Sábado, 09.02.19

......que já foi Largo Avellar Machado,  e que o povo chama Largo da Bomba.

Dominado pelo Palacete da D.Joana Godinho, onde nasceu o General, hoje sede dum Lar de idosos onde estão 20 utentes, que vai para obras, apesar dos impedimentos burocráticos colocados pelos amigalhaços do Luís Alves, os mesmos que toleraram a demolição dum imóvel classificado, a capela de Santo Amaro, coisa na Lei tipificada como um crime.

No meio do Largo, o coreto, mandado edificar por João José Soares Mendes, para a SIMR tocar.

Belo exemplar da arquitectura do ferro, que devia estar protegido e classificado.

Como está?

51943267_538726246622588_5002270138167197696_n

 

    interior do coreto

51630123_538726273289252_3469911062055223296_n

51538278_538726356622577_1609715955418529792_n

Conservação da cobertura

51336962_538726173289262_2994699353391628288_n

As fotos são do site bairrista Por Abrantes com Futuro , com a devida vénia

As fotos demonstram desmazelo e abandono dum património que devia estar protegido e classificado......

As fotos demonstram incultura e incompetência

As fotos demonstram o que é esta triste gestão...

As fotos demonstram que é preciso outra política e outra gente e uma terra mártir.

ma  



publicado por porabrantes às 09:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.06.17

centro republicano de abrantes - copia.jpg

cntro republicano e coreto.png

 mn



publicado por porabrantes às 10:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.01.16

coreto 1.jpg

Era muito difícil a CMA recuperar o coreto do Jardim do Castelo em vez de o ter neste lastimoso abandono, prova dum desleixo preguiçoso?

 

muro do adro.jpg

 Era muito difícil o Graça das seringas ou a Comissão Fabriqueira (que é dona do muro de suporte do adro) caiar o dito ou a última mensagem do ayatola de Roma manda desprezar o património?

 

caixas rua grande.jpg

Era muito difícil encontrar outro enquadramento para que as merdosas caixas metálicas que decoram o muro à esquerda encontrassem mais discreto pouso?

Porra e se fossem lixar o património para outra terra?

 

 

Podíamos continuar (e vamos continuar), só nos estamos actualizar, das últimas (que são demais), mas faço uma pausa para agradecer as fotos cirúrgicas do Artur Falcão que são uma delícia.

 

ma 



publicado por porabrantes às 15:54 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.05.13

Este era o Coreto do Tramagal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Coreto está a monte!!!!! Um Concelho onde há um coreto a monte é um Concelho maravilhoso num país de maravilhas!!!!

 

 

A história do coreto  de Alvega que pelos vistos não era consensual e portanto logo veio uma gaja a querer modernizá-lo está contada aqui

 

 

Em devido tempo sobre o projecto da gaja e de duas outras arquitectas teve o bom senso o então Presidente de Alvega de avisar o povo : 'Esta Junta de Freguesia informa que a sua contribuição para este projecto foi nula, já que para a sua elaboração, este executivo foi pura e simplesmente ignorado.''

 

 

Deixemos Alvega, vamos ver como era o coreto do Tramagal:

 

 Apagões do Tramagal

 

Foi inaugurado em 1922 e decerto não era tão bonito como o do Rossio que é o melhor do concelho mas era '' Os Coretos existentes, memoriais e outras formas simbólicas grandiosas são representações materiais de eventos passados, que compõem a paisagem de certos espaços públicos das localidades.
São intencionalmente dotados de sentidocultural e pol..ítico, comunicando mensagens associadas à celebração, contestação ou à memorialização, visando o presente e o futuro. São, contudo, submetidos a diversas interpretações.'' como diz no blogue Apagões do Tramagal'' o snr. Paulo Mendes em 15-11-2010



Agora falam em restaurar o coreto e não sabem das peças.


Pode seguir a discussão sobre o paradeiro das peças aqui  



Esta história abrantina tem uma moral. Os edifícios que são marcos da memória colectiva têm de ser classificados e protegidos para não sucederem coisas destas.


O pior é que a gaja ( uso o termo gaja no mesmo sentido depreciativo que o sr. dr. Mário Soares, ao tempo Presidente da República usava para se referir a  um um elemento chamado Silva, o bimbo do BPN e do Vale da Coelha, que por acaso era Primeiro-Ministro) que devia classificar estes elementos marcantes do nosso património, quer deitá-los abaixo, para os substituir por betão porque acha que deve impor o seu gosto pequeno-burguês, pindérico e novo-rico pela arquitectura ''moderna'' demolindo a nossa memória colectiva.


Mesmo que para isso seja preciso contratar empresas falidas, demolir muralhas, montar um chavascal do caraças e fazer ajustes directos



que no caso de São Domingos dão cana.


Miguel Abrantes


 



publicado por porabrantes às 12:34 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Coreto do Largo D.Joana...

O Centro Republicano e o ...

Abrantes ao abandono

Os Coretos

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds