Só a nota previa já corresponde a um fascículo!
Cumprimentos bloguisticos a Mister Pico com votos de que durante os próximos tempos não se lhe escangalhe o teclado!

Que a malta ouve pouca rádio é um triste facto! 
Só ser fôr a Maria José nas rubricas dos discos pedidos! 

Com a crise que grassa pela Europa, a esta hora já o caranguejo pôs as pinças no prego!

Ná! 
Aquela cena em que o Tintim no deserto do Congo seguia o rasto dos rodados do próprio Willis, é hilariante!

O Tintim esteve em Angola?!
Pois... Como o Kaúlza preferiu as aventuranças de Moçambique, é bem capaz!

Haja boa disposição!

 

 

Caro Cidadão:

 

Desculpa o atraso na edição deste comentário.

 

Ainda estou banzado com a sabedoria do Pico e não tenho tempo para fazer outra coisa.

 

A sabedoria do Pico é parecida à da Isilda Jana.

 

 

''Para a Câmara Municipal o Convento de S. Domingos é considerado  uma peça chave no processo de regeneração do Centro Histórico de Abrantes (é o único dos 4 conventos outrora existentes em Abrantes) e daí a preocupação em o requalificar e dar-lhe uma função nobre;''

 

diz a Avençada-Licenciada aqui.

 

 

 Ora para quem escreve na folha gratuita sobre história de Abrantes, é licenciada em História e teve sobre sua direcção o pelouro da Cultura e portanto do património de Abrantes não saber que há outro Convento em Abrantes, classificado como Imóvel de Interesse Público, é ignorância a mais.

 

Pórtico da Igreja do Convento da Esperança (IIP)

 

Isto o que é ?

 

É o Convento da Esperança e está classificado!!!!

 

Se a Chefa falha no mais objectivo o que se dirá do arrazoado restante. Parole Parole...

 

Marcello de Noronha



publicado por porabrantes às 15:50 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Um convento sem Esperança

Convento da Esperança

Um Convento sem Esperança...

E se contratassem um hist...

Obra do Cónego matou empr...

Quando os boers chegaram ...

Como as Doroteias comprar...

os nossos arquivos : um c...

Dois Enciclopédicos, Jota...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds