Sexta-feira, 27.03.20

Na ordem de trabalhos da próxima reunião da CMA (dia 31) consta isto:

''Pedido de reposição do equilíbrio financeiro do contrato por agravamento dos custos na realização da empreitada “Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes – Fase 1 – Recuperação, Remodelação e Ampliação do Convento de São Domingos”,
apresentado pelo adjudicatário da empreitada, a TPS – Teixeira Pinto Soares, S.A – para indeferimento.''

 

A primeira pergunta é esta:

Como é que se mete na Ordem de Trabalhos um pedido ''para indeferir''?

Teria de ser a discussão da questão na sessão que permitiria aquilatar da bondade do pedido e não haver um indeferimento liminar sem discussão.

Se a moda pega, as propostas da Oposição serão logo agendadas com a menção para indeferir.

Indo ao cerne da questão, a empreiteira  TPS – Teixeira Pinto Soares, S.A  pede mais ma$$a, porque teve as obras paradas por questões arqueológicas.

E teve-as em grande parte porque a cacique não mandou fazer as prospeções arqueológicas prévias, que a tutela exige.

cronocacique

Portanto as reclamações são justas, e o seu indeferimento levará a um desenlace judicial.

Ou a um paragem das obras.

ma   



publicado por porabrantes às 11:43 | link do post | comentar

Domingo, 16.02.20

salários atraso

Responderam-lhe que sendo o ordenado do Bispo pago pela Alfândega de Malaca e andando ela com falta de cabedais, porque não se podia navegar para os mares da China, não havia verba para pagar ao bispo abrantino.

Frei João fora um dos Bispos que jurara em Lisboa fidelidade a Filipe III, quando por esta época visitara o reino.

Docs Remetidos da Índia ou livro das Monções, pub. pela Academia de Ciências, Tomo V, Lisboa, 1945



publicado por porabrantes às 16:30 | link do post | comentar

Sábado, 15.02.20

''João Pinto da Piedade, pela Graça de Deus e da Santa Sé, Bispo da China, e do Conselho d'El Rei, Nosso Senhor. Que fiquem cientes, quem leia o nosso atestado que Francisco Carvalho Araña, nos apresentou uma rapariga chinesa, que se chama Isabel, e que tem sete anos, que foi trazida pelo seu próprio pai para vender, e que depois de um exame nós concluímos que é uma escrava e que pode ser possuída e vendida e oferecida.

Nesta Cidade do Nome de Deus de Macau, na China, com o nosso selo e armas em 14 de Novembro de 1610. Frei Manuel de Sousa, secretário do Bispo escreveu este documento. Eu assino.''

in Lúcio de Sousa,

The Portuguese Slave Trade in Early Modern Japan: Merchants, Jesuits and Japanese, Chinese and Korean Slaves...

41LnJhzgBcL__SX326_BO1,204,203,200_

O certificado de exportação passado pelo bispo abrantino (que jaz em S.Domingos) destinava-se a autorizar que a ''peça'' fosse enviada para Manila ou para o México.

Alguns dos miúdos comprados pelos padres e frades destinavam-se a ser convertidos. Já se falou nisso. 

Sórdida e beata história

O livro custa 200 euros.

ma

   



publicado por porabrantes às 23:31 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.12.19

pidade

in

pidade 2

 



publicado por porabrantes às 11:08 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.11.19

Uma parte da história ainda não escrita dos conventos abrantinos refere-se à sua acção como prestamistas.

Emprestavam dinheiros a juros módicos (ou caros) com garantia hipotecária.

Parte das terras que acumularam veio das execuções sobre devedores em mora.

Tinham expulso a comunidade judaica no dezasseis, onde havia especialistas nesta actividade (a mais antiga empresária abrantina, deve ser uma financeira judia,  Cinfana, mulher de Gabay autorizada por D.Afonso V a fazer este tipo de negócio, em 1441) (1).

Os judeus exerciam essa actividade, porque a Igreja proibia o empéstimo a juros aos cristãos.

Alguém tinha de substituir os prestamistas expulsos e os conventos e misericórdias ocuparam esse espaço.

A Santa Casa do Porto era credora duma enorme dívida da Casa de Abrantes.

Com o fim dos conventos, o Estado incorporou as dívidas aos Bens Nacionais e tratou de as receber.

usura nos conventos

(1847)

mn

(1)Chancelaria D. Afonso V, liv. 2, f. 58



publicado por porabrantes às 10:46 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.11.19

Segue a lista de mais bens de S.Domingos, confiscados pelo Estado:

1- foro de três galinhas numa casa e horta na Bemposta- valor 8$280

2- foro de três galinhas numa casa na Bemposta- valor 8$280

3 -foro de sete galinhas numas casas e terreno na Bemposta-valor 5$388

4 -foro de seis galinhas numa vinha na  Bemposta--valor 16$560

5 -foro de 960 réis numa courela no Rossio- valor 14$440

6- foro de 5 mil réis numa horta na Abrançalha- valor 75$000

7 -foro de 300 réis num terreno no Rossio-valor 4$500

8-  foro de 1$000 numa horta na Abrançalha-valor 15$000

9-foro de 500 réis numa horta no Carvoeiro- valor 7$500

10- foro de 400 réis numa horta no Carvoeiro- valor 6$500

11--foro de 750 réis numa horta na Abrançalha- valor 11$200

12-foro de 750 réis numa horta na Abrançalha- valor 11$200

13-foro de 450 réis no Casal do Outeiro, Bemposta-valor 67$000

14-foro de 2 mil  réis  num serrado, no Rossio, eram enfiteutas os Caldeiras, valor 30$000

15-foro de 800 réis num serrado, no Rossio, eram enfiteutas os Caldeiras valor 12$000

16-foro de 2 mil réis réis duma horta na Abrançalha- valor 30$000

17- foro de 1.200 réis numa courela no Rossio- valor 18$000

18- foro de 600 réis num terreno atrás da Cerca-valor 2$000

19-foro de mil réis numa courela, no Rossio, enfiteutas os Pimentas-valor 24$000

20-foro de 2$000 no Cabacinho, enfiteuta José Gonzalez Bobela, valor 37$500

21-foro de 800 réis, terreno em Fernão Dias, valor-12$000

Era 1843 e foram a hasta pública perante o Governador Civil.

ma  



publicado por porabrantes às 11:05 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.11.19

Em 1837, os bens confiscados dos Dominicanos abrantinos, do convento de S.Domingos sairam à praça, postos pela Junta de Crédito Público.

Constavam

1-Casal dos Frades, ao Sul do Tejo, valor 3.200$000 réis

(confrontava  poente com Dr.Manoel Fonseca Pimenta, da vila e nascente João Fonseca Coutinho de Refoios, de C.Branco)

2-Olival chamado do Vale da Fonte, valor 1.120$000, foreiro às freiras da Graça, em 4 alqueires de azeite,

(ao lado do Casal dos Frades)

3-Metade duma Quinta próximo à Fonte de S.José, com casas de sobrado e água,  valor 1.120$000, 

4-Uma vinha arruinada com pinhal , no Fojo, valor 200$000

5-Herdade do Azinhal,  ao sul do Tejo,valor 600$000  

(confrontava  poente com Dr.Manoel Fonseca Pimenta, da vila e nascente João Fonseca Coutinho de Refoios, de C.Branco)

 

 No mesmo dia eram postos à venda os bens da Ordem de Cristo, entre os quais constavam uma Quinta chamada de D.João, em Punhete e o Convento adquirido por Costa Cabral e nacionalizado por Salazar, certamente um acto de defesa da Cultura Portuguesa.

Houve outros bens do Convento abrantino, vendidos noutra ocasião.

ma   



publicado por porabrantes às 14:42 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.08.19
 
 
 
 
TUBUCCI assoc.defesa património região ABRANTES
7 horas

Arquitecto génio faz desaparecer as 2 janelas, da antiga cela Prioral, característica de todos os conventos portugueses antigos. Ainda se viam na parte direita do corpo do edifício, na intervenção do saudoso Arquitecto Duarte Castelbranco. Quando contratam génios, dá nisto...

La imagen puede contener: cielo, árbol, casa, nubes, planta y exterior


publicado por porabrantes às 09:21 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.08.19

A construtora do MIAA pede  mais  250.000 € devido ao prolongamento do prazo da obra, por terem sido encontradas vestígios arqueológicas durante os trabalhos.

A autarquia recusa-se a pagar a verba justamente exigida.

A obra devia estar pronta em Maio deste ano.

A construtora tem toda a razão, a tutela exigiu à autarquia escavações prévias antes do início da obra, para salvar os vestígios arqueológicos.

Entre 2008 e 2017 só foram feitas umas pequenas escavações, sob direcção dum tal Oesterbeck , que ficaram a meio.

Portanto durante as obras apareceu, o que se esperava e que a tutela já previa (arcos ogivais, etc).

Portanto foi o desleixo da autarquia que produziu a situação actual e o atraso.

Situação semelhante acontece nas obras do Colégio de Fátima, que envolvem um edifício, construído sobre um convento quinhentista, o da Esperança, parcialmente demolido nos anos 40, pela empresa do dr. Manuel Fernandes, para fazer o colégio.

convento s.domingos

 

Só agora foram contratar uma empresa de arqueologia para acompanhar a obra.

Portanto situação semelhante pode acontecer no Colégio de Fátima, onde parece que há uma polémica entre os empreiteiros e a autarquia.

mn

 

   

 



publicado por porabrantes às 09:09 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.04.19

paulo livro 2

O Dr.Paulo Falcão Tavares vai fazer:

Conferência no auditório da Escola Sec. Dr. Manuel Fernandes (ANTIGO Colégio La Salle) , 11h dia 25 Maio (sábado), sobre a Ordem Dominicana e Abrantes. Entrada livre. Orador convidado: Paulo Falcão Tavares. Organização: Ordem de S. Domingos (O.P.)

 



publicado por porabrantes às 16:01 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Disputa nas obras de S.Do...

Bispo com salários em atr...

O Bispo abrantino e a exp...

O Bispo de Macau

Quando os conventos subst...

A rapina aos bens do Conv...

A rapina aos bens do Conv...

Carrilho descaracteriza S...

Os caros atrasos do MIAA

Conferência sobre o Real ...

arquivos

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds